Prefeitura garante restabelecimento imediato de energia elétrica no Bailique

reunião ministerio publico (5)

Na quarta-feira, 27, o prefeito Clécio Luís participou de uma reunião no Ministério Público Estadual (MPE) que visa buscar soluções para a falta de energia elétrica no arquipélago do Bailique. Participaram ainda da reunião o deputado Paulo Lemos; os senadores Davi Alcolumbre e Randolfe Rodrigues; os vereadores Nelson Souza e Washington Picanço, além de representantes da comunidade e da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

As duas principais vilas, Macedônia e Progresso, onde funcionam o cartório, serviço bancário, fábrica de gelo e posto da Polícia Militar, estão com serviços parados há mais de 30 dias. Segundo um dos líderes comunitários, Paulo Rocha, mesmo com a chegada do linhão, em 2014, as interrupções de energia continuam. “Nosso objetivo com essa mobilização é tentar encontrar uma solução o mais rápido possível para essa situação, que vem deixando o Bailique cada vez mais isolado”.
reunião ministerio publico (1)
Desde outubro de 2015, a falta de energia é constante, porém, a situação piorou desde dezembro do ano passado. Os dois sistemas de abastecimento elétrico, linhão e usina termoelétrica, apresentaram problemas e não funcionam. O primeiro, por problemas técnicos, e a usina, por falta de óleo para funcionamento dos geradores.

O procurador-geral de Justiça em exercício, Márcio Alves, destacou as consequências dessas constantes faltas de energia. “Hoje, a população não pode nem pescar porque não tem como armazenar esse produto. As escolas estão perdendo a alimentação, precisamos encontrar uma solução viável e rápida para esse problema”.

reunião ministerio publico (6)
Segundo a CEA, todo o processo de contratação até a chegada dos 230 mil litros de óleo para atender o Bailique demorará 45 dias. Diante dessa demora, o prefeito Clécio garantiu 60 mil litros de combustível para que seja restabelecida imediatamente a energia no arquipélago. “Embora o fornecimento não seja de competência da prefeitura, mas como a situação está tão caótica e crítica para a população, nós nos envolvemos no intuito de ajudar. Então, neste caso, vamos emprestar 60 mil litros de diesel para que, imediatamente, possam voltar a funcionar as usinas termoelétricas do Bailique para resolver o problema da população, que está há mais de 30 dias sem energia”.

“A prefeitura fez inúmeros investimentos que estão sendo prejudicados por essa falta de fornecimento. Temos que enviar quase todo dia medicamento, porque não tem como armazenar. Tivemos que suspender o fornecimento de vacinas e insulina para que os mesmos não estraguem. Compramos dois geradores para as escolas, mas eles não são suficientes porque foram feitos para funcionar provisoriamente, então a falta de energia estava desestruturando os serviços oferecidos ao povo da localidade”.

Adrynay Magalhães/Asscom PMM
Fotos: Saulo Silva

Macapá 258 anos: programação contará com missa, cerimônia cívica, jogos e passeio ciclístico

10891776_860598020628007_6726850566248757364_n

No dia 4 de fevereiro a capital Macapá completa 258 anos de fundação e as comemorações iniciam logo cedo, às 7h, na igreja matriz São José, com a celebração da santa missa em ação de graças pela cidade de Macapá. Depois, a população seguirá em cortejo com o Banzeiro do Brilho de Fogo até a Praça da Bandeira, onde haverá cerimônia cívica de hasteamento das bandeiras do Brasil, do Amapá, dos 16 municípios e dos Jogos Olímpicos de 2016.

Para a programação deste ano, a Prefeitura de Macapá revitaliza a Praça da Bandeira com ambientação artística para receber de volta as bandeiras, que serão hasteadas ao som da execução do Hino Nacional, Canção do Amapá e Hino de Macapá pela banda de música da Guarda Municipal. Os macapaenses que preferirem comemorar com esporte podem participar do I Torneio de Futebol da Juventude Cidade de Macapá, que será realizado a partir das 8h, no Estádio Glicério Marques, com a participação de mais de 16 equipes de diversos bairros.

10945499_892794160742796_6330090601329517488_o-1024x566

Programação religiosa e cívica

7h – Missa em Ação de Graças pela Cidade de Macapá
Local: Matriz de São José, Rua São José, Centro

8h30 – Saída do Cortejo do Banzeiro do Brilho de Fogo
Trajeto: Matriz de São José até a Praça da Bandeira

9h – Cerimônia Cívica de hasteamento das bandeiras do Brasil, do Amapá, dos 16 municípios e dos Jogos Olímpicos de 2016

Programação esportiva

8h às 20h – Jogos da Juventude Cidade de Macapá
Local: Estádio Glicério Marques

16h – Passeio Ciclístico Cidade de Macapá – Realização Amapá Garden Shopping, com apoio da prefeitura
Trajeto: Monumento Marco Zero até o Amapá Garden Shopping

17h30 – Homenagem à Cidade de Macapá
Local: Estacionamento do Amapá Garden Shopping

Asscom da Prefeitura Municipal de Macapá
Contato: (96) 98802-1358
Fotos: Raimundo Fonseca e Floriano Lima.

Empossados os novos conselheiros municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente

LrMobile2601-2016-053147408238828622

Em cerimônia ocorrida nesta terça-feira, 26, no maior complexo de assistência social do Brasil, o Macapá Criança, foi empossado o novo colegiado do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. São dez os novos conselheiros, sendo cinco representantes do governo municipal e cinco da sociedade civil organizada, com mandato para o biênio 2016/2017. Representando o prefeito Clécio Luís, a secretária de Educação, Dalva Figueiredo, empossou os conselheiros.

A solenidade foi aberta com apresentações culturais de dança e capoeira – balé clássico com as meninas do Projeto Comunidade em Ação, do bairro Novo Horizonte, Marabaixo com os jovens do grupo Artur Sacaca e roda de capoeira com crianças e adolescentes da Associação Desportiva e Cultural Bimbinha, atuante há 18 anos no bairro Jardim Felicidade I.

LrMobile2601-2016-050747264197744355Representante da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast), Mônica Colares deixou a presidência para assumir a vice-presidência do conselho. Em sua fala, ela mencionou o desafio de se efetivar políticas de atenção à criança e ao adolescente. “Trabalhar com este público é uma honra, um grande desafio que requer atenção, empenho e compromisso de gestores, seja poder público, seja sociedade civil organizada. O importante é que todos se engajem na missão desta luta, que pensa políticas mais dinâmica e participativa”.

O novo presidente é Edem Ferreira dos Santos, representante da sociedade civil organizada pela Associação Desportiva e Cultural de Capoeira Bimbinha. “Dedico meu trabalho, que iniciei aos 14 anos de idade, aos parceiros que compõem esta rede de defesa das crianças e adolescentes: conselhos tutelares, Ministério Público, todos. Nossa atuação, enquanto membro de sociedade civil, é elaborar e propor políticas públicas para essa garotada”.

A secretária Dalva Figueiredo chamou a atenção dos cidadãos como fiscais dos governos. “Enquanto deputada federal votei em leis e participei de comissões de inquérito que tratou de pedofilia, violência, tráfico de crianças, tráfico de órgãos. Como cidadãos, temos a tarefa de dar visibilidade às ações e cobrar vereadores e deputados estaduais e federais na hora da votação dos orçamentos. Temos que mobilizar e pressionar para que eles votem a favor dos nossos anseios sociais, que garantam recursos e não permitam cortes no orçamento”.

A gestora continuLrMobile2601-2016-055247369293639210ou enaltecendo a nobre missão dos conselheiros. “Temos que estar atentos, por isso o conselho tem um papel fundamental. E não é porque é institucionalizado, mas porque tem responsabilidades na formulação e fiscalização de políticas públicas. Sinto-me honrada em estar com pessoas que assumem a responsabilidade de fiscalizar, pensar políticas e denunciar maus tratos”.

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Macapá é um órgão paritário, deliberador, formulador e controlador das políticas públicas voltadas a esses segmentos. Foi criado pela Lei nº 388, de 6 de dezembro de 1990, e foi revisto em 21 de novembro de 1993, quando passou a valer como Lei 585/93. Além de formular políticas públicas, é também atribuição do conselho manter o registro das entidades que atuam com crianças e adolescentes, bem como de seus programas e projetos, zelando para que as ações sejam realizadas em conformidade com o Estatuto da Criança e do Adolescente.

A posse contou com a participação de representantes da Câmara Municipal de Macapá, do Tribunal de Justiça, do Ministério Público, Associações dos Artistas do Amapá, do Juizado da Infância e Juventude da Comarca de Macapá, do Conselho Estadual do Direito da Criança e do Adolescente, e dos conselheiros tutelares das zonas norte e sul.

Rita Torrinha/Asscom Semed
Contato: 99189-8067

Cortejo do Banzeiro do Brilho-de-fogo sai dia 4 de fevereiro em homenagem à Macapá

1

No dia do aniversário de 258 de Macapá, 4 de fevereiro, o Banzeiro do Brilho-de-Fogo faz o cortejo cultural no centro de Macapá, acompanhando a programação da Prefeitura Municipal (PMM). O cortejo, com mais de 300 integrantes do projeto, sai após a missa, 9h, da frente da antiga Igreja de São José, e segue até a praça da Bandeira, onde acontece a cerimônia em que o prefeito Clécio Luís faz a entrega do espaço revitalizado.

É a segunda vez 66que os batuqueiros, açucenas e crianças do projeto homenageiam Macapá, levando para as ruas os sons, ritmos, danças e cores que identificam a cultura regional. Em 2015, eles desceram o centro da cidade arrastando o público até a praça Floriano Peixoto, onde um show encerrou a programação. “Neste ano, o cortejo encerra na praça da Bandeira, onde acontece a cerimônia oficial em que a PMM hasteará as bandeiras do Estado, do Brasil e dos municípios”, disse Adelson Preto, da coordenação do projeto.

O Banzeiro do Brilho-de-fogo é um projeto de valorização da cultura, e iniciação e inclusão musical, criado em 2014 por iniciativa de músicos e produtores culturais do Amapá. Mais de 200 batuqueiros participaram das oficinas de percussão onde aprenderam a tocar caixas de marabaixo. Outros aprendizes estiveram nas oficinas de adereços e confecção das caixas.

Apresentação de Marabaixo e BatuqueAlém de batuqueiros, participam do cortejo as mulheres do Cordão de Açucenas e as crianças do Jardim do Banzeiro, devidamente vestidas com as camisas e adereços. O cortejo é o resultado do projeto, um desfile das tradições amapaenses, mostrando as músicas regionais, batuques, acompanhados do som de metais e chocalhos, flores estampadas nas saias e no cabelo, chapéus de palha, adereços de mão com beija-flor e bonecas vestidas de marabaixo.

O cortejo sai após a missa de aniversário, segue pela rua São José, rua presidente Vargas e General Rondon, até a praça da Bandeira.

Mariléia Maciel
Assessoria de Comunicação – Projeto Banzeiro do Brilho-de-fogo

Presidente da Confraria Tucuju lamenta, mas novamente não irá realizar o Aniversário de Macapá

Distribuição do bolo

Pelo segundo ano consecutivo, a Confraria Tucuju não realizará a tradicional festa de aniversário de Macapá, que neste ano completa 258 anos. Foram 18 anos seguidos de festejos e homenagens, onde pioneiros, costumes, fé e a história de Macapá ganhavam destaque no centro histórico da cidade, atrás da Igreja São José. A presidente da instituição, Telma Duarte, explica que o motivo da não realização da programação é a falta de recursos próprios e de investimento de setores públicos e privado, em função da crise nacional.

Desde 1997, a Confraria realiza a programação, que começou com um bolo e parabéns, na frente da igreja, primeira edificação de Macapá. Com o passar dos anos, a população começou a participar mais, e se tornou uma grande festa com a missa especial de aniversário, encontro das bandeiras de marabaixo, que marca o encontro das famílias que morava no centro, corte e distribuição do bolo, hasteamento das bandeiras, almoço dos pioneiros, distribuição de feijoada para a população e apresentações culturais.Encontro de Pioneiros1

Sempre nos empenhamos para fazer uma festa para todos, com programação diversificada para todas as idades, as famílias pioneiras eram homenageadas, a missa emocionava os presentes, com shows artísticos, samba e muito marabaixo e batuque. A programação tem custos, nenhum profissional trabalha de graça, temos a missa, as refeições, bolo, fogos e toda estrutura de palco e segurança. Estes trabalhadores esperam a festa para ganhar um pagamento extra. Sem recursos é inviável realizar a programação”, disse Telma Duarte.

A presidente lamenta que Macapá e seus moradores fiquem novamente sem a programação. “No ano passado fizemos somente a missa e o Encontro das Bandeiras, com recursos particulares, meu e de amigos. Tentamos viabilizar recursos, enviamos documentos pedindo apoio, mas infelizmente não tivemos respostas positivas. A PMM conseguiu aportar recursos somente para apoiar a Batalha de Confetes, que será neste domingo (31)”.

Ela ressalta que a Confraria continua trabalhando em prol de seus objetivos, de resgatar e valorizar a memória e história de Macapá e dos pioneiros. “Continuamos em ação, mas os eventos culturais foram interrompidas, porque a única receita da instituição é o pagamento de mensalidades pelos sócios, os projetos eram fomentados via Governo Federal, Estadual e Municipal, mas vamos esperar um novo momento de um Brasil com menos crises, para voltarmos com os projetos de cultura no Largo dos Inocentes”.

Mariléia Maciel
Assessora de Comunicação – Confraria Tucuju

Abra seu coração: Campanha promete reforçar doação de sangue

1927_dsc_0110

Em sua quarta edição, a campanha “Eu salvo vidas”, pretende levar dezenas de doares ao Hemocentro de Macapá no próximo dia 3 de fevereiro. A vereadora Aline Gurgel, incentivadora da ação, disse que a ideia surgiu após um estudo em que se constatou que os bancos de sangue sempre trabalham na reserva.

3446_hemoapsangue11Ela lembrou que na primeira edição da campanha cerca de 50 pessoas participaram. “Com o passar dos anos vemos que as pessoas estão indo fazer sua doação. Começamos nas redes sociais e todo mundo abraçou a causa, mostrando que podemos ajudar o próximo”, lembrou.

A vereadora ponderou que “com um simples ato de doar sangue podemos ajudar a salvar quatro vidas. Muitos não têm informação a respeito de quem pode ser doador. “Recebemos muitas perguntas nas redes sociais quanto a quem pode ser doador e como fazer. Notamos que as pessoas ainda não têm muita informação sobre isso. Com a campanha, conseguimos mudar isso. Informamos quem poderá ser doador e como fazer”, relatou Aline.doacao-sangue

Serviço:

Campanha Eu salvo Vidas
Dia: 3 de Fevereiro
Horário: Das 8h às 12h
Local: Hemoap, localizado na Avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a rua Jovino Dinoá.

Macapá é a 48ª cidade mais violenta do mundo, diz levantamento de ONG (Égua-moleque-tu-é-doido)

images-22
A ONG Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal, do México, publicou na segunda-feira (25) o ranking internacional das 50 cidades mais violentas do mundo em 2015. Macapá aparece na 48ª posição com uma taxa de 30,25 homicídios por 100 mil habitantes.

O levantamento feito anualmente é baseado em dados oficiais e de fontes alternativas como as ONGs e leva em conta o número de homicídios por 100 mil habitantes. Fortaleza (12º lugar no ranking) é a primeira cidade brasileira a aparecer na lista, seguida de Natal (13º), Salvador e região metropolitana (14º), todas capitais do Nordeste do país.

Das 50 cidades, 41 ficam na América Latina: 21 no Brasil, 8 na Venezuela, 5 no México, 3 na Colômbia, 2 em Honduras, uma em El Salvador e uma na Guatemala. Outros países com cidades na lista foram África do Sul, Estados Unidos e Jamaica.

Fonte: G1 Amapá

Lançado edital para preenchimento de cadastro reserva do Residencial São José

sjconjunto

A Prefeitura de Macapá lançou nesta segunda-feira, 25, o edital complementar nº 001/2016 para o preenchimento de cadastro de reserva do Residencial São José. A seleção ocorrerá na quarta-feira, 27, às 20h (horário brasileiro de verão), por meio do Concurso da Loteria Federal da Caixa nº 05044, conforme orientações da Caixa Econômica Federal, previstas nas leis nº 11.977/2009 e 12.424/2011, das portarias nº 168/2011 e 595/2013 do Ministério das Cidades.

sj11A coordenadora do Comitê Gestor do Programa Minha Casa, Minha Vida no Município, Mônica Dias, esclarece que o edital estabelece os procedimentos somente para o sorteio e seleção de candidatos do cadastro geral, com vistas a ocupar uma das 760 vagas de cadastro reserva referentes ao conjunto São José, ou seja, inscritos cujo nome consta na lista publicada no site da prefeitura no dia 11 de maio de 2015, bem como aqueles que tiveram seus recursos deferidos em 23 de maio de 2015. “Esse sorteio é para o cadastro reserva do Residencial São José, para aquelas pessoas que participaram de todo o processo de seleção, do grupo dos gerais, que não foram sorteadas, tendo uma nova chance. Só vamos utilizar se houver necessidade de preenchimento”.

unnamed8Para o sorteio, os candidatos serão separados em dois grupos, por critérios. O Grupo I será representado pelos candidatos que atendam de três a cinco critérios de priorização entre os nacionais e os adicionais. O Grupo II por aqueles que atendam até dois critérios (de 0 a 2) de priorização entre os nacionais e os adicionais. Os candidatos de cada grupo serão selecionados e ordenados por meio de sorteio, obedecendo a seguinte proporção: 75% de candidatos do Grupo I e 25% de candidatos do Grupo II. Os inscritos no Cadastro Geral serão relacionados em ordem alfabética de nome, sendo atribuído número natural sequencial, válido exclusivamente para este sorteio.

hcrde2bezlvO sorteio

A relação contendo o número de sorteio atribuído a cada inscrito pertencente ao Grupo I e II, o nome completo e o nº de inscrição serão disponibilizados integralmente na página eletrônica da Prefeitura de Macapá (www.macapa.ap.gov.br). Serão sorteados os inscritos do Grupo I cuja unidade do último número de sorteio corresponda ao último número (unidade) do primeiro prêmio da extração do Concurso da Loteria Federal da Caixa nº 05044. csjSerão sorteados os inscritos do Grupo II cuja dezena do último número de sorteio corresponda aos dois últimos números (dezena) do primeiro prêmio da extração do Concurso da Loteria Federal da Caixa nº 05044.

Os integrantes do Cadastro de Reserva que não forem contemplados no número de unidades disponíveis no empreendimento retornarão para o Cadastro Habitacional do Município de Macapá. O edital para este sorteio pode ser acessado no site http://www.macapa.ap.gov.br.

Link do edital AQUI. 

Andreza Sanches/Asscom PMM

Fotos: Max Renê

Prefeitura, Exército e Defesa Civil definem ação de combate ao mosquito Aedes aegypti

DSC01005

Ocorreu na quarta-feira, 20, no prédio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a reunião entre representantes da Prefeitura de Macapá, Defesa Civil estadual e Exército Brasileiro. A finalidade do encontro foi definir o início das ações para o combate ao Aedes aegypti, que agora, além de transmitir a dengue e a febre chikungunya, também é o causador do zika vírus.

Ficou estabelecido que a partir do dia 26 de janeiro uma frente de trabalho, composta por agentes de endemias do Município, Guarda Municipal, militares do Exército Brasileiro e Defesa Civil do Amapá, irá reforçar as atividades de combate ao mosquito realizando o trabalho educativo e preventivo, com orientação à população e a busca e eliminação de focos por meio da aplicação de larvicida. A atividade integrada começará pelo bairro Vale Verde, zona sul da capital.

De acordo com o diretor da Vigilância Ambiental de Macapá, Josean Silva, as ações integradas ajudam a ampliar o alcance dos serviços de combate ao vetor. “Qualquer recipiente que acumule água pode ser criadouro do mosquito. Temos que agir para prevenir. A melhor forma de evitar a proliferação do Aedes é impedindo que ele nasça e, para isso, precisamos contar com o apoio de todos”.

Em Macapá, 54,4% dos criadouros do mosquito se encontram dentro dos próprios domicílios. Os focos, geralmente, estão nos quintais que possuem acúmulo de lixo, em seguida os reservatórios de água descobertos, pratos de planta e garrafas.

Jamile Moreira/Asscom Semsa
Contato: 99135-6508

Cia Teatração estreia espetáculo teatral “Todos contra o Aedes” no CEU das Artes

todosa contra o asdes

Com a experiência de 10 anos de atividades na zona norte de Macapá, a Cia Teatração estreará o espetáculo teatral “Todos contra o Aedes” no CEU das Artes.

Em seus trabalhos artísticos a Cia Teatração sempre priorizou as temáticas educativas sociais e a participação da comunidade do Bairro Novo Horizonte, iniciativas estas que já lhe rendeu indicações de prêmios o espetáculo “O julgamento do Mané Preá”, sucesso de público e de crítica e premiado em 2008 no Programa Nacional de Cultura, Educação e Cidadania – Cultura Viva, por abordar de forma criativa a prevenção e combate ao tabagismo.

Atualmente a Cia. dedica-se ao espetáculo “Todos contra a Aedes” que será apresentado estreará no Cineteatro João Goulart localizado no Centro de Artes e Esportes Unificados de Macapá – CEU das Artes no dia 23 de janeiro com início às 20h. O espetáculo teatral é indicado para todas as idades e a será é gratuita.

“Todos Contra o Aedes” conta a história de João Pauleira, cidadão amapaense de origem humilde, desconfiado, mas conversador. No desenrolar da trama, o protagonista é acometido pelo vírus da dengue, decide se automedicar e não obtendo êxito segue ao purgatório.

Em diálogos com a alegoria da Morte, João Pauleira reflete sobre a sua vida e sobre as causas do seu desencarne, arrependido de suas ações terrenas o personagem ganha uma nova chance e retorna ao nosso mundo com a missão de combater o seu maior temor, o Aedes Agypte – mosquito transmissor de enfermidades como a dengue e chikungunya. O espetáculo inclui ainda a participação de diversos personagens típicos que prometem fazer a alegria para toda a família.TEATRAÇÃO 4

Segundo, Marcio Valois, a abordagem de forma humorada, criativa e descontraída é uma estratégia não apenas para levar entretenimento, mas também, promover a reflexão do público sobre os valores sociais e atitudes nocivas ao meio ambiente, incluindo o próprio ser humano. “Vivemos em comunidade e a conscientização da população e a tomada de medidas são de fundamental importância para a redução dos casos de dengue no Amapá, quem sabe, a erradicação desta doença do Brasil”, explica o produtor da Companhia Teatração.

Os esforços para o controle da proliferação do mosquito certamente estão relacionados a medidas do governo, mas sobretudo ao comprometimento da população. “A Fundação Municipal de Cultura e o CEU das Artes apoiam esta iniciativa da Cia. Teatração que nesse momento voluntariamente soma com o poder público na divulgação dos riscos e da necessidade do combate ao transmissor da dengue e possíveis focos de proliferação”, afirma Jansen Rafael, diretor da Fumcult.

Serviço:
Espetáculo Teatral: ”Todos contra o Aedes”
Local: Cine teatro João Goulart – CEU das Artes
Data: 23/01/2016
Horário: 20h

PAULO ROCHA
Prefeitura Municipal de Macapá – PMM
Fundação Municipal de Cultura – Fumcult
Departamento de Desenvolvimento Cultural – DDC
Departamento de Apoio e Incentivo à Cultura – DAIC
Contato: (96) 81167007

Líderes e adeptos de religiões de matriz africana caminharão em Macapá para pedir paz

passead

Em todo o Brasil, o dia 21 de janeiro é marcado por celebrações de combate à intolerância religiosa. No Amapá, com o apoio da Prefeitura de Macapá, por intermédio do Instituto Municipal de Políticas para Promoção da Igualdade Racial (Improir), adeptos de religiões de matriz africana organizam para esta data uma caminhada que sairá da Praça Barão do Rio Branco em direção ao Trapiche Eliezer Levy. Com apresentações culturais e rituais místicos, líderes de casas religiosas querem chamar atenção da sociedade amapaense pedindo paz e respeito na I Caminhada das Bandeiras de Matriz Africana – Diga Não a Intolerância Religiosa.

“Nossa luta é por respeito, embora tenham ocorrido alguns avanços nos últimos anos. O maior desafio ainda é o de esclarecimento. O candomblé, a umbanda e outras religiões são demonizadas porque existem pessoas com ideias totalmente equivocadas de nossa filosofia. O que pregamos é o amor e não o ódio. Muitas ações contra nossas casas e a nossa gente estão ligadas ao racismo. As pessoas precisam de mais informação, de saber mais a respeito, e, acima de tudo, respeitar a opção religiosa de cada um. Respeito é a palavra chave. Você pode não aceitar, não compartilhar dos meus preceitos, mas o respeito às diferenças é essencial para a convivência saudável de uma sociedade”, diz mãe Nina, coordenadora do ato em Macapá.

A data de combate à intolerância religiosa foi instituída em 2007 depois da morte da sacerdotisa do candomblé Gildásia dos Santos, conhecida como Mãe Gilda. Após ter a casa e o terreiro invadidos por grupos de outra religião e o marido agredido, a Iyalorixá morreu em decorrência de um infarto. Atualmente, o dia é uma oportunidade para atentar sobre a necessidade de se respeitar a diversidade religiosa e, assim, reduzir os casos de crimes de ódio no país.

“Uma das nossas principais lutas, que vai ser oficializada em uma carta de reivindicações às autoridades locais, é a implantação de uma delegacia especializada contra crimes de intolerância religiosa e racismo. A realidade de Macapá não é isolada dos demais casos. Aqui temos muitas casas, pais e filhos de santo que são agredidos, verbal e fisicamente, por sua opção religiosa, esta intolerância é inaceitável, e vamos continuar lutando para combatê-la”, afirma Edicléia Ribeiro (Preta), técnica do Improir.

A programação inicia às 14h30, na Praça Barão do Rio Branco, com apresentações culturais de Marabaixo, hip-hop, capoeira e rituais místicos com roda de cânticos das nações religiosas. Às 16h, o movimento ganha as ruas, seguindo pela Cândido Mendes até a Av. Padre Júlio, e depois em direção ao Trapiche Eliezer Levy, onde os rituais terão continuidade.

Rita Torrinha/Asscom Improir

Fonte: Blog do Calandrini

Prefeitura de Macapá lança Disk Mosquito para combate ao Aedes aegypti

12592698_555709224596153_6014293204846294346_n

Para reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti, a Prefeitura de Macapá lança o “Disk Mosquito” – um canal direto para que a população possa informar possíveis criadouros, casos da doença e solicitar a visita de um agente de endemias. O serviço é um aliado da prefeitura para a diminuição dos índices de infestação, garantindo ao denunciante a checagem da informação e o combate pelos agentes de endemias aos focos do transmissor da dengue, chikungunya e do zika vírus.

A população pode ligar para o “Disk Mosquito” no número 99121-1641 de segunda a sexta-feira, em horário comercial. O serviço funciona da seguinte forma: após receber a chamada, a equipe de atendimento direciona a denúncia para o supervisor de campo, que identifica a área onde o foco do mosquito tem que ser combatido. Segundo o diretor da Vigilância Ambiental de Macapá, Josean Silva, com a colaboração da população, o combate ao mosquito será feito de forma rápida e eficaz.

“Assim que recebemos a denúncia, um agente é deslocado para localizar a residência objeto da denúncia, ele então colhe o material para análise, aplica o larvicida, orienta o morador sobre os cuidados necessários para manter o ambiente livre de focos e assim combate a proliferação do mosquito de forma direta e minuciosa”, explica Josean.

De acordo com o diretor, os últimos Levantamentos de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) apontam o lixo doméstico e resíduos sólidos como principais locais de infestação do mosquito. “Nossos estudos revelam que o Aedes vive e se reproduz dentro das nossas casas. Com isso, colocamos todos os mecanismos possíveis para o combate ao mosquito e o disk denúncia é mais uma forma de prevenir que ele nasça”.

Jamile Moreira/Asscom Semsa

Procissão de São José ganha novo trajeto em 2016 durante festejos na Diocese de Macapá

Imagem São José

O trajeto da procissão da Festa de São José, realizada há mais de 200 anos no Centro da cidade, vai aumentar e será levada até o bairro Trem em 19 de março, dia de homenagens ao santo. A programação em honra ao padroeiro de Macapá e do estado do Amapá também terá outras novidades. A festividade será lançada nesta quarta-feira (20), às 9h, durante uma entrevista coletiva para a imprensa.

Em 2016, a festa será guiada através do tema “Pão de cada dia. Pão da Eucaristia” e do lema “Com São José para não faltar o pão”, inspirados na preparação da Diocese de Macapá para o Congresso Diocesano Eucarístico, que acontece em maio.

A programação da diocese e o tradicional cartaz de São José serão lançados durante a coletiva. Na ocasião, os profissionais da comunicação poderão entrevistar o bispo da Diocese de Macapá, Dom Pedro José Conti, que pode falar sobre o congresso, e o coordenador da festividade em honra à São José, padre Fábio Pereira.

Serviço

Coletiva com a imprensa sobre a Festa de São José e o Congresso Eucarístico Diocesano
Dia: 20 de janeiro de 2016
Hora: às 9h
Local: auditório do Centro Diocesano de Pastorais
Endereço: Avenida Padre Manoel da Nóbrega, número 840, entre as ruas Hamilton Silva e Leopoldo Machado (entrada atrás da Igreja Jesus de Nazaré, na rua ao lado), bairro Jesus de Nazaré.

Fabiana Figueiredo

Prefeitura inicia semana com serviço de limpeza em vários pontos da cidade

20160113_092817

A Prefeitura de Macapá iniciou a semana com várias frentes de trabalho realizando a manutenção urbanística da cidade. Garis trabalham em praças, ruas, avenidas e canais, serviços para deixar a cidade mais limpa e bela. Praça da Bandeira, Praça do Barão, canal da Mendonça Junior, Rua São José com Ernestino Borges, Rua Claudomiro de Moraes e bairro Novo Horizonte são alguns locais que receberam as equipes de limpeza.

Aproximadamente 100 homens trabalham nos serviços de roçagem, capina, remoção de entulho e limpeza de canais. Segundo o secretário municipal de Manutenção Urbanística, Manuel Bacelar, não basta apenas a prefeitura limpar, a população precisa colaborar mantendo os locais limpos. “A prefeitura trabalha intensamente na limpeza da cidade, antes do início das chuvas fortes. Mas a população precisa colaborar. Um dos exemplos é a área do entorno do canal do bairro Perpétuo Socorro, a prefeitura limpa, mas os entulhos e lixos voltam a aparecer no local”.

Durante o ano de 2015, a prefeitura recolheu aproximadamente 86 mil toneladas de resíduos provenientes de coleta domiciliar e de feiras e mercados.

Aline Brito/Asscom Semur