Bioparque da Amazônia passa a fazer parte do roteiro turístico de Macapá

A capital do Amapá acaba de ganhar mais um belo e importante atrativo turístico, não só para o visitante que chega à cidade, mas também para o amapaense que precisa conhecer e valorizar as riquezas da terra tucuju. Reinaugurado há quase um ano, o Bioparque da Amazônia Arinaldo Gomes Barreto, na rodovia JK, passa agora a integrar o roteiro turístico de Macapá.

Esta semana, agentes de viagem e guias de turismo fizeram uma visita técnica no Bioparque para conhecer os atrativos do local. A ideia é comercializar as mais de trinta atrações do parque nos pacotes turísticos oferecidos pelas agências de viagens.

Participaram da visita técnica representantes das agências de viagens Poroc Turismo, Life Turismo, Cunani Turismo e Cupuaçu Turismo. “Iremos incluir o Bioparque no pacote de serviços de turismo receptivo de Macapá. O turista vai poder comprar a entrada da Bioparque na própria agência de viagem”, disse Sandro Borges, da agência de viagem Cunani Turismo.

Atrativos

O Bioparque da Amazônia possui uma área de 107 hectares de florestas, no meio do centro urbano de Macapá. O espaço é formado por ecossistemas que integram floresta de terra firme, cerrado e campos inundados (áreas de ressaca). Oferece muitas atrações e uma rica biodiversidade, com exposições de espécies da flora e da fauna amazônica.

Circuito da Bioaventura ganhou novas modalidades radicais e isto tem sido o grande atrativo de visitantes. Além da tirolesa, a trilha está composta agora por Arborismo (escalada em árvore), parede de escalada, Arvorismo (trilha suspensa nas árvores) e passeio caboclo (canoagem). O espaço ainda oferece a trilha da bike, onde o visitante faz o agendamento, leva a sua bicicleta e pode se aventurar pelo meio da floresta.

Diferenciado

O pacote de serviços de turismo receptivo de Macapá inclui a Casa do Artesão, Fortaleza de São José de Macapá, Mercado Central, orla da cidade, Museu Sacada e o monumento Marco Zero do Equador. É o conhecido city tour – passeio pelos principais pontos turísticos da cidade. Segundo as agências de viagem, o Bioparque da Amazônia vai compor um pacote diferenciado.

“Iremos oferecer o Bioparque como um produto voltado mais para o turismo ecológico e de aventura. Temos muitos atrativos aqui, onde o turista pode passar de três a quatro horas de visitação. Faremos o descritivo de todos os atrativos do parque e oferecer essa maravilha aos nossos clientes”, ressaltou Sandro Borges.

Bioempreendedorismo

Para o diretor do Bioparque, Richard Madureira, um dos objetivos do espaço é fomentar e desenvolver o bioempreendedorismo, por meio da cadeia do turismo, gerando oportunidades, emprego e renda. Neste sentido, o Bioparque da Amazônia se coloca como um instrumento para fomentar a economia local, além de revelar as belezas naturais que temos em nossa capital.

O parque é hoje um dos principais pontos turísticos e de visitação de Macapá. “É importantíssimo esse atrativo fazer parte do roteiro turístico de Macapá. De outubro de 2019 a fevereiro de 2020, o Bioparque recebeu cerca de 112 mil visitantes, tanto locais quanto de outros estados e países. Todos interessados em conhecer a nossa rica biodiversidade”, destacou Richard.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Volnei Oliveira
Assessor de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *