Até a próxima, Jork!


O funcionário da Caixa Econômica Federal (CEF/AP), acadêmico de Direito, exímio contrabaixista e velho amigo meu, Jorkdean Vilhena, faleceu na madrugada de hoje (13). Ainda não sei ao certo as circunstâncias da morte de Jork, mas disseram que ele foi vitimado durante uma briga de trânsito.  

Conheci o Jork em 1991, quando cursamos juntos a 7º série, na Escola Alexandre Vaz Tavares (AVT). O cara era um gozador, um sacana gente boa. Ele nunca andou comigo pra cima e pra baixo, mas quando nos encontrávamos era festa, principalmente nos eventos de rock. 

Jork foi um dos melhores músicos que vi tocar, principalmente Heavy Metal. Embalou piseiros memoráveis nas noites quentes de Macapá, tocando com a banda Sloth. Tempos bons aqueles. 

Jorkdean tinha 35 anos, era um figura alegre, sempre com um sorriso no rosto e direto, não fazia rodeios. Tinha personalidade e era “considerado”, querido por todos nós, os amantes de rock, sobretudo os malucos das antigas. Hoje é um dia Triste. 

De repente, agora ele toma uma com Cliff Burton, quem sabe? O fato é que sentiremos saudades. Jork, meu velho, que você faça a sua passagem em paz. Até a próxima vez, amigo. 

* O velório será na casa de uma tia do Jork, na Feliciano Coelho, em frente ao Iesap, bairro do Trem, às 16h.

Elton Tavares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.