1º Encontro de Mediadores de Conflitos formados pelo TJAP

preparaencontro-4

O Tribunal de Justiça do Amapá, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais, de Solução de Conflitos (NUPEMEC/TJAP) promoverá nesta quinta-feira (15/9), no Plenário do TJAP, a partir das 15h30, o 1º Encontro de Mediadores de Conflitos na Escola. Na oportunidade também haverá o lançamento da Cartilha de Mediação Escolar.

Cerca de 150 mediadores, entre professores, técnicos e docentes vão participar do encontro que visa debater os preocupantes índices de crimes e conflitos nas escolas, além da atuação das ações do programa de Mediação Escolar implantado em instituições de ensino do Estado pelo Tribunal de Justiça.

No Encontro haverá apresentação de palestras que abordarão os seguintes temas: o “Sistema Pré-Processual na Mediação Escolar”, ministrada pela instrutora do NUPEMEC/TJAP, Sônia Ribeiro; a “Arte de Mediar Conflitos”, sob a responsabilidade do coordenador do Programa de Mediação Escolar do TJAP, Mário Mendonça; e “Conciliar é Legal”, que será explanado pela instrutora e mediadora do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Chrystiane Maria Uhlmann.

Diretores, coordenadores pedagógicos, coordenadores dos núcleos de mediação de conflitos das Escolas Estaduais Azevedo Costa, Maria de Nazaré, Pereira, Vasconcelos, Josefa Jucileide Amoras Colares, Gonçalves Dias, São José (IAPEN), Dom Pedro I (Mazagão), Joaquim Nabuco e Campus Binacional da UNIFAP (Oiapoque) vão apresentar relatórios das ações e experiências desenvolvidas nos estabelecimentos de ensino onde o NUPEMEC do TJAP já instalou os Núcleos de Mediação.

preparaencontro_7

O Coordenador do programa de Mediação Escolar, Mário Mendonça, destacou a importância da realização deste 1º Encontro, que tem a finalidade de debater e aprimorar a política de desjudicialização de processos, solução e prevenção de litígios, a consolidação da pacificação social e a cultura da paz nas escolas, nas famílias e na comunidade.

“Esse evento vai servir para avaliarmos as ações desenvolvidas, ouvindo os relatos da atuação e experiências dos mediadores dos núcleos de mediação de conflitos das escolas instalados há um ano pelo Tribunal de Justiça. O intuito é aprimorar as práticas e as estratégias que tem a finalidade de auxiliar na contenção da crescente violência no âmbito das escolas. Também vamos aproveitar a ocasião para fazermos o lançamento da Cartilha de Mediação Escolar. Precisamos investir na melhor solução dos conflitos de interesses e consolidar uma cultura da paz nas escolas, nas famílias e na sociedade local”, disse.

Assessoria de Comunicação TJAP

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*