AnúnCIO – Texto atemporal de Fernando Canto

anúnCIO

Vende-se uma alma, uma árida alma de pedra, uma alma dura, de pedra. Vende-se uma alma, autêntica alma dura, própria para construção, pois em pedaços distintos servirá de matéria para a ereção de um império.Vende-se ou troca-se a alma por carro/motor-de-popa ou barco à vela completo. Vende-se a dura alma que quer se perder no mar, que vai se gastar no infinito, que quer se tornar feliz. Vende-se/vende-se/vende-se.

*Do livro “Equino CIO – Textuário do meio do Mundo”, de Fernando Canto. Ed. Paka-Tatu, Belém, 2004.
**Passados 13 anos, Fernando Canto ainda descreve a realidade. Tomara que um dia as coisas mudem, de fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *