A convite de Claudiomar Rosa, ativista Renan Almeida faz uso da Tribuna na Câmara de Vereadores e faz alusão ao 34° dia internacional do combate à LGBTfobia

Durante a 25° Reunião ordinária desta terça-feira, 14, a tribuna da Câmara de Vereadores de Macapá recebeu Renan Almeida, membro da União Nacional LGBT

O atuante ativista dos direitos humanos falou sobre o dia internacional contra a homofobia, celebrado em 17 de maio, cuja data simbólica é marcada pela luta contra as arbitrariedades, desrespeitos e quaisquer formas de opressões contra a comunidade LGBTQIA+.

Um dia de reivindicações por mais direitos, respeito e equidade para todos os gêneros e orientações sexuais.

Para Renan, uma cidade que não respeita os direitos humanos da sua população é uma cidade que não garante a segurança da criança, do jovem, do adolescente e que não garante acesso pleno à saúde, à educação e á segurança pública.

“Temos que pensar que construir uma Macapá para todos é uma Macapá que pensa em toda a sua população que garanta os direitos sociais dos filhos do arco-íris tucuju. Temos que lembrar que o nosso papel enquanto membros da sociedade macapaense é garantir os direitos sociais e garantir a segurança de toda população.

Temos que lembrar que uma cidade inovadora é uma cidade que está em conexão com as demandas sociais de seus munícipes. Temos que lembrar que uma cidade empreendedora é uma cidade que está em conexão com as demandas do mercado social dos seus munícipes”, contou.

Renan acredita que o dia internacional de combate à LGBTfobia não é apenas um dia para a população LGBTQIA+ refletir, mas sim para todo e qualquer cidadão do Amapá e do Brasil refletirem juntos.

“Qual é o país, qual é a cidade, qual é o estado do futuro que nós queremos? quem nós queremos que construa essa sociedade? quem nós queremos que esteja como o nosso vizinho e que tipo de comportamento nós queremos? Nós queremos uma sociedade mais inclusiva, uma sociedade mais diversa, com equidade e que estabeleça aquele princípio constitucional do bem-estar a todos os cidadãos brasileiros”, ressalta Renan Almeida.

O vereador Claudiomar Rosa, autor do requerimento, lembra que o seu mandato vem debatendo e colocando as portas abertas para a população LGBTQIA+. O parlamentar enfatiza que todos os dias é necessário tentar, aos poucos, mudar essa cultura do preconceito com qualquer pessoa, qualquer raça e orientação sexual e finaliza exaltando o papel do ativista pelo fim da homofobia e pela luta por mais direitos da população LGBTQIA+.

“Renan que é muito mais do que um ativista, é um símbolo de homens e mulheres que todos os dias sofrem violência nas ruas, nas suas casas, nas escolas, nas repartições públicas… em todos os lugares, mas, resistem e defendem a sua bandeira. Estou do lado da causa e quero ser um representante até quando vocês me permitirem”, finalizou Claudiomar Rosa

Assessoria de comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *