Poeta em destaque – Pat Andrade (Por Alcinéa Cavalcante) – @alcinea

A gaveta está aberta…
pega da pena e vai.
cumpre a tua sina, poeta.
(Pat Andrade)

Autora de vários livros de poesia, Pat Andrade, a “Pat” é doce, delicada, papo super agradável. Sua presença – como as flores – embeleza e deixa pleno de ternura qualquer ambiente.

Talento reconhecido, Pat já recebeu vários prêmios e diversas homenagens tanto por sua poesia como pelo seu ativismo cultural. Sua poesia atravessou os mares e ancorou em Portugal, em maio de 2019. Mais precisamente na Cidade do Porto, onde foi declamada e aplaudida no Sarau da Lua Minguante naquele ano.

Pat conta que através da poesia extirpa dores e desamores, frustrações, cansaços, angústias, rancores. “É através da lente imaginária da poesia que posso ver um mundo melhor, com mais amor, harmonia, inteligência.”

Ela se apaixonou pelos versos ainda quase criança. Pré-adolescente fez um caderno de versos no qual copiava trechos de poemas que lia por aí e gostava. Nele também rabiscou seus primeiros versos.

Certa vez perguntei a ela quais seus poetas preferidos e ela me disse que seu primeiro amor nessa arte foi Vinicius de Moraes. E contou:

“Aos 15 anos, ganhei de presente da minha mãe – que também escreve poesia – um diário com poemas de Vinícius de Moraes, meu primeiro poeta, meu primeiro amor na poesia.

Depois veio o Augusto dos Anjos, com sua poesia maldita e forte. Foi ele que me ensinou que ninguém assistirá ao formidável enterro de minha última quimera…

E depois disso, já estava na veia. Outros poetas vieram: Mário Quintana, Paulo Leminski, Maiakovski, Cora Coralina, Charles Bukowski, Drummond, Martha Medeiros e tantos outros.

Todos meio irreais, intocáveis, distantes, embora objeto de minha admiração.

Aí, vieram os mais próximos, os que eu quase podia tocar: Alcy Araújo, Isnard Lima, Ruy Barata. E, finalmente, os que posso ver, ouvir, conversar e amar. Entre eles, Joãozinho Gomes, Alcinéa Cavalcante, Manoel Bispo, Obdias Araújo, Fernando Canto, Marven Franklin e outros”.

Põe poesia
na mesa vazia
e faz dela
o teu prato do dia
poe poesia
na noite insone
e, se der, mata
a tua fome…
(Pat Andrade)

Fonte: Blog da Alcinéa.

Escritora Lulih Rojanski gira a roda da vida. Feliz aniversário, querida!!

Com o jornalista e escritor Silvio Carneiro, escritora Lulih Rojanski e a poeta Patrícia Andrade. Amigos!

Sempre digo que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. É o caso da Lulih Rojanski, que neste vigésimo sétimo dia de abril, gira a roda da vida e lhe rendo homenagens.

Escritora paranaense radicada no Amapá há 38 anos, Lulih possui extraordinária inteligência, talento e criatividade. Sou fã de dela. Mais fã do que amigo próximo, já que pouco encontro com Rojanski. Viajo ao ler suas saborosas crônicas e já publiquei muitas delas neste site. Aliás, comprei alguns de seus livros pela certeza da riqueza literária antes de lê-los e a confirmei isso ao terminar cada obra.

Com o poeta Paulo Tarso e Lulih Rojanski. Artistas das letras.

Lulih é gigante. Umas das maiores escritoras daqui do meio do mundo. Uma verdadeira artista das palavras.

Lulih possui cinco livros publicados e diversos textos publicados em coletâneas no Brasil e em Portugal. Suas obras são duas de crônicas, Lugar da Chuva e Pérolas ao Sol; duas de contos, Abilash e Gatos Pingados e um romance, Feras Soltas.

Com Lulih Rojanski, a publicitária Bruna Cereja e o poeta Joãozinho Gomes. Gente querida e brilhante!

Rojanski é formada em Letras e professora, além de escritora. Também criadora e diretora da Revista Literária O Zezeu, projeto que iniciou em 2019. Ah, ela ainda foi diretora da Biblioteca Pública Elcy Lacerda e Teatro das Bacabeiras.

A querida aniversariante é companheira de vida e de arte do meu velho amigo Silvio Carneiro (o “punk do sertão”) e tem três filhas do primeiro casamento:Maria (única que conheço), Olívia e Júlia. Além de artista das letras, Lulih também é supercompetente nestes papéis, de mãe e esposa, pois é bonito ver o jeito e o amor exercido por Rojanski com seus afetos.

Com Lulih Rojanski, uma mulher PHODA! Saúde e sucesso sempre, querida!

Em resumo, se é que dá para resumir alguém genial como Lulih, ela é PHO – DA, assim mesmo, com PH, silabicamente e em caixa alta. Por tudo dito/escrito, fica aqui registrada a minha admiração e respeito por essa mulher espetacular.

Rojanski, que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com essa garra, sabedoria, coragem e talento em tudo que te propões a fazer. Que a Força esteja contigo. Saúde e sucesso, sempre, querida. Parabéns pelo teu dia, Lulih. Feliz aniversário!

Elton Tavares

Claudiomar Rosa gira a roda da vida. Feliz aniversário, amigo! – @ClaudiomarRosa1

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Quem roda a roda da vida neste vigésimo sexto dia de abril é o Claudiomar Rosa.

Além de agente político e cultural de Macapá, é aguerrido vereador, compositor, cidadão do samba laguinense e consideradão nos meios artístico, cultural e político do Amapá. Mais do que um jornalista chapa, Claudionar Rosa é um cara gente boa.

Conheci o Rosa em 2010, quando ele era chefe de Gabinete do então vereador Clécio Luis. De lá pra cá já trabalhamos juntos na Prefeitura de Macapá e ele se tornou um parceiro. Dono de vasta cultura geral e papo espetacular, trata-se de um cara benquisto por artistas e políticos, entre outras classes que têm grande “consideramento” por ele.

Falando em cultura, Claudiomar foi um dos amigos que prestigiaram a noite de autógrafos do meu segundo livro, em 2021. Agradeço a moral.

Na última vez que nos encontramos, no Marabaixo da União dos Negros do Amapá (UMA), foi como sempre, um papo porreta.

Claudiomar, que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com sabedoria, coragem e que tudo que couber no seu conceito de sucesso se realize. Que a Força sempre esteja contigo. Saúde e sucesso sempre, amigo. Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Amigo Evandro Milhomen gira a roda da vida. Feliz aniversário, mano velho!

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Quem roda a roda da vida neste vigésimo primeiro dia de abril é o Evandro Milhomen, um brother querido e, por isso, lhe rendo homenagens.

Evandro é irmão dos também amigos Val, Fuzil e Dênis, marido da Maria de Jesus e pai dedicado de um casal de jovens. Palmeirense e vascaíno sofrido e resignado, militante e apoiador da cultura desde que tenho notícias dele.

Gosto do cara. Ele sempre foi porreta comigo, desde que começamos a ter contato profissional, em 2011. Ele era legislador e eu assessor de comunicação no Governo do Amapá.

Milhomen foi titular da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), ex-deputado federal pelo Amapá por várias legislaturas. Também já atuou como gestor de outras pastas no Poder Executivo estadual e municipal ao longo dos anos, como nas áreas de trabalho, emprego, social e, além de secretário municipal de relações institucionais. Hoje em dia, atua como supervisor de articulação centro oeste do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), em Brasília (DF).

Articulado, inteligente e sempre aberto ao diálogo, Milhomen transita por vários grupos políticos com destreza e credibilidade. Além de tudo, é um velho amigo de minha família.

Sempre que pode, Evandro elogia o meu trabalho. Como não dar valor a alguém que te apoia profissionalmente? Reconhecimento não é uma regra geral, infelizmente.

Enfim, Milhomem é um grande cara, não somente por sua altura, mas por conta do seu coração e gentebonisse. Por tudo dito acima e muito mais, desejo ainda mais saúde e sucesso ao amigo que gira a roda da vida hoje. E pela 62ª vez, número difícil a ser batido. Vida longa, negão. Feliz aniversário, mano velho!

Elton Tavares

*Negão, precisamos de uma nova foto juntos (risos). 

Graziela Suzuki gira a roda da vida. Feliz aniversário, Lilo!!

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amor ou amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Também sempre me gabo que tenho muitos amigos longevos. Esses companheiros (brothers) de vida com quem mantenho uma relação de amizade e respeito, mesmo a gente com pouco contato. Sim, gente que me abriga em seus corações há décadas e é recíproco. Uma entre estes afetos gira a roda da vida neste décimo nono dia de abril, a muito querida Graziela Suzuki . Como ela é uma mulher muito porreta, lhe rendo homenagens.

Graziela é multifacetada, pois é professora, chef e turismóloga. Filha filha da querida Naná, mãe de duas crianças lindas e esposa do Rodrigo, Suzuki é chamada por mim de “Lilo” (por conta da semelhança dela com a menininha da animação “Lilo e Stitch”).

Lilo sempre foi safa e inteligentona. Uma pessoa meiga, educada, bem humorada e muito querida por mim e por uma legião de amigos, além de sua linda família de japoneses negões tucujus.

Um dia ela me disse que se orgulha de mim, do que me tornei. Faço minhas as palavras dela sobre a vida que ela conquistou. Aliás, sempre parafraseio o sábio e querido Fernando Canto para falar de velhos amigos com quem perdi o contato: “do tempo que fomos para sermos o que somos”.

Com a Lilo, em algum lugar do passado.

Com Grazi, travei discussões homéricas sobre tudo, sempre com uma bebida e um som legal. Minha histórias com Lilo são recheadas de momentos sensacionais e memoráveis. Alguns deles totalmente impublicáveis e hilários. Amo essa mulher e sou feliz em ver que ela zerou o jogo da vida, pois ela está feliz profissionalmente, casou com um cara foda e tiveram pequenos lindos.

Graziela faz parte de minha memória afetiva nisso. Ela foi embora há tempos, morou em muitas cidades e agora reside em São Luís (MA) com sua linda família. Veio aqui há pouco tempo, mas não conseguimos nos ver. Nosso último encontro foi em 2019, acho. Mas ela está sempre dentro do meu coração. Hoje ela chega ao 46º abril. Uma mulher muito paid’égua, em todos os sentidos.

Por tudo dito/escrito acima, Graziela, desejo que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com essa garra, coragem e alegria. Que a Força sempre esteja contigo. Que tenhas sempre saúde (muita saúde) e sucesso em sua jornada. Que tudo o que idealizas como felicidade se concretize e que tua vida seja longa. Parabéns pelo teu dia, Lilo. Feliz aniversário!

Elton Tavares

*Texto republicado, mas de coração.
*Precisamos de uma foto nova, Lilo!

Cantora Patrícia Bastos gira a roda da vida. Feliz aniversário, “Caboca”!

Com a estrela Patrícia Bastos

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amor ou amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Neste décimo oitavo dia de abril, gira a roda da vida a amiga Patrícia Bastos. Uma mulher hiper talentosa e gente fina demais. Por isso lhe rendo homenagens.

Patrícia Bastos é a cantora amapaense mais reconhecida nacionalmente. Além disso, é pirata da batucada e “cabôca” querida demais.

Patrícia Bastos possui seis discos voltados para a música regional – Pólvora e Fogo (2002); Sobre Tudo (2007); Eu Sou Caboca (2009); Zulusa (2013) – trabalho pelo qual foi premiada no 25° Prêmio da Música Brasileira, nas categorias “Melhor Cantora Regional” e “Melhor Álbum Regional, além de resultar em turnê por Portugal – Batom Bacaba (2016) – álbum pelo qual foi novamente indicada para a 28ª Edição do Prêmio da Música Brasileira de 2017 nas categorias de Melhor Álbum e Melhor Cantora – e Timbres e temperos (2021).

Com Patrícia e Bruna

Em setembro de 2022, a cantora se apresentou no Rock in Rio. Ela foi a primeira artista amapaense a se apresentar na história do festival. Já em 2023, ela cantou no “Quilombo Groove” realizado no Quilombo do Curiaú e também na “ExpoFavela”, em sua primeira edição realizada na Amazônia. Também foi o ano em que Patrícia foi convidada a cantar como uma das representantes do povo amazônico em eventos mundiais, como a Cúpula da Amazônia em Belém do Pará, a “Pororoca Sounds” em Nova Iorque nos Estados Unidos da América e na 28ª Conferência das Nações Unidas Sobre a Mudança do Clima em Dubai, Emirados Árabes (COP 28).

Atualmente, Patrícia está com novo trabalho, o disco “Voz da Taba”, lançado no fim de 2023. Que aliás tem participação de nada menos que Caetano Veloso. Essa turnê já passou por cidades como São Paulo, Fortaleza e Rio de Janeiro.

Com Bruna, Patrícia e Lene. Encontros paid’éguas!

Sempre fui fã da Patrícia. Além disso, sempre fui divulgador de sua bela obra. Ela enche a todos nós, amapaenses, de orgulho. De um tempo pra cá, consegui ficar mais próximo da artista e a considero uma amiga.

A gente sempre brinca sobre gostarmos de comer uma boa conserva em lata com cebola e já tomamos umas algumas vezes. Até fomos campeões do Carnaval com ela como homenageada do nosso Piratão.

Com Patrícia, Bruna e Lene. Noites porretas!

Além de maior estrela amapaense na música nacional, a “caboca” é gente boa demais. Adoro quando conseguimos formar um “ajuntamento” com ela, pois Patrícia é engraçada, divertida, sem frescura ou fuleiragem.

Patrícia, que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com esse talento, sabedoria e coragem. Que tudo que ainda desejares se realize. Que a Força sempre esteja contigo. Saúde e sucesso sempre. Feliz teu dia, mana e obrigado por tanto!

Elton Tavares (mas também posso dizer que falo/escrevo pela Bruna Cereja)

Clara Vieira gira a roda da vida. Feliz aniversário, queridona! – @Claravieira

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Neste décimo oitavo dia de abril, Clara Vieira gira a roda da vida. Como ela é uma menina muito porreta, lhe rendo homenagens.

A Clarinha, como a trato, é servidora do Sebrae Amapá. Trata-se de uma figuraça muito paid’égua. Filha dos amigos Clécio e Mônica e sobrinha das também queridas Clícia e Mara, ela possui a gentebonisse de sua família. Esposa do brother Rodolfo, a Clara é fã de boa música, livros, viajante do Amapá, Brasil mundo, apreciadora de bons vinhos, drink’s e cervejas enevoadas. Culta e apaixonada pelas tradições do Amapá, adora uma roda de Marabaixo e o toque dos tambores de Batuque.

Trata-se de uma mulher inteligente, sorridente, carismática e amorosa com os seus. É bonito de ver/acompanhar suas postagens sobre quem ela gosta. Ah, ela é apoiadora deste escritor/jornalista, pois a Calrinha e Rodolfo me deram moral no lançamento do meu segundo livro (e possui as duas coletâneas de crônicas que já lancei). Fiquei feliz em vê-los lá entre as dezenas de amigos. Agradeço novamente.

Conheci a Clarinha ainda bem jovem, quando bem menina, em uma festa que ela estava acompanhada da Giselda (amiga em comum nossa, que já não mora mais no Amapá). De lá pra cá, encontrá-la, seja em controadas de trampo ou em rodas de amigos, é sempre agradável.

A aniversariante é gentil, alegre (sempre com um alto astral invejável), mas também possui gênio forte (entendo bem, pois sou assim) entre outras tantas paideguices. Clarinha é, sobretudo, uma mulher do bem. Dou muito valor nessa menina. E, ainda, é uma apoiadora do meu trabalho como escritor (sou grato).

Por tudo dito/escrito acima, Clara, desejo que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com essa garra, coragem e alegria. Que a Força sempre esteja contigo. Que tenhas sempre saúde (muita saúde) e sucesso em sua jornada. Que tudo o que idealizas como felicidade se concretize e que tua vida seja longa. Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

*Obs: preciso de uma foto nova contigo e Rodolfo, Clarinha. 

Hoje é o Dia Mundial do Desenhista – Minha homenagem aos talentosos do traço e rabisco

Hoje (15)  é o Dia Mundial do Desenhista. A data foi escolhida por conta do nascimento do mestre italiano Leonardo da Vinci, em 1452.

O desenhista pode ser um técnico, um desenhista industrial, programador visual ou aquele que simplesmente se dedica ao desenho livre. Trata-se de pessoas talentosas, que criam com papel e lápis.

Assim como cantou Toquinho, em sua Aquarela: “Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo e com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo. Corro o lápis em torno da mão e me dou uma luva, e se faço chover, com dois riscos tenho um guarda-chuva…”, essas pessoas são geniais!

Respeito e admiro profissionais como arquitetos e engenheiros, desenhistas fundamentais para a sociedade como a conhecemos. Entre estes, parabenizo minhas primas Silvana Sena e Ana Paula (arquitetas), o Antônio Malária (arquiteto), além dos amigos engenheiros Paulo Bittencourt e Cleomar Almeida.

Mas sou fã mesmo é de artistas que desenham charges, pintam, tatuam, produzem caricaturas e criam coisas diferentes. Sem falar nos mágicos que produzem as ilustrações dos quadrinhos.

Nesta data, parabenizo os meus amigos ou chegados talentosos e inventivos, desenhistas que através de seus rabiscos e traços produzem verdadeiras obras de Arte. Parabéns, artistas. Principalmente os meus desenhistas preferidos: Andrew Punk e Ronaldo Rony. Congratulações!

O traço é rastro do gesto” – Arnaldo Antunes.

Elton Tavares

Fotógrafo Maksuel Martins gira a roda da vida. Feliz aniversário, amigo!

Com Maksuel Martins, nas coberturas da vida

Sempre digo que o jornalismo me deu muitos amigos. Sim, trouxe inimigos também, mas pra esses eu não ligo. Hoje, uma dessas figuras paidéguas com quem tive a honra e o prazer de trabalhar, muda de idade. Neste décimo quinto dia de abril, Maksuel Martins gira a roda da vida, chega aos 40 anos e rendo-lhe homenagens.

O cara é o esposo apaixonado da Aline, pai amoroso do Gael, idealizador do Ninja Box, empresário, membro da equipe de comunicação do Governo do Amapá, agente cultural, cinegrafista, vocalista da banda Amatribo e fotógrafo talentoso, Maksuel Martins. O “Mak”, como é chamado por alguns amigos. Um cara com olhar diferenciado e competente fazedor de fotografia.

Adoro fotografar, mas sou somente um apertador de botões. Tenho sorte de ser amigo de bons fotógrafos – o Mak, e muitos outros. Invejo a sensibilidade de pessoas como Maksuel, que conseguem fazer poesia com pixels.

Curiosamente, o cara é a lata do Thom Yorke (líder e vocalista da banda inglesa Radiohead, só que na versão indígena). Só duvido que o astro inglês tenha o carisma, paideguice e gentibonisse do Mak.

Eu e Maksuel. Brother querido.

Vez ou outra, preciso de fotos e recorro aos amigos, que sempre me salvam. Mak é um deles e sou grato por isso. Não lembro quando conheci o Maksuel, mas faz um tempo. Dou valor no maluco.

Mak, mano velho, tu saaaaaabes. Dou valor no senhor. Sim, és considerado pelo Godão aqui. E eu sei que esse consideramento é recíproco. Que tu sigas ilustrando a escrita da vida com tuas belas fotos. Que tenhas sempre saúde (muita saúde) e sucesso em sua jornada. Que a força sempre esteja contigo e que tudo que você idealiza como sucesso se concretize. Meus parabéns pelo seu dia, meu amigo. Feliz aniversário!

Elton Tavares
*Texto adaptado e republicado, mas de coração.
**Precisamos de fotos novas juntos, Mak.

Pedro Aurélio Tavares gira a roda da vida. Feliz aniversário, tio!

Com o tio Pedro, um cara PHoda!

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amor ou amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Hoje, meu tio Pedro Aurélio, gira a roda da vida. Trata-se de, além do laço sanguíneo/parentesco direto, trata-se de um amigo.

Pedro Aurélio é um cara de gênio forte, super sincero, teimoso, entre outras qualidades e defeitos peculiares deste figura que hoje completa 71 anos. Sou igual a ele. Às vezes, fico muito puto com o tio e ele comigo. Mas graças a Deus, o “encaralhamento” passa e seguimos amigos. Vez ou outra, a gente discorda, de novo, mas é assim mesmo. Afinal, nos amamos.

Lúcia (esposa do tio), eu, Bruna e Pedro – Encontros felizes

Já contei e falo novamente: deixei de ser um moleque doido, nos tornamos amigos. Ele me ajudou algumas vezes. Sou grato por isso e o papo com o tio é sempre muito pai d’égua.

Pai de quatro filhos, avô de um lindo casal, marido da Lúcia, administrador de empresas, bacharel em Direito, maçom (foi venerável mestre), fazendeiro e conselheiro substituto do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AP), Pedro Aurélio é um cara que admiro muito meu tio por ele ser quem é.

“…E a gente vai tomando que também sem a cachaça Ninguém segura esse rojão…

Se gostar de você, é um puta dum amigo. Um cara Phoda mesmo! Se não der valor em ti, é encrenca certa. Após sete décadas de existência, ele segue forte defensor de suas opiniões. Nem sempre certas, claro.

Há alguns anos, sofreu um acidente muito sério e quase embarca para outra jurisdição. Ainda bem que não fez a “subida tridimensional”, como diz nosso amigo Fernando Canto, e continua nesta jornada conosco.

Tio é um cara que me apoia, me aconselha, me defende e, se preciso, me esculhamba. Sou grato pela sua amizade. Pedro Aurélio é um cara que marca presença. Tem coragem e atitude. Ele é um homem inteligente, astuto, experiente, combativo, leal e honesto. É uma das pessoas que tenho orgulho de ter o mesmo sobrenome, o mesmo sangue, de ser do mesmo clã.

Pedro Aurélio entre eu e meu irmão, Emerson.

Pedrão, que nossos encontros sejam como sempre foram, com muito mais motivos para sorrirmos, cheios de histórias para contar e um copo pra brindar, porque nossa vida só tem sentindo se a amizade e amor estiverem em nós.

Tio, que tenhas sempre saúde, mais sucesso (se é que isso é possível), paz de espírito e paideguices que aqueçam teu coração. Que vivas mais umas décadas, pra gente seguir a brindar na jornada. Tenho sorte de ser teu sobrinho e mais ainda de te ter como amigo. Graças a Deus tua existência orbita a minha. Te amo. Feliz aniversário!

Elton Tavares

BILÍNGUE (Poema de Fernando Canto para o Elton Tavares) – @fernando__canto

BILÍNGUE (Poema de Fernando Canto para o Elton Tavares)

Tenho duas línguas
De fera:
A doce de sonho
E a áspera que espera
Há tempos
Provam os lábios
Do mundo

– Melíflua e exata –
Uma beija
E a outra mata

Humanista e militante das causas nobres, Alzira Nogueira gira a roda da vida. Feliz aniversário, querida amiga! – @Alzira50123

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amor ou amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Neste décimo dia de abril, Alzira Nogueira gira a roda da vida e rendo-lhe homenagens

Alzira é militante das causas sociais – com uma importância ímpar nos movimentos de mulheres e afrodescendentes -, servidora do Ministério Público do Amapá (MP-AP), membro do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Federal do Amapá (NEAB-Unifap), assistente social, mestre em sociologia, presidente da Central Única das Favelas (CUFA/AP), além de mãe da linda Maria Cecília.

Sou suspeitosíssimo para falar da Alzira, pois ela já me ajudou e sou eternamente grato por isso. Além do mais, essa mulher é inteligente, engajada em nobres causas, trabalhadora, competente, articulada, temporizadora, entre outras tantas paideguices que possui. Ela é reconhecidamente uma profissional competente, lutadora imparável (como diz o amigo Fernando Canto, no sentido de nunca parar) e responsável com tudo que se propõe a fazer.

Alzira é doce, bem-humorada, educada, carinhosa, simpática e brincalhona. Só assim, pra ela dar conta de tudo a que se propõe fazer. Como disse a Pat Andrade: “a Alzira é de uma amorosidade ímpar”. É é mesmo!

Ah, e se garante! A mulher é uma máquina em organizar, explicar, convencer e planejar. Tudo que ela põe a mão, gera excelentes resultados. Alzira é tão Phoda, que a Revista Cláudia (veículo tradicional e muito lida em todo o Brasil) a escolheu entre as cinco mulheres brasileiras que mais fizeram a diferença para tornar 2020 menos traumático, em publicação de dezembro de 2021. Muito justo, pois ela botou pra quebrar na ajuda às vítimas da pandemia e apagão no Amapá.

Tenho meu respeito, admiração, consideramento, amizade e amor por Alzira Nogueira. Como diz o clichê, mas no caso dela é isso mesmo, “a gente não conhece a Alzira, nos apaixonamos por ela”. De fato.

Alzira, minha amiga, que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com essa sabedoria e coragem, pisando forte em busca de seus objetivos. Que tudo que couber no teu conceito de sucesso se realize. Que a Força sempre esteja contigo. Que tua vida seja longa com muita saúde. Te amo! Parabéns pelo teu dia, queridona. Feliz aniversário!

Elton Tavares

Jornalista Marcelo Guido gira a roda da vida. Feliz aniversário, amigo! – @Guidohardcore

 

Com o mano Marcelo Guido, no passado.

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amor ou amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Quem roda a roda da vida neste décimo dia de abril é o querido Marcelo Guido e lhe rendo homenagens.

É o 44ª abril do Guido. Um cara fiel aos seus ideais e suas pessoas. Ele é pai da Lanna e Bento, jornalista e radialista, ateu (daqueles chatos) ex-blogueiro, vascaíno calejado (com muito amor por esse time e resignado pelo sofrimento), remista, colaborador deste site (onde assina a sessão “Discos que Formaram o meu caráter” e escreve crônicas sobre futebol), amante de rock and roll e futebol, fã nº 1 dos Ramones.

Eu, o escritor Fernando Canto e Marcelo Guido

De uns anos pra cá, o Guido trabalha na Rádio Difusora de Macapá como repórter, apresentador e comentarista esportivo de vários programas. Fico feliz por vê-lo feliz profissionalmente.

Marcelo vive como quer, nos seus próprios termos. Quando a gente se encontra, fazemos piada de tudo, de todos e até da gente mesmo. Aliás, podemos ficar até um tempinho sem nos encontrarmos, mas quando rola, é sempre festa.

Marcelo é um baita cara porreta. Um irmão de vida e parceiro de doidices. Apesar de ele não acreditar em Deus, se não fosse ELE, nem eu e nem Guido estaríamos vivos, de tanto que a gente aprontou nessa vida.

Com Marcelo, na cobertura de pautas

O papel mais Phoda desempenhado pelo Guido é o de pai. É lindo ver como ele fala e age com seus filhos. A gente era nó-cego, mas nos tornamos caras legais. Faz tempo que não quebramos ninguém na porrada – e nem estamos com saudades disso (risos).

