Aplicativo SOS Mulher é finalista do Prêmio CNMP 2019, na categoria Tecnologia da Informação

A Comissão de Planejamento Estratégico do Conselho Nacional do Ministério Público (CPE/CNMP) divulgou, na última sexta-feira (12), os 27 projetos finalistas das nove categorias do Prêmio CNMP 2019. O Aplicativo SOS Mulher, desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia da Informação do Ministério Público do Amapá (MP-AP), em parceria com a Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), está na final, entre as iniciativas da área de Tecnologia da Informação.

Em cada categoria, três projetos disputam o primeiro lugar. Os vencedores serão conhecidos no dia 22 de agosto, durante a solenidade de abertura do 10º Congresso Brasileiro de Gestão do Ministério Público, no Instituto Serzedello Corrêa, em Brasília.

O Prêmio CNMP

O Prêmio CNMP foi criado para dar visibilidade aos programas e projetos do Ministério Público brasileiro que mais se destacaram na concretização dos objetivos do Planejamento Estratégico Nacional do MP.

Nesta edição, 1.034 projetos concorreram em nove categorias: Defesa dos Direitos Fundamentais, Transformação Social, Indução de Políticas Públicas, Redução da Criminalidade, Redução da Corrupção, Unidade e Eficiência da Atuação Institucional e Operacional, Comunicação e Relacionamento, Profissionalização da Gestão e Tecnologia da Informação.

Sobre o SOS Mulher

O App disponibiliza às mulheres vítimas de violência uma ferramenta que permite identificar com rapidez o local exato onde ocorrem as agressões sofridas. O projeto concorreu com 82 outras iniciativas nas áreas de TI, apresentadas pelos MPs de todo o país, e está entre os três finalistas.

“O aplicativo identifica com rapidez as agressões ocorridas. Uma vez instalado, a mulher poderá cadastrar até cinco nomes de sua confiança, que serão acionados, em caso de emergência, por meio de um botão do “pânico”. A partir daí, automaticamente, serão enviadas mensagens de socorro aos contatos cadastrados, com a exata localização da vítima”, explicou Rodinei Paixão, diretor de TI do MP-AP.

De acordo com a procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, este é um dos projetos desenvolvidos pelo MP-AP, que visa intensificar o diálogo interinstitucional e a atuação junto à comunidade, cujo objetivo estratégico é contribuir para combater a violência doméstica a fortalecer a paz social.

“O SOS Mulher é um projeto inovador e um instrumento destinado a contribuir para a transformação da cultura de violência contra as mulheres, estimulando o respeito aos diretos e equidade de gênero. A tecnologia evolui e é preciso fazer uso disto e produzir mudanças na sociedade. Estamos felizes por chegar ao final do prêmio com uma medida essencial para o combate à violência doméstica”, comemorou a PGJ do MP-AP.

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
*Com informações do CNMP
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *