Atuação pela Vida: MP-AP participa da abertura virtual do III Simpósio de Prevenção do Suicídio da Microrrede de Atenção à Crise Suicída

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Promotoria de Defesa da Saúde, com o projeto Atuação Pela Vida, participou nesta quarta-feira (7), da abertura do III Simpósio de Prevenção do Suicídio da Microrrede de Atenção à Crise Suicida, realizado pelo Ambulatório de Atenção à Crise Suicida (Ambacs) da Universidade Federal do Amapá (Unifap). A iniciativa ocorreu de forma on-line, transmitida pela plataforma Zoom. Além da troca de experiências, o objetivo do evento foi o debate sobre a ampliação das possibilidades de cuidado em rede.

Durante a abertura, a assessora técnica do MP-AP, Carla Pena, que apresentou o Projeto Atuação pela Vida destacando as ações do projeto, o qual é focado na saúde mental, com palestras, escutas psicológicas e capacitações de profissionais que lidam de frente na prevenção ao suicídio.

Entre as atividades realizadas pelo MP-AP estão ações itinerantes de atendimento psicológico, capacitações, palestras, sempre em conjunto com os parceiros.

A Promotoria de Defesa da Saúde trabalha, desde 2019, o projeto Atuação Pela Vida, em parceria com o Ambacs. A ação consiste em mutirões de escutas psicológicas, com objetivo de estabelecer o cuidado permanente com a saúde mental e, assim, a prevenção ao suicídio em Macapá, por meio de três eixos: capacitações, escutas itinerantes e campanhas de sensibilização. Este trabalho resultou, no ano passado, em inúmeras atividades.

A coordenadora da Ambacs, professora e psicóloga, Dra Leila Feio, agradeceu a parceria com o MP-AP e ressaltou a necessidade de ampliar os esforços para o cuidado com as pessoas.

O conferencista que abriu o evento, psicólogo Dr Washington Brandão, destacou o avanço da prevenção do suicídio no Amapá desde da criação da microrrede e ressaltou a necessidade de envolvimento maior do poder público na área de saúde mental.

Além da participação do MP-AP, e coordenadores da Ambacs, a live contou com a presença online de psicólogos voluntários. O evento, conta com a inscrição de mais de 450 participantes dos mais diversos lugares do Brasil e de outros países. O encerramento do evento ocorrerá nesta quinta-feira (8), após realização de mesas redondas sobre o comportamento suicida do negro, LGBTQIA+ , indígenas e mulheres, além de relatos sobre experiências com estes grupos.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Elton Tavares
E-mail: [email protected]
Contato: (96) 3198-1616

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *