Cassettemania? Quase…


Fita cassete não é como o vinil, que passa por uma ressurreição cada vez mais massiva. Tirando um ou outro herói da resistência que ainda se digna a lançar material no velho formato, a verdade é que as bichinhas viraram mais fetiche-estético-saudosista que qualquer outra coisa – ou você ainda tem onde ouvir uma em casa? Pra não deixar a imagem das K7 morrer (já reparou que as gerações mais novas não vão saber pro que elas serviram um dia?), o que mais tem por aí é acessório relembrando o formato do nosso antigo meio de ouvir música.

Das batidíssimas capinhas de iPhone ao capacho da minha casa, passando por bolsas, hubs USB, porta-durex e sites que reproduzem digitalmente as boas e velhas mixtapes, as fitinhas servem de inspiração pra tudo. Até pra essa mesa do cacete (trocadilho intencional) que o Márcio me mostrou dia desses. Cada modelo da Taybles é feito à mão com madeira e rótulo customizável e os preços variam de US$ 1.199 a US$ 1.499, dependendo do tamanho (ouch!). Num é um amor?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *