FAF define tabela de jogos para o Campeonato Intermunicipal 2019

O campeonato conta com a participação de 16 times representantes dos municípios amapaenses. As ligas disputarão entre si em quatro chaves que foram sorteadas pela Federação Amapaense de Futebol (FAF), responsável pela definição da tabela de jogos feita através de sorteio público. As duas melhores seleções de cada chave avançam para a segunda fase

Mangueirão Esporte Clube, Liga Desportiva de Laranjal Do Jari, Liga Desportiva De Santana e Liga Desportiva de Vitória do Jari são os times da Chave A.

As ligas de Amapá, Itaubal, Ferreira Gomes e Calçoene compõem a Chave B do campeonato.

Na Chave C estão as ligas desportivas de Mazagão, Pedra Branca, Serra do Navio e Porto Grande.

Cutias, Tartarugalzinho, Oiapoque e Pracuúba são as ligas da Chave D.

O primeiro jogo do campeonato acontece no dia 20 de agosto, às 16:00, e será entre as ligas desportivas de Santana e Laranjal do Jari. No mesmo dia, Mangueirão Esporte Clube e Vitória do Jari se enfrentam no jogo previsto para às 18:00. Todas as partidas da Chave A acontecem no Estádio Zerão.

Paulo Rodrigues, coordenador geral do campeonato, destaca a importância do envolvimento dos municípios nesse campeonato. “O Intermunicipal é uma oportunidade de interação saudável entre todas as cidades do Amapá, além de mostrar à sociedade os melhores do futebol amador de cada município, é uma vitrine de desportistas”.

A final do Intermunicipal acontece no sábado, 09 de novembro, no Estádio Zerão.

Comunicação FAF

Nadadores do Amapá conquistam 11 medalhas em competição no Amazonas

Foto: Sedel

Por Weverton Façanha, com colaboração de Elson Sammer

Atletas mirins da natação amapaense com idades entre 9 e 11 anos conquistaram 11 medalhas no Festival Norte-Nordeste Mirim e Petiz – Troféu Pedro Nicolas Sena da Silva, disputado em Manaus (AM). Com 401 pontos, a delegação do Amapá ficou com a nona colocação geral entre 23 clubes das regiões Norte e Nordeste em uma competição que reuniu cerca de 200 atletas. O estado campeão foi o Amazonas.

Os amapaenses conseguiram dois ouros, seis pratas e três bronzes. Foram sete nadadores que representaram o Amapá na competição. Eles desenvolvem seus treinamentos no Centro Didático Capitão Euclides Rodrigues, a Piscina Olímpica, que é de responsabilidade da Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel).

O vice-presidente da Federação Amapaense de Desportos Aquático e professor do Centro, Marcos Bandeira, acompanhou a delegação em Manaus. Ele destacou que, apesar do número reduzido, os resultados foram além do programado. “Apesar de termos um número menor de participantes, conquistamos um grande número de medalha. E isso mostra que nosso trabalho está produzindo resultados”, avaliou.

As medalhas foram conquistadas por Orlando Eduardo, que levou dois ouros, duas pratas e um bronze. O nadador Kenzo Pinon, faturou uma de prata e duas de bronze. Johislan Souza, Ítalo Rafael e Tomás Guedes conquistaram um bronze, cada um.

Credenciamento da imprensa para o Amapazão 2019 vai até 05 de junho

A Federação Amapaense de Futebol (FAF) iniciou o credenciamento dos profissionais de mídia interessados em participar da cobertura das partidas no Campeonato Amapaense de Futebol Profissional de 2019, que tem o primeiro jogo marcado para o dia 04 de julho, no Estádio Zerão.

O credenciamento da imprensa pode ser realizado até o dia 05 de junho, através do preenchimento da ficha de cadastro (AQUI), que deve ser encaminhada para o e-mail [email protected]

Todos os veículos que desejam cobrir as partidas do Amapazão esse ano devem efetuar o credenciamento dentro da data estipulada.

A primeira disputa do Amapazão 2019 será entre Ypiranga e Santana, com início às 20:00 do dia 04 de julho. Toda a tabela de jogos pode ser consultada no site da FAF, no endereço www.fafamapa.com.br

Comunicação FAF

Prefeitura e parceiros promoverão “peneira” gratuita do Fluminense em Macapá

A Prefeitura de Macapá, por meio do projeto Despertando Atletas, juntamente com o Ypiranga Clube e Tribunal de Justiça do Amapá, por intermédio do Projeto Pirralho, promoverá neste sábado, 25, e domingo, 26, uma Avaliação Técnica, “Peneira” do clube carioca Fluminense, no Estádio Glicério Marques. A programação ocorrerá das 8h às 15h.

No primeiro dia, serão avaliados os adolescentes com idades entre 13 e 15 anos. Já no domingo, será a vez dos jovens com faixa etária entre 16 e 17 anos. O avaliador técnico do Fluminense, Diogo Nunes, será o responsável. A programação foi definida na manhã desta quarta-feira, 22, no gabinete da Coordenadoria Municipal de Esporte e Lazer (Comel), com a participação dos representantes do Ypiranga Clube, Jasson Rodrigues e Aldo Espírito Santo; e técnicos da Prefeitura de Macapá.

Foto: Reprodução/ Site oficial do Fluminense

A coordenadora de Esporte e Lazer, Naldima Flexa, destacou a relevância do evento para os adolescentes com poucos recursos financeiros. “A prefeitura apoia, possibilitando que jovens carentes possam participar dos eventos de forma gratuita, uma oportunidade de apresentarem seu futebol, uma vez que geralmente se cobra em média de 50 a 100 reais para participação em episódios dessa natureza. Com o apoio do Município, os pais poderão inscrever seus filhos sem ter que pagar inscrição”.

Cliver Campos
Assessor de comunicação/Comel
Contatos: 98126 0880 / 99175 8550

Distrito do Bailique recebe visita técnica do 43º Torneio Interdistrital de Futebol

Moradores do Bailique receberam a visita técnica referente ao 43º Torneio Interdistrital de Futebol, no último fim de semana, no Centro Comunitário de Vila Progresso. O objetivo do encontro com as comunidades é apresentar o regulamento e verificar os locais das seletivas em cada distrito.

De acordo com a coordenadora municipal de Esporte e Lazer, Naldima Flexa, a reunião técnica foi a maior dos últimos cinco anos. “Mais de 30 representantes de times se fizeram presentes. A principal mudança na competição deste ano é a que trata da participação de apenas cinco atletas de fora da comunidade, sendo três para filhos de moradores que residam em Macapá ou outro distrito e dois de outras comunidades”, informou.

“A segunda opção é utilizar os cinco apenas de outras comunidades dos distritos. Porém, ficou clara a intenção de priorizar as novas gerações que moram realmente nas comunidades”, concluiu a coordenadora. No regulamento, uma das principais mudanças é que na edição deste ano não serão permitidas as participações de atletas federados entre os anos de 2018 e 2019.

A atleta da comunidade de Vila Macedônia, Marilena dos Santos, está animada em relação às novas regras do torneio. “A competição está cada vez mais organizada, desde o ano passado, quando iniciaram as premiações em dinheiro nas seletivas. Este ano, os atletas federados nos últimos dois anos não poderão participar, o que deixa a disputa mais justa”, enfatizou.

O início das seletivas está programado para 10 de agosto (sábado), no distrito do Coração. A premiação para os classificados será de R$ 1 mil para o 1º colocado (masculino/feminino) e R$ 700,00 para o 2º colocado (masculino/feminino).

Cliver Campos
Assessor de comunicação/Comel
Contatos: 98126 0880 / 99175 8550

Jogos e cooperação social – Crônica de Fernando Canto

Crônica de Fernando Canto

Certa vez, ao falar para um grupo de jovens sobre cultura e lazer, citei Câmara Cascudo, um dos estudiosos brasileiros mais cultos do seu tempo, folclorista e etnólogo, que costumava afirmar que o uso do jogo, o desejo de brincar é uma permanente necessidade humana. Para ele o exercício lúdico é a expansão do saldo energético que o homem (ou a criança) não pôde aplicar a uma atividade produtora, e essa disponibilidade de brincar não abandona o homem em toda a sua existência. A brincadeira, diz o folclorista, é o processo iniciador da criança nos domínios da psicologia, da dinâmica fisiológica, memória, inteligência, raciocínio, vontade, virtudes de honra, disciplina, lealdade e obediência às regras. A terminação de um brinquedo, para a criança, é sempre um momento tirânico, insuportável e incompreensível.

