2016 encerra com a Virada Cultura que durante três dias irá valorizar a cultura afro do Amapá e Guiana Francesa

15515715_1461649783888048_1928564736_o
Nos últimos dias de 2016, todas as linguagens artísticas da cultura negra amapaense estarão expostas na orla de Macapá, no projeto Virada Cultural – Circuito Amapá Afro. O evento vai reunir nos dias, 29, 30 e 31 de dezembro, segmentos relacionados às tradições de matriz africana, em uma feira de caráter internacional. A Virada é uma realização do Governo do Estado através da Secretaria de Políticas para Afrodescendentes (Seafro), com recursos de emendas indicadas pelo deputado federal, Marcos Reátegui, via Fundação Palmares.
15515715_1461649783888048_1928564736_o
O objetivo do Circuito Cultural é dar oportunidades para que todos conheçam o que os segmentos afro estão produzindo em termos de produtos e serviços, e para incentivar o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas locais e gerar emprego e renda para as comunidades envolvidas. Entre os negócios que serão expostos, produtos para cabelos e pele negra, roupas que dialoguem com as formas do corpo da mulher negra, livros, brinquedos, decoração, literatura, fotografia, música, artes plásticas, culinária, todos os produtos que tenham a ver com a temática.

capoeira
O projeto é dividido em quatro eixos: Gastronomia, com comidas típicas; Exposição e Comercialização, para elementos da literatura, artes plásticas, artesanato, moda e produtos agrícola de comunidades negras; Palestras, com temas ligados a cultura negra, e Shows Artísticos e Culturais, com apresentação de grupos tradicionais de marabaixo, batuque, capoeira, hip hop, reggae, matriz africana, bandas regionais, nacional e internacional. Serão contemplados mais de 45 grupos tradicionais, e no total cerca de 100 atrações do Amapá e Guiana Francesa.
15515715_1461649783888048_1928564736_o
Núbia de Souza, secretária da Seafro e coordenadora do projeto, explica que as equipes estão trabalhando desde que o recurso foi aprovado, e falta apenas a confirmação das atrações locais, internacionais e nacionais. De acordo com a programação, todos os dias do Circuito a feira irá abrir a partir de 18h, com dois palcos que limitam o espaço dos negócios e shows, entre o anfiteatro da Fortaleza de São José, ao Trapiche Eliezer Levy. No corredor entre os dois palcos estarão instaladas as barracas com os produtos e alimentos e nos palcos, as apresentações, que encerram às 23h do dia 31.
crianca
Será uma feira voltada para o segmento afro do Amapá e Guiana Francesa, valorizando produtos, conhecimentos, religião e a cultura. O deputado federal Marcos Reátegui destinou R$ 1 milhão para a execução deste projeto, que está sendo coordenado pela Seafro e outras secretarias de Estado, e Fundação Palmares, cujo presidente, Erivaldo Oliveira, esteve aqui no Amapá, deu aval para a realização do Circuito, que é da máxima importância para os povos e comunidades negras”, disse a secretária Núbia.

Mariléia Maciel
Assessoria de Comunicação-Projeto Virada Cultural
Fotos: Márcia do Carmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *