• Há alguns meses meu filho de quase 4 anos começou a falar algumas palavras estranhas ao seu cotidiano, em tom de xingamento ou apelidando. Pensei na escola, mas quando fui assistir com ele um dos DVDs que ele tem da Turma da Mônica, descobri de onde veio.

  • Na verdade, quem sofre bullyng é a Mônica. A diferença entre o que sempre aconteceu nas escolas e nas ruas é que ela se defende e os pais sabem da questão. Esta é melhor questão: se ela se defende, eles param por um tempo. A amizade, porém, acaba continuando porque os que a ofendem são os mesmos que a defendem nas aventuras. E convenhamos, a discussão é porque o Cebolinha quer ser o rei da rua, mas não quer ferir ninguém.
    É bullying? Acho que sim, mas existe a saída: revide sem matar e avise a todos o que está acontecendo. Infelizmente, na vida real não é assim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *