Sabores de Santana: Festival gastronômico começa nesta sexta-feira, (1)

O Sabores de Santana acontece de 01 a 03 de dezembro, na Praça do Fórum, no bairro Vila Amazonas, a partir das 18h. O festival realiza a sua 3ª edição e conta com a participação de 17 estabelecimentos, entre eles, churrascarias, restaurantes, lanchonetes, bares e docerias.

O Sabores de Santana compõe a programação do 36° aniversário do município e visa explorar as potencialidades da culinária santanense, em construções autênticas e saborosas, pelo custo de R$20 cada degustação.

A realização é da Prefeitura Municipal de Santana, Governo do Amapá e Sebrae, além de contar com a parceria da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e Senac.

Além da originalidade de pratos típicos da terra, o evento promete o melhor da música santanense e feira de artesanato.

Estabelecimentos Participantes

1. B2 Urban Food
2. Frutmix
3. Sicak
4. Lawê Doces Artesanais
5. Titos
6. Rei do Sorvete
7. Brasília Churrascaria
8. Estação da pizza
9. Degust Buffet
10. Bistrô Pai D’Égua
11. Amazon Beach
12. Suely Buffet
13. Flora Restaurante
14. Dona Tê Bistrô
15. Sabor Paraense
16. A Paulista
17. Bar do Urso

Serviço:

Sabores de Santana
Data: 01 a 03 de dezembro
Local: Praça do Fórum. Bairro Vila Amazonas
Hora: A partir das 18h
Entrada gratuita

Luana Silveira
Assessora de Comunicação da Prefeitura de Santana

Prefeitura anuncia empreendimentos selecionados para Festival Gastronômico ‘Santana Sabores’

A Prefeitura de Santana realizou, na sexta-feira, 10, o anúncio oficial dos empreendimentos selecionados para o Festival Gastronômico “Santana Sabores”. O evento faz parte da programação de aniversário de 36 anos do município, denominada “Viva Santana”, que terá início no dia 24 de novembro com o festival de batuque e marabaixo.

Esta será a 3ª edição do circuito gastronômico que contará com a participação de 17 estabelecimentos. O evento pretende enaltecer e valorizar a gastronomia local, prometendo apresentar aos visitantes a diversidade e autenticidade de pratos elaborados por grandes chefs santanenses. A realização é da Prefeitura de Santana, Governo do Amapá, Sebrae, com apoio da Abrasel e Senac.

O “Santana Sabores” será realizado nos dias 01, 02 e 03 de dezembro, na Praça do Fórum.

Abaixo, segue a relação dos empreendimentos confirmados:

1. B2 Urban Food
2. Frutmix
3. Sicak
4. Lawê Doces Artesanais
5. Titos
6. Rei do Sorvete
7. Brasília Churrascaria
8. Estação da Pizza
9. Degust Buffet
10. Bistrô Paidegua
11. Amazon Beach
12. Suely Buffet
13. Flora Restaurante
14. Dona Tê Bistrô
15. Sabor Paraense
16. A Paulista
17. Bar do Urso

Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Santana

‘Chocolate com cumaru traz notas florais e picantes, eu adorei’, diz especialista francesa ao experimentar produto amapaense, em Paris

Uma das maiores especialistas em chocolate da França, a jornalista e escritora Valentine Tibère, ficou encantada com as notas de sabor apresentadas pelas empresas amapaenses Chocolates Cassiporé e Cunani Cacau em uma análise sensorial promovida pela Embaixada do Brasil no país europeu.

Valentine, que é autora de livros como ‘101 Chocolats à Découvrir’, apreciou as notas de sabor variadas dos chocolates amapaenses, como frutado, amadeirado e a mistura de cacau com cumaru, fruto conhecido como a ‘baunilha amazônica’.

“É sutil, é uma pura maravilha, eu me apaixonei! Adorei o chocolate, sua textura é muito fina, suave, os aromas são delicados e o chocolate com cumaru traz notas florais e picantes. É realmente um grande prazer!”, pontuou Valentine sobre o produto fabricado pela Chocolates Cassiporé.

O evento trouxe os destaques brasileiros no Salon du Chocolat, que reuniu produtores de cacau, fabricantes de chocolates e apreciadores do produto de vários países de 26 de outubro a 2 de novembro, no Paris Expo Porte Versailles, na capital francesa.

A análise sensorial detalhada dos produtos avaliou se atendiam aos requisitos essenciais de um chocolate de qualidade superior. As características avaliadas incluíram brilho, granulometria, dureza e notas de sabor variadas, como frutado, amadeirado e floral.

O evento reforçou a capacidade do Amapá em produzir chocolates que possam competir em igualdade com os melhores do mundo, conquistando os paladares mais exigentes.

As empresas participantes foram selecionadas pela Secretaria de Estado de Relações Internacionais e Comércio Exterior em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicap), com o apoio do senador Randolfe Rodrigues, que articulou a destinação de emendas para custeio das passagens e hospedagens.

“Foi mais uma oportunidade de mostrar aquilo que os povos da floresta podem produzir. Foram dias de muito aprendizado e compartilhamento de experiências, em que nossos empreendedores puderam aprender e mostrar ao mundo o potencial do Amapá nesse segmento”, avaliou o secretário.

Sabores tucujus

O chocolate apresentado pela Cunani Cacau chamou a atenção, com 70% de cacau, notas novas e sabor diferenciado. O produto demonstrado pela Chocolates Cassiporé, que apresentou em sua composição 60% de cacau, foi destaque pelo gosto suave devido à mistura com o fruto cumaru, conhecido como a ‘baunilha amazônica’.

Para o chocolatier Danrlei Nogueira, da Chocolates Cassiporé, o momento representa a chance de expandir e tornar o chocolate amapaense mundialmente conhecido.

“Com essa avaliação, tivemos a segurança de que nosso objetivo, que era levar o Chocolate Cassiporé para o mundo, está sendo alcançado”, ressaltou Danrley.

Salon du Chocolat

Durante sete dias, os empreendedores tiveram acesso a exposições, degustações e puderam compartilhar experiências com especialistas do mundo todo. A partir da participação, a expectativa é aumentar as oportunidades de exportação para as empresas amapaenses.

Para a empreendedora Kátia Sarmento, proprietária da empresa Cunani Cacau, a seleção dos chocolates para a análise sensorial reforça a qualidade e a inovação dos produtos regionais, abrindo portas para uma presença potencial e marcante no cenário internacional.

“O evento mostrou a capacidade do Amapá em produzir chocolates que possam competir em igualdade com os melhores do mundo, conquistando os paladares mais exigentes. Tivemos a chance de comercializar nossos produtos e conseguimos vender tudo o que levamos”, pontuou Kátia.

Produção artesanal

Tanto a Chocolates Cassiporé quanto a Cunani Cacau realizam todos os processos de produção no estado, desde o cultivo do cacau até o beneficiamento, gerando empregos e promovendo o desenvolvimento sustentável da região.

Texto: Cristiane Nascimento
Fotos: Arquivo pessoal de Kátia Sarmento
Secretaria de Estado da Comunicação

Governo do Estado apoia 1º Festival do Açaí de Mazagão

O Governo do Amapá apoia a realização do 1º Festival do Açaí, a partir de sexta-feira, 10, no município de Mazagão. Serão três dias de programação, com feira empreendedora, concurso de beleza, gastronomia e geração de renda em um evento que vai evidenciar a cadeia produtiva de um dos alimentos mais consumidos pelos amapaenses.

A economia em torno do açaí movimenta mais de R$ 1 milhão em Mazagão todos os anos, tornando-se essencial para o desenvolvimento econômico do município, que possui 22 mil habitantes, compõe a Região Metropolitana de Macapá e também é conhecido pelas riquezas culturais e históricas.

O Festival irá valorizar os coletores, plantadores e produtores de açaí, desde as localidades do Rio Vila Nova ao Rio Cajari. Para isso, haverá exposições sobre o processo de produção até a preparação e degustação do fruto.

Os visitantes terão a oportunidade de conhecer a rotina dos trabalhadores, entendendo de perto como o açaí é cultivado, colhido e transformado em produto final para o consumidor.

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) garante apoio para a programação cultural, oferecendo aos visitantes uma verdadeira imersão nas tradições locais. As atrações ainda serão divulgadas pela Prefeitura de Mazagão, mas já estão confirmados nomes como Fineias Nelluty, Rogério & Cia e Arthur Lorran.

“O Governo do Estado é parceiro de mais um importante evento que fomenta a economia e possibilita a atividade cultural, movimentando tanto o setor produtivo e fortalecendo o desenvolvimento sustentável”, reforça a secretária de Cultura do Amapá, Clícia Vieira Di Miceli.

Cadeia produtiva do açaí

Os organizadores do festival esperam atrair não apenas a comunidade local, mas também visitantes de toda a região, promovendo o turismo e a troca de experiências. Segundo o prefeito de Mazagão, Dudão Costa, a ideia é incluir o evento no calendário cultural e econômico da região.

“Esse festival do açaí vai fomentar toda a cadeia do açaí, desde a produção, da distribuição fluvial, do transporte, da logística, da fabricação, das roçadeiras, tudo que envolve a produção do açaí. Hoje, Mazagão, junto com as ilhas do Pará, é um corredor do açaí, escoando para Santana e Macapá, ou seja, temos uma possibilidade grande de fortalecer essa economia”, explica o prefeito.

Açaí na região

O evento possui metas, como fortalecer a gastronomia tradicional do açaí e o turismo; estimular o desenvolvimento da culinária local, fortalecendo a preservação do patrimônio cultural; produzir benefícios econômicos através da geração de renda por meio do turismo ligado às áreas de gastronomia, hotelaria e serviços; incluir a programação do Festival do Açaí no calendário municipal, fazendo desse evento parte do roteiro das agências de turismo; e consolidar a imagem de Mazagão como polo regional de turismo gastronômico e de lazer.

O açaí é um fruto icônico da Amazônia, conhecido por suas propriedades nutricionais e sabor inigualável. A produção e o processamento do açaí são uma parte vital da economia de Mazagão, envolvendo muitas famílias locais. Com o festival, o município pretende reconhecer a importância dessa indústria para a comunidade, proporcionando-lhe visibilidade e apoio.

Texto: Rafaela Bittencourt
Foto: Reprodução/Internet
Secretaria de Estado da Comunicação

‘É uma honra estar aqui’, celebra empreendedora amapaense no Salon du Chocolat, em Paris

A empreendedora Kátia Sarmento, proprietária da empresa Cunani Cacau, celebra a oportunidade de apresentar uma produção genuinamente amapaense na maior feira internacional de chocolates do mundo, o Salon du Chocolat, no Paris Expo Porte Versailles, na França.

O evento segue até quinta-feira, 2, reunindo produtores de cacau, fabricantes de chocolates e apreciadores do produto de vários países.

“É fantástico. Isso aqui é um mundo, a gente encontra marcas renomadas, maravilhosas, super posicionadas no mercado. Para a gente, do Amapá, é uma honra e uma alegria imensa estar aqui”, conta Kátia, que produz chocolate artesanal desde 2020.

Além da Cunani Cacau, a empresa amapaense Chocolates Cassiporé está presente no evento europeu. Os empreendimentos contam com o apoio do Governo do Estado, a partir da iniciativa “Selo Amapá”, uma certificação que atesta que o produto foi elaborado com matéria-prima local, respeitando os padrões de controle de qualidade, leis ambientais e trabalhistas

Durante sete dias, os empreendedores têm acesso a exposições, degustações e podem compartilhar experiências com especialistas do mundo todo. A partir da participação, a expectativa é aumentar as oportunidades de exportação para as empresas amapaenses.

A Secretaria de Estado de Relações Internacionais e Comércio Exterior selecionou as empresas em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicap), com o apoio do senador Randolfe Rodrigues, que articulou a destinação de emendas para custeio das passagens e hospedagens.

O secretário de Relações Internacionais, Lucas Abrahao, comentou sobre a oportunidade de apresentar os chocolates amapaenses para o mercado externo.

“São duas empresas amapaenses mostrando para o mundo aquilo que os povos da floresta podem produzir. Essa é uma, dentre várias ações de promoção internacional do estado, com foco na atração de investimentos, geração de emprego e renda, gerando riqueza para o nosso estado”, avaliou o secretário.

O chocolatier Danrlei Nogueira, da Chocolates Cassiporé, relatou que essa expansão da visibilidade do produto local amplia as oportunidades de oferta de empregos para quem vive na região.

“A gente emprega e vai empregar muita gente, principalmente na comunidade onde a gente faz o processo de colheita, fermentação e secagem. Assim a gente ajuda várias pessoas que trabalham com a gente, aproximadamente 70 famílias ribeirinhas e aqui estamos vivendo dias cheios de emoção”, pontuou Nogueira.

Produção artesanal

Tanto a Chocolates Cassiporé quanto a Cunani Cacau realizam todos os processos de produção no estado, desde o cultivo do cacau até o beneficiamento, gerando empregos e promovendo o desenvolvimento sustentável da região. Esta conquista no Salon du Chocolat em Paris promete abrir portas para mais empresas amapaenses exporem seus produtos para o mundo, fortalecendo a economia local e dando destaque ao Amapá no cenário internacional.

Parcerias

A Apex Brasil, que atua em diversas formas para promover a competitividade das empresas brasileiras em seus processos de internacionalização, em colaboração com a Abicap, vai fornecer o suporte financeiro necessário para a participação das empresas no evento, incluindo os custos de feira e exposição.

Texto: Cristiane Nascimento
Fotos: Arquivo Pessoal de Kátia Sarmento
Secretaria de Estado da Comunicação

Com parceria do Governo do Amapá e Sebrae/AP, Luau da Samaúma volta a reunir música, artesanato e gastronomia em Macapá

Evento que reúne música boa, artesanato e gastronomia, o Luau da Samaúma voltou a ser realizado em Macapá, na noite da sexta-feira, 27, em mais uma edição de sucesso. A retomada só foi possível por meio de uma parceria entre o Governo do Amapá, o Ministério Público do Amapá e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae).

Uma das principais atrações foi o show da formação original do Movimento Costa Norte, composto pelos músicos Amadeu Cavalcante, Zé Miguel, Osmar Júnior e Val Milhomem. Completaram o line-up o mestre Nonato Leal, a Associação Literária do estado do Amapá (Alieap), Movimento Poesia da Boca da Noite e As Juremas, a banda musical do Corpo de Bombeiros Militar e o grupo de batuque Raízes do Bolão.

A programação foi suspensa em função da pandemia de Covid-19 e voltou a ser realizada após 3 anos, quando o Governo do Amapá passou a integrar o time da parceria, firmando a cooperação entre as entidades.

O Luau fez parte nesta sexta-feira da Folia Literária Internacional do Amapá, que integra as celebrações do aniversário de 80 anos do Amapá, comemorado com intervenções artísticas, culturais e diversas totalmente gratuitas para a população.

“Tivemos a felicidade e a honra de termos sido chamados pelo Ministério Público para, mais uma vez, fazer essa parceria e trazer o Luau da Samaúma de volta. Esse é luau do retorno e que agrega a nossa Folia Literária, reunindo a música, a poesia, o empreendedorismo, a lua e a samaumeira. Essa é a ocupação dos espaços urbanos que trazem geração de emprego, renda, aguçando a nossa sensibilidade, fazendo a gente amar ainda mais o nosso lugar”, celebrou o governador Clécio Luís.

Esta já é a quarta temporada do evento. A próxima edição será no dia 1º de dezembro, em homenagem aos 80 anos da samaumeira que é o símbolo do evento e que é imponente na praça em frente à Procuradoria-Geral do MP-AP.

Oportunidade de alcançar novos públicos e movimentar economicamente os negócios, o luau também contou com uma praça de alimentação e artesanato que demonstrou a variedade de empreendimentos amapaenses.

“Aqui os nossos empreendedores estão gerando renda estimulando a economia criativa. A gente, como amapaense, merece eventos lindos como este”, completou a diretora-superintendente do Sebrae Amapá, Alcilene Cavalcante.

Iniciado em 2017 como parte do projeto de ocupação de espaços públicos da Prefeitura da capital, ‘Macapá eu cuido de você’, o Luau na Samaúma passou a integrar o calendário cultural do estado com destaque para apresentações culturais, oficinas e empreendedorismo.

Texto: Fabiana Figueiredo
Foto: Max Renê/GEA
Secretaria de Estado da Comunicação

Luau na Samaúma está de volta com duas edições especiais em 2023

O Luau na Samaúma está de volta após três anos em razão da pandemia de 2020 a 2022. A tradicional festividade que reúne diferentes linguagens artísticas e culturais, terá duas edições neste ano – dia 27 de outubro e 1º de dezembro, das 17h às 23h. O Ministério Público do Amapá (MP-AP), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Governo do Estado do Amapá (GEA), realizadores do evento, preparam uma programação diversificada para todas as idades.

O endereço é conhecido, ao redor da majestosa árvore Samaúma que dá nome à praça da Procuradoria Geral de Justiça. O Luau, idealizado pelo MP-AP, é um evento que busca a aproximação e conexão do órgão ministerial com a população, que é recebida para fazer do local um espaço de convivência e de alegria, sempre em noite de lua cheia.

Entretenimento acessível, aberto a quem quiser participar e além disso, movimenta a economia criativa com oportunidades para empreendedores da área de alimentação, segmentos de manualidades, vendas diversas e artistas amapaenses.

Tema

A primeira Edição de 2023 terá como tema ‘Luau na Samaúma – Amapá 80 anos’, dando continuidade às celebrações pela criação do Território Federal do Amapá.

A segunda edição, abre a temporada natalina na cidade e comemora os mais de 80 Anos da samaumeira, localizada na praça em frente ao prédio da Procuradoria Geral de Justiça do MP-AP. A árvore tem valor imensurável para o Amapá e sobretudo para a comunidade do entorno.

Luau

O Luau na Samaúma – Amapá 80 Anos, será na próxima sexta (27). O Sebrae vai instalar e coordenar a praça de alimentação com opções que vão de hamburguerias a comidas típicas, além de doces e bebidas.

Ao redor da Samaúma ficarão os expositores de economia criativa e artesanato. Serão 20 artesãos e empreendedores amapaenses comercializando peças e coleções produzidas com diferentes técnicas e matérias-primas.

Para o público infantil haverá as Oficinas de Mini Chefs que vai ensinar a fazer bolo de pote. As inscrições serão feitas antecipadamente e também na hora (se houver vaga). Serão três turmas e cada uma com 20 vagas, e podem participar crianças entre 3 e 12 anos.

O Luau está sendo organizado para mais uma vez ser um sucesso, garantindo empreendedorismo cultural, lazer e geração de negócios aos empreendedores do nosso Estado.

Sebrae no Amapá/Unidade de Marketing e Comunicação

Festival “Bar em Bar” da Abrasel está chegando e você pode participar!

O festival, promovido pela Abrasel, reúne bares, botequins, botecos, pubs, boates e gastrobares de todo o Brasil em uma grande celebração da gastronomia nacional. Por 15 dias, os participantes engajam novas receitas e promoções, abusando de toda a sua criatividade nos cardápios.

O tema deste ano, “A alegria tá na mesa”, instiga os estabelecimentos a oferecerem pratos que façam jus a esse título: coloridos, inovadores, criativos e ousados. É uma oportunidade para os empreendedores do setor fidelizarem clientes e captarem um aumento na receita.

A inscrição é feita de forma muito simples, por meio do preenchimento de um formulário no site da Abrasel no Amapá, e pode ser realizada de quinta-feira (19) até o hoje, sábado (21). O festival de comida de bares da Abrasel acontece entre os dias 26 de outubro e 12 de novembro.

Estabelecimentos que já participaram em edições anteriores no evento se preparam para garantir um alto desempenho, como conta Marianna Zampolo, Diretora Executiva da Abrasel.

“A expectativa é sempre de que, com um petisco inédito para o festival Bar em Bar e a força na divulgação das redes sociais, esse seja um momento para que os consumidores possam conhecer as propostas dos bares e consequentemente frequentá-los mais”, disse.

A abrangência do festival, que alcança as cinco regiões brasileiras, faz com que ele seja mais do que especial. São contempladas as culinárias locais de forma que a diversidade esteja em evidência em todo o momento.

Para entender melhor as regras e o funcionamento do evento, basta acessar o regulamento no link https://forms.gle/d2hey83WaweEukb99

Inscreva-se!

Serviço:

Bar em Bar – A alegria tá na mesa – 26 de outubro a 12 de novembro

Mais informações: www.barembar.com.br ou www.ap.abrasel.com.br

Realização: Abrasel

Assessoria de comunicação

Festival Gastronômico Amapá 80 Anos apresenta receitas inéditas na 52ª Expofeira

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae) em parceria com a Secretaria do Estado de Turismo (Setur); Sindicato de Hospedagem, Alimentação e Entretenimento do Amapá (SHAEA); e Associação dos Músicos e Compositores do Amapá (Amcap), promovem o Festival Gastronômico Amapá 80 anos, na 52ª Expofeira, que acontece no Parque de Exposições da Fazendinha, na Praça de Alimentação Rio Amazonas (em frente a Arena de Show), no período de 29 de setembro a 8 de outubro, das 17h às 23h.

Segundo a gestora do Projeto Gastronomia Tucuju do Sebrae, Tatiane Negrão, o objetivo é proporcionar a interatividade, lucratividade e visibilidade da gastronomia amapaense através de receitas inovadoras e releituras de pratos tradicionais. “O Festival é uma comemoração aos 80 Anos de criação do Território Federal do Amapá e faz releituras da culinária amapaense, permitindo a sociedade visitar iguarias e especiarias que marcaram a história do estado”, disse Tatiane Negrão.

Receitas

As 22 empresas participantes irão apresentar quatro (4) opções de receitas, uma (1) receita regional, elaborada exclusivamente para o festival; duas (2) receitas do cardápio da empresa; e uma (1) sobremesa.

Os pratos de destaque do festival contam com especiarias e ingredientes tradicionais de pratos amapaenses, entre eles, peixes, camarão, caranguejo, castanha, e pupunha.

Empresas

O Festival conta com a participação das empresas Tucuju Burger; Forneria Bella Ciao; Ana Maia Gastronomia; Recanto do Loro; Confraria Semblano; Brods Beer e Burger; FrutMix Macapá; Flora Restaurante; Pretzel´s Café; Kings Chef; Bolinhos Essência do Norte; Chica Café Bistrô; Divina Arte; Delícias da Joah; Oásis Restaurante; Bar e Restaurante Vereda Tropical; Restaurante Capytu; Restaurante Marujo; Restaurante e Pizzaria Deus é Fiel; Restaurante Preamar; Restaurante O Veleiro; e Restaurante Ki Delícia.

Espaço

A Praça de Alimentação Rio Amazonas (em frente à Arena de Show), comportará 200 jogos de mesas; palco; programação cultural; exposição e comercialização da gastronomia amapaense.

Coordenação

O Festival Gastronômico Amapá 80 anos, é coordenado pela gerente da Unidade de Atendimento Coletivo – Comércio e Serviços do Sebrae no Amapá (UAC-CS), Vânia Chermont; e pela gestora do Projeto de Gastronomia Tucuju, Tatiane Negrão.

Sebrae no Amapá/Unidade de Marketing e Comunicação

Governo do Amapá e Abrasel anunciam Festival Sabores do Campo na 52ª Expofeira

Com o tema ‘O campo tem sabor’, o Governo do Estado e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/AP) anunciam o Festival Gastronômico ‘Sabores do Campo’ na 52ª Expofeira, que acontece de 29 de setembro a 8 de outubro, no Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá.

A iniciativa vai possibilitar a promoção de toda a cadeia produtiva, do agricultor e pecuarista ao chef de cozinha. Serão 15 estandes comercializando itens como hambúrgueres, pizzas, sobremesas e drinks com receitas inovadoras, a partir de ingredientes regionais. Os pratos serão vendidos ao preço popular de R$ 25, com porção média de 250g.

O festival vai ocorrer na área da praça Rio Araguari, próxima à arena de shows. Os participantes foram selecionados por edital promovido pela Abrasel.

Ela voltou!

Após quase dez anos, a Expofeira do Amapá está de volta para impulsionar a economia, a cultura e o turismo no estado. Todos os dias, uma atração nacional se apresenta no Parque de Exposições da Fazendinha, entre eles, Gusttavo Lima, NX Zero, Dennis DJ, Xand Avião, Manu Bahtidão, Carabao, Anderson Freire, Padre Antônio Maria e Leo Santana.

Texto: Leidiane Lamarão
Foto: Divulgação/Abrasel
Secretaria de Estado da Comunicação

3ª Edição do Fest Burger Rock encerra neste domingo

O lanche mais consumido do Brasil, celebrado com um festival à altura de tanto sucesso, reunindo diversas atrações para os amantes de hambúrgueres, rock and roll, cervejas e drinks.

O Fest Burger Rock encerra neste domingo (27), no estacionamento da sede do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), que promove o evento juntamente com parceiros.

O hambúrguer é um prato simples, mas muito popular em todo o mundo. Ele é composto por um disco de carne moída, geralmente de boi, que é grelhado e servido em um pão. Existem diversas teorias sobre a origem do hambúrguer, mas a mais aceita é que ele surgiu em Hamburgo, na Alemanha, no século XIX.

Além disso, o mercado do hambúrguer está em alta no país. Nos últimos anos, esse prato passou a ser ainda mais consumido no Brasil. Entre 2020 e 2021, o segmento alimentício viu as vendas dispararem. A Superintendente do Sebrae Alcilene Cavalcante disse que a instituição investiu mais de R$ 300 mil no festival.

“O Sebrae faz esse investimento que impulsiona o setor, investimos mais de R$300 mil, para fazer uma estrutura bonita para os empresários, e claro também para o consumidor que vem aqui. E tem a parceria em investimentos exclusivas para esse evento, em parceria com governo do Estado”, frisou a superintendente.

Quem passa neste domingo pelo palco Rita Lee são as bandas: Cadillac Blue, Quitéria e Banda Vennecy.

Receitas inovadoras

O chef da Brods Burger, João Santos criou o Hambúrguer ‘Atlântida’, inspirado na música de Rita Lee . Ele é composto de um blend de carnes selecionadas e camarão regional entrelaçados, contém queijo coalho e traz a nostalgia do passado, enquanto a maionese de alga desperta novas sensações, trazendo a brisa do mar e o frescor de inovação.

Projeto

A iniciativa faz parte do projeto “Gastronomia Tucuju”, desenvolvido pelo Sebrae, que busca valorizar o turismo gastronômico, a regionalidade e ampliar a participação das empresas no mercado com cursos, palestras, oficinas e promoção de eventos.

Além de comercialização de hambúrgueres artesanais, steakhouse, cerveja artesanal, drinks, sobremesas e sucos. O público pode apreciar ainda o Espaço Tatoo e exposição de camisaria e acessórios.

Os três dias de festival tiveram atrações musicais com bandas de rock locais, seis delas credenciadas pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult). São elas: Estereovitrola, Venecy, Ajota, Cadilac Blue, Dezoito21 e Tia Biló. São parceiros da 3° edição do Festival Burger Fest Rock no Sebrae, a empresa Norte Rock, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e o Governo do Estado.

Serviço:

3ª Edição do Burger Fest Rock
Dias: 25, 26 e 27 de agosto, das 17h às 23h (sexta, sábado e domingo)
Local: Sebrae em Macapá (Avenida Ernestino Borges, número 740 – bairro Laguinho)

Lilian Monteiro
Assessoria de comunicação

Festival Burger Fest Rock vai apresentar 21 pratos inovadores

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae) promove a 3ª edição do Burger Fest Rock com 24 expositores, e degustação a R$ 20 reais. O objetivo é apresentar as hamburguerias amapaenses, receitas inovadoras e exclusivas para o festival; proporcionar ao visitante uma experiência gastronômica única, com sabores e sensações, além de tornar o nome do evento significativo e associado à marca Sebrae. O evento acontece no estacionamento da sede da instituição, no período de 25 a 27 de agosto, das 17h às 23h.

Segundo a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Suelem Amoras, a terceira edição do Burger Fest Rock é um momento para ampliar as fronteiras da culinária, inspirar, e abraçar as mudanças e a excelência de cada prato. “Neste ano, sob a influência da icônica Rainha do Rock brasileiro, Rita Lee, as hamburguerias abraçaram o desafio de criar pratos temáticos que não apenas agradam ao paladar, mas também contam histórias e evocam emoções. Cada hambúrguer é uma composição de sabores e inspirações, transformando a simples refeição em uma experiência sensorial completa”, ressalta a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Suelem Amoras.

Pratos

O Burger Queen – Prato: Desculpe o auê; Rustic Burger – Prato: Agora só falta você; Tatay Doces – Prato: Bem me quer; Brods Burger – Prato: Atlântida; Bar do Urso – Coquetel: Erva Venenosa;Tucuju Burger – Prato: Nem luxo, nem lixo; I Love Juice – Suco: Amarelo, azul e branco; Delícias da Oci – Prato: Ovelha Negra; Santa Carne – Prato: Erva Venenosa; Johanna Brigadeiro – Prato: Ovelha Negra; Restaurante Japan – Prato: Yoko Ono; Chocolates Cunani Cacau – Prato: Chega mais; Sinner – Drink: Jardins da Babilônia; Kings Chefe – Prato: Doce Vampiro; Frutmix – Prato: Agora só falta você; Homemade – Prato: Luz del Fuego; Pretzel’s Buffet – Prato: Amarelo, azul e branco.

Atividades

O evento apresenta produções exclusivas como Oficinas Preparatórias: Boas Práticas de Alimentação e Marketing Digital; Comercialização de hambúrgueres artesanais, steak house, cerveja artesanal, drinks, sobremesas e sucos; Espaço Tatoo; E exposição de camisaria e acessórios.

Projeto

O Projeto Gastronomia Tucuju é destinado às empresas do setor dos negócios de alimentação, de modo a fortalecer o Turismo Gastronômico, valorizar a regionalidade e ampliar a participação das empresas no mercado. O projeto oferta soluções personalizadas para as empresas participantes, por meio de cursos, palestras, oficinas, eventos de mercado, consultorias, informações e orientações direcionadas para alavancar os negócios.

Parceiros

São parceiros da 3° edição do Festival Burger Fest Rock no Sebrae, a empresa Norte Rock, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e o Governo do Estado por meio da Secretaria de Cultura do Estado do Amapá (Secult).

Coordenação

O Burger Fest Rock é coordenado pela gerente da Unidade de Atendimento Coletivo – Comércio e Serviços do Sebrae no Amapá (UAC-CS), Vânia Chermont; e pela gestora do Projeto de Gastronomia Tucuju, Tatiane Negrão.

Sebrae no Amapá/Unidade de Marketing e Comunicação

Sebrae promove 3ª edição do Festival Burger Fest Rock e homenageia Rita Lee

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae) promove a 3ª edição do Burger Fest Rock com 24 expositores. O objetivo é apresentar as hamburguerias amapaenses, com receitas inovadoras e exclusivas para o festival; proporcionar ao visitante uma experiência gastronômica única, com sabores e sensações, além de tornar o nome do evento significativo e associado à marca Sebrae. O evento acontece no estacionamento da sede da instituição, no período de 25 a 27 de agosto, das 17h às 23h.

“O Burger Fest Rock é um exemplo de como a união entre a culinária criativa e o empreendedorismo podem gerar resultados notáveis, beneficiando tanto os negócios, quanto a comunidade que eles atendem. Esperamos que este evento seja não apenas uma experiência saborosa, mas também um catalisador para o fortalecimento da economia local”, disse a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Suelem Amoras.

Projeto

O Projeto Gastronomia Tucuju é destinado às empresas do setor dos negócios de alimentação, de modo a fortalecer o Turismo Gastronômico, valorizar a regionalidade e ampliar a participação das empresas no mercado. O projeto oferta soluções personalizadas para as empresas participantes, por meio de cursos, palestras, oficinas, eventos de mercado, consultorias, informações e orientações direcionadas para alavancar os negócios.

“As expectativas são as melhores possíveis em termos de diversificação e regionalidade nas receitas, inovação dos cardápios, valorização das hamburguerias artesanais, e de próprio público visitante. Esperamos com o festival, proporcionar uma experiência gastronômica diferenciada, com sabores, bom som e estilo” disse a gestora do Projeto Gastronomia Tucuju, Tatiane Negrão.

Atividades

O evento apresenta produções exclusivas na Cozinha do Chef – Aula Show, comandadas por chefs burger amapaense e convidado nacional; Oficinas Preparatórias: Boas Práticas de Alimentação e Marketing Digital; Comercialização de hambúrgueres artesanais, steak house, cerveja artesanal, drinks, sobremesas e sucos; Espaço Tatoo; E exposição de camisaria e acessórios.

Parceiros

São parceiros da 3° edição do Festival Burger Fest Rock no Sebrae, a empresa Norte Rock, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e o Governo do Estado por meio da Secretaria de Cultura do Estado do Amapá (Secult).

Coordenação

O Burger Fest Rock é coordenado pela gerente da Unidade de Atendimento Coletivo – Comércio e Serviços do Sebrae no Amapá (UAC-CS), Vânia Chermont; e pela gestora do Projeto de Gastronomia Tucuju, Tatiane Negrão.

Sebrae no Amapá/Unidade de Marketing e Comunicação

Dia dos Pais: expectativa dos bares e restaurantes é aumentar faturamento

Foto: Freepik

O Dia dos Pais é uma data que traz boas expectativas para o setor de bares e restaurantes. De acordo com uma pesquisa realizada pela Abrasel em julho, que ouviu 1.862 empresários em todo o país, 81% esperam um aumento no faturamento em relação à mesma data do ano anterior, entre os estabelecimentos que abrem aos domingos (apenas 13% dos entrevistados não abrem neste dia da semana), o que é uma notícia promissora para o setor.

Para Marianna Zampolo, diretora executiva da Abrasel no Amapá “é sempre animador as datas comemorativas para o setor de bares e restaurantes, os empresários estão com a expectativa elevada para esse dia. Existem negócios gastronômicos no Amapá que estão com programação especial para os clientes comemorarem o dia dos pais, com opções que vão desde cestas de café da manhã até jantares especiais”.

Marianna Zampolo, diretora executiva da Abrasel no Amapá

Entretanto, a realidade atual ainda apresenta desafios significativos. No mês de junho, 19% dos estabelecimentos operaram com prejuízo, embora esse número tenha diminuído em 2% em relação à última pesquisa.

Por outro lado, 45% tiveram lucro, e 35% conseguiram manter-se em equilíbrio financeiro (1% não responderam/não existiam em julho). Essa recuperação gradual é reflexo das dificuldades enfrentadas pelo setor durante a pandemia e suas consequências econômicas.

Segundo o presidente nacional da Abrasel, Paulo Solmucci, “do ponto de vista do faturamento o Dia dos Pais não costuma ter a mesma potência do Dia dos Namorados e do Dia das Mães, mas ainda assim devemos ter um aumento do movimento, o que é ótimo. No entanto, ainda precisamos de atenção, principalmente em relação àqueles que têm dívidas acumuladas com impostos e encargos, porque isso é uma bomba-relógio”.

“É preciso um plano para resgate do setor mirando nas empresas em dificuldade, evitando que elas quebrem, visando manter os empregos e o potencial de investimento das empresas”, completa Solmucci.

Um dado preocupante é que mais de um terço (38%) das empresas consultadas ainda têm dívidas em atraso, incluindo empréstimos, dívidas com impostos ou fornecedores. Embora haja uma redução de 4% em relação ao último levantamento, é um indicador que requer cuidado.

Dentre essas dívidas, a maioria se concentra em impostos federais (80%), impostos estaduais (54%), encargos trabalhistas/previdenciários (30%), taxas municipais (24%), serviços públicos como água/luz/gás/telefone (24%) e fornecedores de insumos (22%). O acúmulo de dívidas pode dificultar a recuperação dos estabelecimentos e representar uma barreira para o crescimento do setor.

Outro ponto destacado pela pesquisa é que quase dois terços (63%) das empresas consultadas contam com empréstimos contratados atualmente, e entre estas a maioria (68%) recorreu ao Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

Entretanto, a inadimplência do programa no setor está bem acima da média, atingindo 19%, enquanto a média geral é de apenas 4%. Além disso, 10% dos empresários ainda não começaram a pagar as parcelas, pois estão no período de carência previsto no programa.

Marianna Zampolo
Diretora executiva da Abrasel no Amapá
(91) 982017189