Carnaval 2016: Profissionais da Beija-Flor e Acadêmicos do Salgueiro ministram curso gratuito em Macapá

carna11

Por Mariléia Maciel

O II Encontro de Casais de Mestre-Sala e `Porta-Bandeira no Meio do Mundo será ministrado pelos primeiros casais da escola Beija-Flor de Nilópolis, Claudinho e Selminha Sorriso, e da Acadêmicos do Salgueiro, Sidclei Santos e Macella Alves. Realizada pela Escolinha de Mestre-Sala e Porta-Bandeira Mirim João Falconery, da Universidade de Samba Boêmios do Laguinho (AUSBL), o Encontro está confirmado para os dias 22 e 23 de maio, com inscrições gratuitas para casais, coreógrafos e profissionais de todas de agremiações carnavalescas do Amapá.

O evento pretende atualizar técnicas e incentivar a busca de conhecimento e aperfeiçoamento na dança do casal e a importância da apresentação e significados do pavilhão, referência maior de uma escola de samba. Referência das antigas brincadeiras do entrudo, onde os negros imitavam seus senhores, barões e baronesas, seus passos elegantes e roupas de gala, os casais vestem roupas luxuosas, e são responsáveis por levar o estandarte da escola, fazer os passos obrigatórios, mostrar harmonia entre ambos, tudo isso com cortejo e elegância.

“Nossa intenção é trocar experiências e dar oportunidade para que todos os casais que dançam no carnaval amapaense façam um belo desfile e concorram com as mesmas condições técnicas. Já avançamos muito, mas conhecimento é sempre bem-vindo”, disse Alessandra Azevedo, coordenadora do evento, 1ª Porta Bandeira oficial da Boêmios do Laguinho e coordenadora-geral da Escolinha de Casais Mirins João Falconery. Ela reforça a importância da capacitação, que porque será ministrada por casais nota 10 no carnaval carioca, profissionais atuantes o ano inteiro.

carna1

O II Encontro é a continuação, e compartilhamento com outras agremiações, da iniciativa da Universidade Boêmios do Laguinho, que investe na capacitação de seus casais de MS e PB, como o intercâmbio entre casais do Amapá e Rio de Janeiro, o que garante avaliações satisfatórias por parte dos jurados “É necessário aprender novas técnicas, que serão adaptadas aos passos personalizados de acordo com o enredo e samba, e treinar muito” explica a coordenadora.

O Workshop terá aulas teóricas e práticas. No dia 22, tem a abertura do evento, no Monumento Marco Zero do Equador, com as palestras “Tradição e Inovações Coreográficas”, com o casal da Beija Flor de Nilópolis, e “Preparação Física do Casal”, sob a responsabilidade dos representantes da Acadêmicos do Salgueiro. Dia 23, durante o dia, no Theatro do Samba da Universidade, acontecem as aulas práticas, e à noite, o encerramento, com a participação dos casais de mestre-sala e porta-bandeira das escolas de samba do Amapá e do Rio de Janeiro.

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*