Assoreamento do rio Araguari transfere surf na Pororoca no Amapá

Por Paula Monteiro, do Portal Amazônia

A construção da Usina Hidrelétrica (UHE) Ferreira Gomes e o surgimento de canais causados pela criação desenfreada de búfalos causaram o assoreamento do rio Araguari, na ‘Comunidade do Bom Amigo’ em Cutias do Araguari (distante 141 quilômetros de Macapá), capital do Amapá. A denúncia foi realizada por moradores da região à Associação Brasileira de Surf na Pororoca (Abraspo), que há 17 anos pratica o surf na Pororoca no local.

Para constatar a situação, integrantes da Abraspo foram até o rio Araguari, no último dia 13 de fevereiro, acompanhados por uma equipe da TV japonesa Tokyo Broadcasting System (TBS), que realiza um Documentário sobre a Pororoca. A visita estrangeira estava programada para filmar a força e a beleza das ondas vorazes do fenômeno natural, no entanto, o registro foi outro. “Ficamos surpresos em ver um canal de 18 metros de profundidade no ‘varadouro Uricurituba’, aberto pelo pisoteamento de búfalos no solo que interrompeu o trecho natural da vazão do rio, desviando a água que retornaria para a foz”, afirmou o presidente da Abraspo, Noélio Sobrinho.

De acordo com Sobrinho, no perímetro que vai da Comunidade do Bom amigo até a foz do rio Araguari – que também já está assoreando- ainda acontece o fenômeno onde apenas 30% do percurso da Pororoca apresenta condições para a prática do surfe. “Temos que rodear o Arquipélago do Bailique para pegar mar aberto e entrar no rio Araguari”, explicou o presidente da Abraspo, Noélio Sobrinho.

O rio Congo, no Arquipélago do Bailique, e a Ilha de Maracá, no município de Amapá, se tornarão as sedes dos campeonatos de surfe na Pororoca, no Amapá. Na ilha do Maracá as ondas prometem serem maiores do que na antiga sede, pois é onde acontece o primeiro encontro com o Oceano Atlântico, como explicou Sobrinho que também surfou pororocas na França, Inglaterra, China, além do Brasil.

O presidente da Abraspo garante que o surf na Pororoca não perderá espaço por conta do que acontece na Comunidade do Bom Amigo, e que a associação desbravará outros lugares com potencial para a prática esportiva. “A Abraspo criou o surf na Pororoca no Brasil e nunca vai abandonar o Amapá no circuito de eventos. Buscaremos novas opções”, garantiu.

Campeonatos

Para este ano, estão previstos campeonatos e desafios importantes. O Primeiro Desafio Internacional de Surf na Pororoca está previsto para ocorrer em março, com a participação de atletas de oito países entre eles Brasil, França, Estados Unidos e Austrália. Também vai acontecer a 14ª edição do Campeonato Brasileiro de Surf na Pororoca, na Ilha de Maracá, entre os dias 27 de abril a primeiro de maio, no Amapá.

Documentário

O Documentário ‘Amazon Great Journey’, da TV japonesa Broadcasting System (TBS), contará em quatro horas de duração, divididas em duas partes, o fenômeno da Pororoca no rio Amazonas- desde a região peruana até o seu desemboque no Oceano Atlântico. A filmagem é dirigida por Noboru Miura e conta com a participação do ator japonês hollywoodiano Ito Hideaki. As filmagens serão finalizadas no Pará.

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*