Antônio Furlan recebe prefeitura de Macapá com receita de R$ 1 bilhão; prefeitos iniciam transição

Reunião aconteceu no palácio Laurindo Banha, sede da administração municipal — Foto: John Pacheco/G1

Por Fabiana Figueiredo e Jéssica Rabelo

O atual prefeito Clécio Luís Vieira se reuniu pela primeira vez, na manhã desta terça-feira (22), com o prefeito eleito Antônio Furlan, para realizar a transição entre as gestões da prefeitura de Macapá. Integrantes das comissões também estiveram presentes. Em 2021, a capital inicia com orçamento de R$ 1 bilhão.

O encontro aconteceu no Palácio Laurindo Banha, sede da prefeitura. A comissão de encerramento de mandato instituída pela atual gestão se reuniu com a equipe de transição do prefeito eleito.

A equipe técnica de Clécio foi formada por cinco representantes:

Paulo Mendes, secretário de Planejamento, Orçamento e Tecnologia da Informação;
Nair Mota, secretária de Transparência e Controladoria;
Taísa Mendonça, procuradora-Geral do Município;
Jesus Vidal, secretário de Finanças;
e Rodolfo Vale, secretário de Articulação Institucional.

Reunião acontece no palácio Laurindo Banha, sede da administração municipal — Foto: Ascom/PMM

O atual prefeito falou que pretende realizar uma “transição transparente e colaborativa”, dando acesso à receita, às previsões, e também aos projetos já formulados e que precisam ser executados. Ele destacou que deixará o município com uma receita de mais de R$ 1 bilhão.

Macapá é uma cidade média, com meio milhão de habitantes, com problemas de cidade grande, problemas históricos, de décadas. Dr. Furlan vai presenciar isso no dia a dia, e às vezes com cultura de cidade pequena. […] Eu peguei uma prefeitura com salários atrasados, com uma dívida quase igual ao orçamento daquele ano, de quase R$ 400 milhões, pra um orçamento de R$ 540 [milhões]. Hoje eu vou entregar uma prefeitura com salários em dia, com plano de cargos e salários, com obras em curso, com muitos recursos em conta ou empenhados para a realização de obras. Uma prefeitura com uma receita que era de R$ 540 milhões e vou entregar com R$ 1,2 bilhão, 140% a mais do orçamento que eu recebi”, disse Clécio.

Com o adiamento das eleições em Macapá por causa da crise energética que atingiu o estado no mês de novembro, o próximo prefeito da cidade só foi definido no último domingo (20), em 2º turno. Por isso o período de transição será bem curto, de menos de 10 dias, já que Furlan assume a gestão no dia 1º de janeiro de 2021.

Na 1ª reunião, o prefeito eleito estava acompanhado do coordenador de transição, Ivo Melo. Antônio Furlan falou do compromisso em dar a continuidade em serviços e reforçou a prioridade com a saúde.

Pouquíssimos dias, com certeza não vamos conseguir absorver todas as informações. Isso é humanamente impossível, normalmente a transição ocorre em 40 dias. […] A equipe está vindo com 5 membros. A frente da comissão está o Ivo Melo, que é um rapaz que trabalha comigo há muitos anos, é muito experiente. E a prioridade é saúde. Coloquei na campanha, vamos sim trabalhar muito para melhorar os indicadores de saúde da nossa cidade, geração de emprego e renda também”, declarou o eleito.

Fonte: G1 Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *