Sesc Amapá apresenta a exposição do pintor Lasar Segall

Petrônio Valente
Colaboração: Fernanda Picanço

O Sesc Amapá promove, no período de 8 de agosto a 26 de setembro, na Galeria de Arte Antônio Munhoz Lopes (Sesc Araxá), das 8h30 às 12h e das 14h às 18h, a Exposição “A Gravura de Lasar Segall – Poesia da linha e do corte”.

A exposição reúne 35 obras reimpressas pelo Museu Lasar Segall, em São Paulo, sendo 19 xilogravuras (gravura em madeira) e 16 gravuras em metal feitas pelo artista entre 1913 e 1930.

A exposição integra o projeto Arte Sesc, de iniciativa do Departamento Nacional, que possibilita a circulação de produções de artistas já conceituados nos circuitos de Arte pelo Brasil.   

Para integrar a exposição, a assessora técnica de arte, Lúcia Helena C. de Mattos, do Rio de Janeiro, estará realizando no dia 7 de agosto no turno da tarde e noite, um encontro de ação educativa sobre a exposição. 

O encontro é voltado para professores, acadêmicos e público em geral. Os participantes receberão certificado de capacitação que irá abordar os seguintes temas: Subsídios para a apreciação de obras de arte; Método de abordagens de leitura de imagens; apresentação do material educativo da exposição; criação de propostas de intervenção didática a partir da exposição; criação de jogos didáticos; exibição de vídeos educativos. 

As inscrições já iniciaram e são gratuitas. Os interessados em participar devem entrar em contato pelos números: (96) 3241-4440 (ramal 257), 9166-3934/8122-1808 (Técnica de Arte – Carla Cambraia) ou pelo e-mail: [email protected]  

O artista 

Lasar Segall (1891 – 1957) era um artista russo que viveu a maior parte da vida no Brasil. Suas obras apresentam traços precisos, fortes e uma tendência à geometrização. Segall foi um artista completo, pois além de pinturas, esculturas, desenhos e gravuras, conseguiu produzir móveis para sua casa, figurinos e cenários para peças de teatro e bailes de carnaval. Após o seu falecimento, a família do artista criou o Museu Lasar Segall, com o objetivo de reunir, documentar, estudar, conservar e divulgar as obras do artista. 

Programação:

Dia 7 de Agosto
Encontro de Ação Educativa
Local: Auditório do Sedet (Sesc Araxá)
Palestrante: Lúcia Helena C. de Mattos – Sesc RJ
Hora: 15h às 18h
         19h às 21h30
Dia 8 de Agosto
Abertura da Exposição “A Gravura de Lasar Segall – Poesia da linha e do corte”.
Local: Galeria de Arte Antônio Munhoz Lopes (Sesc Araxá)
Hora: 19h
Dia 9 de Agosto a 26 de Setembro
Local: Galeria de Arte Antônio Munhoz Lopes (Sesc Araxá)
Hora: 8h30 às 12h e das 14h30 às 18h
Serviço:
Sesc Amapá
Assessoria de Comunicação e Marketing

Exposição coletiva “Apenas sendo” acontece em agosto


No período de 2 a 31 de agosto, acontecerá na Galeria do Museu Fortaleza São José de Macapá, a exposição ‘Apenas Sendo’. Uma exposição coletiva de cinco artistas amapaense Naldo Martins, Rafaela Sena, Romário Sanches, Jorge Paulino e Lene Moraes, artistas independentes.

De acordo com Naldo Martins, um dos expositores, os trabalhos cruzam várias linguagens da arte contemporânea, como performance, instalação, colagem, fotografia, vídeo arte. São trabalhos que utilizam matérias simples, retirados do cotidiano, discutem não só questões da realidade de Macapá, mas caminha por diversos contextos e pontos do próprio ser humano. “A escolha da Galeria do Museu Fortaleza São José de Macapá se deu por se tratar de um lugar de grande visitação, para que assim possa atingir diversos públicos”, explicou. 

Martins também falou sobre  a importância de realizar esta exposição para que a sociedade amapaense possa conhecer o que está sendo produzido dentro das artes visuais no intuito de fortalecer a cena artística no Estado do Amapá. “A iniciativa  dará mais notoriedade aos artistas e ao próprio Estado mostrando que não estamos fora do circuito das artes”, frisou

Serviço:
Exposição “Apenas Sendo” 
Período: 02 a 31 de agosto 
Local: Galeria do Museu Fortaleza São José de Macapá
Visitas de acordo com o horário disponível do local da exposição 

Exposição Ocularis no Museu Sacaca


O projeto Ocularis lançado digitalmente no mês de junho deste ano saiu do mundo virtual para o real na Exposição Ocularis. O lançamento acontece no próximo sábado, 19, no Museu Sacaca, às 16h, especificamente na Casa de Vidro.

A ideia do “Ocularis” surgiu inspirado nas visões que temos diariamente e traduzimos em imagens, seja pela fotografia, desenho, colagem, etc. Na exposição, você encontrará os trabalhos de Ana Paula Rodrigues, Nágila Rocha, Ronaldo Costa, Alexandre Smith, Camila Karina,, Lúcio Costa Leite, Tami Martins, Edgar Edgar David, Karen Pimenta e Raehli Hage.

Convidamos você a fazer um novo passeio pelo mundo das imagens mais de perto!

A coletânea de imagens está disponível no endereço:  

Data: 19 de julho de 2014 ( sábado)
Hora: 16h
Local: Museu Sacaca ( Casa de Vidro)

Exposção de arte : Série Figurações- Conexões


A Exposição é composta por 17 obras que representam o cotidiano macapaense e ribeirinho. As obras nos remetem à sensações de alegria e vida, trazem imagens de lugares, fauna, pessoas, força de trabalho e situações do cotidiano macapaense. Carregam em si as linhas, formas e cores diversas que ora combinadas repassam contraste e harmonia.

Período da Exposição: 08 a 18 de julho de 2014.

Coletivo 100 ID promove Oficina de Grafite em Macapá

Por Gabriel Dias


O coletivo de grafite e arte urbana 100 ID promoverá no Espaço Caos – Arte e Cultura mais uma edição da oficina de Grafite. O curso será ministrado nos dias 19 e 20 de julho das 9h às 17h, com etapas teóricas e práticas.

Durante a oficina, os alunos receberão palestras sobre o que significa o termo grafite, a origem e os estilos. Também haverá orientações sobre a forma adequada do uso do spray e uma pequena exibição dos principais estilos de grafite.

A oficina terá carga horária de 12 horas e será ministrada no Epaço Caos, localizado na Av. Procópio Rola, nº 1672, bairro Central. Os interessados podem se inscrever no Museu da Imagem e do Som (MIS), que fica no segundo piso do Teatro das Bacabeira, Centro de Macapá. As vagas são limitadas e os concluintes vão receber certificado.

Serviço:

Oficina de Grafite
Data: 19 e 20 de fevereiro
Hora: das 9h às 17h
Local: Espaço Caos, localizado na Av. Procópio Rola, nº 1672, Centro
Preço: R$ 40, incluindo material didático

Artista do Amapá lança Revista Poraké na versão online (ficou porreta)


O designer, desenhista e artista plástico Rogério Araújo lançou esta semana, em versão para a internet, a Revista Poraké. Quem conhece o trabalho do cara sabe: ele é inventivo, talentoso e brilhante nos trampos que se propõe a fazer. 

Além de Rogério, a publicação conta com outros vários artistas amapaenses. Todos selecionados pelo próprio idealizador da revista. A Poraké possui trabalhos de JJ Nunes, Moara Negreiros, Aline Pacheco Fellipe Fonseca, Carla Antunes e outros oito criativos colaboradores. 

De acordo com Rogério, A revista é um projeto piloto feito em somente quatro meses. O artista afirmou que está elaborando um projeto para apresentar para gráficas ou outro tipo de empresas que se interessem em apoiar a publicação. O publico alvo varia entre estudantes de artes, designers, publicitários, agencias e empresas. Mas a ideia é agradar a todos. 

 “Selecionei 13 artistas, 14 comigo, a Tami Martins fez uns textos e a entrevista, o Ronaldo Rodrigues revisou. A ideia surgiu depois que eu vi que Macapá precisa de algo assim, uma revista que mostre trabalhos autênticos de profissionais, estudantes e entusiastas. É algo que já existe no Brasil há tempos, mas aqui nunca teve com essa proposta de mostrar o portfólio da galera”, salientou Rogério Araújo. 

Bom, dei uma boa olhada na Poraké e adorei a publicação. Para quem quiser sacar a revista, cliquem aqui. Recomendo e parabenizo Rogério e todos os  envolvidos no projeto, pois ficou muito firme! É isso. 

Elton Tavares

Coletânea de fotografias “Ocularis” é lançada no mundo virtual


Um grupo de 15 artistas, entre fotógrafos, ilustradores e desenhistas, lançou nesta quarta-feira (18), no mundo virtual, a Coletânea de fotografias desenhos, colagens e ilustrações intitulada “Ocularis”. A exposição foi idealizada pela fotógrafa Camila Karina com o objetivo de compartilhar as perspectivas dos mesmos. O portfólio está disponível aqui.

Nesta coletânea de mundos, você fará um passeio pelas ideias, personalidades e percepções de Ana Paula Rodrigues, Nágila Rocha, Ronaldo Costa, Sanosuke Helder, Clive Gavin Andrews, Tyara de La-Rocque, Alexandre Smith, Camila Karina, Lúcio Costa Leite, Tami Martins, Edgar David, Karen Pimenta, Raehli Hage, Josi Rizzari e Laíza Ferreira. Não conhece nenhum deles? Mas a partir do Ocularis, você poderá conhecer um pouco de cada um.

Sabemos que estamos cercados por outros planetas, e que cada cabeça pensante do planeta em que vivemos tem um mundo só seu. Foi a partir desse pensamento que surgiu a ideia do “Ocularis”, inspirado nas visões que temos diariamente e traduzimos em imagens, seja pela fotografia, desenho, colagem, etc”, detalhou Camila Karina sobre a exposição virtual. 

De acordo com Camila, em setembro de 2014, rolará a segunda edição da “Ocularis”. Os interessados em participar deverão enviar fotos, desenhos, colagens e ilustrações com um breve histórico e no máximo de cinco imagens, para o e-mail   [email protected]

Meu comentário: A exposição tá firme demais. Vale um clique. Vão lá, vocês irão gostar. Acesse : http://issuu.com/camilakarina/docs/ocularis