Volto a dizer: o Guido é uma força da natureza. Se gostar de você, é um puta de um amigo. Um cara Phoda mesmo! Se não der valor em ti, é encrenca certa. Com os parceiros, é um malandro engraçado e 100%. Além de forte defensor de suas opiniões. A gente segue a jornada da vida junto, na ajuda mútua e com muito humor ácido, paixão pelo underground e brodagem. E sem perder a ternura.

No trampo com o Guido.

Guido, obrigado por aturar minhas “eltontavarisses” (termo inventado por ele para minhas frescuras e etecéteras). Tu és um cara que posso contar para qualquer coisa. Aqui é na reciprocidade sempre, tu saaaabes. Que teu novo ciclo seja ainda mais porreta. Que tu tenhas sempre saúde e sucesso junto aos seus amores. Te amo, manão! Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Governador Clécio Luís gira a roda da vida. Feliz aniversário, amigo! – @cleciozinho

Com o Clécio, em 2013, quando ele era meu chefe.

Sempre digo aqui que gosto de parabenizar neste site as pessoas por quem nutro amor ou amizade. Afinal, sou melhor com letras do que com declarações faladas. Acredito que manifestações públicas de afeto são importantes. Hoje as felicitações são para o Clécio Luis, que gira a roda da vida neste oitavo dia de abril, pois ele é brother.

Clécio é governador do Amapá, professor, geógrafo, ex-prefeito de Macapá (a quem assessorei em 2013). Ele também é compositor, incentivador da cultura amapaense, amante de poesia e de música porreta. Também é filho, pai, irmão amoroso e um amigo paid’égua.

Com o aniversariante em 2022.

Quando saí do Governo do Amapá, onde trampei na assessoria de comunicação, de 2010 a 2012, fui trabalhar com o Clécio, que tinha vencido as Eleições 2012. Como sempre, fui a convite e com muita vontade de acertar. Disseram que ele era muito exigente e detalhista – o que é verdade – mas nunca tive sequer um problema profissional e muito menos pessoal com o ele.

Clécio sempre foi um baita cara legal comigo. Cheguei na PMM logo no início de seu primeiro mandato e ele, assim como nós, da sua equipe, trabalhamos mais que garçom de formatura.

Mesmo com aquele volume de trampo e viração para dar respostas à população, foi uma experiência e tanto. Um aprendizado, que serviu para meu crescimento profissional.

Com o Clécio em 2023

Saí da comunicação da PMM, ainda em 2013, pois o convite para ir trabalhar no Tribunal Regional do Amapá foi irrecusável. Mas na PMM, deixei muitos amigos, entre eles, o então chefe. De lá pra cá, sempre nos encontramos em eventos do trabalho, dele e meu. E vez ou outra, a gente toma umas cervejas e bate papo. Essas “controadas são sempre muito divertidas. Em resumo, no “consideramento”, que acredito ser recíproco.

Clécio Luis não é somente um bom gestor e bom político (digo isso aqui sem medo dos bestas me taxaram de puxa-saco, pois quem me conhece sabe que desse mal não morro), mas também um excelente filho pra Ana Maria, irmão da Clícia, Mara e Cliciane (dessa vez eu sei o nome) ou pai parceiro da Clarinha, Luíza e Nando. E uma pessoa divertida, que saca de boa música, tem vasta cultura geral e dono de uma conversa porreta.

Com o Clécio em fevereiro de 2024.

Clécio, que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua. Que sigas com essa sabedoria e coragem, pisando forte em busca de seus objetivos. Que tudo que couber no teu conceito de sucesso se realize. Que a Força sempre esteja contigo. Que tua vida seja longa com muita saúde e parafraseando outro amigo, o Fernando Canto: “Que nenhuma pedra empate sua caminhada de sucesso”. Parabéns pelo teu dia, brother. Feliz aniversário!

Elton Tavares