Ronaldo Jacaré ministra seminário de Jiu-Jitsu em Macapá


O primeiro seminário no Amapá voltado para atletas, professores e amantes de Jiu-Jitsu será ministrado por Ronaldo Jacaré, um dos atletas mais respeitados do mundo. A proposta é unir experiência, técnica e mostrar que as artes marciais, a exemplo do jiu-jitsu, pode ser uma ferramenta para melhorar a qualidade de vida, promover a inclusão social, e ainda abrir possibilidades para negócios.  Serão três horas de seminário com direito a certificado.

Ronaldo Jacaré tem 34 anos, luta desde os 17 e tem no currículo cinco mundiais de jiu-jitsu e medalhas de ouro na categoria Absoluto, de 2003 a 2005. Ronaldo também foi campeão do ADCC Submission Wrestling World Championship em 2005 e atualmente luta no evento de maior repercussão do MMA (Mixed Martial Arts) do mundo, o UFC (Ultimat Fight Combat). O atleta é constantemente convidado para ministrar palestras em todo o país.

O “Seminário de Jiu-Jitsu com Ronaldo Jacaré” está sendo coordenado pela Castanha Comunicação, que garante resultados positivos, tanto para atletas, como para amantes do esporte e empresários do ramo esportivo. “Ronaldo é um esportista reconhecido mundialmente, pela técnica, profissionalismo e histórico que o gabarita para ministrar seminários, e ainda eleva a estima e incentiva a prática de esportes”, diz Sérgio Cunha, da Castanha.

O ramo das artes marciais é um dos que mais cresce no planeta, e no Amapá não é diferente. Atletas despontam nos campeonatos, e dezenas de academias, lojas de alimentos, suplementos e roupas concorrem no mercado. Há oportunidades para todas as idades e classes sociais, de projetos de inclusão social através do esporte até academias de alto padrão. “É uma ótima oportunidade para aprender, se aperfeiçoar e mostra o leque de oportunidades de negócios que se abre”, disse Sérgio, que também é lutador de jiu-jitsu.

Serviço:

“Seminário de Jiu-Jitsu com Ronaldo Jacaré”
Data: 12 de abril
Local: Amapá Garden Shopping
Hora: 16h
Investimento: R$ 100,00
Contato: 8135-4252/9154-3853

Mariléia Maciel
Assessoria de Comunicação

Aulas de Taekwondo para crianças do Mucajá


Neste domingo (16), a partir das 10h, a Casa Fora do Eixo Amapá, em parceria com o Movimento Amigos do Mucajá, realizam o aulas gratuitas de  Taekwondo para crianças do Conjunto Mucajá, localizado no bairro do Beirol, zona sul de Macapá.

De acordo com Otto Ramos, da Casa Fora do Eixo, as aulas serão ministradas pelo lutador João Santos e a articulação feita por Henrique Silveira, que sensibilizou o atleta. Serão 30 alunos por turma. Participe, inscreva seu filho! 

Santos empata em casa com Princesa e está fora da Copa Verde (Imagine se fosse o Rei…)


Meu comentárioO Santos Futebol Clube, do Amapá, empatou com o  Princesa do Solimões, do Amazonas, em Macapá. O time amapaense está fora, pois perdeu fora de casa por 1 x 0. Porra, já que era pra perder a vaga, podia ser de goleada. Eu escreveria: “Princesa dá de quatro em Macapá”. Hahahahahaha. 

Assoreamento do rio Araguari transfere surf na Pororoca no Amapá

Por Paula Monteiro, do Portal Amazônia

A construção da Usina Hidrelétrica (UHE) Ferreira Gomes e o surgimento de canais causados pela criação desenfreada de búfalos causaram o assoreamento do rio Araguari, na ‘Comunidade do Bom Amigo’ em Cutias do Araguari (distante 141 quilômetros de Macapá), capital do Amapá. A denúncia foi realizada por moradores da região à Associação Brasileira de Surf na Pororoca (Abraspo), que há 17 anos pratica o surf na Pororoca no local.

Para constatar a situação, integrantes da Abraspo foram até o rio Araguari, no último dia 13 de fevereiro, acompanhados por uma equipe da TV japonesa Tokyo Broadcasting System (TBS), que realiza um Documentário sobre a Pororoca. A visita estrangeira estava programada para filmar a força e a beleza das ondas vorazes do fenômeno natural, no entanto, o registro foi outro. “Ficamos surpresos em ver um canal de 18 metros de profundidade no ‘varadouro Uricurituba’, aberto pelo pisoteamento de búfalos no solo que interrompeu o trecho natural da vazão do rio, desviando a água que retornaria para a foz”, afirmou o presidente da Abraspo, Noélio Sobrinho.

De acordo com Sobrinho, no perímetro que vai da Comunidade do Bom amigo até a foz do rio Araguari – que também já está assoreando- ainda acontece o fenômeno onde apenas 30% do percurso da Pororoca apresenta condições para a prática do surfe. “Temos que rodear o Arquipélago do Bailique para pegar mar aberto e entrar no rio Araguari”, explicou o presidente da Abraspo, Noélio Sobrinho.

O rio Congo, no Arquipélago do Bailique, e a Ilha de Maracá, no município de Amapá, se tornarão as sedes dos campeonatos de surfe na Pororoca, no Amapá. Na ilha do Maracá as ondas prometem serem maiores do que na antiga sede, pois é onde acontece o primeiro encontro com o Oceano Atlântico, como explicou Sobrinho que também surfou pororocas na França, Inglaterra, China, além do Brasil.

O presidente da Abraspo garante que o surf na Pororoca não perderá espaço por conta do que acontece na Comunidade do Bom Amigo, e que a associação desbravará outros lugares com potencial para a prática esportiva. “A Abraspo criou o surf na Pororoca no Brasil e nunca vai abandonar o Amapá no circuito de eventos. Buscaremos novas opções”, garantiu.

Campeonatos

Para este ano, estão previstos campeonatos e desafios importantes. O Primeiro Desafio Internacional de Surf na Pororoca está previsto para ocorrer em março, com a participação de atletas de oito países entre eles Brasil, França, Estados Unidos e Austrália. Também vai acontecer a 14ª edição do Campeonato Brasileiro de Surf na Pororoca, na Ilha de Maracá, entre os dias 27 de abril a primeiro de maio, no Amapá.

Documentário

O Documentário ‘Amazon Great Journey’, da TV japonesa Broadcasting System (TBS), contará em quatro horas de duração, divididas em duas partes, o fenômeno da Pororoca no rio Amazonas- desde a região peruana até o seu desemboque no Oceano Atlântico. A filmagem é dirigida por Noboru Miura e conta com a participação do ator japonês hollywoodiano Ito Hideaki. As filmagens serão finalizadas no Pará.

Cicloturistas vão explorar belezas naturais do Amapá

Por Paula Monteiro, do Portal Amazônia

Se você é fã da “magrela” de duas rodas e adora estar na companhia da natureza o seu lugar é no ‘3º Pedal Ao Extremo’. A excursão da equipe Trilha do Amapá promete aventura e belas paisagens na atividade que reúne esporte e lazer através do ecoturismo. Nesta edição, o destino será o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, no município de Serra do Navio (a cerca de 200 quilômetros da capital).

A expedição começa no dia 30 de abril e termina no dia 4 de maio. A aventura começa em Macapá, percorre os municípios de Porto Grande e Serra do Navio e, ainda tem mais 82 quilômetros até o centro rústico de vivência, onde os participantes vão acampar na área do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMbio), responsável pelo Parque.

Segundo o organizador da expedição, Hélio Araújo, a ideia é explorar as belezas naturais do Estado mais preservado do Brasil e estimular o ciclismo como esporte que respeita o meio ambiente. “Durante o passeio, os participantes têm a oportunidade de estar em contato com a natureza, apreciar banhos de rio, pôr do sol, e até avistar alguns animais. É uma experiência pra vida toda”, garantiu Araújo.

A equipe Trilha do Amapá já realizou excursões na Cachoeira de Santo Antônio, no município de Laranjal do Jari (distante em média 270 quilômetros da capital). Para este ano são esperados atletas do Pará, Brasília e Rio Grande do Norte que já confirmaram presença no evento. 

Inscrições

As inscrições serão realizadas a partir do mês de fevereiro pela internet no endereço www.pedalextremo.com, site em construção. A taxa custará R$ 500 e inclui alimentação, transporte de equipamentos entre outras despesas. A excursão ocorrerá no período de 30 de abril a quatro de maio. As vagas são limitadas para 40 participantes.

Federação de Surf na Pororoca quer fortalecer modalidade no AP em 2014


Promover a modalidade e formar os primeiros surfistas no estado são as metas da Federação de Surf na Pororoca e Esportes Radicais do Amapá (FESPERAP) em 2014. A entidade divulgou na terça-feira (7), o calendário para o primeiro semestre e dentre os eventos programados, está a realização de 13 excursões na região do Araguari e no município de Amapá, distante 302 quilômetros da capital.


De acordo com o presidente da Federação, Stanley Gomes, esses são os locais onde ocorrem as maiores ondas no estado, que podem chegar a 10 metros de altura e são rota de surfistas vindos de todo país.

– O Amapá faz parte da etapa do Campeonato Brasileiro e a cada ano tem recebido um número maior de surfistas vindos da regiões sul e sudeste do país. O objetivo da federação é fortalecer a modalidade entre os amapaenses  e revelar campeões – declarou.

Escolinha de Surfistas do AP

Outra meta da Federação é desenvolver um projeto social que busca ensinar o esporte para crianças carentes nas comunidades ribeirinhas. Segundo Stanley, a entidade atende cerca de 100 pessoas no município do Amapá e a pretensão é expandir o programa em Cutias e Macapá.

– Apesar do Rio Amazonas não receber a pororoca na orla da cidade, nós ensinaremos os fundamentos do esporte para que esses novos adeptos possam se preparar para surfar nas ondas de maior intensidade, que ocorrem no interior do estado – explica.


Apesar do crescimento da modalidade, a falta de apoio ainda é um obstáculo enfrentado pela Federação.

– Grande parte dos eventos que realizamos nos últimos anos foram sem nenhuma ajuda das autoridades. Devemos ter a consciência que esse esporte ganhou projeção internacional e potencial turístico para o estado e, se realmente tiver investimentos, todos ganham – finaliza.

Para mais informações sobre o calendário, os interessados deverão entrar em contato com a Federação.

Serviço:

Federação de Surf na Pororoca e Esportes Radicais do Amapá – FESPERAP
Presidente: Stanley Gomes
Fone: (96) 9111-2040

Domingo rola último “Matinê o Quê?!” de 2013


Dia 15, a partir das 16h, vai rolar a nossa última confraternização pra fechar esse ciclo de matinês do ano, então umbora aproveitar pra ser feliz e se divertir até o fim!

Na Matinê o Quê?! vai ter…

– BRECHÓ “Perca Tempo”; 
– INSTALAÇÃO “Para Aguardar a Chuva”( Catita Clube);
– 15 Minutos de Fama; 
– OFICINA de Cata-Vento com a Catita Aline Pacheco;
– Campanha DESMATAMENTO ZERO com o Grupo Beija-Flor;
– Aula de YOGA com a Beija-Flor Amanda do Lago (leve sua esteira ou toalha e vista roupas confortáveis!);
– Feirinha do DESAPEGO;
– Atividades RECREATIVAS (pra relembrar os old times da nossa infância!);
– SKATE destruição;
– Banquinha Catita $$

Hoje rola V Street da Velharia


O STREET DA VELHARIA que chega na sua 5º edição. O evento mais esperado do ano, onde todas as gerações do skate se encontram.

A galera vai rodar de carrinho no próximo domingo (24), a partir das 15H. A Concentração será no Casarão (atrás da Escola Tiradentes).

Campeão de musculação deixa o Amapá e fala da falta de reconhecimento


Em entrevista exclusiva, atleta Mário Gomes trouxe 17 títulos para o Estado mas não encontrou parceiros para levar as competições adiante.
Um dos maiores campeões de fisiculturismo que o Amapá já teve, Mário Gomes, hoje não representa mais o Estado. Aposentado do serviço público, o atleta trocou a quente Macapá pela fria São Paulo, sua cidade natal. Porém, ao falar do esporte que lhe rendeu quase vinte títulos nacionais e internacionais, Mário Gomes lembra com entusiasmo os anos em que competiu levantando a bandeira amapaense. Pela internet, ele respondeu às nossas perguntas e falou sobre o esporte. Confira:

Jornal do Dia – Você é um dos atletas que mais trouxe medalhas e títulos nacionais e internacionais para o Amapá. Conte-nos um pouco sobre sua trajetória no fisiculturismo.

Mário Gomes: Verdade. E nunca sequer recebi pelos menos um torpedo de um representante do poder público dizendo 

“Parabéns”. Não que isso tenha muita importância para mim, mas todo atleta gosta de reconhecimento. Minha trajetória começou em 1961. Sou Bicampeão Estadual, Hexacampeão N/NE (2x Overall), Campeão Brasileiro e duas vezes 4º colocado no Mundial NABBA. Um total de 17 títulos de campeão em competições oficiais. 

Jornal do Dia – Quando você morava em Macapá, acompanhamos as dificuldades que você enfrentava quanto a carência de patrocínio para levar o esporte adiante. Esse é um obstáculo a ser superado por atletas a nível local, ou virou moda nacional?

Mário Gomes: Não, é um obstáculo a ser superado. Os campeonatos nacionais são realizados nas grandes capitais do sudeste. Só esse translado é um custo muito alto para o atleta custear sozinho.

Jornal do Dia – Muitas vezes você esteve entre a cruz e a espada, ou seja, entre deixar o esporte por falta de patrocínio ou mostrar recursos para competir pelo Estado. Como foi superar tudo isso?

Mário Gomes: Atletas são muito determinados, chegam a beirar a vigorexia. Eu cheguei a ficar endividado e deixei de dar a devida atenção à minha família (cuja oportunidade expresso minhas desculpas publicamente), só para conquistar mais um título e consequentemente a vaga para disputar um mundial. Por pelo menos três ocasiões obtive esse status, mas não tive a ajuda ou patrocínio para tal, mesmo convidando várias potenciais empresas parceiras. Em todas essas oportunidades, após conhecer o resultado, poderia ter ficado no mínimo entre os top 3. O que está feito, está feito! A vida é cheia de escolhas, quando se opta por uma, passa-se por cima das outras. Não me arrependo, muito pelo contrário. 

Jornal do Dia – Hoje a musculação virou febre nas academias. Mulheres que antes gostavam de aulas de jump e aeróbica, hoje preferem levantar peso. Como surgiu essa tendência e quais as explicações para isso?

Mário Gomes: (risos)..vivemos na ditadura da beleza, demorou mas chegaram a conclusão do óbvio, ou seja, não existe esporte que dê mais resultado no menor espaço de tempo que a musculação, simples assim.

Jornal do Dia – Muitas vezes quando se fala em musculação, logo se pensa em suplementos alimentares. Até que ponto eles fazem bem?

Mário Gomes: Comprovado cientificamente que fazem bem. É só ter bom senso no uso e procurar profissionais da área para aconselhamento.  A diferença entre o remédio e o veneno é a dosagem. 

Jornal do Dia – Para concluirmos, qual a orientação que você dá para as pessoas que têm a musculação como prioridade em suas atividades físicas?

Mário Gomes: Você escolheu um ótimo esporte! Procure sempre bons profissionais da área e faça exames médicos e/ou check-up periodicamente para ter a certeza que você está no caminho certo.

2ª Etapa do Estadual 2013

Está confirmada a realização da 2ª Etapa de 2013 do III Campeonato Amapaense de Badminton para os próximos dias 22, 23 e 24/11/2013. O local será o ginásio do Centro Didático Estadual Avertino Ramos, em Macapá-AP. A competição será classificatória para as etapas do Nacional de Badminton (CBBd).

A Federação de Badminton do Amapá – FEBAP convida os Estados a participarem enviando seus atletas. 

Campeonato de Slackline, Skate e maratona de KiteSurf integram a programação do Festival Quebramar 2013


A sexta edição do Festival Quebramar vem com mais novidades e promete ser radical. Além da programação musical, o público pode se integrar nas atividades esportivas, inéditas em 2013. As inscrições para tais modalidades poderão ser realizadas no dia do evento e haverá premiação para os três primeiros colocados.

Ao lado do rio Amazonas e da Fortaleza de São José será dada a largada para o primeiro campeonato de Slackline, esporte que ganha cada vez mais adeptos na capital amapaense, e que ocorre em parceria com o grupo Amazônia Slackline. Este é o primeiro campeonato da modalidade e irá agregar atletas de outros estados para a competição. O evento será realizado no sábado, 30, às 15 horas, no Anfiteatro da Fortaleza de São José.
Na frente do palco Quebramar, 1º de dezembro, será construída uma mini rampa para o campeonato de Skate, que a partir das 18 horas irá receber altas manobras e atletas de vários estados brasileiros.

O KiteSurf foi hackeado do mar diretamente para o rio amazonas, e chega, também, no primeiro dia de dezembro, a partir das 10h. Velocidade, força, equilíbrio e adrenalina, é o que se espera dos participantes que pretendem competir. O evento irá ocorrer no Trapiche Eliezer Levi, com a maratona que irá até o lado das ilhas.

Patrocinadores

O Festival Quebramar 2013 é apresentado pela Petrobras, após ser contemplado pelo Programa Petrobras Cultural e Governo do Estado do Amapá. Apoio Locoreggae Promoções e Eventos. Apoio Cultural Prefeitura Municipal de Macapá. Integra o Circuito Amazônico de Festivais Independentes e Rede Brasil de Festivais Independentes. Realização Casa Fora do Eixo Amapá, Casa Fora do Eixo Amazônia e Fora do Eixo.

Programação: 
SÁBADO- 30 de Dezembro
15h  – I Campeonato Quebramar de Slackline
Local:  Anfiteatro da Fortaleza São José

DOMINGO- 01 de Dezembro
10h –  I MARATONA Quebramar de Kite Surf
Local: Trapiche Eliezer Levi 

18h – Campeonato de Skate (Mini Ramp)
Local: Anfiteatro da Fortaleza São José de Macapá

Assessoria de Comunicação
(96) 8127-8495/ 3225-1281
@karenpimenta_
skype: karenpalafita
Casa Fora do Eixo Amazônia/ Casa Fora do Eixo Amapá

I Kite Surf no Meio do Mundo em Defesa do Rio Amazonas


Entre os dias 14 e 17, Macapá vai ser palco do Primeiro Kite Surf no Meio do Mundo – Em Defesa do Rio Amazonas. O evento é uma iniciativa da Associação de Velejadores do Amapá – AVAP e está focado em dois eixos: Esporte e Meio Ambiente. Durante quatro dias diferentes atividades serão realizadas para abrir discussão e chamar atenção da sociedade civil e das autoridades sobre o futuro das águas do maior rio do mundo em volume, o Amazonas.

A abertura oficial acontece na próxima quinta-feira, 14, a partir das 8h30, na sede da OAB. É a fase acadêmica pedagógica, onde serão discutidos temas como: Kitesurf no Amapá; Política Estadual de Recursos Hídricos; Saneamento Básico; Água de Lastro no Amapá; Rio Amazonas e suas potencialidades turísticas; Uso sustentável da água e a apresentação do Projeto Viva Orla da Prefeitura de Macapá.

Ao final da discussão será elaborada uma “CARTA EM DEFESA DO RIO AMAZONAS” destinada às autoridades que direta e indiretamente poderão atender as demandas identificadas como de total importância para a conservação ambiental das águas do amazonas.

Na sexta-feira, 15, a partir das 8h, acontece o “Ato de Limpeza”, quando os participantes farão a retirada dos resíduos sólidos provenientes da conduta inadequada do cidadão, finalizando com um abraço simbólico ao Rio Amazonas.

Já na parte da tarde o evento entra em sua fase esportiva em frente a cidade, próximo ao trapiche Eliezer Levy, com apresentação de manobras radicais de kite surf, a partir das 15h e às 16h o início da Regata competitiva que se estenderá durante toda a tarde do dia 16.

“Temos a clareza que os desafios para minimizar os problemas da poluição do Rio Amazonas são complexos, mas a AVAP marcará sua posição em defesa do maior rio do mundo e que não mediremos esforços em busca de alcançarmos nossos objetivos que é garantir às futuras gerações a possibilidade de uso do rio para prática de esportes aquáticos de contato direto com a água”, disse o presidente da Avap, Eliton Chaves.

Janine Cruz – Asscom/Avap
8124-1001 (whatsApp) / 9142-2266

Amapaense joga no time sub-15 do Flamengo


Netinho’ já passou pelo Santos e São Bento de Sorocaba e deixou o Amapá aos 10 anos de idade. Garoto sonha em vestir camisa da seleção
Assim como milhares de jovens espalhados pelo Brasil que tentam a sorte no futebol, um amapaense vem se destacando nesse objetivo. João Ferreira de Oliveira Neto, o ‘Netinho’, tem 15 anos e integra, desde o início de 2013, o time sub-15 do clube de maior torcida do país: o Flamengo do Rio de Janeiro. O garoto, que deixou o Amapá quando tinha 10 anos, já passou pela equipe do Santos, de São Paulo, e até já conquistou um título internacional pelo clube.

Netinho é filho Alexandre Clésio Vilhena de Oliveira, mais conhecido em Macapá como ‘Tchola’. O pai chegou a jogar futebol profissional por equipes como São José, Ypiranga, Trem e Oratório, porém não teve muita sorte e preferiu dedicar-se aos estudos, mas apostou no filho. O menino desde cedo mostrava habilidade no futebol e sempre acompanhava o pai nos jogos, principalmente nos de futsal. Talvez daí venha o gosto pelo esporte.

De acordo com Tchola, Netinho deixou o Amapá quando foi descoberto pelo Santos. Conta que sempre notava que o filho baixinho demonstrava habilidade e num dos seus aniversários decidiu fazer vídeos do garoto para dar como presente. Os amigos aconselhavam que o pai enviasse aos grandes clubes. Certo dia, a mãe do garoto, Greyce Monteiro, assistindo a um programa de televisão, viu a entrevista de um diretor das categorias de base do Santos e anotou um link solicitando os interessados e enviou o vídeo.

– A mãe dele, assistindo televisão, teve a ideia de mandar o vídeo. Em seguida, eles marcaram um teste para ele, quando foi aprovado. Foi onde ele começou a jogar, ficou três anos no Santos – recorda o pai.

No ‘Peixe’, o menino adquiriu experiência e conseguiu se adaptar longe de casa. Saiu do Santos, onde chegou a ser capitão em sua categoria e jogou um mês pelo São Bento de Sorocaba, onde disputou a Copa do Brasil. Logo em seguida, se transferiu para a equipe do Flamengo, onde atualmente disputa o campeonato carioca sub-15. O pai de Netinho considera que o filho está no caminho certo e aposta no sucesso do atleta.

– Acredito que ele tem feito um bom trabalho e seguindo um caminho muito difícil, que muitos garotos sonham um dia seguir. Sempre acompanhei de perto, tudo da vida dele: estudos, companhias e hoje a mãe mora com ele no Rio de Janeiro. É um bom garoto que pode, sim, ter sucesso se tiver a cabeça no lugar – acredita o pai.

E, ao que tudo indica, o canhotinho, meia esquerda de 1,65m, está mesmo no caminho certo, mas sem descuidar dos estudos. Netinho está no primeiro ano do ensino médio e caso não consiga seguir a carreira de jogador profissional, já escolheu como profissão ser professor de educação física. Na bagagem, muitos títulos já foram conquistados. Campeão Paulista em sua categoria e até mesmo um torneio internacional realizado na Colômbia, representando o Brasil.

– Ele já pensa em um dia vestir a camisa da seleção brasileira. É um sonho de qualquer jogador e com ele não é diferente. Já me falou sobre isso e espero que um dia consiga – emociona-se o pai.

Enquanto isso, vai tentando a sorte pelos clubes do Brasil, alimentando o desejo de um dia conseguir vestir a camisa amarelinha. Um sonho não muito distante se depender da força de vontade de Netinho, um amapaense que no futebol promete chegar longe. (GE)

Confederação Brasileira de Badminton realiza Curso de Certificação de Técnicos no Amapá


A Confederação Brasileira de Badminton – CBBd, com apoio da Federação de Badminton do Amapá – FEBAP, realizará em Macapá-AP, de 23 a 27 de outubro de 2013, mais um Curso de Certificação de Técnicos de Badminton (CCT) nível 1. O público alvo são os professores certificados no CCP e profissionais ou acadêmicos de educação física que estejam trabalhando com badminton. O curso busca qualificação, difusão e fortalecimento do esporte no Amapá e região Norte, além de troca de experiências na área.

Durante o curso os participantes conhecerão os princípios básicos do treinamento, o que treinar – elementos técnicos, táticos e físicos, como treinar – metodologia básica para o treinamento, planejar e ministrar progressivamente sessões de treinamento. Após o curso os já técnicos de badminton deverão demonstrar competências básicas e efetivas em planejar, ministrar, revisar e avaliar sessões de treinamento.

Estão sendo oferecidas apenas 20 vagas, com carga horária de 40 horas. O investimento é de R$ 100,00. Os interessados devem efetivar sua inscrição até o dia 20 de outubro de 2013, depositando o valor diretamente na conta da CBBd (informações no cartaz abaixo). É necessário também o envio do comprovante de pagamento e ficha de inscrição (em breve disponível no site da CBBd) para o e-mail [email protected]