Ator amapaense faz sucesso na cena teatral da Guiana Francesa e se lança como diretor de teatro no território francês

Ator amapaense Patrick Alves – Foto divulgação

O ator amapaense Paulo Patrick Alves Barbosa, de 31 anos, com 13 deles dedicados à carreira no Teatro, faz sucesso em Cayenne, na Guiana Francesa (FRA), com a peça “Voutres Face”, onde interpretou o personagem “la mour”. O artista terá um novo desafio pela frente, no próximo dia 2 de junho, ele estreará como diretor do espetáculo “Petiti Entrepise de Balthazar” (texto do autor Michel Bellier no festival de Theatro Amador da Guyanne ).

Além disso, Patrick Alves também leciona curso de iniciação de teatro infantil com a CIA de Theatro Kazaktheatre no Teatro La Macouria, na cidade guianenese.

Patrick Alves iniciou nas artes cênicas no ano de 2006, em Macapá, no Movimento Cultural Desclassificáveis, quando participou de várias ações socioculturais e apresentações teatrais na capital amapaense.

Espetáculo “Petiti Entrepise de Balthazar”, que estrará no dia 2 de junho de 2019, que marcará o início da carreira de Patrick como diretor

No currículo do ator estão os espetáculos teatrais “Angel”, baseado nos textos de Martin Sherman (2006), “O boi e o Burro a caminho de Belém”(2006), “Cabaret Anjos em Crise Ponto Com” (2010), “Curupira: Um Ser Inesquecível”, representado o Peixe-Boi (2015), entre outros.

Patrick Alves atua no teatro em Caiena Foto: Arquivo Pessoal

Em 2017, Patrick Alves mudou-se para Cayenne para estudar e, atualmente, cursa Artes Cênicas em Cour Florent – uma escola particular francesa de teatro em Paris, criada em 1967.

Em 2018, ele participou como assistente de direção artística e cultural coletiva do projeto No Meio, com a encenação “O mistério do rio e Atipa e Bosíbio”.

Pelo seu trabalho no grupo Desclassificáveis, militância na cultura e projeção da arte cênica do Amapá em território francês – pois como já dito o ator faz sucesso em Cayenne -, parabenizamos Patrick Alves.

Sucesso sempre!

Elton Tavares, com informações da atriz e produtora cultural Andreia Lopes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *