Camarão que dorme a onda leva. Vai dar samba!


Nesta segunda-feira(23), às 17h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), a Seleção Brasileira enfrenta o time de Camarões. A partida é válida pela terceira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo 2014. Até aí nenhuma novidade. Só que os ‘Leões da África’, como a equipe camaronesa é conhecida, vem sem o seu principal jogador, o atacante Samuel Eto’o, com uma lesão no joelho direito, e desfalcada do volante Song, expulso contra a Croácia. Já os brasileiros entrarão em campo com sua equipe titular.
Além disso, a seleção de Camarões já está eliminada, pois perdeu seus dois primeiros jogos para México (1 a 0) e Croácia (4 a 0). Por sua vez, a Seleção Canarinho precisa somente de um empate para se classificar à próxima fase do Mundial, por conta da vitória em cima dos croatas, por 3 a 1, e o empate com mexicanos em 0x0.
 
Porém, é preciso vencer para convencer a nação dona da casa de que a Copa do Mundo não só é no Brasil, mas que temos chances sim de brigar pelo hexacampeonato. O jogo será a 100ª partida da nossa seleção em certame mundial do naipe. Um bom número para a equipe de Luiz Felipe Scolari reafirmar seu valor. Neymar e Oscar estão voando. A zaga é forte, o goleiro experiente, o meio-campo também está ok. Tomara que Fred desencante, pois já é hora de botar pra quebrar.

A pífia campanha de Camarões causou arranca-rabo entre os jogadores. Moukandjo e Assou-Ekotto, que discutiram e brigaram ao fim da partida contra a Croácia. Também dizem que rolaram conflitos internos na equipe, fatores que só aumentam as chances de o Brasil vencer.
A disputa de hoje é a segunda da história entre Brasil x Camarões. A primeira foi há 20 anos, em 24 de junho de 1994, na Copa do Mundo dos E.U.A. Aquela partida, que tive o prazer de assistir, foi vencida pelos brasileiros por  3 x 0 – gols de Romário, Márcio Santos e Bebeto. É bem verdade que, na época, os camaroneses estavam longe de ser a equipe que, comandada pelo brilhante jogador Roger Milla, encantou o mundo na Copa da Itália, em 1990, quando chegou às quartas-de-final.
 
Hoje tem que dar samba: “Camarão que dorme a onda leva”. Que leve e nos leve para as oitavas-de-final. Enfim, temos um ótimo time e um leão ferido pra matar. Que seja como há 20 anos. Pra cima deles, Brasil!
Elton Tavares
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*