Agende-se! Vai começar o Aldeia de Artes Sesc Povos da Floresta


Teatro, dança, música, exposição, oficinas, debates, circo, artes visuais, cinema e literatura. Vai começar a miscelânea cultural da IX Aldeia de Artes Sesc Povos da Floresta, de 26 a 30 de maio, com uma programação recheada, para todos os gostos e públicos. São 40 produções para ninguém ficar de bobeira nesses cinco dias de efervescência cultural, e com acesso totalmente gratuito.
A Aldeia de Artes Sesc Povos da Floresta é um projeto que o Departamento Regional do Sesc/AP vem realizando desde 2006, oportunizando a mostra de espetáculos locais e nacionais, com discussões e possibilidades em sonhar um evento que congregue vários segmentos. As apresentações ocorrerão no Sesc Araxá, Sesc Centro, Amapá Garden Shopping, Casa do Artesão, escolas e praças públicas.
Nesta edição, o teatro vai abrir caminho para as demais apresentações. Serão dois espetáculos, manhã e tarde, no Espaço Recreativo do Sesc. Mas a cerimônia de abertura acontece à noite, às 20h30, na frente do Salão de Eventos, antecedida pela Mostra de Cinema Norte-Americana, que vai rolar todos os dias, das 19h às 21h. Após a cerimônia, o Salão de Eventos será aberto para a apresentação do Espetáculo Anáguas, da paraibana Cia. Oxênte de Atividades Culturais. Programe-se e venha prestigiar os espetáculos reservados especialmente para você. Veja o que vai rolar no primeiro deste caldeirão cultural.
DIA 26/5/14 (segunda-feira)
9h – Os magníficos – o doce e o amargo do nariz vermelho
Local: Espaço Recreativo Sesc Araxá
Cia. Circo e Teatro Uma Trupe de Três – Macapá/AP
Duração 40 min.
O espetáculo narra a vida de três palhaços: Mutuca, Pitomba e Chumbinho, artistas mambembes que trilham longas distâncias para levar sua arte, suas dores e suas alegrias, na busca de viver o mágico universo do circo.  A cada apresentação eles realizam uma longa viagem de ônibus, carregando mala, instrumento musicais, cenário, até chegar ao local da apresentação. É a busca da cena sobre o olhar trágico, cômico e poético do palhaço.
 
15h – Tio Nescau é diversão total
Local: Espaço Recreativo Sesc Araxá
Grupo Teatral Turma do Nescau – Santana/AP
Duração: 60 min.
Tio Nescau é Diversão Total é repleto de músicas, cantigas de rodas, brincadeiras e atividades lúdicas que têm a interação constante com a criançada. Com muita alegria Tio Nescau e sua turma divertem de forma educativa, deixando um gosto de quero mais para o público infantil, e para os adultos a vontade de ser criança novamente. Ele faz a festa com convidados hilários: Palhaço Pingo, Txutxucão, Homem Aranha, Duendes, entre outros divertidos personagens que atraem o público infantil.
21h – Anáguas
Local: Salão de Eventos Sesc Araxá
Cia. Oxênte de Atividades Culturais/PB
Duração 60 min.
Projeto “Anáguas – A dramaturgia Paraibana em Cena” foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz / 2013. Três mulheres lutam cada uma a sua maneira para se manterem fiéis aos seus princípios. Para isso são capazes de passar por cima de seus próprios egos, liberando o que há de mais cruel no ser humano: conflitos, desarmonia, egoísmo, injustiças, condenação e auto-condenação permeiam o espetáculo do início ao fim, mostrando também suas fraquezas e se apoiando nos familiares.
A direção optou por uma montagem triangular e atemporal onde três escadas definem o espaço trabalhado pelas atrizes que dão vida as personagens. As escadas definem bem a intenção do poder que essas mulheres pretendem exercer diante da família. O espectador é pego de surpresa, ao mesmo tempo em que vislumbra o espetáculo, é parte essencial dele, chegando a contracenar com as atrizes em meio ao desfecho da peça, e vão cada vez mais sendo envolvido nesse triângulo.

22h – Show musical com Sérgio Salles
Local: Sesc Centro

Sérgio Salles é paraense, radicado em Macapá desde 2001, atua na área cultural há 30 anos como cantor e compositor. Participou de bandas como Grupo Frissom e Banda Alceu Valença Couver. Com larga experiência na área musical, acumula experiências em projetos como Macapá Verão, Expofeira do Amapá, Sescanta Amapá. Em festivais pelo país conquistou prêmios como melhor música, melhor letra e melhor intérprete.
Rita Torrinha – Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *