Tribunal de Justiça recebe denúncia do MP-AP contra deputados estaduais por desvio de dinheiro público


Por unanimidade, os desembargadores do Tribunal de Justiça do Amapá – TJAP, receberam na manha desta quarta (31), denúncia formulada pelo Ministério Publico do Estado – MP-AP, contra os deputados estaduais Moises Souza e Edinho Duarte, além dos demais envolvidos em fraudes entre a Assembleia Legislativa e a Cooperativa de Transporte de Veículos Leves e Pesados do Estado do Amapá – Cootram. Os réus também permanecerão afastados de suas funções.

Para o MP-AP, os deputados Moisés Souza e Edinho Duarte comandaram um esquema criminoso que resultou no desvio de mais de R$ 5 milhões dos cofres públicos da Assembleia Legislativa em contratos fraudulentos com a Cootram para locação de veículos leves e pesados. Na denúncia, a procuradora-geral do Ministério Publico, Ivana Cei, afirma que os parlamentares ordenavam e assinavam os cheques indevidamente pagos. Nesse mesmo período, os deputados gastaram mais de R$ 5 milhões com aluguel de veículos, pagos com verba indenizatória.

Embora a defesa dos acusados tenha alegado que o Ministério Público não poderia conduzir procedimento investigatório contra parlamentares, a relatora, desembargadora Sueli Pini, com base em entendimento majoritário do Supremo Tribunal Federal – STF manifestou que a polícia judiciária não tem o monopólio da ação penal, sendo, portanto, perfeitamente possível que a investigação seja conduzida por promotores.

Sobre o afastamento dos réus de suas funções, a relatora esclareceu em seu voto que “os denunciados teriam formado um poderoso grupo organizado com o escopo de apoderar-se de recursos dos cofres públicos através de “pseudos contratos”, celebrados com a Assembleia Legislativa do Amapá, motivo pelo qual mantê-los afastados de quaisquer funções que poderiam, em tese, facilitar-lhes a reiteração das condutas delituosas ou mesmo a ocultação de provas ou a intimidação de testemunhas, é medida que se impõe como garantia da própria atuação judicial (…)”.

Por maioria, os desembargadores decidiram manter o afastamento dos réus, com exceção do funcionário do Banco do Brasil, Fúlvio Sussuarana, entendendo que a instituição financeira seria prejudicada, pois teria que manter seus proventos, sem a contraprestação do serviço. Com a recepção e instauração da ação penal pelo TJAP, os réus responderão, no limite da participação de cada um no esquema, pelos crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, peculato, falsidade ideológica, fraude em licitações, corrupção passiva e falsidade documental.

Os acusados são Moisés Reategui de Souza, Jorge Evaldo Edinho Duarte, Lindeberg Abel do Nascimento, Edmundo Ribeiro Tork, Janiery Torres, José Maria Miranda Cantuária, Rogério Cavalcante, Ednardo Tavares de Souza, Gleidson Luiz Amanajás Silva, Vitório Miranda, Fúlvio Sussuarana, Fran Soares Junior, Elton Silva Garcia, Danilo Góes de Oliveira, José da Costa Góes Junior, Sinésio Leal da Silva e Antônio Basilízio Lima Cunha.

A procuradora-geral Ivana Cei comentou o resultado da sessão, manifestando ser um momento importante no fortalecimento institucional do MP-AP no combate à corrupção. “Esperamos, que durante o devido processo legal, todos os acusados sejam condenados pelos crimes cometidos para que fatos dessa natureza não voltem a acontecer no Amapá”, concluiu.

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

Amazontech apresenta identidade visual 2012

Fernanda Picanço

O Amazontech 2012 será uma grande conexão entre sabores, conhecimento, tecnologias, negócios e políticas públicas; tudo para viabilizar o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios amazônicos.

Cada ambiente do evento será uma conexão, identificado, com uma cor específica, isto para ajudar o visitante a visualizar a sinalização e acessar facilmente os conteúdos disponíveis e de interesse, entre elas estão, a Conexão da Amazônia (azul), Conexão dos Negócios (laranja), Conexão da Diversidade Tecnológica (verde), Conexão da Cultura (roxo) e a Conexão do Conhecimento (vermelho).

A identidade visual é capaz de definir os objetivos do evento, por meio do apelo visual, passando todo o conceito do Amazontech 2012, tornando-se um atrativo a mais para conquistar a atenção e facilitar a compreensão do público.

O objetivo da identidade visual do Amazontech, nesta 8ª edição, é mostrar o homem criando tecnologias para melhorar a própria qualidade de vida, promovendo desenvolvimento e sustentabilidade da produção, negócios e a relação amazônida com o ambiente amazônico.

As conexões foram criadas para definir ações e resultados, estabelecendo ligação entre pessoas ou coisas. Aquilo que serve para conectar, ligar, comunicar. A proposta do Amazontech é conectar a Amazônia Legal ao conhecimento, às tecnologias e ações que levem ao desenvolvimento e sustentabilidade da região.

Foi trabalhado o estudo semiótico, nesse caso, foi um estudo de interpretação de cores a serem utilizadas nos espaços internos das conexões. Foram analisados fatores importantes como a utilização de ícones (imagens) que estão presentes no dia a dia dos povos da região, com valorização de elementos da natureza e uso de psicologia das cores na aplicação da comunicação e identidade no visual.

A Conexão Amazônia que terá cor azul traduz o conceito de autoridade, calma, dignidade, estabilidade, poder, sucesso, segurança e confiabilidade.

A Conexão da Diversidade Tecnológica terá a cor verde, e demonstra o conceito ambiental, ecológico, frescor, calma, harmonia, saúde, o inexplorado, dinheiro, natureza.

O verde representa a vida na maioria de suas aplicações. É uma cor agradável e neutra, podendo ser considerada em alguns casos quente e em outros fria, propriedades que fizeram desta cor, a ideal para dar o tom da maioria das peças do Amazontech 2012.

A Conexão dos Negócios terá cor laranja e demonstra criatividade, alegria, entusiasmo, diversão, alta espiritualização e juventude.

A Conexão Cultura terá cor roxa que quer dizer, fantasia, mistério, espiritualidade, aurora, sonho, misticismo, delicadeza, calma.

NaConexão do Conhecimento que tem cor vermelha, a ideia é passar conquista, coragem, furor, vigor, glória, emoção, paixão, ação, dinamismo, energia, calor.

O Amazontech

O Amazontech acontece no período de 13 a 17 de outubro, no complexo meio do mundo, em Macapá. O evento é uma realização do Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Governo do Estado do Amapá (GEA), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Universidade Federal do Amapá (Unifap), com patrocínio da CAIXA.

Tumucumaque participa do Workshop e Mostra de Trabalhos dos Alunos do Curso de Arquitetura e Urbanismo

Os gestores do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque participa na próxima quarta-feira, 31 de outubro, no auditório multiuso da Unifap – Campos Marco Zero, de 08h às 20h, no Workshop e Mostra de Trabalhos dos Alunos do Curso de Arquitetura e Urbanismo, com o tema: Arquitetura e Sustentabilidade.

O objetivo do evento é divulgar as atividades e projetos realizados no curso, além de discutir a inserção e a temática sustentabilidade e arquitetura na concepção dos projetos, integrando as diferentes áreas do conhecimento para refletir sobre a conservação do meio ambiente.

A turma de 2011 foi conduzida em um processo itinerante ao Município de Serra do Navio com a finalidade de experimentar as observações da paisagem natural e o ambiente construído na arquitetura modernista de Bratke, para propor projetos direcionados ao tema educação ambiental. Neste sentido a “arquitetura e sustentabilidade” se apresenta como um compromisso necessário à formação acadêmica.

Na ocasião, haverá apresentação de projetos com a temática “Complexo de Percepção Ambiental”, relacionados ao Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque. Esses projetos deverão nortear a construção de um jardim sensorial em Serra do Navio, na sede da Unidade de Conservação.  

Contato para entrevista: Paulo Roberto Russo – 9112-5858 e 8806-5122

Alessandra Lameira
Assessora de Comunicação
Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque
Jornalista e Especialista em Artes Visuais
DRT: 211/AP
FENAJ: 89754
Fone: 8119-7655 e 9137-6004
Twitter: @Ale_Lameira

MPF/AP orienta aos atuais prefeitos facilitar o processo de transição às novas gestões municipais

A medida é para garantir aos prefeitos eleitos acesso aos documentos necessários para prestação de contas de recursos recebidos em convênios e programas federais e às informações sobre a situação orçamentária municipal.

O Ministério Público Federal no Amapá (MPF/AP) adverte aos atuais prefeitos a deixar na prefeitura, para os sucessores, toda documentação necessária para as futuras prestações de contas. Após sair do cargo, eles podem levar apenas cópia, pois os originais pertencem à administração pública. Do contrário, podem incorrer em ato de improbidade administrativa e no crime de supressão de documentos públicos.

A recomendação foi assinada nesta segunda-feira, 29 de outubro, e enviada aos atuais prefeitos e prefeitos eleitos dos 16 municípios do Amapá. Nela, o MPF/AP também orienta aos atuais gestores municipais a prestar contas, até o fim deste ano, dos recursos recebidos em convênios e programas federais que se encerram com o término do mandato.

“A transição política é um momento em que, de um lado, são coroadas as escolhas democráticas, e, de outro, a impessoalidade e a continuidade do serviço público podem ser colocadas em risco por atitudes irresponsáveis. A recomendação visa, justamente, evitar este último risco”, explica o procurador da República Almir Sanches.

Prefeitos eleitos – O MPF/AP também quer que os prefeitos eleitos acompanhem as prestações de contas dos convênios e programas federais feitas pelos atuais gestores. Até julho de 2013, após concluir análise da aplicação das verbas federais recebidas pelo município, os novos prefeitos devem informar ao MPF/AP a existência ou não de irregularidades.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República no Amapá
(96) 3213 7815
ascom
Twitter: @MP_AP

Clécio Luís é eleito novo prefeito de Macapá

Por Thiago Soeiro

Com todas as urnas apuradas, Clécio Lúis (PSOL) é o novo prefeito eleito de Macapá. Com a diferença de aproximadamente 3 mil votos, Clécio recebeu 101.261 votos (50,59% dos votos válidos). Enquanto Roberto Góes (PDT), candidato à reeleição obteve 98.892 votos (49,41% dos votos válidos).

Com disputa acirrada, a vitória de Clécio foi confirmada já no fim da apuração. O vice-prefeito eleito é Allan Sales (PPS).

Sobre Clécio

Geógrafo, especialista em desenvolvimento sustentável e gestão ambiental, o candidato é professor da rede pública e vereador de Macapá pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Entrou na política na militância no movimento cultural, sendo uma das lideranças do Movimento Rearticulando a Arte (Mora), que lutava pelo estabelecimento de uma política cultural democrática.

Foi fundador e gestor do Banco do Povo, onde trabalhou pela organização dos empreendedores populares, capacitação e apoio creditício por meio da metodologia do microcrédito ou crédito popular. Em 2003, foi convocado a cumprir a tarefa de coordenar o gabinete do Mandato do Povo do Deputado Randolfe Rodrigues. Em 2004, foi eleito para cumprir mandato de vereador de Macapá. Em 2008, foi reeleito como o 4° vereador mais votado de Macapá, pelo PSOL.

Propostas

Entre suas propostas, está a reforma das escolas, a construção de creches, a valorização do profissional da educação, a melhoria nas redes de água e esgoto, a conclusão do hospital metropolitano, a humanização do atendimento e a ampliação o programa “saúde em casa”, entre outros.

Militante é investigada em esquema de boca de urna e aborto clandestino


A Polícia Civil entregou ao Ministério Público Eleitoral no Amapá (MPE/AP) vídeos contendo indícios de boca de urna. Nas imagens, Jane, militante do PDT, entrega dinheiro a Raimunda, conhecida no bairro Marabaixo por realizar abortos clandestinos. A militante é apontada pelos agentes como uma das pessoas responsáveis por aliciar mulheres para o procedimento ilegal.

Investigada há 15 dias, Jane passou a ser seguida pelos policiais que filmaram, na tarde desta sexta-feira, o momento em que ela entregou R$500 à Raimunda. Após isso, Jane retornou ao comitê do candidato Roberto Góes (PDT) onde permaneceu fazendo bandeirada.

Na manhã deste sábado, 27 de outubro, a Polícia Civil prendeu Raimunda durante a realização de aborto clandestino. O flagrante aconteceu na casa dela no bairro Marabaixo. A mulher foi encaminhada à delegacia. A gestante que passava pelo procedimento foi internada na maternidade Mãe Luzia.

Inquérito – O MPE/AP vai instaurar inquérito para investigar os indícios de boca de urna. O crime de aborto está sob responsabilidade da Polícia Civil e Justiça estadual.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Eleitoral no Amapá
(96) 3213 7815
ascom@prap.mpf.gov.br
Twitter: @MPF_AP

Aviso de desligamento CEA – Santana


A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informa que haverá interrupção no fornecimento de energia elétrica em Santana nos seguintes bairros:

Bairros Fonte Nova e Fé em Deus, na terça-feira, 30, no horário de 9h às 13h;

Bairros Remédios 1 e 2 e área comercial, na quinta-feira, dia 1º de novembro, no horário de 9h às 13h.

A direção da CEA pede desculpas pelo transtorno e informa que os desligamentos são necessários para realizar troca de condutores com o objetivo de melhorar o circuito de alta tensão e conseqüente melhoria no serviço aos consumidores. 

A diretoria

Coligação Construindo e Gerando Emprego tem programa eleitoral suspenso


Ontem, dia 24 de outubro, durante a 53ª Sessão Ordinária, o TRE-AP julgou o Agravo Regimental em Mandado de Segurança nº 135-05.2012 interposto por Clécio Luiz Vilhena Vieira e pela Coligação “Unidade Popular” contra Antônio Roberto Rodrigues Góes da Silva e a Coligação “Construindo e Gerando Emprego” em face da liminar concedida pelo Juiz Ernesto Collares que suspendeu os efeitos da sentença proferida pelo Juiz da 2ª Zona Eleitoral.

A decisão do Juiz Eleitoral Auxiliar da 2ª Zona, Adão Joel Carvalho, proferida nos autos da Representação nº 23636.2012 (Direito de Resposta) julgou procedentes os pedidos para conceder direito de resposta de 1 (um) minuto ao candidato Clécio Luiz e suspender pelo período de 2 (dois) dias a propaganda eleitoral do candidato.

A Corte do TRE-AP verificou que a decisão do Juiz Eleitoral já havia transitado em julgado, portanto, o Mandado de Segurança interposto pela Coligação “Construindo e Gerando Emprego” para suspender a execução da sentença que determinou a suspensão do programa eleitoral era incabível, nos termos do art. 5º, inciso III da Lei nº 12.016/2009, segundo o qual “não se concederá mandado de segurança quando se tratar […] de decisão judicial transitada em julgado”.

Assim, O TRE-AP, por maioria dos votos, julgou prejudicado o agravo e denegou a segurança.

Como conseqüência da decisão, a liminar concedida ao candidato Roberto Góes deixa de existir e a sentença de 1º grau deverá ser cumprida, para execução da sanção de perda dos programas eleitorais do candidato Roberto Góes e a concessão de direito de resposta ao candidato Clécio Luiz.

O prazo para a divulgação de propaganda eleitoral dos candidatos ao segundo turno vai até amanhã (26/10).

Ifap espera número recorde de inscritos no Processo Seletivo 2013.1 Ensino Médio Integrado e Subsequente


O Processo Seletivo 2013.1 Ensino Médio Integrado e Subsequente do Instituto Federal do Amapá (Ifap) promete ser um dos mais concorridos da história da Instituição. Até às 8h da manhã do dia 24 de outubro, foram inscritos 1.548 candidatos. O curso mais requisitado até o momento é o de técnico na modalidade subsequente de Redes de Computadores, do câmpus Macapá. As inscrições para o Processo Seletivo estão abertas até o dia 8 de novembro, no valor de R$ 20, que deve ser paga exclusivamente nas agências do Banco do Brasil. Mais informações na página Processo Seletivo.

Para se inscrever, o candidato deve acessar o link do processo seletivo disponível no site do Ifap. “Nossa expectativa é atingir o maior número de alunos interessados em estudar no Instituto, especialmente, àqueles que cursaram o Ensino Fundamental e Médio nas escolas públicas”, disse Raimundo Valente, presidente da Comissão do Processo Seletivo.

Para fazer a inscrição, o candidato deverá possuir RG e CPF próprios. Na página de inscrição e acompanhamento, deverá preencher integralmente o cadastro de dados pessoais e o questionário socioeconômico. “Esse momento exige muita atenção, pois o candidato deverá indicar o curso desejado, o câmpus e a modalidade”, alerta Valente. Em seguida, é só gerar e imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU). O pagamento da taxa é feito no Banco do Brasil. Existe a possibilidade para o candidato com baixa renda fazer o pedido de isenção da taxa. O período a ser solicitado é de 25 a 29 de outubro.

Vagas

Serão ofertadas 320 vagas para o câmpus Macapá distribuídas entre os cursos técnicos nas modalidades integrada e subsequente de Alimentos, Edificações, Redes de Computadores e Mineração. Em Laranjal do Jari, são 160 vagas para os cursos de Informática, Meio Ambiente e Secretariado na modalidade Integrada.

Informações sobre o processo seletivo podem ser obtidas no site processoseletivo ou diretamente nos câmpus Macapá e Laranjal do Jari.

Por Dione Amaral, jornalista do câmpus Macapá.

Ministério Público denuncia Roberto Góes pelo desvio de mais de R$ 8.000.000,00


O Ministério Público Estadual denunciou, nesta terça-feira, 23, à Justiça do Estado, o prefeito de Macapá, Roberto Góes e a secretária Municipal de Finanças de Macapá, Edilena Lúcia Cantuária, por crime de Peculato Desvio da verba destinada ao empréstimo consignado dos servidores municipais. O desvio totaliza R$ 8.385.486,73 (oito milhões, trezentos e oitenta mil, quatrocentos e seis reais e setenta e seis centavos) que deveriam ser repassados ao Banco Itaú Unibanco.

De acordo com a denúncia e documentos apresentados pela própria instituição financeira, a execução do pagamento de empréstimo consignado transcorreu sem alterações até o mês de maio deste ano, porém, a partir do mês de junho, os denunciados deixaram de transferir os valores retidos dos servidores municipais, gerando uma dívida de mais de R$ 8.000.000,00 (oito milhões de reais).

A denunciada Edilena Cantuária declarou que o não repasse ocorreu pela escassez de recursos do Município, em razão do 13º salário dos servidores e pagamento de férias dos professores; e Roberto Góes esclareceu que a inadimplência decorreu de prioridades estabelecidas pela administração municipal.

“Vale ressaltar que os valores já foram descontados nos contracheques dos servidores municipais, mas, desde junho, não chegam à instituição financeira”, complementa o promotor de Justiça, Afonso Guimarães.

Contudo, “a recusa em transferir os valores retidos ocorreu por vontade livre e consciente dos denunciados. A alegação de escassez de recursos não serve como motivo para agirem como agiram, pois os montantes por eles desviados não integram a receita municipal, já que pertencem ao Banco que realizou o empréstimo aos servidores, cumprindo a Prefeitura de Macapá apenas a tarefa de reter e transferir o valor que foi descontado”, destacou a procuradora-geral de Justiça, Ivana Franco Cei.

De acordo com a análise dos documentos oficiais do Município, mesmo que os valores desviados integrassem a receita municipal, ainda assim não haveria motivo para a retenção das verbas. “Pelo contrário, os documentos oficiais comprovam que a Prefeitura de Macapá está com saldo positivo e não com escassez. Se em janeiro deste ano, com um saldo positivo de mais de R$ 9.000.000,00 (nove milhões) foi possível repassar para o banco o valor total dos consignados retidos dos servidores, não teriam os denunciados nenhuma dificuldade em fazê-lo nos meses de junho, julho e agosto, nos quais os saldos positivos foram bem superiores a janeiro.

Ainda chamou a atenção do Ministério Público, de acordo com os documentos oficiais, que no período de janeiro a agosto deste ano, o prefeito aumentou os gastos com pessoal em 30%, “e isso leva a uma questão simples, se havia escassez de recursos, por que ele aprovou o aumento de despesas, se a alegação dos denunciados é a falta de cobertura financeira?”, indaga o promotor de Justiça, Flávio Cavalcante.

O Ministério Público Estadual requereu a instauração de processo criminal, e que os denunciados sejam condenados pela prática do crime Peculato Desvio e do crime de Assunção de Obrigação no Último Ano do Mandato.

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

Contato: (96) 3198-1616. Email: asscom@mp.ap.gov.br

Inscrições abertas para o curso de Direção de Atores e Interpretação Cinematográfica


O Centro Audiovisual Norte-Nordeste traz ao Amapá o “Curso de Direção de Atores e Interpretação Cinematográfica”. O evento acontece nos dias 05 a 09 de novembro no auditório do Museu da Imagem e do Som (MIS-AP), localizado no segundo piso do Teatro das Bacabeiras, pela manhã e tarde, de 09h às 12h e das 14h às 18h.

O curso será ministrado pelo preparador de elencos de filmes Christian Duurvoort, que trabalhou nos filmes “Ensaio sobre a Cegueira”, “Xingu”,“Capitães de Areia”, “Cidade dos Homens” e o “Banheiro do Papa”. Neste curso, Duurvoort utiliza seu método Ator Imaginário, que prioriza a ação como modo de acessar a emoção e o pensamento, com o objetivo de desenvolver uma qualidade de atuação rica em imagens.

As inscrições iniciam nesta terça-feira, 23 e, se estendem até o dia 31 de outubro no Museu da Imagem e do Som e na Casa Fora do Eixo Amapá, no horário de 09 às 17h. Serão ofertadas 20 vagas. O público alvo são diretores, atores, alunos e professores de cinema.

O Curso de Direção de Atores e Interpretação Cinematográfica é uma realização do Governo Federal, Ministério da Cultura e Fundação Joaquim Nabuco. Apoio Governo do Estado do Amapá, Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-metregistas do Amapá (ABeC-AP), Secretaria de Estado da Cultura (SECULT),  Casa Fora do Eixo Amapá e Museu da Imagem e do Som (MIS-AP).

Sobre o CANNE

O Centro Audiovisual Norte-Nordeste – Canne foi implantado em 2008 com o objetivo de criar um espaço para oferta de bens de produção cinematográfica, bem como um núcleo de qualificação profissional na área do audiovisual, graças a uma parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco / Ministério da Educação (Fundaj/MEC) e a Secretaria do Audiovisual / Ministério da Cultura (SAv/MinC). É sediado no Recife (PE) integrado na Diretoria de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco, instituição pública federal criada em 1949 e que já atua há mais de 40 anos no fomento, exibição, acervo, produção e reflexão sobre o audiovisual. Com o Canne, a Fundaj alia sua vocação histórica de entidade fomentadora da cultura e educação aos programas de expansão da economia do audiovisual implantados pelo MinC para reforçar a emergente cinematografia regional.

O Canne desenvolve suas atividades sob a coordenação do CTAv Nacional, que funciona no Rio de Janeiro, operando ações técnicas da SAv/MinC nas áreas de fomento, formação, difusão e memória do audiovisual brasileiro. Juntos, o Canne e o CTAv contribuem para implementar a política de descentralização e regionalização do Governo Federal.

Serviço: 

Período de inscrições:
23 a 31/10
Local de Inscrições:
Museu da Imagem e do Som, segundo piso do Teatro das Bacabeiras
Casa Fora do Eixo Amapá – Avenida Henrique Galúcio, 655 – Centro
Horário:
09 às 17h
Inscrições gratuitas

Amazontech 2012 integrado às mídias sociais


Em novembro, Macapá vai estar movimentada com a realização do Amazontech 2012. O evento está em sua 8ª edição e já passou pelos estados de Roraima, Amazonas, Acre, Mato Grosso, Pará, Maranhão e Tocantins. O diferencial desta edição será a cobertura em tempo real nas mídias sociais.

Desde julho, o participante do evento pode acompanhar os bastidores da organização pelo twitter @Amazontech2012, pela fan page www.facebook.com/Amazontech2012 e pelo blog www.amazontech2012.blogspot.com.br.

O Amazontech é um evento realizado pelo Sebrae, Embrapa, Governo do Estado e Unifap e vai acontecer nos dias 13 a 17 de novembro no Complexo Meio do Mundo.

Ascom/Amazontech

Ifap dá a largada para o Processo Seletivo 2013 Ensino Médio Integrado e Subsequente


O Instituto Federal do Amapá (Ifap) está com inscrições abertas para o processo seletivo 2013/1. Serão ofertadas 480 vagas, sendo 320 para o câmpus Macapá e 160 para Laranjal do Jari. A expectativa da Comissão organizadora é a participação de mais de quatro mil candidatos das redes pública e privada de ensino.

No câmpus Macapá são ofertados quatro cursos técnicos nas modalidades integrada e subsequente. São eles Alimentos, Edificações, Redes de Computadores e Mineração. No câmpus Laranjal do Jari são os cursos técnicos de Informática, Meio Ambiente e Secretariado. A forma integrada é voltada aos alunos que concluíram o Ensino Fundamental nos anos 2011 ou 2012. Já o subsequente é para quem já possui o Ensino Médio completo.

Cinquenta por cento das vagas serão destinadas aos alunos de escolas públicas, aos afrodescentes, indígenas e outras etnias. “As demais vagas serão disponibilizadas para ampla concorrência, que poderão ser preenchidas por alunos oriundos de outro sistema de ensino diferente da escola pública ou alunos oriundos da escola pública que desejem concorrer as vagas destinadas a ampla concorrência”, disse Raimundo Valente, presidente da Comissão do Processo Seletivo.

As inscrições são realizadas exclusivamente via internet no endereço eletrônico www.ifap.edu.br, até o dia 8 de novembro. O valor da taxa é de R$ 20. O candidato interessado em solicitar isenção da taxa de inscrição poderá fazer a solicitação, presencial, junto à Comissão do Processo Seletivo, no período de 25 a 29 de outubro de 2012 das 8h às 12h e das 14h às 18h (horário local). Confira e baixe o edital do Processo Seletivo Ifap 2013/1.

SERVIÇO:
Assessoria de Comunicação
Instituto Federal do Amapá (Ifap)
(96) 3198 2161 / 8100 6101 / 9181 2522
E-mail: ascom@ifap.edu.br
Twitter: @ifap_oficial
Facebook: /institutofederaldoamapa

Conselho Federal de Administração discute sobre a qualidade na formação do administrador


Evento reúne acadêmicos e profissionais do Estado do Amapá para debate sobre a formação e qualidades que o profissional precisa ter.

Acontece nesta sexta-feira, às 19h o ciclo de palestras Construindo a “Administração pela Educação” o evento é promovido pelo Conselho Federal e Regional de Administração em parceria com todas as Instituições de Ensino Superior que ofertam a graduação em administração e busca a qualidade na formação dos profissionais da área.

O evento será sediado na Faculdade Estácio FAMAP e terá a participação da Conselheira Federal do CRA-GO, Ana Mônica Beltrão da Silva, que abordará o tema da Pesquisa Perfil 2011. Além desta convidada o representante da Associação Nacional de Graduação em Administração, Alexander Berndt também estará presente.

Dinay Nascimento
Comunicação Faculdade Estácio Seama