“The Prince”: amapaense compõe em inglês trilha sonora do filme “Novo Amapá”

Obra conta a história do naufrágio do navio Novo Amapá, em 1981, que vitimou mais de 300 pessoas

Por Cássia Lima

A jovem Jéssica Amanajás Abreu de Amorim, de 24 anos, natural do município de Amapá, foi escolhida para dar voz à trilha sonora do filme Novo Amapá – A Última Viagem. A obra conta a história do naufrágio do Novo Amapá, ocorrido no dia 6 de janeiro de 1981, que vitimou mais de 300 pessoas.

O acidente marcou a história, pelo número de vítimas, e ficou gravado na memória dos amapaenses. O filme será dirigido pelo diretor paraense Wagner Junior, com o roteiro de André Laurent.

Jéssica Abreu gravou a canção em inglês com o nome de “The Prince”, mas já pretende fazer uma versão em português. Ela falou sobre a inspiração da música para o filme, que será seu primeiro trabalho profissional. (ao final da entrevista, confira a trilha sonora do filme).

Naufrágio matou mais de 300 pessoas Foto: Edgar Rodrigues/Arquivo Pessoal

Você já é cantora há muito tempo?

Canto desde os 12 anos, mas só do ano passado para cá tenho me dedicado mais a essa arte. Até então, só cantava para amigos e família. Na música, tudo o que sei foi aprendizado de pequenas pesquisas. Toco alguns instrumentos, mas aprendi também de forma autodidata.

Você que escreveu a letra?

Sim. Apesar de não falar fluente o inglês, consegui escrever a música usando a internet e consultando a tradução com uma amiga que está terminando o curso da língua inglesa.

Qual a inspiração?

Bom, a princípio, a história do Novo Amapá era algo que eu apenas ouvia falar. Quando vi a primeira matéria no jornal a respeito do filme, fiquei feliz por ‘lembrarem’ da história de tantas pessoas. E depois que consegui o ‘sim’ da produção do mesmo para mostrar algo, eu fui atrás de documentários a respeito, e, nesse documentário, dois entrevistados me chamaram a atenção com o que comentaram. O primeiro dizia que ‘o que houve com o barco Novo Amapá foi o crime de estado. E o Estado foi negligente’. E o segundo dizia ‘Ah… isso já tem tantos anos que a gente deveria esquecer…’. E na hora isso me tocou bastante, porque me coloquei no lugar de quem perdeu alguém ali.

Cantora Jéssica Abreu Foto: Arquivo Pessoal

E de onde surgiu a ideia de fazer a música?

Foi em casa mesmo. Mas como eu já queria mostrar algo para a produção, eu escutei músicas que me ajudassem a despertar uma boa melodia e ouvi histórias sobre o naufrágio.

Você perdeu parentes no naufrágio?

Não, mas conheço pessoas que perderam. E imagino o tamanho da dor.

Será apenas uma música sua no filme?

No momento estou me dedicando a outras músicas que também terei a oportunidade de colocar no filme. Serão 4 músicas de minha autoria, 3 em inglês e 1 em português.

E como você vê essa oportunidade?

Eu só tenho a agradecer ao diretor do filme, Wagner Júnior, e a toda a equipe, pela oportunidade, pois eles confiaram a mim uma missão muito importante no filme, mesmo eu não tendo uma carreira formada. Além de que me escolheram no meio de tantos outros.

Escute a trilha sonora do filme: 

Fonte: SelesNafes.Com

*Reportagem de março de 2018. Republicada por conta dos 38 anos do naufrágio. 

Hoje rola show de encerramento do Projeto MPA (gravação do DVD), no Norte das Águas

Hoje (5), a partir das 21h, vai rolar a gravação do DVD do Projeto MPA, no Norte das Águas. A filmagem, que inicialmente seria dia 28 de dezembro, foi cancelada pela forte chuva daquela noite. Por conta disso, neste sábado os portões serão abertos ao público.

Ao todo, 24 artistas se apresentaram em 13 shows ao longo da temporada 2018 do Projeto MPA. Entre as atrações estão: Amadeu Cavalcante, Osmar Júnior, Zé Miguel, Val Milhomem, João Amorim, Brenda Melo, Beto Oscar, Nivito Guedes, Banda Negro de Nós, Enrico Di Miceli, Helder Brandão, Loren Cavalcante, Banda Afro Brasil, Roni Moraes, Cléverson Baia, Nani Rodrigues, Mayara Braga, Nonato Santos, Rambolde Campos, Finéias Neluty, Paulinho Bastos, Joãozinho Gomes, Sabrina Zahara e Mayara Braga.

Projeto MPA

Criado em 2014 e com passagens itinerantes por várias casas noturnas da capital amapaense, o Projeto MPA consiste no fortalecimento e na valorização da Música Popular Amapaense. Além de promover a cultura local, visa comercializar livros e CDs de músicos e bandas locais e dar espaço a todas vertentes da arte tucuju.

Além de shows musicais com os maiores nomes da música amapaense, a sextas-feiras no Norte das Águas no ano passado controu com intervenções poéticas, dança, artes plásticas, comercialização de artesanato, entre outras vertentes que abriu espaço para 45 artistas no local.

Todos os segmentos culturais do Amapá, que trabalham em suas artes a linguagem regionalizada, expressando sentimentos de nosso povo, foram contemplados dentro do projeto, que foi palco da riqueza artística cultural de compositores e cantadores deste lado ao Equador.

Serviço:

Hoje rola show de encerramento do Projeto MPA (gravação do DVD)
Local: Norte das Águas (Complexo do Araxá, Zona Sul de Macapá).
Hora: 21h.
Data: 05/01/2019
Entrada franca.

Elton Tavares, com informações do jornalista Heraldo Almeida.

Marcas da Vidas: filme gravado em Laranjal do Jari é exibido no município

No último dia 29 de dezembro, foi exibido em Laranjal do Jari o primeiro filme gravado no Município, Filme Marcas da Vida.

Depois de quase um ano de produção a população do município pôde acompanhar o drama da Vida de dona Marte, vítima de violência, e puderam também acompanhar depoimentos reais de mulheres vítimas de violência no decorrer e no final do filme.

Toda a programação do dia 29 foi voltada para as mulheres, iniciando com a Feira da Mulher Empreendedora, Mesa de conversa em prol de políticas públicas para as mulheres e o ápice da programação que foi a exibição do Filme e o show musica com Ropecco.

Com um elenco composto por atores de Laranjal do Jari, A sessão de exibição contou com a presença de mais ou menos 600 pessoas que lotaram a a quadra Poliesportiva da Praça Central da cidade para prestigiar o evento.

O longa ainda não está disponível para o público. O filme participará de alguns festivais de cinema em 2019 e somente apos esse período vai para as redes.

Assista ao trailer do filme:

Cia de Artes Tucuju finaliza o ano com apresentações do Auto da Estrela Guia.

Sucesso por onde já se apresentou, O Auto da Estrela Guia arranca risos e gera brilho nos olhos de quem já pode assistir. O espetáculo em questão trata-se de uma montagem da Cia de Artes Tucuju que tem como fio condutor apresentar a história mais contada de todos os tempos: a do Messias o salvador, de uma forma bem divertida e atrativa provocando e compartilhando importantes reflexões com o público, sobre solidariedade, amor ao próximo, humanidade, fazendo uma conexão entre a literatura bíblica com questões da atualidade.

O espetáculo é uma montagem com estética do Teatro de Rua contendo elementos das artes circenses, de danças, e sonoplástia executada ao vivo através de instrumentos de percussão. Segundo Jhou Santos idealizador e diretor da proposta:

“O Auto da Estrela Guia é um dos trabalhos mais queridos pelo público e até mesmo o mais querido de se fazer pelos atores e atrizes do grupo. É um espetáculo leve, atrativo por sua história e pela forma que é desenvolvido. Está versão teve foi fruto de uma oficina e preparação de atores que eu fiz por conta de estarmos trabalhando com um elenco novo para versão desse ano, contendo um trabalho muito forte com acrobacias e malabarismos corporais circenses, bem como elementos de improvisação e comicidade partidos do trabalho do ator.”

A Companhia em questão é um jovem grupo formado por jovens artistas que em 7 anos de existência já obteve importantes conquistas e realizações no cenário artístico e cultural. Tornando-se um dos grupos mais ativos de Teatro e Circo do Estado do Amapá. Foi a grande vencedora do festival amapaense Curta Teatro 2018 realizado pela Cia Ói Nóiz Aki e coletivo CAPTTA, conquistando o Prêmio de Melhor Processo Cênico para o experimento cênico Nós Entre Nós, Melhor Caracterização e Melhor Concepção Sonora para Jhou Santos (mais indicação ao prêmio de melhor direção), Melhor Ator Coadjuvante para Adalton Baia, Melhor Atriz para Ingrid Ranieri pelo experimento A Origem das Bolhas, e indicações para melhor atriz para Ruana Mello e Atriz Coadjuvante para Jéssica Ataíde pelo experimento Sobreviver.

Utilizando-se como texto principal o poema da literatura de cordel “a história do nascimento” da poeta Sírlia Lima e outros textos, mais a direção de Jhou Santos. No Elenco desta versão estrelam André Benjamim, Ivan de Paula, Enny Salvatore, Gonçalves Filho, Juliana Monteiro e os veteranos Ingrid Ranna, Jhou Santos e Ingrid Ranieri.

SERVIÇO:

Apresentação Teatral: O Auto da Estrela Guia

Dia 28 de dezembro (sexta feira)- Praça da Rodovia do Curiaú (Jardim felicidade)
Hora: às 19h
Entrada: gratuita.

Dia 30 de dezembro(Domingo) – em frente a Casa do Artesão
Hora: às 19h30
Entrada: gratuita.

Mais informações na fanpage : Cia de Artes Tucuju ou pelo telefone 96 99100-6230. 

Espetáculo teatral apresenta o nascimento do menino Jesus de forma divertida

Teatro das Bacabeiras, em Macapá — Foto: Fabiana Figueiredo/G1

Por Ugor Feio

Espetáculo “Noite de Natal” será apresentado no Teatro das Bacabeiras no sábado (29), a partir das 19h30, no centro de Macapá. A peça é dirigida por Amadeu Lobato, conhecido pela obra teatral Uma Cruz Para Jesus, realizada há cerca de 40 anos na Fortaleza de São José, sempre na Semana Santa.

Desta vez, o diretor apresenta uma peça com muitos momentos de comédia, que foge da ideia clássica das histórias natalinas sobre o nascimento do menino Jesus. A apresentação marca a conclusão do curso de teatro ministrada por Amadeu e conta com cerca de 20 atores.

Com enredo que aborda desde o teatro de sombras até a guerra de samurais, o espetáculo trata de diversos assuntos. Os ingressos, que custam R$ 10 antecipadamente e R$ 20 na hora, podem ser adquiridos diretamente com os alunos, às quartas e sextas-feiras, das 14h às 17h no teatro.

Serviço

“Noite de Natal”
Data: 29 de dezembro
Local: Teatro das Bacabeiras ( Rua Cândido Mendes, nº 1087, no Centro)
Horário: 19h30
Ingresso: R$ 10 (antecipado) R$ 20 (na hora)
Informações: (96) 98129-3349

Fonte: G1 Amapá

Projeto vai levar arte circense para comunidade quilombola de Macapá

Foto: Paulo Rocha

Malabares, acrobacias, palhaçada e contação de histórias vão fazer parte de uma programação especial voltada para crianças da comunidade quilombola do Curiaú, na Zona Norte de Macapá. Aberto ao público, o evento será realizado no sábado (29).

Essa iniciativa é do projeto “Encontro dos Artistas”, formado por instrutores voluntários que levam aulas gratuitas de circo para praças e outros locais públicos da capital amapaense. O objetivo é proporcionar o acesso a arte.

Foto: Paulo Rocha

A criançada da comunidade poderá participar de oficinas de tecido acrobático, lira aérea, slackline, malabares e bambolê. As atividades iniciam a partir das 16h30 e seguem até 18h, no Espaço Criau.

Durante a programação especial, as palhaças Jureba e Ruruka, interpretadas pelas artistas Jéssica Ataíde e Ruana Melo, prometem divertir a plateia. Para a contação de história, o poeta e ator Joca Monteiro estará no comando.

Foto: Paulo Rocha

O grupo organizador ainda busca patrocínio ou doação para ofertar lanches e distribuição de brinquedos, além de custeio de outros gastos. Interessados em ajudar de alguma forma podem entrar em contato através do número (96) 98116-0741.

Foto: Paulo Rocha

Segundo um dos idealizadores do projeto, o artista Júlio César Barbosa, a proposta busca fomentar a arte envolvendo a população, seja da área urbana ou rural. Ele destaca a importância de acreditar na educação como forma de mudar realidades.

“O nosso objetivo é alcançar o maior número de pessoas, de várias idades, levar oportunidade e esperança. A ideia vem para a trocar experiência e identificar talentos, assim fortalecer a arte no Amapá”, disse.

Foto: Paulo Rocha

Serviço:

Encontro dos Artistas no Curiaú
Data: 29 de dezembro
Horário: das 16h30 até 18h
Local: Espaço Criaú
Informações ou doação: (96) 98116-0741

“Único – Poemas Escolhidos”, o novo livro artesanal de poesias da Pat Andrade está disponível para aquisição

A poetisa e colaboradora deste site, que assina a sessão “Caleidoscópio da Pat”, Patrícia Andrade, lançou seu novo livro artesanal de poesias. A obra, denominada “Único – Poemas Escolhidos”, possui 30 poemas manuscritos e ilustrados pela escritora. Além disso, cada um dos 30 (sim, somente 30 livros) tem uma capa exclusiva.

Há 19 anos em Macapá, a poetisa paraense escreve belos poemas, declama, edita seus livros. Ela sempre comercializa suas obras em eventos culturais bares e da capital amapaense.

Sempre compro e recomendo. Aliás, já encomendei o meu “Único – Poemas Escolhidos”. Corre lá com a Pat e compre o seu!

Serviço:

ÚNICO – POEMAS ESCOLHIDOS
Livro artesanal (10x15cm).
São 30 poemas, manuscritos e ilustrados por Pat Andrade.
Capas exclusivas. Apenas 30 exemplares.
(96)99188-6565 (W’app – Patrícia Andrade)

Elton Tavares, com informações de Pat Andrade.

Hoje rola a última Quinta Jazz de 2018 no Norte das Águas, com participação especial de Lucinha Bastos

A banda Amazon Music, pilotado pelo multi-instrumentista Finéias Nelluty, se apresentará hoje (27), a partir das 20h30, na Quinta Jazz do Bar e Restaurante Norte das Águas. A noite contará com participações especialíssimas da cantora Lucinha Bastos, acompanhada pelo Gerson Araújo e dos cantores amapaenses Ariel Moura e Humberto Moreira.

Portanto, o convite está feito para os amantes da boa música curtirem um som legal às margens do Rio Amazonas. A entrada será franca.

Amazon Music

O grupo musical conta com Fineias Nelluty ( teclado), Hian Moreira (baixo), Paulinho Queiroga (bateria), Vinícius Bastos (guitarra). A banda, formada por músicos consagrados dentro e fora do Amapá, possui a proposta de promover a música instrumental na capital amapaense. O repertório do Amazon Music é repleto de canções, em estilos diversificados como MPB, Jazz, Blues e MPA.

Lucinha Bastos

Luciete Ferreira Bastos, a Lucinha Bastos, é natural do Pará, e entrou para o mundo da música aos 7 anos, cantando ao lado do pai, Luciano Bastos, fundador da banda Sayonara. Além de cantora, Lucinha é violonista e compositora.

Em 2014, Lucinha completou 40 anos de carreira, interpretando músicas que divulgam a região amazônica, como “A La Brasileira”, “La Amazon”, “Flor do Grão-Pará” e “Bom Dia Belém”.

A intérprete paraense tem mais de 30 trabalhos registrados, entre LPs, CDs e DVDs, entre independentes e participação em discos de amigos, de empresas e instituições, Agrega na carreira apresentações na sala Funarte, Free Jazz Festival e ao lado de Ângela Maria, Elizeth Cardoso, Banden Power, Sebastião Tapajós, Fafá de Belém, entre outros notáveis da música brasileira. O projeto Trilogia, idealizado por Lucinha, Nilson Chaves e Mahrco Monteiro, desde 2004 rendeu três CDs ao vivo e um DVD.

Norte das Águas

O Norte das Águas é um dos mais conceituados pontos turísticos de Macapá, que fica situado às margens do rio Amazonas, no Complexo Marlindo Serrano (Araxá). O restaurante faz parte do roteiro do Ministério do Turismo e da Secretaria de Turismo do Amapá, bem como do município de Macapá, como ponto de visitação turística do estado. O estabelecimento serve boa comida, cervejas enevoadas, drink’s variados e é celeiro de boa música na capital amapaense, com atendimento diferenciado aos seus frequentadores. A casa oferta ainda segurança ao seu público.

Serviço:

Jazz no Norte das Águas com o Grupo Amazon Music
Data: 27/12/2018
Hora: a partir das 20h30.
Local: Bar e Restaurante Norte das Águas, localizado no Complexo do Araxá, zona Sul de Macapá.
Mesa: R$ 120,00
Contato: 99193-8466 – Verinha Leal.

Elton Tavares, com informações da jornalista Mariléia Maciel

Cia SuperNova realiza ação social no bairro Infraero I

Durante todo o ano, a Cia. Supernova de Teatro Experimental realiza diversos projetos culturais voltados para a comunidade, e para celebrar as festas de fim de ano a CIA estará realizando hoje (21), a partir das 18h, a Ação Social Natal Solidário. Com entrega de brinquedos,cestas básicas e muita programação cultural!

A programação irá acontecer no ateliê cultural da supernova no Bairro Infraero I. A Zona Norte de Macapá concentra comunidades que vivem uma realidade diferenciada e de alta vulnerabilidade social, com esta ação cultural, a Supernova pretende proporcionar momentos de brincadeiras, contação de histórias para as crianças da comunidade.

A companhia está procurando parceiros para ajudar nessa ação. Quem estiver interessado em ajudar entrar em contato pelo número 98115-2710.

Adryany Magalhães
Assessora de Comunicação/Cia SuperNova
99144-5442

Espetáculo teatral Harry Potter e o Herdeiro Amaldiçoado, no Teatro das Bacabeiras

Harry Potter e o Herdeiro Amaldiçoado será apresentado nos dias 21 e 22 de dezembro, em Macapá — Foto: Sanosuke Hélder/Divulgação

O Beco Teatral, em parceria com o Projeto Literar Amapá, orgulhosamente, convida o público amapaense para a reapresentação do espetáculo Harry Potter e o Herdeiro Amaldiçoado; uma montagem feita por fãs da oitava historia do bruxo mais famoso do mundo.

Ficha Técnica:

Direção: Elielson Júnior, Iury Laudrup
Assistente de Direção: Daniela Aires
Texto: Elielson Júnior, Iury Laudrup
Elenco: Danilo Silva, Fernanda Façanha, Iury Laudrup, Márcio Gama, Marcus Visasi, Rafael Bastos, Roberta Amorim, Tusie Sandra
Preparadora de Elenco: Marina Brito
Figurino: Ateliê Tereza
Design Gráfico e Ilustrações: Elielson Júnior
Criação e Produção: Beco Teatral

Serviço: 

Harry Potter e o Herdeiro Amaldiçoado
Data: 21 e 22 de dezembro de 2018
Horário: 20h
Local: Teatro das Bacabeiras (R. Cândido Mendes, 1087 – Centro)
Entrada: R$15,00 (Meia) + 1Kg de alimento não perecível (que deve ser entregue nos dias do espetáculo)
Duração: 90 minutos
Classificação etária: Livre
Informações: (96) 98128-4949 / (21) 96979-6812

Fonte: Fanpage da peça.

APÓS SUCESSO NO LUAU, ARTEAMAZON LEVA ARTE NATAL PARA O MACAPÁ SHOPPING

”Arte Natal 2018″ é a mais nova exposição coletiva do ARTEAMAZON que após sucesso no Luau da Samaúma, chega ao Macapá Shopping. Sob o slogan “Neste Natal faça diferente, dê arte de presente”, a exposição faz parte de uma campanha que aproveita as festas de final de ano para incentivar as pessoas a darem artes como presentes de Natal.

A mostra apresenta dezenas de opções em “Nanos” de arte digital e fotografias dos mais renomados artistas que participam da Galeria Online do ARTEAMAZON.COM. Os “nanos” são os quadros em pequenos tamanhos produzidos com qualidade Fine Art. Os “Nanos” já vem em uma linda embalagem embalagem artesanal, pronta para ser dado de presente de Natal. Servem tanto para serem colocados sobre uma mesa, quanto na parede, tornando-os mais uma opção de presentes de bom gosto a um baixo custo.

“Dá uma arte como presente de Natal, é algo diferente”, diz Gilberto Almeida, um dos fundadores do ARTEAMAZON.COM. “Além de ser fino é uma excelente oportunidade para presentear alguém especial sem gastar muito”, finaliza Almeida.

A campanha”Arte Natal 2018″ foi lançada no último Luau da Samaúma que aconteceu durante a 4ª Edição da 2ª Temporada do Luau da Samaúma (Samba Claus). O evento que é uma parceria do Ministério Público do Estado do Amapá com a Prefeitura de Macapá, aconteceu na sexta-feira, passada, 14 de dezembro de 2018, das 18h as 22h na Praça da Samaúma no Araxá em Macapá.

A exposição “Arte Natal 2018” ficará a disposição dos interessados no Piso L3, ao lado do Amazon Fantasy, no Macapá Shopping. Inicia nesta terça-feira, 18 e vai até o dia 29 de dezembro de 2018. As peças poderão ser adquiridas no local da exposição no horário das 11h as 21h ou pelo site www.arteamazon.com.

Resumo

Evento: Arte Natal 2018 (Macapá Shopping)
Período: 18 a 29 de dezembro de 2018
Hora: 11:00 h as 21:00 h
Local: Piso L2 do Macapá Shopping (Ao lado do Amazon Fantasy)
Clique nos link a baixo para conhecer algumas das das opções de “nanos” disponíveis no site:
Trapiche Eliezer Levy (Tempestade) 2018 – Manoel R. Fonseca
Silhueta Vermelha – Arte digital por Ronaldo Picanço

links
Site: www.arteamazon.com
Facebook: www.facebook.com/arteamazon
Instagram: https://www.instagram.com/arteamazon/

Fonte: ArteAmazon

Hoje rola o lançamento do clipe “Encontro dos Tambores” do CD “Todo Música”, de Enrico Di Miceli

Hoje (20), às 15h, o cantor, compositor e músico Enrico Di Miceli, lançará em suas nas redes o clipe “Encontro dos Tambores” (composição de Enrico Di Miceli & Leandro Dias e Joãozinho Gomes) do CD “Todo Música”.

Escute a música “Encontro dos Tambores”:

Enrico Di Miceli

Enrico Di Miceli faz parte do elenco dos grandes cantores e compositores do Amapá, que acompanha a evolução musical sem perder a essência e o estilo regional. Parceiro de compositores como Joãozinho Gomes, Osmar Júnior, Eliakin Rufino, Jorge Andrade e Zeca Preto, dessas convivências musicais saíram canções para o repertório de intérpretes como Patrícia Bastos, Brenda Melo e Senzalas. Enrico gravou o CD Amazônica Elegância, em parceria com Joãozinho Gomes, um marco sua carreira.

Assista o vídeo a partir das 15h nos seguintes endereços:

Instagram: @enricodimiceli
Facebook: /enricodimicelimusica

Elton Tavares, com informações da jornalista Mariléia Maciel. 

Comunidade comemora 4º aniversário do CEU das Artes

Crianças, jovens, adultos e idosos comemoraram no fim de semana o aniversário de 4 anos do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes). O espaço, localizado no bairro Infraero II, é o primeiro de Macapá. A programação com música e teatro animou os mais jovens.

O CEU foi inaugurado em 15 de dezembro de 2014. Localizado na zona norte da cidade, possui salas multiuso, cineteatro, auditório, telecentro para inclusão digital, biblioteca e o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), além de espaços de esporte e lazer, como quadra poliesportiva, parque, pista de skate.

Para a diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckaman, a programação cultural atraiu a população com atividades esportivas, profissionais e sociais. “Muitas pessoas foram prestigiar o aniversário de um espaço único em Macapá e que é da comunidade. Convidamos as famílias para fazer uso desse ambiente que é multicultural”, explicou.

A programação contou com exposição das artesãs, grafitagem, apresentações culturais de contação de história, teatro de bonecos, balé, grupos de dança de toada, Banzeiro Brilho de Fogo, capoeira, aulão de zumba, música, hip-hop etc. Além de atividades esportivas, campeonato de skate e bike, e atendimento do Cras.

Cássia Lima
Assessora de comunicação/Fumcult
Contatos: 98104-9355 / 99200-8657
Fotos: Paulo Rocha

Banzeiro do Brilho de Fogo sai pelas ruas em seu último cortejo de 2018

A tarde de domingo, 16, foi de muita alegria e diversão para centenas de brincantes do Banzeiro do Brilho de Fogo, que saiu em cortejo pelas ruas e avenidas de Macapá, encerrando suas apresentações de 2018. O prefeito Clécio Luís acompanhou o trajeto, que partiu das proximidades da Fortaleza de São José de Macapá rumo à Praça Floriano Peixoto, e falou das melhorias que vêm sendo feitas para fortalecer e alavancar cada vez mais o coletivo.

“Este é o 4º ano consecutivo que participo do cortejo, que encerra mais um ano. Um ano que foi muito especial para todos os banzeiros, pois conseguimos retomar as oficinas chegando até Oiapoque com esse trabalho. Próximo ano, apostaremos ainda mais com a promoção de oficinas para conquistar novas pessoas, mais batuqueiros, mais músicos, novas açucenas, para que, daqui a dois anos ou mais, ele continue a existir e fazer essa difusão da nossa cultura popular de rua do Marabaixo e batuque”, disse.

Esse foi um dos três percursos que o Banzeiro faz em cortejo ao alongo do ano. As outras ocorrem em fevereiro, no aniversário da cidade, em junho, durante a programação do Macapá Verão, e em dezembro, o mês de aniversário do grupo. “Um dos nossos objetivos é unir famílias, justamente porque o Marabaixo traz essa tradição das famílias afrodescendentes que vieram ao Amapá e desenvolveram essa cultura, que é muito importante para o nosso estado”, ressaltou o coordenador de Cortejo do Banzeiro, Ricardo Iraguany.

Centenas de jovens, adultos, crianças e senhoras participam do coletivo, que, a cada nova apresentação, ganha novos adeptos, ajudando a manter a tradição. Dona Maria José Mota, 70 anos, integra o Banzeiro desde sua criação e falou da satisfação em participar do grupo. “É uma alegria que não sei explicar, é uma mistura de sensações, um ritmo que penetra no corpo da gente e contagia de uma maneira inexplicável. São cinco anos participando e a cada nova apresentação é uma emoção diferente”, garantiu.

O Banzeiro do Brilho de Fogo comemora neste mês de dezembro 5 anos de criação e já se tornou uma das maiores expressões da Cultura Popular do Amapá.

Karla Marques
Assessora de Comunicação/PMM
*Fotos: Gê Paulla Serrano