Aprendizado e sonhos alimentados durante evento do CBF Social em Macapá

“Eu quero ser jogador da Seleção Brasileira”, confessou Sérgio Filho, que com apenas 09 anos de idade, presta muita atenção em todos os detalhes ditos pelo treinador da Seleção Brasileira Sub-15, Paulo Victor. O sonho de Serginho é o mesmo de tantos jovens amapaenses, que nesta quarta-feira, 15, tiveram oportunidade de ouvir e falar sobre futebol com os representantes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O seminário promovido pela Federação Amapaense de Futebol (FAF), em parceria com o departamento CBF Social, reuniu mais de 200 pessoas no auditório do Museu Sacana neste primeiro dia de programação.

Diogo Netto, gerente de Responsabilidade Social e Sustentabilidade da CBF, abriu as discussões da tarde, e falou sobre identificação e desenvolvimento do talento no futebol. Diogo também apresentou as iniciativas do departamento social da CBF em todo o Brasil.

“Queremos que esse departamento alcance os jovens brasileiros e temos muitas parcerias a fazer, mas esse é um processo sem pressa, a ser feito com eficiência. Aqui no Amapá, por exemplo, já estamos em discussão para implantar um Centro de Desenvolvimento do Futebol aqui no Amapá”, adiantou.

A segunda palestra foi proferida pelo treinador Paulo Victor, que apresentou as estratégias que usa com seus jogares em campo e falou sobre o perfil do atleta que tem chances de chegar na Seleção.

Talento, coragem, amizade e determinação foram os sentimentos passados pelo treinador aos jovens presentes no seminário.

“Nós trabalhamos com valores que vão além de futebol, queremos atletas talentosos, mas com mentalidade firme, com garra para lutar pelas vitórias em unidade com toda equipe. É em busca disso que percorremos o Brasil”, explicou o treinador.

Drogas

Uma parte da tarde foi dedicada à discussão sobre o combate ao doping no esporte. A palestra foi proferida pelo médico Fernando Solera, oficial médico do Controle de Dopagem da FIFA, que mostrou ao público todo o procedimento usado para combater o uso de substâncias ilícitas nos atletas do Brasil.

Solera disse também que será implantada uma sala antidoping no Amapá, em parceria com a FAF, para que, no máximo em um ano, todos os campeonatos passem por esse controle.

Recompensa

Para o presidente da FAF, Netto Góes, o momento foi uma oportunidade gratificante de incentivo ao futebol de base do Amapá.

“É preciso incentivar o futebol de base e temos procurado formas de encontrar esses novos atletas e dar espaço para o seu crescimento. Ver que o futebol ainda alimenta o sonho de tantos jovens é a melhor recompensa. Melhor ainda é contar com o apoio da CBF nessa missão”, concluiu o presidente.

Festival

A programação do seminário continua nessa sexta-feira, 16, com o Festival de Futebol no Zerão. Meninos e meninas do Amapá estarão em campo, sob o olhar da equipe da CBF que atua como olheira pelo Brasil, incluindo o treinador da Seleção Brasileira Sub-15. O Festival acontece de 09 às 12:00hs.

Por Marcelle Nunes
Comunicação FAF
96- 98106-4232

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *