Cantor Alê D´Ilê e declamadora Andréia Lopes se apresentam no projeto Fim de Tarde no Museu


Mais uma programação especial foi organizada para esta quinta-feira, 14, no projeto “Fim de Tarde no Museu”, na Praça do Pequeno Empreendedor Popular do Museu Sacaca. A atração ficará por conta do cantor e compositor Alê D´Ilê, que atua na música há mais de 20 anos apresentando-se com frequência em restaurantes, bares e casas de shows de Macapá.

Sua participação será mais que especial, pois homenageará os namorados (as) cantando clássicos da MPB, jazz, blues, rock, entre outros ritmos.

Entre uma música e outra, haverá performances poéticas da declamadora Andréia Lopes, que também fará uma apresentação em homenagem ao Dia dos Namorados. Os casais que estiverem prestigiando o projeto farão parte de um sorteio de brindes.

As apresentações artístico-culturais do Museu Sacaca, elaboradas pela Coordenação de Eventos Culturais, estão voltadas ao público visitante de todas as idades. O principal objetivo é valorizar e difundir a produção artística e cultural do Amapá enquanto patrimônio cultural do povo amapaense, possibilitando ao público do Museu conhecer a música, a poesia e a gastronomia regional, interagindo com os artistas e produtores culturais.

O projeto “Fim de Tarde no Museu” acontece todas as quintas-feiras, das 17h30 às 22h, na Praça da Alimentação do Pequeno Empreendedor Popular, onde a poesia e a música amapaense se encontram para o deleite dos visitantes.

Onde fica o Sacaca?

O Museu Sacaca está localizado na avenida Feliciano Coelho, entre as ruas Manoel Eudóxio Pereira e Professor Tostes, no bairro do Trem, em uma área de vinte mil metros quadrados. Sua estrutura proporciona aos visitantes vivenciar a realidade das comunidades da Amazônia.

Em suas dependências é possível conhecer de perto a casa dos índios Wajãpi e Palikur, o Barco Regatão Milagres de Nossa Senhora, o Sítio Arqueológico do Maracá, a Praça do Pequeno Empreendedor Popular, a Praça do Sacaca, o Sítio Arqueológico do Maracá, a Casa da Farinha, a Mercearia da Amazônia e a Casa dos Ribeirinhos.

Nayara Cavalcante/Iepa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *