Festival de cinema e vídeo rural

O audiovisual tem conquistado um espaço interessante nos mais diversos setores de atuação. Cada vez mais segmentos entendem sua relevância e eficiência quando o assunto é fazer circular informação. Hoje recebi, em nome do FIM – Festival de Imagem-Movimento, a divulgação do II Festival Nacional de Cinema e Vídeo rural de Piratuba que acontecerá entre 22 e 25 de setembro deste ano que, por sinal, tá passando rápido, hein?

E olhem, esse festival tem um formato bastante interessante. Serão premiadas as categorias:

Melhor Filme de Ficção: R$ 3.000,00;

Melhor Documentário: R$ 3.000,00;

Melhor Reportagem de TV: R$ 3.000,00;

Melhor Produção Amadora: R$3.000,00;

Além dessas categorias, que achei bem inteligentes, acessíveis, principalmente as duas últimas, a organização do evento ainda vai colocar bala na agulha dos trabalhos que tiverem:

Melhor Fotografia: R$ 3.000,00;

Melhor Trilha Sonora: R$ 3.000,00;

Produção que mais contribui com a Melhoria da Vida no Campo: R$ 3.000,00;

Produção mais engajada com a Questão Ambinetal: R$ 3.000,00;

Produção mais engajada por Uma Causa Social: R$ 3.000,00;

E, só pra arrematar, o festival ainda traz o concurso fotográfico com o tema: “O cotidiano na Vida do Campo”. As imagens podem ser inscritas na categoria cor ou PB, com premiação para os três primeiros lugares em cada uma delas: R$ 1.000,00, R$ 700,00, R$ 500,00, respectivamente.
Como forma de aprimorar o nível técnico dos trabalho, o festival ofertará oficinais gratuitas para agricultores, profissionais e estudantes do meio audiovisual. As inscrições são na faixa até o dia 16 de agosto de 2010. Vai lá no site: www.festivaldecinemapiratuba.com. Boa sorte a todos!

SHOW SÃO BATUQUES

                                              Por Mariléia Maciel
Os ritmos e ritos das comunidades tradicionais quilombolas do Amapá são a base do show São Batuques, uma produção que exalta a riqueza poética e melódica das manifestações folclóricas e está sendo preparado pelos músicos Beto Oscar e Helder Brandão. Com músicas de autoria própria influenciados pelos sons dos tambores de batuque, marabaixo, zimba, sairé, tambor de mina e por compositores populares, o show vem mostrar a essência musical deixada pelos antepassados afro-descendentes que continuam sendo preservados dentro das comunidades, mas que, de acordo com os músicos, correm o risco de se estilizarem totalmente e perderem a identidade cultural.
“Neste show iremos resgatar e valorizar a cultura tradicional com releituras que não descaracterizem a raiz cultural das músicas”, fala Beto Oscar. Os dois artistas falam com propriedade sobre o assunto. Eles já estiveram juntos em formações musicais como o grupo Raízes Aéreas, que foi um dos primeiros a introduzir tambores de marabaixo em shows feitos por um grupo de jovens no final da década de 80. Junto com outros talentos como Naldo Maranhão, pesquisaram e trouxeram para grandes palcos os sons produzidos nas comunidades quilombolas.
Além de talento e experiência adquirida em shows e festivais, eles têm no currículo formação que complementa e enriquece seus trabalhos. Beto é cantor e compositor com estudo iniciado no antigo Conservatório de Música e diploma como técnico em violão erudito da Escola de Música da UFPA e graduação plena em música pela UEPA. Também integrou o Senzalas e com ele viajou pelo Brasil e chegou até a Alemanha. Helder Brandão, também compositor e cantor é formado em licenciatura plena em letras na UNIFAP e atualmente é 2º sargento músico da banda da Polícia Militar. Já se apresentou com diversos artistas amapaenses e com eles gravou Cd’s.
O show São Batuques é uma produção de Sônia Canto Produções, tem como produtor musical o maestro Manoel Cordeiro e acompanham os músicos Luiz Papa, na guitarra; Helder Melo no contrabaixo; João Batera na bateria e Fábio Rato na percussão. Estão confirmadas as participações de Zé Miguel e Osmar Júnior.

SERVIÇO:
Data: 02 de julho
Local: Carinhoso Drink’s
Hora: 22:00
Mesa: R$ 60,00
Individual: R$ 15,00 (na portaria)
Mariléia Maciel- Assessora de Comunicação
Mais informações: 8116-6687
Realização: Sônia Canto Produções

Projeto Intervenções Sonoras

Para aqueles, como eu, que estão de saco cheio do modelo atual de noite rock local. Será uma verdadeira “festa estranha com gente esquisita”, para os padrões convencionais, claro (risos). O repertório, que inclui sons 80 e 90, foi escolhido a dedo. Não terá aquele papo de “Balão Mágico” e afins, o papo é rock and roll. Bora?

Parabéns MIS

Imagem premiada – Foto de Maksuel Martins
O Museu da Imagem e do Som do Amapá (MIS), com sede no Teatro das Bacabeiras, divulgou o vencedor de um concurso de fotografia, categoria “amador”. A imagem vencedora, intitulada “Desenho de Deus” é, de acordo com o MIS, uma composição limpa e equilibrada. Mais informações na página da instituição, que contribui com o aprimoramento nas áreas da imagem e do som. Leia: http://museudaimagemedosom.blogspot.com/
O vencedor do concurso foi Maksuel Martins, professor de fotografia, que foi aluno de duas das oficinas promovidas pelo MIS, Iluminação e Fotografia, dentro do projeto Teia Cultural da Secretaria Estadual de Cultura do Amapá (Secult).

Quarteto Amazon Music

O Quarteto Amazon Music, pilotado pelo multiinstrumentista Finéias Reis, se apresentará amanhã (12), ás 22h na casa de shows “Prato de Barro”. A banda, de música Instrumental, é formada por músicos consagrados do Amapá.O repertório do Quarteto Amazon Music é repleto de canções, em estilos diversificados como MPB, Jazz, Blues e MPA. A apresentação promete. Nós recomendamos.
O quarteto Amazon Music é formado por músicos e professores da Escola de Música Walkíria Lima, localizada no centro de Macapá. A Proposta da banda é suprir a carência de música instrumental no Amapá, desenvolvendo um trabalho de qualidade.
Horário: 22: hs.
Rua: General Rondon, Próximo a sede do Trem
Informações: 9138-3248/9115-1774

Reunião do MIS

Ontem (6) rolou reunião no Museu da Imagem e Som. Quer saber o que aconteceu? O encontro de preparação para o Fórum Audiovisual da Amazônia Legal (FAAL), realizado na sala do MIS, fixada no Teatro das Bacabeiras, debateu sobre diretrizes para expandir a organização, por parte da galera que curte o audiovisual no Amapá, para que o cenário se fortifique, resulte em produções independentes de qualidade e valorize os talentos locais.

O FAAL deverá acontecer em Belém, PA, no período de 09 a 11 de Julho quando serão discutidos assuntos de interesse dessa galera acima citada, divididos em cinco eixos. Leia a matéria completa na página do MIS, no endereço eletrônico: http://museudaimagemedosom.blogspot.com/

Arte e música

Sesc/AP – Foto: Elton Tavares
Projeto Botequim
O Serviço Social do Comércio (SESC/AP), por meio do Projeto Botequim, apresentará amanhã (8) o cantor Helder Brandão. A programação começará a partir das 21h.

Contato: Bio Vilhena – técnico de música do SESC: 8123-0178

Exposição: Do canto das árvores plásticas

No período de 09 a 30 de junho, o SESC AMAPÁ estará recebendo mais um produto do circuito cultural referente ao Projeto SESC Amazônia das Artes a exposição “Do canto das árvores plásticas” da artista Mirtes Rufino, de Rondônia.

A artista, Maria Mirtes Rufino é natural de Santarém/PA, radicou-se em Rondônia no final da década de 80. No contato freqüente e direto com a natureza descobriu seu poder de criação a partir do aproveitamento das formas trabalhadas nos galhos de árvores retorcidos pela força das águas dos rios. Suas esculturas feitas com materiais retirados diretamente da natureza retratam um cenário mágico de expressão e alegria, transmitida por bailarinas, palhaços, músicos, pássaros e homens da floresta.

A artista estará em Macapá nos dias 08 e 09 de junho para uma demonstração de sua técnica artística e para apresentar seu trabalho ao público amapaense na vernissage que ocorrerá no dia 09.06 na Galeria de Artes Antônio Munhoz Lopez a partir das 19 h – Centro de atividades Araxá.

O projeto SESC Amazônia das Artes na sua terceira versão, é um projeto que viabiliza a circulação e intercâmbio de espetáculo de teatro, dança, shows musicais e exposição de obras de artes que fazem parte da produção cultural de cada Estado da Amazônia Legal.

Exposição “Do Canto das árvores plásticas – Esculturas de Mirtes Rufino – RO

Período de Exposição: 09.06 a 30.06 de 2010.

Vernissage: 09/06 às 19h

Local: Galeria Antônio Munhoz – Centro de Atividades Araxá

Contato: Aline Pacheco – técnica de artes plásticas – 8122.6410

Fonte: Ascom/Sesc/AP

Show Voz

A cantora amapaense, Rebecca Braga é dona de uma linda voz, presença de palco e carisma. Possui repertório qualificado e está no circuito amapaense há quase duas décadas. Além de ser uma grande amiga minha, na verdade, somos compadres, pois tenho a honra de ser padrinho da Sofis.

Mas meus elogios não são por causa de nossa velha amizade e sim por seu talento. Ah, a Bel (como a chamo carinhosamente) comandou a Drop’s Heroína nos anos 90. A banda tinha uma proposta diferente, com uma agressividade teenage.

A Drops lutou contra o preconceito, já que era uma banda formada apenas por mulheres, nada convencional no Amapá. Fizeram música e história, inspiraram outras meninas e escreveram uma página do nosso rock.

Rebecca flertou com a Música Popular Amapaense (MPA), compôs com Naldo Maranhão, trabalhou com muitos músicos consagrados do Amapá. Tornou-se uma incentivadora de movimentos artísticos de Macapá.

Volta e meia, ela dar o ar da graça em barzinhos da capital amapaense, sempre com talento e profissionalismo. Tenho certeza que o show será muito legal. Eu vou, vumbora?

Lançamento do Clube de Cinema do Amapá

O Museu da Imagem e do Som (MIS) realizará hoje (15), ás 18h, na Sala Charles Chaplin, no SESC Araxá, o coquetel de lançamento do Clube de Cinema do Amapá.

O cineclube será construído em parceria com o Serviço Social do Comércio (SESC/AP). A ação tem o objetivo de fortalecer o audiovisual amapaense.

Durante o evento serão exibidos os filmes “Meu tempo menino” (20 minutos), “Menino urubu” (15 minutos) e “A garota (5 minutos)”.

Todos os amantes do audiovisual estão convidados, prestigie!

Serviço:

Data 15.05 (hoje)

Local: Sesc Araxá Sala Charles Chaplin)

Hora: 18h.
Fonte: Jornalista Alexandre Brito.

Chorinho e Exposição no SESC

Nos próximos dias 10 e 11 de maio, o SESC Amapá apresenta produções culturais do Pará e do Piauí através do SESC Amazônia das Artes, projeto de maior circulação de produtos culturais entre os Estados da Amazônia Legal, mais o Piauí.

Dia 10/05 (segunda-feira), às 20h, no SESC Centro, teremos a apresentação de Adamor do Bandolim e o grupo Gente de Choro (PA). Entrada Franca.

Dia 11/05 (terça-feira), às 19h, na Galeria Antonio Munhoz Lopes (SESC Araxá), teremos a vernissage da exposição Vetor Pagão, de Antonio Amaral, do Piauí, através da técnica desenho digital. Período de exposição: 11/05/10 a 31/05/10.

Antonio Amaral também ministrará oficina de desenho em quadrinhos, no dia 11/05, manhã e tarde.

Carga horário: 8h/aula; Investimento: R$3,00. 20 vagas.

Ascom – SESC/ AMAPÁ

Show Balé de Luz

                                                                                        Por Fernando Canto

O esperado show de Juliele vai marcar uma nova fase na carreira da cantora. “Balé de Luz” é uma referência a tudo aquilo que é banhado pela claridade, que movimenta e intensifica a vida e os cantares dessa diva em aprimoração constante.

O show traz um repertório variado, onde ritmos locais dão a coloração identitária às músicas e que expressa o desejo da artista em se tornar mais amazônica, sem cair naquele regionalismo cru e sem proposta.

Depois de dois anos ausente dos palcos, com raras apresentações, Juliele volta sob o sol equinocial para brindar seu público mais uma vez com sua doce voz, disposta a mudanças e a pintar um novo projeto artístico para a sua mais que cintilante carreira.

O espetáculo é a materialização de um acervo intenso de musicalidade, com arranjos e harmonias brilhantes, mas coroado por sua voz inconfundível.

Com direção musical do Maestro Manoel Cordeiro e direção artística de Túlio Feliciano, o show é um presente para os amantes da boa música.

Serviço :
Locais de Venda: Sorveteria Jesus de Nazaré
Sonia Canto Produções: Av. Fab, 1070 sala 206 – Fone: 3225-6733 / 8111-0695
Doctor Feet: SHOPING MACAPÁ – Loja 110 – 1º Piso – Fone 3223-8872
Mesa c/4 lugares: R$80,00
Camarote c/6 lugares: R$120,00
Camarote c/10 lugares: R$200,00
Direção Artística: Túlio Feliciano
Direção Musical: Manoel Cordeiro
Direção de Produção: Carlos Lobato
Produção Executiva: Sônia Canto
Realização: Sônia Canto Produções