Atuação pela Vida: Escuta Psicológica Itinerante é realizada no bairro Marabaixo e conjunto Macapaba

No último sábado (7), a Escuta Psicológica Itinerante, atividade do projeto “Atuação pela Vida”, foi realizada em mais duas comunidades, dessa vez, no bairro Marabaixo e no conjunto habitacional Macapaba. A ação é coordenada pela Promotoria de Defesa da Saúde do Ministério Público do Amapá (MP-AP), em parceria com o Ambulatório de Atenção à Crise Suicida (Ambas), da Universidade Federal do Amapá (Unifap).

A Escuta Itinerante possibilita a identificação de casos e sintomas que possam levar à ideação suicida ou à automutilação, para que seja feito um pré-diagnóstico e, caso necessário, o devido encaminhamento à rede de apoio. Os atendimentos foram realizados psicólogos voluntários da Ambacs, divididos nas duas unidades de ensino.

Durante a semana o tema esteve presente no meio da comunidade escolar, por meio de palestras para os estudantes, ministradas pelos servidores do MP-AP, sobre saúde mental. Já na ação deste sábado, de forma individualizada, os profissionais acolheram, escutaram e puderam dar orientações. Foi a oportunidade que muitos aguardavam para tirar dúvidas, fazer questionamentos e falar de suas emoções.

O cuidado permanente com a saúde mental é o eixo central do projeto, cuja campanha de conscientização reforça a mensagem de que “Viver é sempre a melhor opção”. O promotor de Justiça e coordenador das Promotoria de Defesa da Saúde, André Araújo, acompanhou a mobilização nas duas escolas estaduais onde as atividades foram concentradas: Professor Antônio Munhoz (Macapaba) e Nilton Balieiro (Marabaixo).

A diretora da Escola Estadual Professor Antônio Munhoz, Angela Coelho, aprovou a iniciativa. “Precisamos muito dessas ações e estamos de portas abertas para as próximas etapas. A sensibilidade do projeto, de trazer essa mensagem de amor e solidariedade ao próximo é muito bonita. Nossa comunidade agradece”, disse.

Cada etapa do projeto tem servido de aprendizagem e troca de experiências entre os integrantes da equipe, que fazem uma reunião de avaliação ao final dos atendimentos, visando a próxima ação.

“Essa foi a nossa última a Escuta Psicológica Itinerante de 2019. Avaliamos que conseguimos avançar muito este ano, mas queremos reforçar ainda mais o projeto em 2020, para isso, estamos buscando apoio de outros órgãos do poder público e, muito especialmente, gostaríamos de convidar as lideranças comunitárias a abraçarem esse projeto de valorização da vida”, manifestou a promotor André.

Para o coordenado da Ambacs, psicólogo Dr. Washington Brandão, o projeto cumpriu seu objetivo principal. “Conseguimos reforça que ações interinstitucionais podem promover consequências significativas para a melhora da qualidade de vida das pessoas e, quando envolve a sobrevivência dos cidadãos, isso se torna cada vez mais necessário”, finalizou.

SERVIÇO:

Ana Girlene
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *