Aprenda a escrever com a luz

                                                                                           Por Alexandre Brito

Fotos: Aog Rocha.
Aprender a escrever, no sentido amplo do termo, não é lá uma tarefa fácil. Taí uma coisa que não tem receita, não é mesmo? Mas parece que o êxito nesse desafio envolve mais transpiração do que inspiração. Quem conseguir juntar àquela a esta, está feito.

Uma das poucas regras que podem receber esse nome quando se trata de escrita é aquela repetida como bordão por teachers de cursinhos pré-vestibulares e pré-concursos Brasil a fora: só escreve bem quem lê. Mas aí fico pensando em caras como Patativa do Assaré que, mesmo sem ler os clássicos nem os malditos, escrevem muito. Aí chego a conclusão que, pra escrever bem, é necessário uma sensibilidade maturada por uma percepção cuidadosa e isso pode acontecer pela via da educação formal ou por aquelas situações que se aprende vivendo…

E escrever não envolve apenas letras que formam palavras, que formam frases, que formam orações, que formam parágrafos. É possível escrever com a luz e essa escrita, por mais que não pareça, exige tanto estudo quanto a sua amiga verbal.

Esse preâmbulo todo é para colocar as senhoras e os senhores a par de um curso que vai lhes ensinar um pouco dessa misteriosa arte de escrever com a luz: a fotografia.

Perguntado sobre suas expectativas em relação ao curso, Aog diz:

“Quero dividir um pouco do que a gente sabe com os alunos que se inscreverem (…) espero também que as pessoas assimilem o conteúdo que irá ser ministrado (…) que envolverá a estrutura da câmera fotográfica, planos, ângulos, luz natural, artificial”.

Resumindo a história:

Curso de Fotografia Básica

Período: 12 a 16 de abril

Local: Laboratório de Fotografia da Faculdade Seama

Horário: 14:30 às 17:30

Investimento: R$ 80,00

Inscrições: Central de Atendimento ao Aluno da Seama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *