A Operação – Conto de Jaci Rocha sobre o apagão no Amapá -Égua-moleque-tu-é-doido!

Conto de Jaci Rocha sobre o apagão no Amapá

Devem ter caluniado Thor, pois logo após acordar com uma p* dor de cabeça, tomar a água mais gelada que poderia ter em Asgard, foi surpreendido com uma Operação da Polícia Intergaláctica.

Ao que parece, acusaram-no de, em meio a uma bebedeira, arrumar confusão em uma taverna, com dois ou três ‘mau elementos’ e soltar seu martelo sob eles. Segundo a acusação, no retorno, ao que parece, seu martelo bateu nos céus de Macapá.

Macapá na noite de terça-feira (3/11) – Foto: Aog Rocha

Acusaram Thor de perturbação da paz social e descumprimento das normas de boa convivência entre os mundos. Diziam que, ao cair sob os céus de Macapá, um de seus raios recaiu sob uma subestação de fornecimento de energia elétrica para a cidade, causando um enorme incêndio, o que deixou 800 mil brasileiros no escuro.

Levado à Superintendência da Polícia Federal em Macapá, na Zona Norte – oitiva só possível graças a uma deportação intergaláctica – negou veementemente o feito.

Explicou que retornou para casa e que lembrava-se de portar seu martelo, intacto, e que, embora ébrio, na noite anterior, sabia que não chegou a resvalar seu martelo sob a cidade. Alegou absoluta inocência.

Macapá na noite de terça-feira (3/11) – Foto: Aog Rocha

Não negou, entretanto, a enorme briga e o uso de seu indispensável elemento de defesa e ataque. Pesou em desfavor do Deus do Trovão a enorme chuva torrencial que recaiu sobre a Cidade.

Infelizmente, não foi possível aferir as alegações de Thor, mesmo porque, sem energia, a cidade de Macapá perdeu seu pequeno elo com o País Brasil – ‘o que dirá’ com os demais mundos.

A OAB compareceu para pedir autógrafos. Autoridades também pediam seu minuto de ‘sol’, sob o céu do Deus do Trovão. Ao que parece, apenas a Polícia Técnica e Científica dos mundos compareceu mesmo ao local do suposto incidente .

Após 10 dias convivendo sob forte opressão e reprimendas públicas de todos os Universos, isso sem contar as pragas e maus dizeres de mais de 800 mil amapaenses, soube que finalmente concluiu-se que não havia possibilidade de Thor ter influenciado no incidente.

Em verdade, a polícia científica intergaláctica concluiu tratar-se de falha na manutenção do local, ou seja, de eventual possível irregular prestação de serviços, o que é mais comum do que parece, naquela pequena província do Brasil.

Mjolnir, o martelo de Thor – Foto: site Hypescience.com

Apesar da prova conclusiva em seu favor, o martelo de Thor permanece apreendido na Superintendência da Polícia Federal. O decurso do Inquérito permanece em andamento, mas será remetido no prazo de 90 dias à Superintendência da Polícia Intergaláctica: Burocracias de um mundo onde a magia fica quase esquecida, dada a aridez de existir.

*Referências ‘devem ter caluniado’, extraídas do livro ‘O processo’, de Franz Kafka.
**Jaci Rocha é poeta, contista e advogada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *