Antologia “Cronistas na Linha do Equador” é lançada em e-book e está disponível para aquisição na internet

“Cronistas na Linha do Equador”, com capa 3D e foto de Floriano Lima.

A antologia “Cronistas na Linha do Equador”, lançada no último dia 17 de maio, há exatamente um mês, é uma obra que reúne dez cronistas do Amapá (de origem ou coração), que resolveram unir histórias, registros, memórias e “causos” e publicar a cultura amapaense. Em razão dos tempos atuais, a obra está em formato e-book, disponível para aquisição na internet, no site da Amazon, pelo valor simbólico de R$ 10,00. O livro, com capa 3D e foto de Floriano Lima, reúne 30 crônicas com temas diversos, como regionalismo, realismo fantástico ou relatos de experiências vividas ou fantasiadas.

O e-book “Cronistas na Linha do Equador” pode ser adquirido no site da Amazon Livraria Virtual, na plataforma eBooks Kindle: https://ler.amazon.com.br/kp/kshare?asin=B088PYRG25&id=sZBSijthTdOFuO8v38ESMg&reshareId=Z2WPDBTEJJAA8B1HCCQ5&reshareChannel=system

A coletânea, idealizada e organizada pelo escritor Mauro Guilherme, conta, além dele, com outros renomados autores da literatura amapaense. São eles: Alcinéa Cavalcante, Paulo Tarso, Rui Guilherme, Raquel Braga, Osvaldo Simões, Cléo Araújo, Neth Brazão, Bruno Muniz e Elton Tavares.

Sim. É minha estreia como escritor em livro, ainda que seja em e-book. Depois da pandemia lançarei o meu, ‘solo’ (com todos os agradecimentos aos colaboradores, mas essa é outra história).

Sobre esta antologia, ressalto que cada cronista tem seu estilo peculiar.

Alguns deste grupo de escritores são também poetas e imortais da Academia Amapaense de Letras (AAL) e é uma honra ter crônicas minhas em uma obra com eles. Agradeço aqui a oportunidade.

No prefácio de antologia “Crônicas na Linha do Equador”, Mauro Guilherme discorre sobre a obra:

Decidimos mais uma vez convidar escritores amapaenses, a fim de que juntos pudéssemos compor uma nova antologia. Não entendo literatura sem livro, escritor sem obra, nem formação literária sem leitura. Precisamos, nós escritores, publicarmos, caso contrário o livro, que morria na gaveta, morrerá nos computadores.

O nosso empenho, e os de alguns outros que militam na literatura amapaense, tem sido este. Por isso novamente aqui estamos reunidos aos nossos pares, agora em uma antologia de crônicas”.

Estamos primeiramente publicando o livro como e-book, seja porque a obra foi terminada em tempos da pandemia do novo coronavírus, seja porque reconhecemos que o livro digital se transformou em uma nova forma de aproximar o escritor do leitor, em qualquer canto do país ou do planeta”.

Este é o resumo do prefácio. Aliás, bela apresentação do Mauro.

Quando perguntam qual a minha profissão, digo que sou jornalista, assessor de comunicação e editor de um site. Mas que, um dia, gostaria de ser escritor. Pois é, me tornei, de fato, escritor e estou feliz com isso.

Valorize a literatura local e adquira o livro “Crônicas na Linha do Equador”. Não é querendo me gabar não, mas a obra está maravilhosa. É isso!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *