Ancine promoverá oficinas de formatação de projetos em Macapá

12743947_775881782545453_1948990301718833508_n

Por Carlos Alberto Jr

O Conselho Estadual de Cultura Estadual dará espaço para debates e construção de projetos na área audiovisual. De 19 de fevereiro à 13 de março, a Agência Nacional do Cinema (Ancine), por meio do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira realizará três oficinas de formatação de projetos.

Em 2016, na segunda edição, o Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro (Prodav) TVs públicas, tem o objetivo de regionalizar a produção de conteúdos audiovisuais independentes, tendo como destinação inicial o campo público de televisão nos segmentos de TV universitária, comunitária, educativa e cultural.

Todas as capitais brasileiras foram beneficiadas com oficinas. Em Macapá, três oficinas serão ministradas gratuitamente, sendo uma no campo da ficção que terá como facilitador Guilherme Fiúza, uma sobre documentário ministrada por Raquel Leiko e a terceira sobre animação, com Nadia Mangolini.

“No Amapá alguns de nossos produtores culturais ainda não estão aptos à elaboração desses editais. Afinal, estamos apenas no segundo ano dessa nova política de regionalização, então é muito importante para os produtores independentes amapaenses participarem de oficinas para se adequarem”, ressalta Uliclelson Luis, conselheiro do audiovisual do Amapá.

As oficinas terão no máximo 30 participantes e servirão de base para a montagem de projetos. Cada oficina tem carga horária de 20h, sendo distribuídas da seguinte forma: em dias de semana (segunda à sexta) de 18h às 22h e aos finais de semana (sábado e domingo) de 9h às 18h. Elas serão ministradas no auditório do Conselho Estadual de Cultura, na avenida Professora Cora de Carvalho, 1842, no Centro de Macapá.

Para participar o interessado deverá preencher o formulário de inscrição para oficinas de formatação de projeto apresentando uma proposta para a categoria da oficina que pretende cursar. O projeto deverá constar o nome completo, formato, sinopse, estágio em que se encontra o mesmo e uma carta intenção de uma empresa produtora independente e registrada na Ancine, comprometendo-se a inscrever o projeto em chamadas públicas.

Fonte: G1 Amapá

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*