Amapá debate sobre clima e floresta em fórum da Amazônia Legal

O Amapá foi um dos estados participantes do segundo encontro do Fórum de Secretários de Meio Ambiente da Amazônia Legal e do Comitê Diretivo da Força-Tarefa de Governadores para o Clima e Florestas, que aconteceu em Rio Branco de 13 a 15 de abril.

O gestores debateram temas que são comuns entre os estados, como queimadas e desmatamento, soluções e também de estratégias para casos de eventos extremos, como cheias repentinas em função de fortes chuvas, a exemplo da que ocorreu em Rio Branco, recentemente, considerada a maior cheia vivida pelo Acre.

O encontro faz parte das ações do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, que é um espaço destinado ao debate das pautas de clima, meio ambiente e sustentabilidade, para que seja articulada uma atuação conjunta dos estados frente aos desafios da maior floresta tropical úmida do mundo.

“A troca de experiências, dos desafios e das boas lições aprendidas na execução das políticas de meio ambiente no fórum, tem resultado em maior integração entre os estados e encurtado o caminho na busca de soluções para problemas comum”, relatou a presidente do Fórum, Julie Messias, que é secretária de Meio Ambiente e das Políticas Indígenas do Acre.

A secretária de Meio Ambiente do Amapá, Taisa Mendonça, assumiu a vice-presidência do Fórum e falou do significado desse debate para a execução e planejamento de políticas de desenvolvimento para a Amazônia Legal.

“A reunião permite a interação e o compartilhamento de ideias para a elaboração de planos mais eficientes para resolver questões desafiadores em relação ao meio ambiente”, enfatizou a secretária.

Um dos pontos prioritários discutidos foi o Plano de Prevenção e Combate ao Desmatamento que está em Consulta Pública, na capital do Acre. Os participantes também visitaram o Centro Integrado de Geoprocessamento Ambiental, que oferece informações qualificadas para direcionar as estratégias de políticas do governo.

A programação incluiu ainda uma visita de campo a um local onde uma família vive do manejo florestal e é referência pelo trabalho desenvolvido na área. A ideia é conhecer o desenvolvimento e o modo de viver das pessoas com essa prática sustentável, para que isso sirva de inspiração para ações em outros estados.

Além dos secretários, participaram do encontro, representantes de outros órgãos de desenvolvimento e meio ambiente como do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Programa de Clima e Floresta da Embaixada Real da Noruega no Brasil.

Serviço:

Texto: Cristiane Nascimento
Foto: Alexandre Noronha/Acre
Secretaria de Estado da Comunicação – SECOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *