Alunos de comunidade ribeirinha aprendem poesia por meio da consciência ambiental

tso

Trabalhar a realidade de uma comunidade ribeirinha e possibilitar um debate sobre a consciência ambiental de jovens por meio da poesia é o objetivo do projeto Olho D’água, da escritora e atriz Carla Nobre, contemplado no Mais Cultura na Escola, do Ministério da Cultura (Minc) em parceria com o Ministério da Educação (Mec).

O projeto trabalha com os alunos da oitava série da Escola Estadual Osvaldina Ferreira da Silva na comunidade da Ilha de Santana, poemas de temáticas amazônicas relacionados à água.

“Escolhemos trabalhar poemas relacionados à água, devido à existência da proximidade dos alunos com o rio Amazonas, e dele fazer parte do cotidiano de todos da comunidade de forma muito direta”, explica Carla Nobre.

Ela ressalta ainda que busca também por meio das oficinas relacionar poemas que tratem da importância de se ter consciência ambiental principalmente para quem mora tão próximo do rio.

“O rio Amazonas é uma das maiores riquezas do nosso país e pra quem mora na Amazônia ele é muito mais importante, por ser canal de saída e entrada de pessoas e também dar o sustento de muitos, mas muitas vezes esquecemos disso e acabamos sujando o nosso rio e contribuir para que os jovens reflitam sobre isso já um começo da mudança; sem contar o trabalho reflexivo que está sendo feito sobre o valor do rio em nossas vida como ribeirinhos”, ressalta.

Os jovens tem começado a descobrir uma nova diversão com as palavras. “Eu ainda não tinha lido um poema, mas os que conheci aqui na oficina são bem legais e também não sabia que eu podia escrever um poema e ficar legal”, conta o aluno José de Abreu.


Atenciosamente, Thiago Soeiro
Contato: (096) 9155 – 6451
E-mail: tgsoeiro@gmail.com
Skype: Tgsoeiro
Twitter: @ThiagoSoeiro
Facebook: www.facebook.com/tgsoeiro

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*