Administrador Bruno Mont’Alverne gira a roda da vida. Feliz aniversário, “Babolha”! – @Brunomontalver1

Com o Bruno, no início dos anos 2000. “De um tempo que fomos para sermos o que somos”.

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Também sempre digo que aprendi a ter amigos longevos, pois sou sortudo por ter bons companheiros há muito tempo. É o caso de Bruno Mont’Alverne, que é um brother das antigas, além de amigo querido, que gira a roda da vida neste dia 18 de maio. Fico feliz pelo seu ano novo particular, pois ele é porreta!

Bruno é administrador, vascaíno sofrido, feliz bicolor, estudioso maçom, meu antigo adversário (pato) de videogame, WAR e Dominó, filho caçula do casal querido Fernando e Sônia. Ele também é marombeiro, praticante de artes marciais, trabalhador, responsável, inteligente, fiel aos seus e um baita cara porreta. Mas acredito que os melhores papéis desempenhados pelo “Babolha” em sua vida é de pai amoroso do lindo Gabriel e marido/parceiro da querida Isa.

Com o Bruno, em 2014.

Há 20 anos, Bruno era nosso amigo mais jovem e protegido por todos. Autêntico, pouco convencional, simples, sorridente, brincalhão, prestativo e fiel. Sinto saudade de quando tínhamos mais encontros, tanto dos pra jogar, quanto de nossas reuniões etílicas.

De certo, um dos grandes amigos que tive no passado. A gente ainda é brother, mas a vida nos afastou. Porém, quando nos encontramos, é sempre festa. Por ele já bati em pateta e ameacei uns dois ou três. E valeu a pena. Eu e Emerson (meu irmão) amamos esse cara. Aliás, juntos já aprontamos muito nesta jornada. É como a frase de Paulo Sant’Ana: “tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.”

Com Emerson e Bruno, semana passada. Reencontro porreta!

Em resumo, Bruno Mont’Alverne é um daqueles amigos que fazem parte da minha história de uma maneira única e marcante. Como diz o escritor Fernando Canto: “de um tempo que fomos para sermos o que somos”. É isso mesmo.

Toda vez que o encontro o Bruno, é como abrir um baú repleto de memórias dos “tempos de violência”, sempre ao som do Rock’n’Roll nas ruas, becos e bares da cidade. Isso sempre com as melhores e piores companhias (risos).

Saúde e felicidades, mano Sapulha!

Bruno, mano velho, que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com essa sabedoria e coragem. Que tudo que couber no teu conceito de sucesso se realize. Que a Força sempre esteja contigo. Saúde e sucesso sempre. Parabéns pelo teu dia, brother. Feliz aniversário!

Elton Tavares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *