Canto 70 anos – Por Marcelo Guido – @Guidohardcore

Por Marcelo Guido

Canto, para o Aurélio, ponto, ângulo, linha de convergência ,superfície. Ato de produzir sons utilizando a voz.

Não falando de qualquer “Canto”, mas do Fernando, que nesta altura da vida , no dia de hoje esta a comemorar 70 primaveras.

O Fernando , o Canto e uma figura exemplar , no âmbito profissional , nem se comenta , sociólogo, excelente professor, uma superfície de saber, onde o ângulo da magnitude nos levar a pensar o quanto é honesto o seu ato se compartilhar a sabedoria.

70 primaveras , que podem ser repartidas em atos , como um verdadeiro espetáculo. Sim, a vida do cara parece ter sido escrita , por um ser tal o próprio. São na realidade 25.550 dias vividos , e salientamos com muito humor , respeito e perseverança. O Fernado , o Canto parece ser um personagem de Joice , Calado , Hemingway , Amado ou Marques. E sério, parem para ler a “Odisséia”, ” O Velho e o Mar” , ” Bar Dom Juan” , Capitães de Areia ou ” 100 Anos de Solidão ” que vocês encontrarão o Canto em alguma página.

Uma verdadeira convergência, algo que beira o folclórico, sim realmente uma lenda urbana . Ele antes de tudo faz o que ? O carnaval. Sendo com periquitos na mangueira , com cheques do Jaconias ou com um atabaque, bandeira e camisa da Universidade do Samba, Boêmios do Laguinho , dizem que nutre um amor cavalar pela parte Laranja do bairro do lago pequeno, mas isso não é crime. Aliás ele é o branco mais preto daquelas bandas.

Por falar em Boêmios, sim boêmio dos bons , inclusive intinerante , o ser fantástico deveria andar com uma capa, por ser um verdadeiro mago.

Consegue transcender e permanecer em meios distintos , como ao lado de figuras importantes do cotidiano local , nacional e até ao lado de famigerados como esse que esta escrevendo , o Elton Tavares, o Cleomar dentre outros seres escusos que aí da zombam nesta terra. Ou seja , com a mesma categoria que coloca o arroz com o polegar na colher usa também e muito bem os talheres de salada.

O bicho , tem uma banda. É sério, o Fernando não tem Canto só no nome, ritmo e poesia pulsam de dentro dele, o nome do conjunto ” Pilão “, quase maluco , e com eles trouxe a pororoca, o povo da maloca tudo isso atravessando a verde mata e esperando o estrondo do pau a se partir. Uma viagem.

Fernando Canto, entre os jornalistas Elton Tavares e Marcelo Guido – Foto: Maksuel Martins

Esse cara faz parte dos ” Adoradores do Sol”, e um ” Balsamo” , dizem que já ” Fedeu e Morreu” deu ” A Água Benta do Diabo” pra ” O Centauro e as Amazonas ” tudo isso em ” Tempos Insanos” onde ” O Marabaixo ” parece ser mais ” Literatura das Pedras “.

O Fernando Canto , não chega ele simplesmente baixa , como uma entidade que é, tem vários nomes ” Papai Smurff ” , ” Barbosa ” , ” Barba ,Cabelo e Bigode “, ” Irmão ” , mas antes de mais nada pra mim , é só o Tio Fernando mesmo.

Parabéns Tio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *