Amapaense Bia Nelluty estreia no Rio de Janeiro no projeto do músico Ney Conceição

Bia Nelluty é a convidada do baixista Ney Conceição para a estreia de seu mais novo projeto musical, e nesta quinta-feira, 11, a jovem amapaense estará em um dos redutos mais culturais do Rio de Janeiro, a Lapa. O show Bossa na Lapa inicia às 20h e terá a participação de grandes instrumentistas brasileiros, que estarão acompanhando Bia, no espaço cultural colaborativo Mooyo, um lugar que reúne público que curte do chorinho ao jazz.

Ney Conceição Quarteto Convida é o nome do projeto que o baixista, considerado um dos melhores do país, estreia com o trompetista Arimatéa; ⁠Natan Gomes no piano; ⁠Erivelto Silva na bateria, e Fineias Nelluty, que faz uma participação especial no violão. O projeto tem a assinatura de Ney Conceição, que é reconhecido com incentivador e realizador de iniciativas de fomento da cultura brasileira e da música instrumental. Ele já esteve no Amapá em duas edições do Amapá Jazz Festival.

Filha do instrumentista, compositor e arranjador musical, Fineias Nelluty, e da backing vocal Fabíola Nelluty, Beatriz, conhecida artisticamente como Bia, tem 14 anos, e se apropria dos microfones da família desde os 7 anos, quando já gravava vídeos caseiros com o pai, chamando a atenção do público e também artistas. O repertório de Bia, influenciado pela rotina familiar, sempre fugiu dos tradicional, e ela se encontrou musicalmente no jazz, samba, bossa e MPB.

Em fevereiro deste ano Bia fez seu primeiro show, acompanhada por músicos amapaenses e a participação primorosa de Brenda Melo, Val Milhomem, Enrico Di Miceli e Patrícia Bastos, artistas que fazem parte do convívio de Bia, desde a infância. Nas redes sociais, Bia tem centenas de seguidores e fãs, que fazem jus à capacidade artística da cantora. Seu próximo trabalho no Amapá é o lançamento de um single, que irá marcar o início da carreira autoral.

Os pais, ainda encantados com o talento da filha, são os maiores incentivadores, e cuidam da carreira e da vida escolar e familiar da adolescente. “Nos resta ajudar a moldar essa grande artista que está nascendo, respeitando suas particularidades, gostos e tendências. Ela tem talento, carisma e gosta de cantar, por isso estamos segurando suas mãos e torcendo para que ela faça o que gosta, e seja feliz e completa”, pontua Fineias.

Mariléia Maciel
Assessoria de Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *