Ação do Judiciário vai beneficiar crianças da Casa da Hospitalidade


Nos dia 02, 03 e 04 de setembro, no hall da Central de Conciliação, que funciona no Fórum de Macapá, a Justiça do Estado vai realizar o 1º Juris Bazar, com o objetivo de destinar a arrecadação para estruturar a seção de fisioterapia da Casa da Hospitalidade, em Santana.

O 1º Juris Bazar é uma iniciativa do Juizado da Infância e Juventude – Área de Políticas Públicas, e conta com a participação de integrantes do Judiciário, na doação de roupas e outros bens; além de valores autorizados para desconto em folha de pagamento de servidores e magistrados.

Para Lene Pacheco, coordenadora da Casa, a ajuda mostra a sensibilidade do Judiciário pelo trabalho que a Casa da Hospitalidade realiza, na medida em que socorre e acolhe as pessoas que precisam de proteção, muitas das quais enviadas pelo Judiciário.

Há 38 anos a instituição atua na assistência gratuita de pessoas. A grande maioria, infanto-juvenil com deficiências físicas, transtornos mentais. Há ainda as crianças com desenvolvimento normal, que foram maltratadas ou abandonadas pelos familiares. Atualmente a Casa cuida de 85 acolhidos, com idade de 6 meses até 65 anos.

Feliz com o apoio e a possibilidade da seção ter novos equipamentos, a fisioterapeuta Frankneide Viana tem confiança que vai poder prestar um serviço de melhor qualidade e proporcionar dignidade no tratamento. “É o pouco que podemos fazer para garantir um quadro de boa saúde, frente às debilidades físicas de pessoas tão indefesas”.

A coordenadora da Casa, Lene Pacheco, destacou o grande apoio material que chega pela generosidade de pessoas comuns, comerciantes, entidades civis e religiosas, estudantes e outros organismos sempre dispostos a estender a mão solidária. “Nossas necessidades são tamanhas, e a sociedade tem sido nossa grande parceira nessa luta”.

Nesse sentido, é comum visitantes realizarem práticas de caridade. Um grupo de estudantes do Convênio do 3º Ano do Ensino Médio do Núcleo de Educação Integrada, esteve lá interagindo e trocando carinho com as crianças. De acordo com a experiência realizada por eles, o mundo será melhor quando as pessoas saírem de seus mundinhos e se importarem mais umas com as outras.

Texto: Edson Carvalho
Fotos: Adson 
Assessoria de Comunicação do Tjap
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*