HOJE: Evento vai reunir histórias de moradores pioneiros de Macapá

memorial1

Por Jessica Alves

Amapaenses que moram em vários estados do Brasil e também no exterior vão se reunir em um evento que vai relembrar histórias e homenagear os moradores pioneiros de Macapá. O 1º Baile do Instituto Memorial do Amapá vai relembrar sucessos marcantes nas décadas de 50, 60, 70 e 80, que eram tocados em clubes da cidade. O evento será no dia 12 de setembro, às 22h, em uma sede localizada na Rodovia JK, na Zona Sul.

Fundado no dia 15 de maio de 2015, o Instituto Memorial Amapá é uma associação que busca o debate para a preservação da história de Macapá. Segundo um dos integrantes do instituto, Walter Junior, o baile faz parte de uma série de eventos que marcam o Encontro Anual do Memorial, uma confraternização que ocorrerá nos dias 12 e 13 de setembro, e que espera reunir cerca de 200 pessoas que vivem ou residiram na capital.


“Será uma confraternização e ao mesmo tempo uma reafirmação do compromisso de todos com a preservação da nossa identidade cultural e histórica. Centenas de amapaenses, pioneiros e descendentes de vários lugares o Brasil e do Mundo estarão presentes”, explicou.

A trilha do baile será feita pela banda Os Cometas, que está em atividade desde 1962 e tem a carreira marcada por apresentações nos bailes das noites amapaenses. Outras atração confirmada para a festa é a banda Babilônia, que no repertório, revive sucessos musicais dos anos 60, 70 e 80.11205061_10206398088105053_8627167074658268889_n

Encontro

A programação do encontro iniciam às 7h do dia 12 de setembro, com realização de missa na igreja matriz de São José, no Centro da cidade.

“Os convidados serão recepcionados na saida da igreja pelo Banzeiro Brilho de Fogo e darão um abraço na Igreja reafirmando o compromisso do Memorial Amapá com a preservação do nosso Monumento mais antigo”, informou Walter Junior.

Segundo ele, uma foto será feita em frente à antiga Casa dos Padres, no Largo dos Inocentes. Depois a comitiva seguirá em romaria pela avenida Mário Cruz. Na esquina com a Rua Binga Uchoa será inaugurada a placa de Identificação da Praça Isaac Zagury, onde fica atualmente a Praça do Coco.

memorial11“Durante a reinauguração da praça, será promovido o lançamento dos projetos das placas biográficas com a entrega de miniaturas em várias vias no centro da cidade, simbolizando o lançamento do projeto em homenagem aos pioneiros”, explicou.

No dia 13 de setembro, aniversário do antigo Território Federal do Amapá, será promovida a I Quermesse do Memorial. Na oportunidade serão apresentadas palestras com Juliana Morilhas, superintendente do IPHAN, e Eloane Cantuária, coordenadora do Curso de Arquitetura da Universidade Federal do Amapá (Unifap), sobre projetos de tombamento de patrimônios materiais e imateriais, e o crescimento da cidade de Macapá.

Fonte: G1 Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *