Acadêmicos de História da Unifap participam de visita guiada no Centro de Memória do TJAP e Sala de Arquivo no Fórum de Macapá

Na quinta-feira (22), o Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) recebeu acadêmicos do curso de História da Universidade Federal do Amapá (Unifap) para uma visita guiada pelas instalações do Centro de Memória, Biblioteca e Sala de Arquivos da instituição. A iniciativa visa fomentar o acesso à pesquisa e utilização do acervo de interesse histórico do Poder Judiciário amapaense. A ação foi organizada pela Coordenadoria de Informação, Documentação e Memória Judiciária do TJAP e professores da Unifap.

A recepção dos estudantes foi feita pelos membros da Coordenadoria de Informação, Documentação e Memória Judiciária do TJAP: a bibliotecária Simone Leite (coordenadora), o museólogo Michel Ferraz e o historiador Marcelo de Oliveira. A visita também foi acompanhada pelo professor Higor Pereira, da Unifap.

“As visitas são importantes porque é uma oportunidade que o TJAP tem de mostrar que cumpre sua função primária e essencial que é julgar, mas é também se posicionar e contribuir com seu acervo. Pois é de interesse histórico e cultural para a preservação, bem como fortalecimento da memória institucional. Assim, a classe acadêmica pode ver os documentos e processos, manipularem e absorver conhecimento de técnicas como tratamento dos mesmos e é fonte de pesquisa para os estudantes”, detalhou o museólogo do TJAP, Michel Ferraz.

Na oportunidade, além de conhecer o acervo em exposição, os alunos puderam ouvir explicações sobre a longa trajetória do Judiciário no Amapá.

“Parte importante do trabalho do historiador é o contato com a documentação, com a memória documental. O TJAP mantém um acervo documental riquíssimo, sobretudo para a perspectiva de História vinculada a essa disciplina. É essencial que os acadêmicos tenham essa experiência e vejam a preservação desse material, pois não temos um arquivo público e poucas instituições que estão abertas para receber pesquisadores. O Poder Judiciário é uma delas e serve de fonte de pesquisas para os alunos”, destacou o professor Higor Pereira.

A visita também se estendeu até a Biblioteca Juiz Francisco de Oliveira, onde os acadêmicos puderam conhecer o acervo bibliográfico, especialmente as novas aquisições da área de história. Em seguida, os estudantes se dirigiram ao Fórum Desembargador Leal de Mira e conheceram a Sala de Acesso Digital e a Sala de Arquivos do TJAP.

Na ocasião, os estudantes tiveram a oportunidade de um contato direto com processos judiciais antigos e percepção sobre sua importância como fonte de pesquisa histórica.

“Com essa visita, tivemos oportunidade de reconhecer os aspectos da memória e principalmente toda a trajetória política e institucional ocorreu no Estado. Ao mesmo tempo no próprio processo imperial no Brasil, inclusive colonial. Podemos observar processos jurídicos, a própria trajetória política do Amapá contada pela documentação. Agradecemos pelo importante trabalho da equipe do TJAP”, pontuou o acadêmico Marco Trajano.

Centro de Memória do TJAP

O Centro de Memória do TJAP foi inaugurado em 31 de agosto de 2019 com intuito de preservar e difundir a memória institucional da Corte de Justiça amapaense. Localizado na entrada do Palácio da Justiça, o memorial exibe objetos, livros notariais e processos judiciais emblemáticos provenientes de diversas fases do Judiciário no território Tucuju.

O espaço está localizado na Sede do TJAP, na Rua General Rondon, nº 1295, no Centro de Macapá. Aberto das 7h30 às 14h, disponível para visitação do público.

– Macapá, 23 de fevereiro de 2024 –

Secretaria de Comunicação do TJAP
Texto: Elton Tavares
Fotos: Flávio Lacerda
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *