Atuação pela Vida capacita profissionais dos Centros de Referência para identificarem comportamento suicida

Na última quarta-feira (30), o Ministério Público do Amapá (MP-AP) e o Ambulatório de Atenção à Crise Suicida (Ambacs) da Universidade Federal do Amapá (Unifap) promoveram o curso de “Capacitação em Identificação do Comportamento Suicida”. A atividade, realizada no Complexo Cidadão da Zona Norte, faz parte do projeto AtuAção pela Vida, que têm como foco o fortalecimento e ampliação das ações de saúde mental em Macapá, visando a prevenção do suicídio.

O curso é voltado para servidores dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS); Especializado de Assistência Social (CREAS); Atendimento à Mulher (CRAM); Atendimento à Mulher e à Família (CAMUF); que serão treinados para serem multiplicadores em seus locais de trabalho. A turma foi limitada a apenas 15 participantes presenciais, em cumprimento aos protocolos de segurança impostos pelas autoridades por conta da pandemia de Covid-19, tais como distanciamento social, uso de máscaras, álcool em gel e número reduzido de participantes.

“Estamos felizes em estarmos aqui, onde somos muito acolhidos todas as vezes que participamos do projeto. É a energia do acolhimento que trazemos neste curso, que considero como um encontro, onde passamos algo e nos dão algo em troca”, conta o psicólogo da Ambacs, Antônio César Rocha Lima, membro da AMBACS desde 2017, na abertura do evento.

Também ministraram o curso as psicólogas Josicleia da Silva Pantoja e Eline de Araújo Viana da Silva, as quais também são membros da AMBACS.

O promotor de Justiça da Promotoria de Defesa da Saúde, Wueber Penafort, enfatizou a importância de a capacitação acontecer com quem tem contato direto com pessoas que apresentam ideação suicida.

“Esse projeto já vem há dois anos trabalhando a questão da ideação suicida no Estado, que é um problema muito grave, que aflige o Amapá e o coloca em um ponto relevante no cenário nacional. O passo de hoje é muito importante porque vai capacitar quem tem contato com as pessoas fragilizadas, onde podem identificar sinais de ideação e orientar essas pessoas e seus familiares para enfrentamento dessas dificuldades”, reforça Wueber Penafort.

No encerramento do curso houve entrega dos certificados aos participantes, com a presença dos psicólogos e coordenadores executivos da AMBACS, Ana Ferreira e Igo Natividade.

Sobre o AtuAção pela Vida

O AtuAção pela Vida, iniciado em 2019, já capacitou mais de 500 Agentes Comunitários de Saúde, 50 profissionais da área de psicologia. O projeto é executado por meio de três eixos: capacitações, escutas itinerantes e campanhas de sensibilização.

Em 2019, a iniciativa desenvolveu inúmeras atividades como palestras, capacitações e escutas psicológicas, as quais sofreram paralização em razão da pandemia, mas que estão sendo retomadas gradualmente.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Vanessa Albino
E-mail: [email protected]
Contato: (96) 3198-1616

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *