Festival Bar em Bar traz novas receitas em petiscos

Até 26 de novembro, bares e restaurantes participantes oferecem excelentes petiscos a preços populares e com inovações, num circuito que envolve 14 estabelecimentos

A 6ª edição do Festival Bar em Bar pretende reunir milhares de clientes em estabelecimentos gastronômicos em Macapá. Promovido pela Abrasel em parceria com o Sebrae, o evento acontece de 11 a 26 de novembro no circuito com 14 estabelecimentos como bares, pubs, winer bar, hamburguerias, restaurantes e até delivery.

O Bar em Bar celebra a pluralidade gastronômica brasileira e do Amapá, destacada pela criatividade dos chefs nas porções criadas especialmente para o evento ao preço fixo se R$ 25,00. Além de caprichar na receita, cada bar ou restaurante preparou também sugestões de harmonizações incríveis para os clientes.

Ganho para clientes e donos de estabelecimentos

O festival também tem gerado bons resultados para os donos dos bares participantes, como o Thiago Santiago, proprietário da Rustic Burger Beer, localizada no centro de Macapá. “O Bar em Bar tem sido uma boa oportunidade para receber clientes novos e antigos. A divulgação do evento traz pessoas que chegam querendo conhecer o petisco que criamos especialmente para o festival. Sem falar na qualificação e o posicionamento de marca que o evento proporciona aos bares”, disse.

Receita de sucesso

Cada bar participante oferece uma nova receita para conquistar o gosto do consumidor, inspirada no tema desta edição: A Melhor Porção do Amapá. As novidades nos petiscos acompanham o uso de insumos locais e preços acessíveis, com sabores inigualáveis que fazem jus ao tema.

O festival é o cenário perfeito para confraternizações entre amigos, familiares e casais num período muito festivo. A gastronomia é bem variada, levando características de cada empresa e chef participante, satisfazendo até os paladares mais difíceis de agradar.

Reconhecimento
Os estabelecimentos receberão a visita de críticos gastronômicos que farão as avaliações técnicas dos petiscos para seleção do grande vencedor. O consumir por sua vez, pode visitar os estabelecimentos do circuito, fazer o pedido do petisco da casa ao garçon, fazer uma foto e postar no Instagram com a hashtag #barembarap2022 e ao final, o consumidor que conseguir cumprir primeiramente o circuito receberá o título de “Papudinho 2022”, por valorizar a gastronomia de Bar.

Confira o menu do festival Bar em Bar 2022

Bar do Vila

Chefs Aline, Cissa e Soninha
Brasileirinho: 02 mini pasteis Romeu e Julieta, 02 dadinhos de Tapioca com Geleia de Pimenta e 02 camarões Rosa empanados na Panko.
Harmoniza com cerveja

Dom Cheff
Gastronomia Brasileira
Chef Manoel
Território Tucuju: porção de 06 mini papéis de camarão rosa, banana da terra, jambu e molho de tucupi.
Harmoniza com cerveja ou cachaça de jambu.

Brods Burger Hamburgueria

Chef Burger João Neto
Tábua de Maré: porção de 06 bolinhos nos sabores de maniçoba, pato no tucupi, tacacá, muçarela de búfala, charque na manteiga de garrafa e peixe, acompanhado de maionese de tucupi.
Harmoniza com cerveja.

Recanto do Loro Restaurante

Chef Fabiana de Azevedo
Loroca: bolinhos com massa de tapioca e queijo coalho, com recheios de camarão ou caranguejo. Serve com geleia de pimenta.
Harmoniza com cerveja.

Confraria Semblano Culinária Italiana

Chef Josiane Ferreira
Croquetas de pernil suino: croquetas com massa bechamel, recheado com pernil suino desfiado e empanado na farinha panko. Serve com goiabada picante.
Harmoniza com cerveja ou vinho.

Delícias da Oci Restaurante delivery

Chefs Ocineia e Alessandra Bastos
Tira gosto da Oci: 03 bolinhos de carne seca com queijo moçarela, tiras de carne, acompanhados de molho especial da casa e farofa.
Harmoniza com cerveja.

Rustic Burger Beer Pub

Chef Thiago Santiago
Pastéis Rustic: mini pastéis de carne seca desfiada, queijo manteiga e banana da terra, acompanhado de geleia de pimenta.
Harmoniza com chopp.

Homemade Hamburgueria

Chefs Marcelo Souza e Sirlane Viana
American Chicken: Sobrecoxas de frango marinadas no buttermilk e cerveja. Acompanha picles de pepino artesanal e molho spicy.
Harmoniza com as cervejas de estilo Pilsen ou Amber Ale.

Sinner Hamburgueria

Chefs Lucas Uchôa e Thomas Átila
Pork Belly Sinner: Canapés de Barriga de porco defumada, molho BBQ com laranja e mel selvagem, servido sobre pão australiano tostado
Harmoniza com cerveja.

Norte das Águas Bar e Restaurante

Chefs Cleide, Cláudio e Karine
Bolinho das Águas: porção de 03 bolinhos com massa batata; recheio de camarão regional, jambu e catupiri.
Harmoniza com cerveja.

Reserva da Lagoa Gastronomia contemporânea e casual

Chefs Yago Amorim e Adriano Sena
Barca Ribeirinha: creme de pirarucu, alho poró e queijo regional em Crispy de papel de arroz, com redução de tucupi, castanha do Brasil e picles de semente de mostarda.
Harmonização com drink Green Gin, vinho branco ou rosa, espumantes Brut, cerveja Colorado Ribeirão e Heineken.

Japan by Nagano Restaurante de culinária oriental

Izakaya: releitura do Onigiri, tradicional bolinho de arroz japonês crocante, empanado na farinha panko e recheado com tartar de salmão, kani e cream cheese.
Harmoniza com saqué.

Forneria Bella Ciao

Chef Monique Valente
Croqueta Brasileira: Porção de 04 croquetas feitas com carnes suínas, massa de feijão preto e finas tiras de couve refogadas ao bacon. Servidas com molho forte de pimenta habanero e farofinha acebolada.
Harmoniza com cerveja puro malte.

Vinhos & Co. Wine Bar

Chef Rose Farias
Nachos Caseiros: com molho de Iogurte, tomates, cebolas e pepinos confitados.
Harmoniza com vinhos levas brancos, rosés e tintos.

Serviço:

Bar em Bar
11 a 26 de novembro
Realização: Abrasel
Apoio: Sebrae

Assessoria de comunicação do Festival Bar em Bar

Festival Amapá Sabor 2022 começa nesta quinta-feira com gastronomia, música e artesanato

Por Rafael Aleixo e Fabiana Figueiredo

Começa nesta quinta-feira (3) o Festival Amapá Sabor 2022 que traz como temática a Copa do Mundo de Futebol e o fim de ano. O g1 lista mais abaixo os restaurantes participantes da edição, além das atrações culturais do evento que segue até o domingo (6). A entrada é gratuita e as degustações variam de R$ 15 a R$ 30.

Os temas inspiraram a releitura dos pratos que 16 empresas vão apresentar durante o festival de gastronomia. Os empreendimentos vão ofertar ao público pelo menos 3 pratos, entre novos e releituras.

Participam do evento churrascarias, restaurantes de gastronomia oriental, hamburguerias, lanchonetes e docerias que atendem no estado.

A programação também conta com feira de artesanato e programação cultural. Entre as atrações estão os artistas Wanderley Andrade, Zé Miguel, Neivaldo e Cezinha e o DJ Manari.

O Festival Amapá Sabor é realizado pelo Sindicato de Hospedagem, Alimentação e Entretenimento do Amapá (Shaea) e tem apoio da Rede Amazônica, Sebrae, governo do Amapá, e da prefeitura de Macapá.

Empresas participantes
Divina Arte
Só Assados
Donburger
Norte das Águas
Kings Chef
Tom Marrom
Cantinho Baiano
Flora
Casa Oriental
Chopp da Vovó
Delícias da Oci
Tatay
Bertolucci Café
Di Maria Grill
Mirante
Delícia Sorvetes
Atrações culturais
03/11 – Quinta-Feira
Dj Manari
Amadeu
Zé Miguel

04/11 – Sexta-Feira
Dj Manari
Neivaldo e Cezinha
Wanderley Andrade

Serviço:

Amapá Sabor 2022
Datas: 3 a 6 de novembro (de quinta-feira a domingo)
Local: Av. Mário Cruz, entre o Teatro das Bacabeiras e a Praça Veiga Cabral – Centro
Horário: das 18h às 22h
Entrada gratuita
Consumação: de R$ 15 a R$ 30

Fonte: G1 Amapá.

Crianças de baixa renda têm experiências gastronômicas em Macapá

A Semana da Criança dos empresários da gastronomia ocorre nos dias 13 e 14 de outubro. De forma didática e divertida, os estabelecimentos associados à Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) abrem as portas pelo 16° ano para receber centenas de crianças em situação de vulnerabilidade social para proporcionar uma incrível experiência gastronômica, de lazer e socialização.

Na quinta e sexta-feira os restaurantes participantes vão apresentar às crianças um pouco mais sobre a profissão de chefs, garçons e outros profissionais do setor. Atividades culturais, brincadeiras, visitas guiadas, brindes, cestas básicas, refeições e lanches deliciosos fazem parte da programação que será oferecida para todas as crianças.

A ação reforça o espírito de comunidade e a responsabilidade social das empresas do setor de alimentação fora do lar do Amapá que sempre estão engajadas nos projetos de sociedade, a exemplo da pandemia quando foram distribuídos álcool em gel, alimentos para as brigadas de vacinação, cestas básicas e até apoio psicológico.

As crianças são estudantes da rede municipal de ensino e visitam os estabelecimentos gastronômicos por meio do transporte escolar da rede municipal, sob a supervisão de professores e autorização dos pais.

Agenda:

1º dia (13/10) Quinta-Feira:
– 9h Royal Hotel & Gastronomia
Recebe as crianças com café da manhã, lazer na piscina do hotel e distribuição de brindes da Haus Bier;

– 16h Café Bertolucci
Recebe as crianças com brindes, palestra e lanches da Versátil Cozinha Industrial;

– 16h30 Delícias da Capytu
Recebe as crianças com refeições, música, palhaços, brincadeiras e brindes;

– 17h Japan
Recebe as crianças com refeições e lanches, brindes e palestra;

– 19h Bizzum da Pizza
Recebe as crianças com palestra sobre a história da pizza, refeições e brindes;

2º dia (14/10) Sexta-feira:
– 15h Sorveteria Santa Clara
Recebe as crianças com distribuições de lanches, brindes, sorvetes, palestra e cestas básicas;

– 15h30 Chopp da Vovó (Orla):
Recebe as crianças com distribuição de chopps, brincadeiras e lanches da Versátil Cozinha Industrial

– 16h Rustic Burger Bier:
Recebe as crianças com brincadeiras, palestras e distribuição de lanches;

– 16h30 Confraria Semblano:
Recebe as crianças com refeições, palestras e brincadeiras.

Apoio:
Prefeitura Municipal de Macapá
Secretaria Municipal de Educação

Assessoria de comunicação

Neste sábado rola Circuito de Artes Integradas, em Mazagão Novo

Neste sábado (8), continua a programação do Circuito de Artes Integradas. A programação está acontecendo desde o dia 19 de setembro, com a mobilização das Comunidades, e já passou por Mazagão Velho, Curiaú, Fazendinha e Santana.

Agora é a vez de Mazagão Novo receber o projeto, lá na Praça 23 de Janeiro, as 16h, com oficinas de música, cartões poéticos e poesia.

Ao final do evento, rola o Sarau, onde a comunidade é a protagonista apresentando o que foi assimilado nas oficinas e mostrando os talentos locais.

Realização: Coletivo Juremas

Apoio: Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult/AP), Quarta de Artes da Pleta e Ói Nóiz Akí.

Saiba mais sobre o projeto neste link: Circuito de Artes Integradas acontece em comunidades do Amapá

Fonte: Blog da Mary.

Empreendedorismo: conheça Josivan Bracho um professor que se transformou em inventor

Açaí o precioso fruto servido na tigela como alimento ou sobremesa, já virou sorvete, recheio de chocolate, vitamina, sabonete, perfume e agora virou café e também molho de pimenta com direito a produção genuinamente amapaense.

O professor Josivan Bracho, deixou as salas de aula e montou um pequeno laboratório para produzir produtos feitos com insumos amapaense, e escolheu primeiro o açaí, fazendo o café de açaí, com grande aceitação do público estrangeiro, que segundo ele apreciam o sabor, devido aos benefícios nutricionais.

Ele sempre dá destaque as delícias da Amazônia, o Bracho, apelido que recebeu na escola, devido gostar muito da novela mexicana a Usurpadora, que tinha a vilã Paola Bracho, sua professora e colegas lhe atribuíram o nome que acabou virando sua marca.

“Sempre contava sobre a novela na escola, fazendo zoeira com as frases, naquela época já fazíamos os memes sem saber, um dia a professora me perguntou como vai a família Bracho, e ai pegou, nunca mais lembravam Josivan, sem o bracho. No Jari só me conhecem como Bracho”, relembra.

Mais que um empreendedor, Josivan é um amante da cultura amapaense, cresceu em Laranjal do Jari, nasceu no Maranhão, seu pai foi trabalhar em Monte Dourado e depois foi para a região do Jari. Se formou em Biologia e Física, chegou a trabalhar na prefeitura do município. Em 2011, a mulher dele foi fazer faculdade em Macapá e em 2013 foi chamado na cidade de Almerim para dar aula na rede pública. Em 2016, voltou para Macapá, estava apaixonado por nutrição e fui fazer a faculdade, pediu licença do concurso público.

Em Macapá a questão financeira apertou e viu que tinha que arrumar outra fonte de renda, começou a vender suplemento alimentar, e em plena pandemia, viu no café de açaí um produto diferenciado e com sua visão empreendedora, teria uma boa procura por outros lugares do pais e do mundo, e não errou, hoje vende mais para outros países do que para o Brasil.

‘Comecei a produzir um laboratório em casa, com a ajuda da família, e hoje estou produzindo também molho de pimenta e licor de açaí, e também de outros sabores, sempre buscando utilizar como fonte base os produtos regionais”, informa o empreendedor.

A pimenta já é um antigo desejo de Josivan tinha, desde Laranjal do Jari, quando visita seu amigo Paulo Godinho, que produzia pimenta em conversa.

“Meu fazia pimenta em conserva, e também colecionava, e eu pedia a ele, e me dizia que não, pois era muito cara. E lembro que disse a ele que ainda ia fazer uma pimenta daquelas”, relembra Bracho.

Hoje, Bracho está com uma intensa produção de molho de pimenta que inclui de dedo de moça, com tucupi e pimenta amarela, a famosa de açaí e outras, possui também licores, e está testando sua cachaça de jambu amapaense, com direito a tremer a língua e para quem não pode beber álcool, ele está preparando uma soda de gengibre, para o paladar mais infantil.

Recentemente esteve com a pimenta de açaí na feira do Festival Brasil Sabor e foi o item mais vendido, com mais de 500 produtos comercializados e com grande procura pelos empreendimentos como restaurantes, hambúrgueres e lanchonetes da cidade.

Os produtos podem ser encontrados na Casa do Artesão e também comercializados pelo instagram @brachooficialbr ou pelo número 96 98145-4163.

Assessoria de comunicação

Conheça os vencedores do 7° Prêmio “Melhores da Gastronomia-Alcilene Cavalcante”

7° Prêmio Melhores da Gastronômia – Alcilene Cavalcante

1. Melhor restaurante
313 Restaurante

2. Melhor cafeteria
Confraria Café

3. Melhor doceria
Tatay Doces Gourmet

4. Melhor lanchonete
Benoliel pratos e lanches

5. Melhor hamburgueria
Sinner

6. Melhor sorveteira
Santa Clara

7. Melhor culinária amapaense
Amazonas Peixaria

8. Melhor açaí
Açaí do Barbosa

9. Melhor comida a quilo;
Sagrada Família

10. Melhor gastronomia internacional
Casa Lisboa

11. Melhor pizzaria
Bizzum da Pizza

12. Melhor gastronomia saudável
Varanda Bistrô

13. Melhor gastronomia oriental
Restaurante Japan
by Nagano

14. Melhor delivery
Mayumi Sushi

15. Melhor bar
Bar do Vila

16. Melhor panificadora/padaria
Bom Preço Padaria

17. Melhor buffet de eventos
Suely Buffet

Fonte: Repiquete no Meio do Mundo

Amapaense é eleita a melhor chef de cozinha do Brasil pelo Prêmio Dólmã 2022

A culinária amapaense está ganhando mais destaque no cenário nacional. Esta semana, o Amapá sediou três programações gastronômicas brasileiras, entre elas, o Prêmio Nacional Dólmã, que elegeu a conceituada chef Floraci Pacheco Dias como a melhor do país. Além dela, outros amapaenses e empreendimentos do setor gastronômico foram reconhecidos em uma noite de gala, nesta sexta-feira, 12.

As programações gastronômicas nacionais sediadas no Amapá esta semana, além do Dólmã, foram o Festival Enchefs Brasil e o Fórum Brasileiro de Gastronomia. A realização é do Instituto Multidisciplinar de Recife e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), e o Governo do Estado patrocinou a programação com investimento de R$ 500 mil e apoio com infraestrutura e logística.

O Prêmio Dólmã fechou com chave de ouro a semana da gastronomia no Amapá, com a participação de 750 chefs de todo o Brasil que concorreram ao ‘Oscar da Gastronomia Brasileira’. As disputas foram nos níveis estadual, regional e nacional com processo de indicação e escolha dos ganhadores de forma totalmente democrática, com votação pela internet.

Durante o evento, o governador Waldez Góes enfatizou que é uma honra para o Amapá ser palco do prêmio máximo da gastronomia.

“O prêmio Dólmã percorrer os estados amapaenses na realização de suas edições representa o reencontro permanente da gastronomia brasileira com suas origens. É muito significativo em um momento que vivemos esse processo de retomada pós pandemia, aquecendo os setores turístico e econômico”, disse Góes.

Representatividade

Outros três profissionais amapaenses concorreram a nível estadual, e a chef Geane Gomes foi quem levou o troféu. Geane, que é proprietária do conceituado restaurante 313, já possui o título de melhor chef de cozinha do estado, alcançado em 2020.

E pela primeira vez, o Amapá será representado nacionalmente no setor. A chefe Floraci Pacheco Dias, mais conhecida como Flora, foi quem abocanhou a estatueta em reconhecimento pelo seu desempenho culinário das iguarias com sabor da Amazônia.

“A gastronomia representa para mim cor, vida, força e liberdade”, disse emocionada a campeã nacional.

Flora tem dois empreendimentos: o Flora Bistrô, no distrito Igarapé da Fortaleza, e o restaurante Flora, localizado no distrito de Matapi. Já recebeu diversas honrarias do setor, entre elas o Diploma Empresa Padrão do Milênio, selecionado pelo “25 Melhores do Brasil” como um dos cinco melhores restaurantes da região norte.

O troféu foi entregue pelo governador Waldez Góes, que na oportunidade, exaltou o merecido reconhecimento da chefe, que tem na bagagem o segredo culinário de suas raízes, indígena e ribeirinha.

Capital Brasileira da Gastronomia

Cerca de 6 milhões de olhares estavam voltados para o Amapá esta semana. Esse é o total de profissionais que trabalham no setor gastronômico em todo o país e acompanharam os eventos nacionais que foram sediados em Macapá, que este ano foi escolhida a Capital Brasileira da Gastronomia.

Nathacha Dantas
Assessoria de comunicação do Governo do Amapá

7ª Edição do prêmio “Melhores da Gastronomia Alcilene Cavalcante” e final Nacional do prêmio Dólmã, o Oscar da gastronomia, acontecem esta noite em Macapá

Nesta sexta-feira ( 12) de agosto, profissionais e empresas destacados da gastronomia amapaense e brasileira serão reconhecidos com o Prêmio Melhores da Gastronomia – Alcilene Cavalcante e Prêmio Nacional Dólmã, fechando a Semana Nacional da Gastronomia. O evento acontecerá na casa “Nuance Eventos”, às 19h, com jantar regional e show de Val Milhomem e banda Negro de Nós.

Pelo sétimo ano consecutivo, o “Prêmio Melhores da Gastronomia – Alcilene Cavalcante”, que tem esse nome em homenagem à dedicada jornalista, que há anos busca apoiar e informar das inovações, das boas práticas e da valorização da gastronomia local , ocorre no Amapá. Concurso organizado pelo mestre e turismólogo, Sandro Belo, executivo da Abrasel, junto com o grupo de “críticos gastronômicos ” em um “trabalho” que ocorre ao longo de 12 meses, analisando sabores, aromas, misturas, inovação, atendimento, estrutura, segurança e o resgate gastronômico do meio do mundo e da Amazônia.

O prêmio vai para 17 categorias, cujos melhores foram votados pela crítica, que são:

Melhor restaurante
Melhor cafeteria
Melhor doceria
Melhor lanchonete
Melhor hamburgueria
Melhor sorveteira
Melhor culinária amapaense
Melhor açaí
Melhor comida a quilo
Melhor gastronomia internacional
Melhor pizzaria
Melhor gastronomia saudável
Melhor gastronomia oriental
Melhor delivery
Melhor bar
Melhor panificadora/padaria
Melhor buffet de eventos

Prêmio Nacional Dólmã

São 81 chefs de cozinha de todos os estados brasileiros, finalistas nas categorias estaduais e 27 homenageados. Além de 15 chefs de cozinha finalistas nas categorias regionais e 5 homenageados.

Assessoria de comunicação 

Macapá sedia Fórum Gastronômico Brasileiro com chefs de todo o Brasil

O Senac Amapá é parceiro da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/AP) e do Instituto Multidisciplinar na realização do Fórum Gastronômico Brasileiro. A abertura do evento acontece no dia 10 de agosto, das 9h às 12h, no Auditório do Senac Amapá. A inscrição antecipada é realizada pelo link https://forms.gle/K2RNaPmnTqBVYAkG6

Com o tema “A gastronomia Brasileira no Contexto Socioeconômico Mundial”, o evento de caráter técnico/científico discute as principais implicações relacionados a atividade da gastronomia e alimentação fora do lar no país, como a realidade do setor pós-covid, o resgate histórico e valorização cultural, ensino de pesquisa e extensão na área, a coquetelaria como fomentadora da cultura alimentar brasileira, entre outros.

A programação conta com profissionais de grande expressão no cenário da governança, academia e mercado do setor. As discussões realizadas resultarão na construção da “Carta da Gastronomia do Meio do Mundo”.

Programação:

09h – Abertura

Apresentação Cultural de Marabaixo “Tia Sinhá”

09h30 – Apresentação do Moderador

Geraldo Guerra Jr. (Recife/PE)

Presidente do Instituto Multidisciplinar

09h50 – Painel 01: A conjuntura da alimentação fora do lar no pós crise do Sars-CoV-2

Chef Yukio Nagano (Macapá/AP)

Presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amapá

10h10 – Painel 02: A gastronomia como resgate histórico e valorização cultural no Brasil

Chef Cumpade João (João Pessoa/PB)

Anfitrião do Arraiá de Cumpadi e do Festival Degustando o Brasil, Chef/Cozinheiro Embaixador Nacional pelo Prêmio DÓLMÃ

10h30 – Painel 03: A governança da gastronomia nacional: contexto, planejamento e perspectivas

Natália Alves Macário (Teresina/PI)

Executiva da Abrasel Piauí, Bacharel em Secretariado Executivo e Especialista em Gestão Empresarial

10h50 – Painel 04: Ensino Pesquisa e Extensão na Gastronomia Brasileira

Chef Alcyr Viana (Goiânia/GO)

Professor e pesquisador do Instituto Federal de Goiás (IFG), gastrólogo, mestre Ciências Agrícolas, Doutor em Educação e coordenador do Enchefs GO

11h10 – Painel 05: A coquetelaria como indutora do turismo gastronômico e fomentadora da cultura alimentar Brasileira

Maurício Flair (Fortaleza/CE)

Universidad Del Cocktail Buenos Aires/Argentina, Tecnólogo em Organização de Eventos Instituto Federal de Tocantins (IFTO), Empresário, Consultor de A&B e Diretor do Instituto Caju Brasil

11h30 – Perguntas e respostas
12h00 – Encerramento
Relatora
Ingrid Abs (Maceió/AL)
Bibliotecária especialista em Gastronomia

Serviço:

Andréa Maciel
Coordenadora de Comunicação do Senac Amapá
Contato: (96) 991629993

7ª Edição do prêmio “Melhores da Gastronomia Alcilene Cavalcante” acontece em evento de gala

A gastronomia tucuju chega a 2022 em seu melhor momento no cenário nacional, pois entre os dias 10 a 12 de agosto, sedia os principais eventos itinerantes do setor no país, trazendo consigo, centenas dos melhores profissionais da culinária do Brasil. Neste período ocorre o Fórum Gastronômico Brasileiro, evento técnico, no dia 10 às 9h, no Auditório do Senac/AP com a presença de grandes especialistas. Já nos dias 10 e 11, das 17h às 23h ocorre o Festival Enchefs Brasil, com rica programação, na Av. Mário Cruz, em frente à Igreja São José. O dia 12 de agosto marca o reconhecimento dos profissionais e empresas destacados da gastronomia amapaense e brasileira com o Prêmio Melhores da Gastronomia – Alcilene Cavalcante e Prêmio Nacional Dólmã, em jantar de gala a ser realizado na Nuance Eventos.

Ao enfrentar a maior crise do setor de alimentação fora do lar devido a pandemia e suas consequências no cenário econômico, os serviços gastronômicos passam por transformações desafiadoras, como a de promover qualidade contínua e segurança aos clientes mais exigentes. No cenário gastronômico local, os empreendedores e profissionais persistem em manter os negócios, os empregos, a qualidade e até a inovação e reinvenções com insumos tipicamente amapaenses, a manutenção dos espaços e a qualidade no atendimento. Para incentivar todo esse trabalho, um grupo de consumidores com alta periodicidade de consumo e paladar apurado e exigente, vem realizando um importante trabalho com profissionalismo e seriedade nos concursos, prêmios e festivais de gastronomia no Amapá, de forma voluntária e apaixonada.

Pelo sétimo ano consecutivo, o “Prêmio Melhores da Gastronomia – Alcilene Cavalcante”, homenagem à dedicada jornalista, que há anos busca apoiar e informar das inovações, das boas práticas e da valorização das coisas locais, juntamente com o especialista Sandro Belo, coordenando o grupo de “críticos” num “trabalho” ao longo de 12 meses, analisando sabores, aromas, misturas, inovação, atendimento, estrutura, segurança e o resgate gastronômico do meio do mundo e da Amazônia. O Prêmio surgiu em 2016, com o intuito de reconhecer de forma meritocrática, séria e justa, os empreendimentos do setor que desempenham serviços de destaque. No decorrer das edições, o prêmio se aprimorou e em 2017 ganhou o reforço da “crítica” para o desempenho das avaliações. Em 2018 o prêmio homenageou a jornalista e colaboradora do setor, jurada e crítica gastronômica, Alcilene Cavalcante. Em 2022, 17 (dezessete) categorias serão homenageadas.

Tudo isso fortalece a competitividade, numa “disputa” sadia entre as empresas pela aprovação e satisfação, onde quem sai ganhando é o consumidor e a gastronomia local, com a superação dos negócios e profissionais em suas respectivas especialidades, alcançando patamares que os colocam nos holofotes e tapete vermelho dos sabores.

Para chancelar o Prêmio, a entidade mais atuante no setor: a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amapá (Abrasel). Por meio de uma votação criteriosa, secreta e on line, que conta a experiência gastronômica como métrica para votação, a crítica elege os destaques da gastronomia 2022, que serão revelados em uma noite especial, juntamente com o óscar da gastronomia brasileira, o Prêmio Nacional Dólmã. Conheça as categorias homenageadas no Prêmio Melhores da Gastronomia 2022.

1. Melhor restaurante;
2. Melhor cafeteria;
3. Melhor doceria;
4. Melhor lanchonete;
5. Melhor hamburgueria;
6. Melhor sorveteira;
7. Melhor culinária amapaense;
8. Melhor batedeira de açaí;
9. Melhor restaurante de comida a quilo;
10. Melhor restaurante de gastronomia internacional;
11. Melhor pizzaria;
12. Melhor gastronomia saudável (inclusiva, funcional, vegana ou vegetariana);
13. Melhor gastronomia oriental;
14. Melhor serviço de delivery;
15. Melhor bar;
16. Melhor panificadora;
17. Melhor serviço de buffet de eventos

Assessoria de comunicação

Em Macapá, concurso vai eleger o ‘Melhor Camarão no Bafo’ da Fazendinha

A programação do Macapá Verão 2022 traz esporte, lazer, turismo e, principalmente, a gastronomia regional. Para valorizar ainda mais os pratos no balneário da Fazendinha, a Prefeitura promove o concurso de ‘Melhor Camarão no Bafo’ nesta quarta-feira (13), a partir das 18h30.

O concurso é coordenado pelo Instituto Municipal de Turismo (MacapaTur). Na disputa, sete restaurantes concorrem ao prêmio. Cada representante terá 20 minutos para a preparação do prato. Cinco jurados vão avaliar quesitos como a defesa do chef, apresentação, sabor e preparo.

Os três pratos com maior pontuação recebem premiação em dinheiro que varia de R$ 500 a R$ 2 mil, além do certificado de ‘Melhor Camarão no Bafo 2022’ para o restaurante campeão.

Serviço:

Data: quarta-feira, 13 de junho de 2022
Hora: 18h30
Local: Balneário da Fazendinha

Aline Paiva
Contato: (96) 98116-1016
Assessoria de comunicação da PMM

Macapá Verão 2022: ‘Quinta do camarão no bafo’ terá prato a R$ 39,99 no balneário da Fazendinha

‘Quinta do camarão no bafo’ terá prato vendido a R$ 39,99 | Foto: Andressa Pereira/PMM

A programação do Macapá Verão 2022 está movimentando os balneários da capital. O da Fazendinha, famoso pelo camarão no bafo, tem um incentivo a mais para a comercialização do prato. O Instituto Municipal de Turismo (Macapatur) definiu com os proprietários de restaurantes que toda quinta-feira do mês de julho, o prato terá valor fixo de R$ 39,99.

“Esse acordo visa valorizar a gastronomia amapaense por meio do incentivo à economia local. Com esse dia específico para a venda com um preço diferenciado, todos são favorecidos, tanto os proprietários com a venda e divulgação dos produtos, e o público com um preço mais acessível”, explica o diretor-presidente do Macapatur, Benício Pontes.

A receita do camarão no bafo é simples, mas cada chef tem seus segredos. O prato tem camarões pré-cozidos e temperados com sal, alho, óleo e temperos à gosto. Farofa, molho de pimenta e limão não podem faltar como acompanhamento.

A iniciativa potencializa a economia local e promove a valorização dos funcionários dos empreendimentos localizados na Fazendinha. Assim, o público consome produtos com valor acessível e os proprietários aumentam as vendas. Nos outros dias da semana, o preço da iguaria varia de R$ 55 a R$ 60.

De acordo com o presidente da Associação de Bares e Restaurantes da Fazendinha, Walter Boulhosa, a participação dos empreendimentos na ‘Quinta do camarão no bafo’ proporcionará um grande incentivo às vendas.

“Essa é uma iniciativa muito boa, pois atrai os clientes para a Fazendinha e fomenta o comércio gerando uma maior movimentação no balneário. A quinta-feira está próxima do fim de semana, sendo um dia importante para a venda do camarão, seguida de um bom atendimento”, conclui.

A programação do Macapá Verão 2022 inclui ainda o tradicional concurso do “Melhor Camarão no Bafo”, no dia 13 de julho, das 18h às 20h na Fazendinha.

Anézia Lima
Instituto Municipal de Turismo

Risoles  – Crônica de Marcelo Guido

Crônica de Marcelo Guido

Formato de pastel e um sabor inconfundível de coxinha, a combinação exata da felicidade.

Pode ser de carne, de tradição. Pode ser de camarão, o fino. Presunto, lembrança. Queijo o principal, os dois a junção perfeita.

Imerso em óleo quente, com uma coca gelada traduz a satisfação.

O Risoles é mais um que completa o time da estufa, que faz gente simples como eu adentrar o princípio ativo da vida, que traduzindo para o mais popular dos linguajares nos faz felizes e completos.

Em sim, é massa e recheio diferente de sua amada prima coxinha se faz em um formato triangular, arredondado. Com massa de trigo, a melhor, tem quem se arrisque na macaxeira, não sou fã , mas traço numa boa, mas está na preferência de muitos que colocam em seu dia um momento para saciar a fome e amargura do existir. Risoles é vida.

Lembranças vem a mente, com o popular “Ris Óleo” de queijo da cantina da escola, nossa ao ver balançar na estufa e contar quantas gotas respingavam, a azia era garantida das 9:30 as 12:00, mais sorrisos em lábios gordurentos denunciavam o crime de se estar feliz.

O Risoles tem disso, é o bem e o mal juntos. Pode ser o mais massudo possível, aqueles do cento que vem com uma singela lembrança apresuntada,  perto da bolinha de queijo, mas se faz presente.

Talvez por unir mundos diferentes, formatos , recheios, opiniões seja essencial para o mundo. Pois da união das diferenças se faz a paz constante (profundo ).

É amigos, Risoles para todos pela paz mundial. Que seja sempre celebrado, nunca esquecido ou jogado para segunda classe, que tenha sempre a oportunidade de mostrar o seu valor.

Não perca tempo, hoje faça diferente, acomode-se e peça dois, misture sabores e complemente o vil prazer de se estar vivo. Não se esqueça da Coca-Cola para melhorar qualquer refeição.

Viva o Risoles, a união estável do perfeito ser.

*Marcelo Guido é Jornalista, pai da Lanna e do Bento e maridão da Bia.

Secult/AP apoia III Festival do Açaí, em comunidade quilombola de Tartarugalzinho

Tigelas com farinha e açaí — Foto: Abrasel/Divulgação

O Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Cultura do Amapá (Secult/AP), apoiará a Prefeitura Municipal de Tartarugalzinho na realização do III Festival do Açaí. A Secult custeará a estrutura física e cachês de atrações musicais que se apresentarão no evento. Serão dois dias, 17 e 18 de junho, na comunidade quilombola de São Tomé do Aporema, que compõe a cidade, com uma programação voltada para shows artísticos regionais e degustação de pratos feitos à base do fruto regional.

O prefeito de Tartarugalzinho, Bruno Mineiro, agradeceu o apoio do Estado por meio da Secult e se disse feliz em organizar 3º Festival do Açaí, através da Secretaria Municipal de Cultura. O gestor enfatizou que, além de promover cultura e lazer para a população da cidade, o evento movimentará a economia local.

De acordo com o secretário de Cultura, Cléverson Baía, a Secult/AP cumpre seu papel institucional e apoia todo o tipo de evento cultural, seja na capital, ou interior do estado.

“Além de fomentar cultura e lazer para a população em todas cidades do Amapá, a Secult visa gerar emprego e renda para pequenos empreendedores, artistas e toda a cadeia produtiva que envolve a cultura, seja ela em Macapá, ou nas outras cidades do Amapá”, detalhou Cléverson Baía.

A programação contará com apresentações das cantoras Lorena Barros, Julia Medeiros, DJ Koreano e dos cantores Albe Matos e Mauro Cotta.

Também será realizado desfile de musa e mister açaí, além de outras atrações culturais de Tartarugalzinho.

Confira a programação completa:

17 de junho (sexta-feira)

Lorena Barros
Albe Matos
DJ Koreano

18 de junho (sábado)

Mauro Cotta
Julia Medeiros
DJ Koreano

Assessoria de comunicação