A ARNALDO JABORIZAÇÃO DOS TEXTOS DA INTERNET

Eu sou fã do Jabor, mas li esse texto hoje e achei firmeza. Saquem:

Que a Internet é uma vasta terra fértil para engodos,enganos e boatos todo mundo sempre soube,não é mesmo?O problema é que de uns tempos pra cá,começaram a inventar os autores de qualquer porcaria que recebemos por email,como se um texto ser assinado por Arnaldo Jabor ou pelo Veríssimo,automaticamente transformasse a porcaria de texto em algo genial,supimpa!
Recentemente, Arnaldo Jabor perdeu a paciência com mais um texto que não escreveu e pelo qual admiradores o perseguem, fervorosos. Escreveu por duas vezes nos jornais repudiando o texto que aparece em 589 sites como sendo de sua autoria e que fala de forma pejorativa das mulheres calipígias.
Jabor publicou sua resposta no artigo: “Em trilha de paca, tatu caminha dentro.” Alguns trechos:
“Hoje não tem estilo, não tem capricho, não tem figuras de retórica; nada de metáforas, metonímias, catacreses ou aliterações chiques.
Hoje vai tudo em bruto, em rascunho, porque descobri na internet que sou uma besta quadrada mesmo (dirão meus inimigos: “Finalmente, ele se encontrou…”). Eu tenho traçado mal traçadas linhas há 13 anos (gente… eu escrevo em jornal desde 1991!…) numa média de 60 artigos por ano, o que totalizaria 780 artigos caprichados, e descubro aterrado na internet que sou um animal, um forte asno. Explico por quê.
Ando pela rua e as pessoas me abordam: “Adorei o seu artigo que está circulando na internet! Maior sucesso!” Pergunto, já com medo: “Que artigo?” “Esse texto genial que você escreveu e que todo mundo me mandou. Chama-se ‘Bunda Dura’”.Imediatamente, sinto-me irreal: “Eu sou eu, ou sou outro?” Por um instante, penso que tenham renomeado algo que escrevi, mas respondo: “Não fui eu quem escreveu esse texto!”
Aí, o admirador do texto apócrifo, o fã de um Jabor virtual se encolhe meio ofendido, flagrado em sua desinformação: “Mas… tem coisas legais…” Aí, o sujeito sai sorrindo amarelo e vira meu inimigo para sempre.Vejam o efeito da burrice “serial”: um burro me falsifica, um outro gosta e quem paga o pato sou eu.”
Eleições
Com a época de eleições,o que já era ruim ficou péssimo.Qualquer texto anti-PT,anti-Dilma ou anti-Lula já metem um “Arnaldo Jabor” no fim,como se isso fosse um selo de qualidade.Não é!Aliás,se o jornalista tem talento ou não,nao cabe aqui a discussão,porém,lembre-se:ARNALDO JABOR NÃO É DEUS! Não é só porque ele falou (ou eu falei) que é verdade. TENHA SENSO CRÍTICO para perceber os interesses por trás de cada corrente besta que você recebe (inclusive essa), assim como para perceber os interesses de cada candidato.Todo cronista/jornalista ,sempre terá sua opinião,que é diferente da minha,da sua,e não é por que o nome dele se encontra no fim do artigo(e como vimos as vezes apenas por acaso) que devemos prestar reverência ao mesmo….
Se você leu tudo, até o fim, parabéns! Se não leu, parabéns também. NÃO repasse isso para seus amigos, eles tem mais o que fazer…
Autor:Arnaldo Jab..ops digo… Almy Fróes- [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *