27 anos sem Marvin Gaye

Marvin Gaye, um dos grandes nomes da soul music de todos os tempos, foi morto no dia 1º de abril de 1984.

Após terminar uma turnê, em agosto de 1983, o cantor se encontrava com graves problemas psicológicos e de saúde (além de acessos de depressão e medo, ele ameaçou cometer suicídio várias vezes, depois de numerosos conflitos com seu pai, o pastor evangélico Marvin Pentz Gay Sr). Um dia antes de completar seu 45º aniversário, Marvin foi assassinado com um tiro por seu próprio pai, após uma briga iniciada quando os pais de Gaye discutiam sobre a perda de documentos de negócios (ironicamente, Gaye foi morto por uma arma que ele próprio havia dado de presente para seu pai). Marvin Pentz Sr foi condenado a 6 anos de prisão, após ser declarado culpado por homicídio. A acusação de assassinato foi abandonada após médicos diagnosticarem um tumor cerebral no pastor – que passaria o final de sua vida em um asilo, onde morreria de pneumonia em 1998.

Após alguns lançamentos póstumos (que fortaleceram a memória de Marvin na consciência popular), o cantor foi introduzido ao Rock and Roll Hall of Fame em 1987. Mais tarde, também ao Hollywood’s Rock Walk e, em 1990, ganharia uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood.

No mais, fica o legado do soul singer:

FONTE: http://degenerandos.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *