30 anos sem Cartola

Hoje faz 30 anos que morreu Angenor de Oliveira, o popular “Cartola”. O artista faleceu na Cidade Maravilhosa, o Rio de Janeiro, onde nasceu em 11 de outubro de 1908. Foi um grande cantor, compositor e violonista brasileiro. Considerado por diversos músicos e críticos, como o maior sambista da história da música brasileira.

Cartola compôs uma variedade de letras geniais, mas a minha preferida é “O mundo é um moinho”, já postada aqui no blog, mas vale o repeteco, em homenagem a este monstro da música brasileira:

O Mundo é Um Moinho – Cartola

Ainda é cedo, amor
Mal começastes a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar

Preste atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és

Ouça-me bem, amor
Preste atenção o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões a pó
Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estarás a beira do abismo
Abismo que cavaste com os teus pés

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *