A tacacazeira de olhos ternos e largo sorriso – Por @alcinea

tacacaseira

Dona Mangabeira era uma negra de olhar límpido, sorriso largo e dentes tão brancos como os guardanapos de algodão que ela mesma fazia para cobrir as panelas.

Foi uma das primeiras tacacazeiras da cidade. Era do bairro da Favela. Sua banca (naquele tempo não tinha os carrinhos de hoje) era montada na esquina da rua Leopoldo Machado com avenida Almirante Barroso. De longe se sentia o cheiro do tucupi. Esse cheiro dava água na boca atraindo tanta gente para sua banca. O camarão era vermelhinho e o jambu treme-treme.

Aos domingos, a movimentação era bem maior. Era parada obrigatória de quem passava por ali para ir ao estádio Glicério Marques assistir aos clássicos da época.

A todos – autoridade ou peão – Mangabeira atendia com alegria, contava histórias, fazia o tacacá do jeitinho que o freguês pedia.

– Mais goma ou tucupi? Quantas colheres de pimenta? Quer mais jambu?

E o freguês ia dizendo como queria.

De muitos ela sabia o gosto e já nem perguntava.

tumblr_mbzn60wrho1r3tp9lo1_1280

Contava que meu pai, o poeta e jornalista Alcy Araújo, era o único que tomava tacacá sem goma.

Mangabeira tinha um carinho especial pelas crianças. Para elas servia o tacacá em cuia menor e nada de pimenta.

Às vezes um moleque mais ousado pedia que ela colocasse um pinguinho. E ela, cheia de doçura, respondia: “Meu filho, criança não come pimenta”. E o moleque não insistia. O convencimento, tenho certeza, não era pelas palavras, mas pela doçura com que ela falava.

Além de tacacazeira, Mangabeira era excelente lavadeira. Daquelas que botava a roupa “pra quarar” e engomava usando ferro a carvão. Era também benzedeira, tirava quebranto de criança, fazia banho de cheiro pra curar gripe, catapora e sarampo e chás e garrafadas pra todos os tipos de males.

Mangabeira era uma imagem forte na paisagem do meu bairro e é uma das belas recordações da minha infância.

Alcinéa Cavalcante

Mini Kaftas com molho picante vence o concurso do festival Bar em Bar em Macapá

A Abrasel, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, divulgou os primeiros colocados do concurso da melhor comida de bar (petisco, tira-gosto ou comida de boteco), da 2ª edição do Festival Bar em Bar na capital, que iniciou dia 30 de novembro e finalizou neste dia 30 de dezembro, nos melhores empreendimentos no segmento em Macapá, no total de 15 receitas.

A receita campeã foi a ‘Mini Kafta com molho picante’, elaborado pelo casal somelier Leandro e Lilian, da loja de cervejas especiais ‘Banca Rio’s Beer’, especialista em rótulos de cervejas artesanais, nacionais e importadas. A casa funciona há dois anos e meio na Avenida Henrique Galúcio, nº 1644 no bairro Central. Os criadores do prato vencedor participam pela primeira vez de festival gastronômico e relatam que foram incentivados pela abrasel a inovar na criação do prato para o evento, e que independente do resultado do concurso, a ideia já iria fazer parte do cardápio da casa pela boa aceitação do público. O petisco a base de carne bovina moída, temperos e especiarias, pau de canela, regadas ao óleo de gergelim e servidas com molho picante agridoce, harmoniza com cerveja do estilo IPA, e conquistou também o paladar dos jurados oficiais.

Leandro Chiesa e Lilian Ferreira, proprietários da Banca Rios Beer

Em segundo lugar ficou ‘Pastel de Tacacá’, do Treta Club. Elaborado pela Chef Karla Nascimento. O pastel leva goma de tapioca, camarão regional, jambu e tucupi no recheio, e harmoniza com cerveja. O pub funciona na Av. Presidente Getúlio Vargas, nº 2467 no bairro Santa Rita e é frequentada pelo público em geral, especialmente o público LGBT.

Já o terceiro lugar ficou com o ‘Lotus Bar e Restaurante’, com a receita ‘Filé com catupiri gratinado’, acompanhado de chips artesanais, criado pelo Chef Franklin William, harmoniza com gin. O bar fica localizado na Av. Iracema Carvão Nunes, nº 253, no bairro Central. A casa recebe um público seleto e funciona ao estilo pub.

Os vencedores foram escolhidos pelos jurados oficiais que fizeram um verdadeiro circuito gastronômico nos bares. Os critérios avaliados para definir os campeões foram paladar, originalidade e apresentação. As notas variaram de 5 a 10. Os três primeiros colocados vão receber uma troféu de homenagem pelo resultado.

De acordo com o coordenador do evento, o turismólogo Sandro Belo, o evento superou as expectativas e movimentou os bares, pubs e restaurantes de Macapá. “A população experimentou uma nova modalidade de festival, diferente das feiras gastronômicas, que geralmente tem um endereço só e com duração de 3 dias em média, o ‘Bar em Bar’ aconteceu durante um mês com receitas de 15 empreendimentos que funcionam geralmente na noite. Mais uma oportunidade pro incremento do lazer e entretenimento da população.”

Segundo o presidente da abrasel, Yukio Nagano, a escolha da melhor comida de bar da edição 2019 terá a participação do público. “Ficamos muito felizes por saber que as pessoas estão abraçando os festivais, e que cada vez mais, esses eventos tem fomentado a cenário gastronômico da capital. Prova disso, é o retorno positivo que recebemos de todos os bares participantes que se envolveram e do público nas redes sociais”, afirma.

Assessoria de comunicação da Abrasel

Festival Bar em Bar começa edição 2018 nesta sexta-feira (30), em Macapá

Neste ano, 15 estabelecimentos locais participam do evento, que reúne porções e petiscos que enaltecem a rica gastronomia amapaense com foco na comida de bar

Macapá – Bares e restaurantes de Macapá já confirmaram presença na lista de estabelecimentos concorrentes da 2ª edição do festival Bar em Bar. O evento, consolidado em todo o país, valoriza a gastronomia brasileira e neste ano em Macapá, começa nesta sexta-feira, 30, e segue até o dia 30 de dezembro.

Uma comitiva de profissionais da gastronomia visitou dezenas de bares e os participantes, selecionados e confirmados foram: Scorpions Snooker Bar, Petiscaria MMA, Banca Rio’s Beer, Sankofa Gastrobar, Casebre Comer & Beber, Vitruviano Gastrobar, Osteria Il Giardinetto, Treta Club, Cancun Mexican Food Bar, Lá Bart Bar e Restaurante (Araxá), Lotus Bar e Restaurante, Bar e Restaurante da Capitú (Orla do Santa Inês), Restaurante Japan, 313 Restaurante e Empório do Índio.

De acordo com o executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Abrasel no Amapá, Sandro Bello, a 2º edição do Bar em Bar enaltece os aspectos sociais e afetivos que todos os estabelecimentos de alimentação fora do lar promovem. “O brasileiro gosta de bares e sempre marca um encontro com familiares e amigos nesses estabelecimentos. Além de fomentar a economia, o evento incentiva os chefs e proprietários de bares a criarem pratos e petiscos cada vez mais interessantes e atrativos para o público”, disse.

“A gastronomia é a arte de extrair dos alimentos e bebidas o que eles têm de melhor. E a comida de bar ou boteco não foge desse requinte todo. São frituras, carnes, frios, hambúrgueres, defumados e petiscos deliciosos em porções com receitas exclusivas criadas especialmente para quem adora combinar os sabores diversos com uma boa bebida,” finaliza o executivo.

O festival também funcionará no formato de concurso, um grupo de jurados irá avaliar as criações gastronômicas dos chefs em cada estabelecimento, e ao final do circuito, elegerão a melhor comida de bar de Macapá.

Serviço:

Festival Bar em Bar

Degustação: de R$ 15,00 a R$ 20,00

De 30/11 a 30/12

Nos melhores bares e restaurantes de Macapá

Menu Bar em Bar

1. Petiscaria MMA
Picanha da Orla
Tiras de picanha na chapa acompanhada de molho de mostarda Djon. Harmoniza com chopp ou cerveja
Chef Marcelo Bertolucci

2. Banca Rio’s Beer
Mini Kaftas
Acompanhadas de molho picante. Harmoniza com as cervejas India Pale Ale (IPA), Bitter e English IPA


3. Sankofa Gastrobar
Bolinho de Feijoada
Cremoso, recheado com bacon, calabresa e couve em redução de feijoada. Acompanha creme picante, laranja e dose de cachaça. Harmoniza com caipirinha clássica e cerveja
Chef Willy Miranda

4 Casebre Comer & Beber
Mini hambúrguer de Carne seca com geleia de pimenta
Com carne seca desfiada, queijo coalho e geleia de pimenta no pão de macaxeira. (05 unidades). Harmoniza com cerveja
Chef Fábio

5. Vitruviano Gastrobar
Marupá
Linguiça artesanal mista, carne bovina e suína, tempero da vovó, acompanha molho vinagrete, molho tucupi reduzido e farofa flocada. Harmoniza com whisky, cachaça, vinho e cerveja
Chef Eugênio Gato e cozinheira Josiane Lima

6. Osteria Il Giardinetto
Bignè da Osteria
Massa choux salgada com ragù de linguiça artesanal, mascarpone caseiro e geleia de pimenta dedo de moça. Harmonização com prosecco de Valdobiadene
Chef Orazio Cattani

7. Treta Club
Pastel de Tacacá
Pasteizinhos com recheio de jambu, goma, camarão e molho de tucupi. Harmoniza com cerveja pilsen e puro malte
Chef Karla Nascimento

8. Cancun Mexican Food Bar
Takitos Cancún
Tortilla mexicana de milho, frita, recheiada com camarão regional salteados com pimentas jalapana e chiplote, massala, salsinha e coentro picados, pimentões coloridos picados sob uma cama de molho Guacamole. Harmoniza com drink.


Chef Wal Chagas

9. Lá Bart Bar e Restaurante (Araxá)
T-bone Suíno
Corte suíno envolto de um maravilhoso tempero. Acompanha farofa de soja e pimenta. Lá Bart. Harmoniza com cerveja.
Chef Bart

10. Lotus Bar e Restaurante
Filé ao catupiri
Cubos de filé com catupiri gratinado. Acompanha chips artesanais. Harmoniza com Gin
Chef Franklin William

11. Bar e restaurante da Capitú (Orla do Santa Inês)
Camarão à Capitú
Camarão rosa crocante, acompanha molho rosè e legumes refogados. Harmoniza com cerveja e whisky
Chef Capitú

12. Scorpions Snooker Bar
Pastelbúrguer
Burguer artesanal, muçarela, presunto e salada de alface, tomate e pepino entre pastéis recheados de muçarela. Acompanha batata frita. Harmoniza com chopp e cerveja.

Chef Iana

13. Empório do Índio
Pastéis de vatapá
Mini pastéis recheados de um delicioso vatapá. Harmoniza com cerveja.
Chef Índio

14. Restaurante Japan
Japan Kushikatsu
Tradicional petisco japonês empanado , com carne, queijo e legumes selecionados. Harmoniza com saquê e cervejas tipo weissbier.
Chef Yukio Nagano

15. 313 Restaurante
Bolinho de pirarucú com recheio de queijo manteiga e banana da terra. Acompanhado dos molhos: chutney de cupuaçu e pesto de jambú, castanha e espuma de tucupí. Harmoniza com drink cítrico e refrescante a base de limão, cachaça e abacaxi.

Chef Geane Gomes

Serviço:

Sandro Belo Barriga

Executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amapá – Abrasel/AP

Contato: (96) 98135-7900

De 30 de novembro a 30 de dezembro, acontece a 2ª edição do Festival Bar em Bar 2018, em Macapá

De 30 de novembro a 30 de dezembro acontecerá a 2ª edição do festival Bar em Bar. Com o tema “viva a melhor porção da vida”, o evento que já é consolidado em todo o país, acontece também em Macapá.

O festival é uma oportunidade de valorização das empresas e inovação nos cardápios de bares, clubes, restaurantes e pubs que comercializam petiscos e comida de bar a seus clientes, sempre buscando harmonizar com algum tipo de bebida em momentos de lazer e entretenimento.

 

O festival organizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amapá é atípico para a população, pois não se trata de feira gastronômica, cada empreendimento cria sua receita e serve no próprio estabelecimento, em porções degustação, ao preço popular de R$ 15,00.

Profissionais críticos gastronômicos compõem um júri técnico que realizará visitas nesses estabelecimentos participantes e ao final será anunciado a melhor comida de bar de Macapá.

Serviço:

Festival Bar em Bar 2018
De 30/11 a 30/12
Degustação R$ 15,00
Nos principais bares e restaurantes de Macapá

Assessoria de comunicação do Festival Bar em Bar 2018

Prefeito Clécio prestigia abertura do Festival Amapá Sabor

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, participou da abertura do Festival Amapá Sabor, nesta quinta-feira, 8. O evento chega à sua 10ª edição e, a cada ano, ganha mais espaço entre o público amapaense. O festival é uma realização da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) com o apoio da Prefeitura de Macapá e de instituições públicas e privadas, que visam a valorização da gastronomia, fomentar o turismo amapaense por meio da gastronomia local, levando em consideração o crescimento do setor alimentício do Amapá e o avanço do setor de bares e restaurantes.

A programação traz para os amapaenses um pouquinho da gastronomia da região, com a comercialização de pelo menos 60 diferentes pratos, que podem ser degustados pela população a um preço bem especial, na praça de alimentação montada ao lado do Teatro das Bacabeiras. As pessoas também podem curtir muita música, além da exposição e comercialização de produtos da agricultura familiar amapaense, que é uma das novidades da edição deste ano do festival.

Clécio parabenizou os organizadores do evento, reafirmando o apoio e a participação da prefeitura nas programações do setor. “A participação dos nossos agricultores familiares é grande inovação deste ano e que vem sendo colocados já há algum tempo nos eventos do Sebrae, do Sindbar e de outros que estão mexendo não só com a nossa culinária, mas que fazem a integração do segmento. Eles estão de parabéns pela iniciativa e podem continuar contando com o apoio do Município”, disse.

Após a solenidade de abertura, o prefeito caminhou pela praça de alimentação, cumprimentando o público e para conhecer um pouco dos produtos e serviços que estavam sendo oferecidos. O 10º Festival Amapá Sabor prossegue até sábado, 10, na Rua Mário Cruz, entre a Praça Veiga Cabral e o Teatro das Bacabeiras, em frente à Igreja de São José, no Centro da capital.

Karla Marques
Assessora de comunicação/PMM
Fotos: Max Renê

Startup Trina Cervejaria e hambúrgueria Sinner inaugura mais um espaço gastronômico em Macapá

Na noite deste sábado (20), a Cervejaria Trina e Sinner Hamburgueria inauguram em Macapá um excelente espaço gastronômico, localizada na Rua Cândido Mendes entre a Padre Julho e a Cora de Carvalho. O espaço disponibilizará uma estação de cerveja artesanal com quatro estilos de cervejas artesanais e uma grande variedade de hambúrgueres artesanais. O evento também marca a parceria entre os dois estabelecimentos comerciais.

Sinner Hamburgueria

Administrada por dois empresários locais, a Sinner Hamburgueria promete agradar os amantes de sanduba artesanal, com hambúrgueres muito bem montados e com excelente tempero da casa. Os suculentos discos de carne serão servidos com pães especiais em grande variedade. Tudo como manda o manual do bom apreciador, carnes e molhos especiais, além dos melhores adicionais do mercado. Além de atendimento especializado.

A Trina

Para criar os seus 13 rótulos, o mestre cervejeiro, Marcelo Fiel, buscou conhecimento nas quatro escolas de fabricação de cerveja: alemã, belga, inglesa e americana. Os sabores disponíveis são no estilo pilsen (a mais tradicional), dunkel, ipa e stout.

A Trina, estabelecimento pioneiro no ramo de cervejas artesanais no Amapá, utiliza da tecnologia para atender da melhor forma possível o seu público, bem como para conquistar mais admiradores das bebidas feitas à mão.

Para oferecer as cervejas, será utilizado o Contêiner da Sturtup Trina. A invenção também foi instalada em Belém, no espaço gastronômico Contêiner Beer, e o próximo Estado que receberá o compartimento será Belo Horizonte.

O estabelecimento sempre busca parceiros que possuem o interesse de crescer por meio da inovação. Por esta razão foi realizada parceria com a Sinner Hamburgueria que também trabalha com produtos artesanais. As cervejas irão fazer parte do cardápio de bebidas da hamburgueria.

Assessoria de comunicação da Trina

“Festival Fartura – Comidas do Brasil” levou atração gastronômica do Amapá para público de 10 mil pessoas em São Paulo

Mais de 75 atrações gastronômicas de todos os estados do Brasil e do Distrito Federal levaram a diversidade da gastronomia do país a 10 mil pessoas em São Paulo, no Festival Fartura – Comidas do Brasil no último fim de semana, dias 4 e 5 de agosto, no Jockey Club.

Foram cerca de 25 mil pratos vendidos, da macaxeira rainha à paella amazônica, com chefs e produtores de todos os estados do Brasil. Um dos principais destaques, representando o Amapá, foi a chef Socorro Azevedo, do restaurante Divina Arte, em Macapá. No espaço Conhecimento, ela preparou seu peixe frito com açaí.

O Festival Fartura integra a Plataforma Fartura – Comidas do Brasil, que tem como objetivo mapear personagens, produtores, cozinheiros, chefs, receitas, produtos e ingredientes – e seu caminho da origem até o prato.

Todas as atrações gastronômicas do evento foram pesquisadas por meio da Expedição Fartura – Comidas do Brasil, que já percorreu todos os Estados brasileiros, mais o Distrito Federal. Foram mais de 70 mil quilômetros, visitando mais de 200 cidades e entrevistando mais de 500 personagens da culinária do país, coletando informações sobre chefs, produtores, produtos, ingredientes, mercados e receitas.

Neste ano, os Festivais acontecem do Sul ao Norte, em todas as regiões do Brasil. Já passou por Porto Alegre, em maio, e além de São Paulo acontecem em Tiradentes (de 24 de agosto a 2 de setembro), Belo Horizonte – nas versões tradicional (22 e 23 de setembro) e Kids (29 e 30 de setembro), Brasília (a informar), Fortaleza (10 e 11 de novembro), e Belém (26 e 27 de janeiro/19). A Plataforma Fartura também expandiu suas fronteiras e foi atrás de suas origens, em Portugal. No início de novembro, acontece a segunda edição do Festival Fartura – Comidas do Brasil em Lisboa.

Fonte: Diário do Amapá

Hoje é o Dia Nacional da Pizza (calórico e inusitado post para nossa sessão “Datas Curiosas”)

173xx7
Esse pessoal inventa cada coisa, inclusive dias comemorativos, se é que se pode chamá-los assim. E este site possui uma sessão “datas curiosas”. Bom, hoje, 10 de julho, é celebrado o Dia Nacional da Pizza, uma das comidas mais amadas e consumidas pela população mundial.

A data foi instituída pelo então secretário de turismo de São Paulo, Caio Luís de Carvalho, em 1985. Naquele ano, foi realizado um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, o titular da pasta do Turismo em Sampa escolheu o dia de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração.

A data homenageia uma das invenções culinárias mais apreciadas por diversas pessoas ao redor do mundo, em especial os brasileiros.

No Brasil, São Paulo é conhecida como a capital nacional da pizza. Neste dia, as pizzarias costumam fazer festas, promoções ou descontos para os clientes.

A pizza é um tipo de comida que é preparada com massa fermentada de farinha de trigo, molho de tomate e outros diferentes ingredientes, variando de acordo com o sabor escolhido.

Estudos indicam que há mais de seis mil anos, hebreus e egípcios já produziam pães que tinham como base a receita da pizza contemporânea, mas existem outros que acreditam que os gregos foram os primeiros a cozinhar o prato, pois eles faziam massas a base de farinha de trigo, arroz, ou grão-de-bico, e as assavam em tijolos quentes.

Essa prática chegou à Itália por causa das cruzadas, e foi lá que ela foi incrementada e se tornou a pizza que conhecemos hoje. Atualmente, encontrada na maioria das cidades brasileiras, e foi por meio dos imigrantes italianos que ela chegou ao país.

A primeira vez que comi pizza foi em 1986. Eu tinha 10 anos (sim, comi muito tarde) e foi da padaria Cometa, em Macapá. De lá pra cá, virei uma criatura devoradora desse tipo de massa. E pela silhueta deste jornalista, vocês devem saber que amo issaê.

O problema é quando crimes de políticos acabam em pizza (expressão pra dizer que crimes de colarinho branco não são punidos).

Enfim, este texto foi somente pra “encher linguiça” (ou calabresa, minha pizza favorita) para a sessão “datas curiosas” deste site. Obviamente, vou comemorar a data comendo muitas fatias de pizza. Afinal, gordo é um praga (risos). E fim de papo!

Fontes: Calendarr Brasil e CalendárioBR

Hoje é Dia/Noite de São João! (sobre o santo e a festa junina)

SÃO-JOÃO-BATISTA

Hoje é o Dia de São João. De acordo com a história, João Batista (Judeia, 2 a.C. — 27 d.C.) foi um pregador judeu do início do século I, citado pelo nos Evangelhos da Bíblia. Ele é considerado o santo maissao-joao-batistajpg3572012133138 próximo de Cristo, pois além de ser seu parente de sangue, Jesus foi batizado por João nas margens do rio Jordão.

O Evangelho de Lucas (Lucas 1:36, 56-57) afirma que João nasceu cerca de seis meses antes de Jesus; portanto, a festa de São João Batista foi fixada em 24 de junho, seis meses antes da véspera de Natal. Este dia de festa é um dos poucos dias santos que comemora o aniversário do nascimento, ao invés da morte, do santo homenageado.

Segundo a narração do Evangelho de Lucas, João Batista era filho do sacerdote Zacarias e Is8537sao_joao_batistaabel, prima de Maria, mãe de Jesus. Foi profeta e é considerado, principalmente pelos cristãos, como o “precursor” do prometido Messias.

Em sua missão de adulto, ele pregou a conversão e o arrependimento dos pecados manifestos através do batismo. João batizava o povo. Daí o nome João Batista, ou seja, João, aquele que batiza.

Aliás, ele batizou muitos judeus, incluindo Jesus, no rio Jordão, e introduziu o batismo d13535958_1216500701736292_110298172_ne gentios nos rituais de conversão judaicos, que mais tarde foram adaptados pelo cristianismo.

São João Batista é muito importante no Novo Testamento, pois ele foi o precursor de Jesus, anunciou sua vinda e a salvação que o Messias traria para todos. Ele era a voz que gritava no deserto e anunciava a chegada do Salvador. Ele é também o último dos profetas. Depois dele, não houve mais nenhum profeta em Israel.

Outras religiões

Para alguns Espíritas, Elias reencarnou como João Batista. Mais tarde, teve outras experiências reencarnatórias como sacerdote druida entre o povo celta, na Bretanha. Depois como o reformador Jan Hus (1369-1415), na Boêmia. Na França foi Hippolyte Léon Denizard Rivail (1804-1869), o qual utilizava o pseudônimo Allan Kardec como codificador do Espiritismo. Sua última existência corpórea se deu no Brasil, nascido dia 23 de Fevereiro de 1911 com o nome de Oceano de Sá, mais tarde chamado de Yokaanam:. (fundador da Fraternidade Eclética Espiritualista Universal), reconhecido como tal por diversas escolas sérias e reconhecidas mundialmente, embora o mesmo não assumisse publicamente pois nunca achou necessário e não queria tirar proveito algum de tal reconhecimento.

xan

João Baptista é venerado como messias pelo mandeísmo, também considerado pelos muçulmanos como um dos grandes profetas do Islão. Na Umbanda, este santo é sincretizado como uma das manifestações do orixá Xangô, responsável por um agrupamento de espíritos que trabalha para a saúde e o conhecimento, que congrega médicos e cientistas. Já no Islamismo, é reverenciado pelos muçulmanos sunitas como sendo um dos seus profetas. O santo também é o padroeiro da Maçonaria (por conta da criação da entidade, em 24 de junho de 1717).

Euemano-3

Sobre a festa junina de São João

A festa se originou na Idade Média na celebração dos chamados Santos Populares (Santo António, São Pedro e imagesSão João. Os primeiros países a comemorá-las foram França, Itália, Espanha e Portugal. Anteriormente os festejos ocorriam por conta do solstício de verão, as quais marcavam o início da colheita. Nelas, ofereciam-se comidas, bebidas e animais aos vários deuses em que o povo acreditava. Um deles era Juno, esposa de Júpiter, que era considerada a deusa da fecundida. Nessas festas, chamadas “junônias”, as pessoas dançavam e faziam fogueiras para espantar os maus espíritos.

Os jesuítas portugueses trouxeram os festejos joaninos para o Brasil. As festas de Santo Antônio e de São Pedro só cimages (3)omeçaram a ser comemoradas mais tarde, mas como também aconteciam em junho, passaram a ser chamadas de juninas.

Nunca gostei de festas juninas, mas sei da importância delas na cultura brasileira. Gosto de algumas comidas típicas do período (vatapá então…nossa!), assim como adorava as bombas. Na época de moleque, era obrigado a dançar quadrilha. Aí ficava mais puto ainda com o mês de junho. Na foto, ali em cima, tô com meu irmão, Emerson Tavares, alegre por ter acabado a tortura infantil do “taran ran ran, taran ranIMG_20150624_022305 ran”.Hoje em dia, até vou, mas só se for a trabalho, para cobrir o evento.

Bom, o Dia de São João é celebrado com festas recheadas de muita dança, comida e alegria. Neste sábado, nas cidades nordestinas, onde a tradição é mais forte, as quadras ferverão ao som do forró (For All). Aqui no Norte, as fogueiras serão acesas também, com quadrilha e brocas legais. Enfim, para quem curte, é onda bacana.

Portanto, minhas homenagens ao santo e uma ótima festa aos amantes da quadra junina. Viva São João!

Elton Tavares
Fontes: Wikipédia, CruzTerraSanta e Calendarr Brasil.

13º Festival Brasil Sabor

Com o tema “Original do Brasil”, a 13ª edição do Festival Brasil Sabor possui 16 pratos inéditos, servidos por restaurantes, hamburguerias e docerias e que foram inspirados na culinária amapaense. A programação iniciou ontem (1º) e segue hoje (2), a partir das 18h, no estacionamento do Sebrae, em Macapá. A entrada é franca.

O evento também terá a 4ª Feira de Produtos do Campo, com a produção local de frutas, vegetais, pescado, polpas de frutas, e até mesmo o açaí. A ideia é aliar a sustentabilidade e a culinária regional, com uso de ingredientes da floresta amapaense.

O festival é uma realização da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Amapá (Abrasel-AP) e parceiros.

As degustações desta edição do festival gastronômico vão custar R$ 10 por prato. Além dos pratos, o evento também terá uma palestra com o chef Ofyr Cantuária, oficina de culinária para crianças com a chef Cibelle Iglesias, além de atrações culturais da música, poesia e comédia do Palco Tucupi.

Serviço:

13ª edição do Festival Brasil Sabor e 4ª edição da Feira de Produtos do Campo
Dias: 1 e 2 de junho (sexta-feira e sábado)
Hora: das 18h às 23h
Local: Estacionamento do Sebrae Amapá (Avenida Ernestino Borges, nº 740, bairro Laguinho)
Valor da consumação: R$ 12
Entrada gratuita

Dia: 2 de junho (sábado)

18h às 23h30 – tour gastronômico e venda de produtos do campo
18h às 19h – oficina “Mini Chefs” para crianças com a chef Cibelle Iglesias, na Cozinha Show
19h – Prêmio “Sabores Tucuju”, no Palco Tucupi
20h – Stand up gastro comedy, com Hulk Pão, no Palco Tucupi
21h às 23h30 – MPA, com Ramon Panoli, no Palco Tucupi

Fonte: G1 Amapá

13ª edição do Festival Brasil Sabor e Feira de Produtos do Campo


A 13ª edição do Festival Brasil Sabor, acontece nos 1 e 2 de julho, das 18h30 às 23h, no Sebrae. O lançamento oficial aconteceu na última quarta-feira (23), na sede da instituição em Macapá, onde imprensa e parceiros conheceram as criações dos chefs de cozinha locais para programação deste ano. O evento é realizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amapá – ABRASEL e os parceiros Serviço Brasileiro de Apoio de Apoio Às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE, Prefeitura Municipal de Macapá e Governo do Estado do Amapá. Os pratos em formato de degustação serão servidos ao preço de R$ 12 reais.

O diferencial desta edição é a temática da sustentabilidade e da culinária regional, por meio da utilização de insumos do campo e da floresta. Durante o evento, as degustações de pratos inéditos diversificam a gastronomia e geram oportunidade de negócios. Nesta edição, o visitante fará um Tour Gastronômico com 16 opções de pratos elaborados com insumos regionais, acessíveis, que podem ser encontrados em supermercados e feiras de comercialização de produtos agrícolas da cidade, além do envolvimento de técnicas elaboradas para propiciar um paladar inovador e agradável.

Na parte de conhecimento, o evento trás palestras na Cozinha Show com o chef Ofyr Cantuária, considerado um dos maiores profissionais do país na atualidade, e a oficina de culinária para crianças com a chef Cibelle Iglesias; além de uma variada programação cultural com música, poesia e comédia do Palco Tucupi.

Paralelo ao festival Brasil Sabor, acontece a Feira de Produtos do Campo, como uma vitrine da produção rural. Tem como objetivo a comercialização de produtos da agricultura familiar, entre eles, frutas, folhosas e tubérculos (mandioca), pescado, polpas de frutas, aves caipiras, queijo, leite e açaí.

Serviço:

13ª edição do Festival Brasil Sabor e 4ª edição da Feira de Produtos do Campo
Dias 1 e 2 de junho das 18h às 23h
Local: Estacionamento do Sebrae Amapá
Realização: Abrasel, Sebrae, Governo do Amapá e Prefeitura de Macapá.

Fonte: Repiquete no Meio do Mundo.

Piquenique em Macapá vai discutir dúvidas sobre vegetarianismo

Oficina de circo, slackline e brechó compõem a programação que será realizada no sábado (19), na Praça Veiga Cabral.

Aos interessados em um estilo de vida mais saudável e sem sofrimento animal, um piquenique vai discutir o tema vegetarianismo. Intitulado “Vegnique”, o evento será realizado hoje (19), na Praça Veiga Cabral, Centro de Macapá.

O objetivo é levar informações sobre a restrição alimentar, para uma iniciação segura e acompanhada de um grupo de apoio. Uma roda de conversa pretende trocar vivências e relatos de quem já ingressou nesse segmento.

Também, a proposta inclui esclarecer dúvidas, entre elas do veganismo, que é um movimento de luta pelos direitos dos animais, incluindo a exploração que sofrem no entretenimento, testes científicos e ramo da moda.

Para promover interação do público, o evento conta com oficinas de circo, slackline e brechó de roupas, sapatos e utensílios. Qualquer pessoa pode participar da programação que é gratuita.

Serviço:

Vegnique em Macapá
Data: 19 de maio
Horário: 15h30
Local: Praça Veiga Cabral (Centro de Macapá)
Informações: (96) 98113-1343

Assessoria de comunicação

Burger Fest Rock terá palestra show com chef global Jimmy Ogro

 


Por Andréa Maciel

A abertura do Burger Fest Rock acontece hoje (11), às 19h30, na sede do Sebrae em Macapá, no Auditório Santana, com a palestra show do chef global James Daniel Mcmanis Junior. Conhecido como Jimmy Ogro, o chef apresenta o tema ‘O mercado de hambúrguer no meio gastronómico, ainda há espaço para mais?’, cujo ingresso é 1 kg de alimento não perecível (arroz ou feijão)

Esta é a primeira vez que o chef Jimmy Ogro vem ao Amapá. Atualmente, ele percorre o Brasil ministrando palestras e workshops, com o projeto Burgetopia, onde desconstrói receitas e pratos conhecidos da culinária brasileira e internacional. Utilizando ingredientes de sua preferência, o chef os reapresenta em forma de hambúrguer.

“Nesse cenário de grandes avanços e descobertas da gastronomia, ressurge o hambúrguer, com ar artesanal e gourmet, os produtos industrializados dão lugar a ingredientes frescos e requintados, assim ele se torna o queridinho da atualidade e ganha status de celebridade no cenário gastronômico. Jimmy Ogro vem para contribuir com a proposta do Burger Fest Rock no entendimento do mercado de hambúrgueres a nível nacional e regional”, explica a analista técnica do Sebrae no Amapá, Nelma Pires.

Palestrante

Jimmy Ogro é formado em desenho industrial (comunicação visual) pela Faculdade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Chef de cozinha e apresentador de um quadro de culinária no programa Mais Você, conduzido por Ana Maria Braga, na Rede Globo. O profissional também é fundador dos projetos culinários Ogrostronomia, Burgertopia e do projeto Social REaPROVE que busca reaproveitar alimentos que seriam descartados no lixo.

Nascido em Houston, nos Estados Unidos, veio ao Brasil e ainda na adolescência descobriu a paixão pela gastronomia.

O Burger Fest Rock acontece nos dias 11 e 12 de maio, das 17h às 22h, no estacionamento do Sebrae em Macapá.

Serviço:

Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800

Burger Fest Rock terá palestra show com chef global Jimmy Ogro

A abertura do Burger Fest Rock, promovido pelo Sebrae, conta com a participação do chef Jimmy Ogro. A ocasião, o profissional aborda a realidade do mercado atual de hambúrgueres

Por Andréa Maciel

A abertura do Burger Fest Rock acontece no dia 11 de maio, às 19h30, na sede do Sebrae em Macapá, no Auditório Santana, com a palestra show do chef global James Daniel Mcmanis Junior. Conhecido como Jimmy Ogro, o chef apresenta o tema ‘O mercado de hambúrguer no meio gastronômico, ainda há espaço para mais?’, cujo ingresso é 1 kg de alimento não perecível (arroz ou feijão)

Esta é a primeira vez que o chef Jimmy Ogro vem ao Amapá. Atualmente, ele percorre o Brasil ministrando palestras e workshops, com o projeto Burgetopia, onde desconstrói receitas e pratos conhecidos da culinária brasileira e internacional. Utilizando ingredientes de sua preferência, o chef os reapresenta em forma de hambúrguer.

“Nesse cenário de grandes avanços e descobertas da gastronomia, ressurge o hambúrguer, com ar artesanal e gourmet, os produtos industrializados dão lugar a ingredientes frescos e requintados, assim ele se torna o queridinho da atualidade e ganha status de celebridade no cenário gastronômico. Jimmy Ogro vem para contribuir com a proposta do Burger Fest Rock no entendimento do mercado de hambúrgueres a nível nacional e regional.”, explica a analista técnica do Sebrae no Amapá, Nelma Pires.

Palestrante

Jimmy Ogro é formado em desenho industrial (comunicação visual) pela Faculdade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Chef de cozinha e apresentador de um quadro de culinária no programa Mais Você, conduzido por Ana Maria Braga, na Rede Globo. O profissional também é fundador dos projetos culinários Ogrostronomia, Burgertopia e do projeto Social REaPROVE que busca reaproveitar alimentos que seriam descartados no lixo.

Nascido em Houston, nos Estados Unidos, veio ao Brasil e ainda na adolescência descobriu a paixão pela gastronomia.

O Burger Fest Rock acontece nos dias 11 e 12 de maio, das 17h às 22h, no estacionamento do Sebrae em Macapá.

Serviço:

Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832