Historicamente essas observações já eram compreendidas pelos povos mais antigos. Nas cidades gregas os jogos eram considerados como essenciais para o treinamento de guerra, tendo, para isso treinadores especiais. Mas nem sempre a chamada “união do corpo e mente” fera respeitada. Às vezes os atletas eram proibidos de frequentar jantares sob o argumento que as conversas inteligentes lhes dariam dor de cabeça.

Para os historiadores os jogos olímpicos eram uma espécie de combinação de rito religioso e esporte, e só os vitoriosos ganhavam prêmios financeiros de vulto. Os perdedores eram ridicularizados e humilhados. Por isso era compreensível que muitos atletas estivessem dispostos a lutar até morrer para ganhar jogos como a “corrida de carruagens” e o “pancratium”, uma luta livre muito sangrenta.

Em certas sociedades os jogos são realizados mais para promover a cooperação. O antropólogo Dennis Werner nos conta que os índios Xavantes, do Mato Grosso, também gostam muito de esportes. Eles vão para o mato em duas equipes, cortam uma tora de buriti, de aproximadamente 1,0 metro, colocam-na nos ombros de um de seus membros e correm para a aldeia, passando, de vez em quando, a tora para outro membro da equipe. A “corrida de toras” é um rito cerimonial, mas ao contrário dos gregos, os índios não têm o espírito competitivo. Para eles não importa qual é a equipe que alcance primeiro a aldeia. O que importa é que cada homem dê o melhor de si para carregar a tora, e que a cooperação entre eles seja boa. Entre os Xavantes não existem jogos “até a morte”, afirma o antropólogo, que explica ainda que em sociedades pequenas as pessoas se conhecem muito bem e não precisam de “concursos” para distinguir habilidades de pessoas diferentes. E, como a competição poderia prejudicar a cooperação necessária para muitas tarefas comunitárias, é melhor evitá-la.

Entre os Mekranoti, existe uma curiosidade: quando jogam futebol brasileiro os gols não são contados. Eles apenas notam, informalmente, que está se esforçando bem e quem não está. Assim um esporte pode ser combativo sem ser competitivo. Em algumas tribos se praticam lutas corporais, mas ninguém é declarado vitorioso. Essa correlação, segundo Sipes, desmente o argumento de que os esportes servem como “válvula de escape” para sentimentos agressivos. Serok e Blum afirmam em suas pesquisas que os delinquentes juvenis preferem jogos físicos e de acaso (bingo), enquanto os não-delinquentes preferem os de estratégia, como o xadrez.

Diante disso seria interessante motivar os delinquentes para jogos que envolvem mais estratégias e menos fatores de casualidade. Útil seria, quem sabe, até se mirar no exemplo dos nossos índios.

Aluno de projeto social executado pela prefeitura irá compor base do Goiás Esporte Clube

Filho carinhoso, aluno dedicado e com uma paixão imensa pelo futebol. Aos 14 anos, Deison Mariano, morador do Residencial São José, localizado na zona sul de Macapá, foi aprovado pelo Goiás Esporte Clube, em peneira realizada no último fim de semana na capital amapaense. Com esperança e um brilho nos olhos, o jovem atacante revela a ansiedade de embarcar para compor a base juvenil do time, com embarque previsto para o fim de junho.

O aluno do Projeto Escolinha de Futebol do Residencial São José, executado pela Prefeitura de Macapá no próprio habitacional, conta ainda que sempre sonhou em ser jogador e que viu, por meio do projeto, a primeira oportunidade se abrir. “O meu sonho sempre foi ser jogador. Jogo futebol desde os 5 anos de idade. O meu objetivo é aprender cada vez mais e, quem sabe, chegar aos grandes clubes”, revela.

Com o coração apertado, mas cheia de orgulho, a mãe do futuro atleta profissional, Vanusa Mariano, falou sobre o orgulho que sente em ver o sonho do filho se realizando. “É uma alegria e um orgulho imenso ver o sonho do meu filho se tornando realidade. A gente agradece a prefeitura e a todos que ajudaram a tornar possível essa conquista”, ressalta.

O projeto funciona há dois anos no Residencial São José e faz parte do Plano Conviver Bem, que consiste em integrar as famílias que residem no local em um ambiente harmônico. A escolinha atende ainda crianças e jovens dos habitacionais Jardim Açucena e Mucajá.

Segundo o professor Adriano Correa, dos 52 alunos inscritos pelo Residencial São José, o jovem Deison, apesar de introvertido, destaca-se pelas qualidades que demonstra em quadra. “Ele é um garoto muito inteligente, obediente, sabe ouvir, é amistoso, e tem talento. Destaca-se, inclusive, entre as faixas etárias maiores, nas posições de meia e de atacante”, destaca.

Sobre os processos das peneiras, o professor Adriano explica que sempre fica atento às oportunidades e que, quando surgem, não perde a chance e conversa com os pais sobre a necessidade de inscrever os alunos. “Nossa dedicação é intensa nos treinos. Todos merecem essa oportunidade. Espero que mais alunos consigam a aprovação. No fim de maio, temos mais uma seleção. Será para o time do Fluminense. Por isso, estamos treinando firme”, informa.

Para participar do projeto, que ocorre todas as terças e quintas-feiras, das 15h30 às 18h30, a criança ou adolescente deve morar no residencial ou em bairros próximos, ter o Número de Identificação Social (NIS), estar frequentando e ter bom desempenho escolar, e ter entre 8 e 14 anos de idade.

As inscrições devem ser efetuadas no próprio habitacional, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 15h às 18h.

Amelline de Queiroz
Assessora de comunicação/Semast
Fotos: Nayana Magalhães

Quatro vitórias marcam rodada do Campeonato Super Master de Futebol

Quatro vitórias marcaram a rodada do fim de semana da 5ª edição do Campeonato Super Master de Futebol, no Estádio Glicério Marques. Nos jogos de sexta-feira, o Juventus venceu por 3 a 2 o CEA Clube; e o Santana venceu o Independente pelo placar de 1 a 0. No sábado, o Londrina venceu por 2 a 0 a equipe do MV13; e o Cristal venceu por 2 a 1 a representação do São Paulo.

O atleta do Clube Atlético Cristal, vereador Gian do NAE, atribuiu o bom desempenho da equipe às boas condições climáticas. “Hoje não choveu, o campo ficou muito bom para a prática do futebol e conseguimos sair vitoriosos”.

“O tempo ajudou, a torcida compareceu e a competição está seguindo dentro da normalidade, tudo dentro do que nós, da Associação e a equipe da prefeitura, programamos”, relatou o presidente da Excrete, Zezinho Macapá.

A competição é organizada pela Associação dos Ex-jogadores de Futebol do Amapá (Excrete) e tem o apoio da Prefeitura de Macapá. O torneio terá continuidade no próximo fim de semana.

Cliver Campos
Assessor de comunicação/Comel
Contatos: 98126 0880 / 99175 8550

Estudantes do Município participarão da 2ª etapa da Copa Amapá de Xadrez

Foto: Esporte no Meio do Mundo

Os alunos da Escola Elita Nunes participarão neste sábado, 4, da 2ª Etapa da Copa Amapá de Xadrez 2019, que acontecerá no Colégio Estação (bairro Buritizal), a partir das 14h. Eles irão competir nas modalidades Sub 10, Sub 12 e Sub 14, nas categorias masculina e feminina.

Cerca de 25 alunos participarão da competição. “Nesta segunda fase, pretendemos levar um número bem maior de estudantes. Eles estão bem empolgados”, conta o professor e coordenador do Projeto de Xadrez da Escola Elita Nunes, Sandro Barbosa.

A escola é a única instituição de ensino da rede municipal a participar do torneio. Durante o mês de abril, ela participou da 1ª fase e foi campeã na categoria Equipe, com o maior número de participantes vencedores (5, no total), competindo nas categorias Sub 10 e Sub 12 masculino e feminino, com alunos do 4° e 5° anos.

Karla Marques
Assessora de comunicação/Semed

Hoje é o Dia do Goleiro – meu saudoso foi/é o meu goleiro preferido

No Brasil, em 26 de abril é comemorado como o Dia do Goleiro. A data foi criada há quase 40 anos para fazer uma homenagem para aqueles atletas que por muitas vezes não tem o reconhecimento devido do seu trabalho. A ideia foi do tenente Raul Carlesso e do capitão Reginaldo Pontes Bielinski, que eram professores da Escola de Educação Física do Exércitopapaifutebo do Rio de Janeiro, e começou a ser comemorada a partir da metade dos anos 70, segundo relata Paulo Guilherme, jornalista que escreveu o livro “Goleiros – Heróis e anti-heróis da camisa 1”.

Como eu já disse aqui, por diversas vezes, amo futebol. Goleiro é posição maldita do esporte bretão (chamado assim por ter sido inventado na Grã-Bretanha). Meu saudoso e maravilhoso pai, José Penha Tavares, era goleiro. Posso afirmar, sem paixão (talvez com um pouquinho dela), que ele foi muito bom.

Papai agarrou pelos times amapaenses (quando o futebol aqui era amador) do São José e Ypiranga Clube. Também foi amigo de um monte de conhecidos boleiros locais. Infelizmente, meu amigo Leonai Garcia (que também já virou saudade), esqueceu-se dele no seu livro “Bola da Seringa”.tumblr_static_9eba61d4970b4b3f53a3b42882880ef8

Quando moleque, acompanhei papai em centenas de peladas. Torcia e sofria quando ele levava gols, principalmente quando falhava. Aprendi a admirar goleiros com ele. Lembro bem de expressões como: “Olha essa ponte!”, “Que defesa, catou legal!” ou algo assim, bons tempos aqueles.

Bem que tentei jogar em todas as posições, inclusive o gol (sempre era o último a ser escolhido), mas nunca consegui me destacar pela bola, mesmo antes de engordar. Não sei se as crianças de hoje ainda escolhem o pior dos meninos (ou meninas) para agarrar, aquilo é burling (risos). Digo isso com conhecimento de causa.

Goleiro-Barbosa-254x300Quando me refiro ao goleiro como “posição é maldita”, falo de uma série de injustiças que vi goleiros sofrerem ao longo dos meus 42 anos, mas uma é mais marcante, a crucificação do arqueiro Barbosa, da seleção de 1950. Há alguns anos, assisti a um documentário sobre a derrota para o Uruguai na final daquele mundial. Aquele homem foi estigmatizado até o fim de sua vida.

Em 2010, durante uma entrevista, Zico (não preciso dizer quem é, né?) declarou que o Barbosa, no fim da vida, disse a ele: “desculpe, mas gostei de ver você perder aquele pênalti em 1986, pelo menos me esqueceram um pouquinho”. Imaginem como o velho goleiro sofria pela falha de 1950? É a maldição do goleiro.

Vi grandes goleiros jogarem. Raçudos e classudos, voadores, pegadores de pênaltis. Foram tantos que é difícil enumerar, mas lembro bem do Buffon, Gilmar, Taffarel, Raul, Dida, entre tantos outros arqueiros que nos encantaram com a segurança debaixo da trave. Mas para mim, meu pai foi o melhor de todos eles.

Este texto é uma homenagem aos goleiros profissionais e peladeiros, que se machucam em saltos destemidos, levam chutes meteóricos, além de divididas violentas. Em especial ao meu pai, meu goleiro preferido para sempre. Amo-te, Zé Penha. Um beijo pra ti, aí nas estrelas!

Elton Tavares

Município inicia Semana de Alimentação Saudável em UBS’s e academias ao ar livre

Em alusão ao Dia da Saúde e Nutrição, comemorado em 31 de março, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) deu início nesta segunda-feira, 1º de abril, na UBS Lélio Silva, à Semana Alimentação Saudável, que acontecerá no período de 1º a 5 de abril nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e academias ao ar livre. Durante a programação, são feitas atividades de educação em saúde e orientações com demonstrações de alimentos processados.

“Queremos sensibilizar a população sobre a importância da saúde e da boa alimentação, orientando os usuários quanto à adesão de hábitos alimentares saudáveis e sobre as escolhas que eles fazem por isso. Durante a semana, todas nossas equipes de nutrição intensificam os atendimentos”, disse a nutricionista Wany Andrade.

Além da Lélio Silva, as UBS’s Rosa Moita e Raimundo Hozanan e a academia ao ar livre da zona norte também realizaram atendimentos. Na academia, as alunas foram recebidas com aula de aeróbica, circuito funcional e café da manhã, que reforçou a importância de voltar a preparar a comida em casa. “Hoje as pessoas passam muito tempo fora de casa e cada vez mais comem fora. Tento levar meu almoço de casa de acordo com as orientações, porque sei que é mais saudável”, contou a usuária Juliana Serra.

Para o acompanhamento dos pacientes, a Semsa disponibiliza em todas as unidades uma equipe de nutrição que realiza avaliação nutricional, prescrição de dietas e o encaminhamento para a prática de atividades físicas.

Acompanhe a programação completa:

Data: 02/04 (terça-feira)
Hora: 9h às 14h
Local: UBS Lélio Silva
Atividades: rducação em saúde, avaliação e orientação nutricional, aferição de pressão arterial

Data: 02/04 (terça-feira)
Hora: 13h30
Local: UBS Brasil Novo
Atividades: educação em saúde, avaliação e orientação nutricional, aferição de pressão arterial

Data: 02/04 (terça-feira)
Hora: 8h
Local: UBS Rubim Aronovitch
Atividades: educação em saúde, avaliação e orientação nutricional, aferição de pressão arterial

Data: 02/04 (terça-feira)
Hora: 7h
Local: academia ao ar livre Araxá
Atividades: aeróbica e ginástica localizada

Data: 02/04 (terça-feira)
Hora: 7h30 e 17h20
Local: academia ao ar livre zona norte
Atividades: aeróbica, circuito funcional, step, dinâmicas e café da manhã

Data: 03/04 (quarta-feira)
Hora: 8h e 14h
Local: UBS Lélio Silva
Atividades: educação em saúde, avaliação e orientação nutricional, aferição de pressão arterial

Data: 03/04 (quarta-feira)
Hora: 7h30 e 17h20
Local: academia ao ar livre zona norte
Atividades: aeróbica e step

Data: 03/04 (quarta-feira)
Hora: 17h20
Local: academia ao ar livre Araxá
Atividades: aeróbica, circuito funcional e lanche saudável

Data: 04/04 (quinta-feira)
Hora: 14h
Locais: UBS’s Perpétuo Socorro, Novo Horizonte e Raimundo Hozanan
Atividades: educação em saúde, avaliação e orientação nutricional, aferição de pressão arterial

Data: 04/04 (quinta-feira)
Hora: 7h30 e 17h20
Local: academia ao ar livre zona norte
Atividades: circuito funcional

Data: 05/04 (sexta-feira)
Hora: 07h30
Local: academia ao ar livre zona norte
Atividades: café da manhã saudável

Data: 05/04 (sexta-feira)
Hora: 07h30
Local: UBS Pedro Barros
Atividades: palestra sobre alimentação saudável

Data: 05/04 (sexta-feira)
Hora: 9h e 15h
Local: UBS Lélio Silva
Atividades: identificação de usuários com doenças associadas a alimentação inadequada

Data: 08/04 (segunda-feira)
Hora: 17h
Local: academia ao ar livre Santa Inês
Atividades: treinamento funcional e lanche saudável

Jamile Moreira
Assessora de comunicação/Semsa
Contato: 99135-6508

Com apoio da PMM, paratleta torna-se primeira no ranking brasileiro no lançamento de dardo na categoria F37

A paratleta Claudiane Melo, aluna da Escola Municipal Prof. Neusona, é campeã da fase Norte/Nordeste do Circuito Caixa de Atletismo, que aconteceu em João Pessoa (PB), no período de 15 a 17 de março. A paratleta torna-se a primeira no ranking brasileiro do circuito no lançamento de dardo, na categoria F37. Claudiane competiu em três categorias e conquistou 3 ouros (um no lançamento de dardo, um na Corrida de 400m e outro na corrida de 200m).

Claudiane recebeu apoio da Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), que forneceu as passagens para a atleta participar da competição. “Ficamos felizes em apoiar nossos alunos atletas e muito orgulhosa em ver cada conquista que eles alcançam por meio do esporte. Ano passado, quando conhecemos a Claudiane, nos colocamos à disposição para ajudar e articular a participação da atleta em competições. Apoiamos este ano e estamos vendo aí essa conquista, que muito nos alegra e que motiva novos atletas a buscar esse sonho”, ressaltou a secretária de Educação, Sandra Casimiro.

A aluna esteve na manhã desta quinta-feira, 28, na Secretaria de Educação, acompanhada da diretora da Escola Neusona, Vera Maria Favacho e do técnico da Federação de Paradesporto do Amapá, Marlon Gomes, para agradecer a parceria. Ela destacou a relevância do feito e do apoio da gestão municipal. “Esse apoio foi a melhor coisa que poderia me acontecer nesse momento. Na verdade, eu não ia participar do circuito deste ano, mas, nos últimos minutos, decidimos pedir apoio da prefeitura, que, no mesmo instante, mostrou interesse em me apoiar e me forneceu as passagens. Eu só tenho a agradecer esse apoio. O Município tem sido um grande parceiro para nós atletas. Ano passado, me ajudou a participar de outra competição e este ano novamente recebi esse apoio”.

Karla Marques
Assessora de comunicação/Semed

Projeto social do conjunto Macapaba recebe doações do Juizado da Infância e Juventude de Macapá

O programa Juventude em Movimento, do Juizado da Infância e Juventude – Área de Políticas Públicas e Medidas Socioeducativas da Comarca de Macapá, contemplou o projeto “Ginga para a Vida” com doações de materiais para a prática da Capoeira, como calças e instrumentos musicais (Tabaca, Berimbau, Agogô e Pandeiro). A entrega aconteceu na noite de sexta-feira (22), no Conjunto Macapaba I, quando 100 crianças foram beneficiadas.

O juiz Esclepíades Neto, titular do Juizado, participou da entrega do material e disse que “desde o início do ano a Unidade possui um portifólio de projetos por meio do qual é organizada a atuação da unidade”. São nove projetos que dão apoio à rede socioeducativa. “O projeto Juventude em Movimento engloba todas as ações relativas às práticas esportivas. Passamos o primeiro trimestre buscando parceiros executores. Por hora o projeto está distribuído em 5 pólos, incluindo o Bailique”, explicou o magistrado.

O projeto do Mestre Fabiano, que ora foi beneficiado com a doação, “passou por análise criteriosa quanto à sua atuação, e quanto à importância da região onde ele ocorre, o conjunto Macapaba”, disse o juiz Esclepíades.

A parceria tem por parte do TJAP apoio institucional com recursos do Fundo de Apoio ao Juizado da Infância e Juventude (FAJIJ), aportes financeiros e humanos para fortalecer o projeto, que já existe há 15 anos. Por sua vez, o projeto de Capoeira passa a ser receptor de socioeducandos.

“Na hipótese em que o adolescente está no meio fechado, como o CESEIN, sendo morador da zona norte, ao progredir de regime e terá um encaminhamento para ser integrado ao projeto do Mestre Fabiano. Mesmo quando a medida ocorre em meio aberto, como liberdade assistida, também pode ser cumprida no projeto, porque esta é a contrapartida da entidade social”, detalhou o juiz Esclepíades.

Segundo o sargento Fabiano Barros, do Gabinete Militar do TJAP à disposição do Juizado da Infância, o objetivo é atender os bairros implementando boas práticas e utilizando o esporte como meio de inclusão social. “Os adolescentes serão incluídos em um dos pólos, de acordo com a localização territorial da sua residência. A ideia é traçar o eixo Norte, Sul e Centro-Oeste da cidade para contemplar outros projetos”, anunciou o sargento.

Além da parte esportiva, o gerente do programa, Tenente Marcelo Moraes, explicou que também são realizadas palestras nas escolas para conscientizar crianças e jovens sobre os perigos das drogas, das armas de fogo e da violência. “Esse projeto Juventude em Movimento também abraça as escolas públicas onde nós vamos trabalhar a prevenção ao tráfico e ao consumo de drogas”, finalizou.

Assessoria de Comunicação Social

CEU das Artes oferecerá 40 vagas para projeto Despertando Atletas

CEU das Artes realiza oficinas de políticas e mapeamento culturais em Macapá — Foto: Abinoan Santiago/Arquivo G1

O CEU das Artes abrirá inscrições para o projeto Despertando Atletas. Serão 40 vagas, divididas entre as modalidades de futsal e voleibol. O programa é voltado para crianças e adolescentes, com idades entre 10 e 17 anos.

As inscrições acontecerão no período de 25 a 30 de março. Elas devem ser feitas no CEU das Artes, no bairro Infraero, das 8h30 às 12h e das 14h30 às 20h. Na categoria futsal, poderão se inscrever crianças e adolescentes na faixa etária de 10 a 14 anos. No voleibol, adolescentes de 14 a 17 anos. O início das aulas está programado para 1º de abril.

O futsal será dividido em duas turmas, no turno da tarde. A primeira das 15h às 16h30; e a segunda das 16h30 às 18h. As aulas acorrerão em dois dias da semana, segundas e quartas-feiras. As turmas de voleibol serão as terças e quintas-feiras, uma das 15h às 16h30, seguida da turma das 16h30 às 18h.

Sávio Almeida
Assessor de comunicação/PMM