Associação Bom Sucesso discute sobre a contaminação dos rios e dos peixes por mercúrio


A Associação dos Agroextrativistas Ribeirinhos do Rio Araguari – Bom Sucesso participou na manhã do último sábado, 04, na Câmara Municipal de Porto Grande/AP, da Audiência Pública que tratou sobre a contaminação dos peixes e do rio pelo mercúrio.

A audiência contou com a presença de representantes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (IMAP), Instituto de Pesquisas Cientificas e Tecnológicas do Estado do Amapá (IEPA), Sindicato Rural Familiar, Agência de Pesca do Estado do Amapá (PESCAP), Instituto Estadual de Florestas do Amapá (IEF), Prefeitura de Porto Grande e todos os vereadores do município de Porto Grande.

Como se dá a contaminação por mercúrio

Uso do mercúrio faz parte do processo tradicional utilizado geralmente em garimpo para viabilizar a separação do ouro dos demais sedimentos. Uma parte dele é despejada nos rios e igarapés e a outra é lançada na atmosfera. Uma vez na atmosfera, ele acaba caindo nas proximidades das áreas de exploração. As águas dos rios e os peixes que ingerem o mercúrio podem levá-lo para regiões mais distantes. A contaminação de seres humanos se dá especialmente através da ingestão de peixes contaminados, sobretudo os carnívoros e de tamanho maior.

Os efeitos do mercúrio

O mercúrio é um metal altamente tóxico e seus danos costumam ser graves e permanentes: alterações diretas no sistema nervoso central, causando problemas de ordem cognitiva e motora, perda de visão, doenças cardíacas entre outras debilidades. Nas mulheres gestantes, os danos são ainda mais graves, pois o mercúrio atinge o feto, causando deformações irrecuperáveis.

Alessandra Lameira
Assessora de Comunicação/Associação Bom Sucesso
Contato: (96) 981197655

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *