DERCA convoca candidatos aprovados e não classificados no PS 2020 para Chamada Pública

O Departamento de Registro e Controle Acadêmico (DERCA) está convocando os candidatos Selecionados na Lista do Processo Seletivo PS/2020, 1ª chamada pública para habilitação e matrícula nos cursos de graduação do Campus Marco Zero do Equador em formato remoto, devido à pandemia de Covid-19.

Acesse a lista de candidatos selecionados do Campus Marco Zero do Equador aqui.

Como proceder?

O candidato aprovado na Primeira Chamada Pública do PS/2020 deverá juntar os documentos conforme previsto no edital e enviar para a Divisão de Matrícula – DIMATRI, via e-mail: [email protected] até dia 25 de janeiro, caso à modalidade seja ampla concorrência, ou até dia 26 do mesmo mês, na modalidade cota. Em ambas as datas, o horário de envio de documentos será a partir das 8h até às 18h. Ressalta-se ainda que os documentos devem estar escaneados em formato PDF. Após isso, o DERCA terá 72h, após o envio dos documentos dos candidatos, para publicação do quadro de vagas ociosas atualizado, se houver.

Saiba mais AQUI

Ascom Unifap

Resíduos sólidos: MP-AP retoma diálogo para estabelecimento de pactos entre Promotorias, GEA, iniciativa privada e prefeituras

O promotor de Justiça do Meio Ambiente, Marcelo Moreira, iniciou os diálogos com gestores a respeito do gerenciamento de resíduos sólidos e a substituição de lixões por aterro sanitário. Na última quinta-feira (14), a reunião foi entre o representante do Ministério Público do Amapá (MP-AP), prefeito de Tartarugalzinho Bruno Mineiro, secretário de Desenvolvimento das Cidades (SDC), Antônio Telles Júnior e secretária adjunta, Gláucia Maders, quando trataram sobre as iniciativas do Governo do Estado (GEA) em andamento, e realidade do município de Tartarugalzinho.

O MP-AP, através da Promotoria de Meio Ambiente e Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (CAO/AMB), atua junto ao GEA e prefeituras para que a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) seja executada em todo o Estado. A PNRS foi sancionada em 2010 para organização de todo tipo de resíduos sólidos, domésticos, industriais, eletrônicos, recicláveis, e chama setores públicos e privados e sociedade para que assumam suas responsabilidades no gerenciamento e coleta destes materiais e proteção ambiental.

Entre 2018 e 2019, ocorreram diversas reuniões do promotor de Justiça Marcelo Moreira, GEA e prefeituras, e assessores técnicos e engenheiros florestais da Promotoria de Justiça percorreram municípios para conhecer a realidade e estabelecem metas com seus representantes. Macapá é o único município que substituiu a antiga lixeira pelo aterro sanitário. Um consórcio intermunicipal entre as prefeituras da capital, de Mazagão e Santana está em fase de formalização para que os resíduos destes dois municípios sejam despejados de forma legal em Macapá. Ainda na capital o MP-AP atua para o consenso entre catadores de duas associações para exploração dos resíduos.

Em Pedra Branca do Amapari um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) obrigou que o município construísse o aterro sanitário, porém, este não funciona adequadamente. O município de Tartarugalzinho foi o que mais avançou no processo de extinção da lixeira e já assinou com a Secretaria das Cidades o Plano Municipal Simplificado de Gestão de Resíduos Sólidos para garantir acesso a recursos da União para limpeza urbana e manejo de resíduos. Nos demais municípios, apesar dos esforços do MP-AP, a adequação à PNRS continua estagnada.

O prefeito Bruno Mineiro disse estar comprometido com a execução de políticas de gerenciamento de resíduos sólidos e irá realizar ações integradas de tratamento do lixo, da coleta ao descarte. “Por meio de convênios iremos concluir o aterro sanitário e promover a melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente em Tartarugalzinho, respeitando as políticas sanitárias”, disse o prefeito.

Antônio Telles explicou que a Secretaria trabalha com os municípios oferecendo suporte, e em alguns já atuam em parceria, a exemplo de Oiapoque, com quem foi firmado convênio para transformação da lixeira em aterro controlado; Tartarugalzinho, que a SDC apoia o plano de gestão integrada de resíduos e está em construção o galpão de triagem, também através de convênio entre as instituições. Em Santana, a SDC repassa mensalmente R$ 650.000,00 para parte do custeio do serviço de limpeza; e em Calçoene, GEA e prefeitura trabalham juntos para executar o projeto de remediação da lixeira pública.

O promotor Marcelo Moreira afirmou que o MP-AP retomará os diálogos com os prefeitos, paralisados em razão da pandemia da Covid-19, verificar a continuidade das tratativas anteriores e planejamento para os próximos quatro anos de gestão. “Essa união de esforços é necessária para a erradicação das lixeiras, por isso iremos pactuar medidas com as prefeituras e construir políticas de gerenciamento de resíduos de acordo com as leis e a realidade de cada cidade. Vamos chamar para pactuar e assumir responsabilidades, prefeitos, vereadores, empresários, GEA e promotorias de justiça”, finalizou o promotor de Justiça.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Mariléia Maciel – CAO Ambiental
Contato: [email protected]

Boletim Informativo COVID-19: Amapá, 15 de janeiro de 2021 – Com 402 novos casos, sendo 191 em Macapá, 102 em Santana e três novos óbitos

O Governo do Amapá atualiza nesta sexta-feira, 15, o boletim informativo sobre a situação do novo coronavírus no estado. Agora, são 72.824 casos confirmados e 1.890 em análise laboratorial. Os testes também descartaram 51.748 casos suspeitos.

Novos casos

O boletim de agora traz 402 novos casos, sendo 191 em Macapá, 102 em Santana, 23 em Laranjal do Jari, 11 em Mazagão, 8 em Pedra Branca do Amapari, 37 em Serra do Navio, 3 em Vitória do Jari, 9 em Tartarugalzinho, 13 em Amapá, 2 em Ferreira Gomes e 3 em Calçoene.

Óbitos

Há o registro de três novos óbitos, todos ocorridos em Macapá.

– As vítimas são dois homens, um de 77 anos e o outro com 92 anos, ambos sem comorbidades. O terceiro óbito é de uma mulher, de 65 anos, diabética e hipertensa. Todos ocorridos no dia 14 de janeiro de 2021.

Assim, o Amapá chega a 994 mortes em 15 municípios (Macapá: 733/ Santana: 93/ Laranjal do Jari: 51/ Mazagão: 8/ Oiapoque: 28/ Pedra Branca do Amapari: 8/ Porto Grande: 18/ Serra do Navio: 4/ Vitória do Jari: 14/ Tartarugalzinho: 7/ Amapá: 7/ Ferreira Gomes: 6/ Cutias do Araguari: 2/ Calçoene: 9/ Pracuúba: 6).

Recuperados

Entre os recuperados, estão 56.361 pessoas (Macapá 24.447/ Santana 7.002/ Laranjal do Jari 5.293/ Mazagão 1.796/ Oiapoque 3.280/ Pedra Branca 2.981/ Porto Grande 1.426/ Serra do Navio 858/ Vitória do Jari 3.051/ Itaubal 336/ Tartarugalzinho 1.530/ Amapá 904/ Ferreira Gomes 969/ Cutias do Araguari 792/ Calçoene 1.351/ Pracuúba 345).

Dos 72.824 casos confirmados:

Macapá: 30.641
Santana: 15.791
Laranjal do Jari: 5.456
Mazagão: 2.038
Oiapoque: 3.475
Pedra Branca: 3.010
Porto Grande: 1.604
Serra do Navio: 886
Vitória do Jari: 3.182
Itaubal: 356
Tartarugalzinho: 1.624
Amapá: 1.041
Ferreira Gomes: 1.057
Cutias do Araguari: 801
Calçoene: 1.509
Pracuúba: 353

Já em relação aos casos suspeitos, os municípios declaram 4.303 sendo:

Macapá: 3.745
Santana: 228
Laranjal do Jari: 0
Mazagão: 83
Oiapoque: 0
Pedra Branca do Amapari: 0
Porto Grande: 87
Serra do Navio: 28
Vitória do Jari: 0
Itaubal: 3
Tartarugalzinho: 25
Amapá: 8
Ferreira Gomes: 8
Cutias do Araguari: 21
Calçoene: 67
Pracuúba: 0

Isolamento Hospitalar

O número de pessoas com covid-19 em isolamento hospitalar nas redes pública e privada é de 198 pacientes, sendo 143 casos confirmados e 55 suspeitos.

Entre os casos confirmados, 119 estão no sistema público (53 em leito de UTI /66 em leito clínico) e 24 estão na rede particular (19 em leito de UTI /5 em leito clínico).

Já entre os casos suspeitos, 12 estão no sistema público (1 em leito de UTI /11 em leito clínico), e 43 estão na rede particular (0 em leito de UTI /43 em leito clínico).

Com isso, o percentual de ocupação dos leitos voltados para o atendimento da covid-19 no Amapá é de 64,92%.

Em isolamento familiar: 15.326

Todos estes dados são do Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL/AP) e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), que auxiliam o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COESP) – dispositivo criado pelo Governo do Amapá para gerenciar a crise de COVID-19 no estado.

Assessoria de comunicação do Governo do Amapá

Programa virtual “Conhecendo o Artista” entrevista Fábio Zanoni, que fala sobre o lançamento oficial do curta metragem “A Quinta Casa”

O programa virtual Conhecendo o Artista, atualmente em uma breve pausa, traz o lançamento oficial do curta metragem “A Quinta Casa”, em uma conversa distraída sobre o projeto. Receberemos Fábio Zanoni, Juliana Fabri, a equipe de produção, elenco e alunos do projeto Ficcionando no Amazonas.

Em outubro de 2020, o projeto Ficcionando no Amazonas trouxe à capital amapaense uma oficina que girou em torno da aprendizagem de técnicas de escrita de roteiro. Com a duração de uma semana, ocorreram uma série de aulas teóricas e práticas a respeito dos procedimentos formais que envolvem a confecção de narrativas cinematográficas. Paralelamente às aulas de roteiro, foram realizadas também oficinas de fotografia, som, montagem e produção.

Patrocinado pelo Banco da Amazônia, o projeto Ficcionado no Amazonas foi idealizado pelo cineasta e professor de Filosofia da Universidade do Estado do Amapá – UEAP, Fábio Zanoni e produzido por Juliana Fabri. As inscrições foram gratuitas, os participantes selecionados receberam, ainda, uma bolsa auxílio no valor de R$100,00. A oficina resultou na produção de um curta metragem chamado “A Quinta Casa”, que contou em sua ficha técnica com artistas e equipe de apoio local e alunos da própria oficina, que tiveram a possibilidade de conhecer o outro lado das produções cinematográficas, à moda do trabalho com produção, figurinos, adereços cênicos, maquiagem, contrarregragem etc.

Sinopse

Em uma pequena comunidade na cidade de Macapá, uma mulher decide ajudar os moradores a superarem seus impasses e dilemas existenciais. Pouco a pouco, vamos descobrindo quais os segredos que se escondem em cada uma das casas. A violência de um homem que se imagina traído pela mulher, a desesperança de continuar vivendo que se abate sobre uma menina adolescente, o desejo de um homem de idade já avançada de pertencer e ser reconhecido pelos signos de poder que caracterizam a vida dos ricos e famosos, ou, ainda, outro homem que passa seus dias ouvindo músicas da época da ditadura militar brasileira, tudo isso vai compondo as “casas” subjetivas que, em alguma medida, todos nós habitamos.

Considerando todos os acontecimentos que Macapá sofreu ao fim do ano passado, o projeto encabeçou, juntamente com o Banco da Amazônia, uma campanha de arrecadação de alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal para ajudar as instituições IJOMA, em Macapá, e a Casa da Hospitalidade, em Santana.

E hoje às 19h, no perfil do Facebook do @ficcionando, haverá uma edição super especial da Live programa Conhecendo o Artista, onde Kassia Modesto recebe a equipe do projeto para falar sobre todo o processo de criação desta obra, que será oficialmente lançada hoje, e que já teve suas inscrições iniciadas em festivais pelo Brasil afora.

Elenco:

Inacio Senna
Debora Bararuá
Kassia Modesto
Hary Silva
Roberto Prata
Nedy Mendes
Ficha técnica:
Roteiro, Direção e Montagem: Fábio Zanoni
Produção: Juliana Fabri
Diretor de fotografia: Dyego Bucchiery
Captação de áudio: João Amorim
Desenho de som: Felipe Rezende
Cor e Finalização: Marcelo Rodrigues

Secult/AP parabeniza os músicos e letristas do Amapá pelo Dia Mundial do Compositor

Neste dia 15 de janeiro é celebrado o Dia Mundial do Compositor. Por conta da data, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) vem a público parabenizar todos os compositores do Estado, sejam eles músicos arranjadores ou letristas.

O Dia Mundial do Compositor surgiu no México em comemoração à fundação da Sociedade de Autores e Compositores do México (SACM), em 1945. No entanto, a data só passou a ser oficialmente celebrada no mundo, a partir de 1983.

No Amapá, temos incontáveis compositores talentosíssimos, que apesar das adversidades da carreira, nunca desistem desta sublime arte e de alegrar nossas vidas com sua música, fundamental para nossa identidade cultural, lutas e esperança em dia melhores. Hoje, festejamos nossos letristas e músicos. Seguiremos no apoio à valorização desta essencial vertente artística, pois a música aqui produzida nos faz ímpares no Brasil, aqui na Amazônia e no meio do mundo. Parabéns aos fazedores de canções amapaenses e aos que vieram de fora para enriquecer a nossa musicalidade“, pontuou o titular da Secult, Evandro Milhomen.

Prospecção de parceria entre Sebrae e PMM inicia com visitas aos mercados populares em Macapá

Por Thiago Abdon, com colaboração: Denyse Quintas

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae) e Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), iniciam prospecção de parceria com visitas às feiras populares da capital do Amapá. O objetivo do convite do prefeito Antônio Furlan, é dar continuidade aos trabalhos que já vêm sendo executados e criar novas parcerias. A visita às feiras livres ocorreu na quarta (13), às 9h.

Segundo o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro, é uma grande felicidade receber o convite do atual prefeito de Macapá, Antônio Furlan, para acompanhá-lo na visita técnica às feiras populares, desta forma, dando a devida importância aos empreendedores. “O objetivo na visita do Sebrae, é dar continuidade aos trabalhos já desenvolvidos pela instituição e, por meio de análises de inteligência, detalhar especificamente o que cada feira necessita. Assim, é possível personalizar os serviços de acordo com cada realidade”, disse o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro.

Capacitações

“O Prefeito de Macapá fez o convite ao Sebrae justamente para olharmos de perto os equipamentos públicos que possuem potencial para futuras parcerias. Já apresentamos uma proposta para ofertar cursos voltados para o empreendedorismo, no Centro Profissionalizante. O Shopping Popular contará com o apoio do Sebrae para o desenvolvimento desses negócios e na busca por conhecimento. Estamos aqui para auxiliar nesse aspecto”, finaliza a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo.

Contexto

O Sebrae realizou na Feira Maluca, em setembro de 2019, a formalização e capacitação de empreendedores antes da inauguração, contribuiu para a qualidade no atendimento e, consequentemente, maior satisfação dos clientes; no Centro Profissionalizante a parceria, junto à Prefeitura, permitirá que o Sebrae oferte cursos e oportunidades; quanto ao Shopping Popular, a instituição auxiliará na gestão do espaço para desenvolver o potencial empreendedor.

Serviço:

Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96)3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800

Apagão: Atendendo petição de Randolfe, Justiça Federal realiza inspeção em Subestação Macapá

 

Na manhã desta sexta-feira (15), o mandato do senador Randolfe Rodrigues e parlamentares acompanharam uma inspeção realizada pela Justiça Federal na Subestação Macapá, na BR-156, zona norte de Macapá. No local ficam os transformadores que alimentam o sistema de energia restabelecido após o apagão que durou mais de 20 dias no final do passado.

Representaram na vistoria o mandato do senador o advogado e autor da ação popular, Rubem Bermeguy, e Lucas Abrahão. A comitiva foi comandada pelo juiz federal João Bosco Costa Soares, e contou com a participação dos deputados estaduais Dr. Victor Amoras (REDE) e Paulo Lemos (PSOL), vereador André Lima (REDE), o presidente da OAB-AP, Auriney Brito, e membros do MPF e AGU.

As autoridades foram recebidas por diretores da LMTE, que afirmaram o pleno funcionamento dos 3 transformadores na subestação. Além disso, foi informado também que o sistema de Laranjal do Jari, de onde foi tirado transformador reserva durante o apagão para suprir o restante do Amapá, já está com um sistema de backup restabelecido.

“O Juiz Federal Dr. João Bosco registrou que essa solução energética só foi possível em razão da ação popular proposta pelo senador Randolfe Rodrigues que, com a judicialização, permitiu a rápida e diligente ação da Justiça Federal na solução do gravíssimo problema enfrentado pelo Estado do Amapá”, destacou o advogado Rubem Bermeguy.

Bermeguy destacou ainda que o senador Randolfe Rodrigues negou a proposta da União de encerramento da ação após a vistoria. “Por entendermos que ainda há explicações e mobilizações necessárias de interesse do povo do Amapá, acreditamos que a ação deve continuar”, explicou o advogado.

Apagão na quarta-feira (13)

Sobre o novo apagão que ocorreu em 13 municípios na última quarta-feira (13), a LMTE relatou que a motivação não teria relação com a Subestação, mas com descargas atmosféricas ao longo da linha, e ainda, segundo a LMTE, teria sido prontamente restabelecida a transmissão, ficando a demora na distribuição por conta da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA). A apuração do caso será realizada nos autos da ação popular.

Ontem (14), o juiz João Bosco já havia acatado petição do senador Randolfe Rodrigues dando prazo de 48h para que Aneel, ONS e LMTE respondam às causas do novo blecaute.

Júlio Miragaia
Ascom do senador Randolfe Rodrigues

Em reunião, novo secretário de educação do município de Macapá apresenta Plano de Gestão ao MP-AP

Na última quarta-feira (14), o Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa da Educação da Comarca de Macapá (PJDE), recebeu o novo titular da Secretaria Municipal de Educação de Macapá (SEMED), Almiro Abreu, na sede da PJDE. Em reunião, o novo plano de gestão foi apresentado pelo secretário.

Com intuito de solucionar os diversos problemas enfrentados pela rede municipal, o titular da pasta expôs que muitas informações administrativas não foram repassadas. Explicou também que a nova equipe de administração ainda não foi totalmente nomeada e está contando com a colaboração de membros da gestão anterior.

“O novo plano consiste em trabalhar para chamar os profissionais aprovados no último Concurso Público, dialogar sobre a construção de novas escolas, promover testes de Covid-19 em servidores da educação e realizar levantamento de professores com comorbidades que não poderão retornar ao trabalho em razão da pandemia. Ressalto que não existe o menor indicativo de volta às aulas presenciais até a realização de campanha de imunização”, enfatizou Almiro.

Quanto às creches municipais, que foram entregues em 2020, a SEMED explicou que ainda não possuem suportes imobiliários para crianças menores de dois anos e que trabalhará para equipar estes espaços para o início do ano letivo de 2021, que está previsto para o mês de abril.

O titular da PJDE, promotor de Justiça, Roberto Alvares, destacou a importância de acompanhar os planos de gestão.

“É necessário que tenhamos conhecimento da visão do novo Governo Municipal, para, dentro das medidas planejadas, promovermos com maior eficácia a ajuda que já estamos oferecendo, desde março de 2017, tanto às Escolas da rede pública do município, quanto aos educandários estaduais, situados na capital Macapá. Assim, conhecendo tais propósitos, procederemos com as orientações que devam ser ajustadas ao cenário pandêmico. Sabemos que nos encontramos em um momento atípico em decorrência do novo coronavírus e, portanto, precisamos compreender a exata dimensão de seus efeitos deletérios ao saber, ao ambiente e à comunidade educacionais”, pontuou.

Além do secretário, estiveram presentes o assessor de comunicação da SECOM/PMM, José Lázaro Gaya e a servidora Débora Uane, da SEMED.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Louise Dias – PJDE
Contato: [email protected]

Webinário marcará o início do curso de Pós-Graduação em Direito Civil e Processo Civil ofertado pela Escola Judicial do Amapá

A Escola Judicial do Amapá (EJAP) realizará, nesta sexta-feira (15), a partir das 16 horas, o primeiro Webinário do Curso de Pós-Graduação lato sensu em Direito Civil e Processo Civil: Eixo de Formação Básico ofertada para servidores do Poder Judiciário Amapaense e também para a comunidade. Com transmissão por meio do canal da EJAP no YouTube (ACESSE AQUI), serão abordados assuntos pertinentes à construção do curso diante das necessidades do Poder Judiciário, apresentando seu corpo técnico, docentes e debatendo seus componentes curriculares com a comunidade.

A especialização será apresentada em três webinários, divididos por eixos de formação, todos moderados pelo diretor da EJAP, desembargador Carlos Tork, acompanhado pela coordenadora técnica juíza Elayne Cantuária e pela coordenadora pedagógica Nilzana Esteves.

Entre as disciplinas básicas apresentadas no primeiro webinário estão: metodologia da pesquisa jurídica; gerenciamento de projetos e elaboração do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) e políticas públicas; ética e compliance com enfoque na sociologia do Direito; impacto das decisões judiciais; e análise econômica do Direito.

Assessoria de Comunicação Social do Tjap

Em reunião com secretária de Comunicação do município de Macapá, presidente do Sindjor/AP recebe garantia de pagamento de salários dos jornalistas da PMM que permaneceram da gestão anterior

Secretária de Comunicação do município de Macapá, Ruanne Lima e o presidente do Sindjor/AP), João Clésio,

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amapá (Sindjor), João Clésio, esteve na última quinta-feira, 14, com a secretária de Comunicação do município de Macapá, Ruanne Lima. Eles trataram a respeito dos profissionais de comunicação que permaneceram da gestão anterior.

A secretária relatou a situação administrativa comum em todo início de gestão, elogiou o profissionalismo e desempenho dos jornalistas, e afirmou que o prefeito Antônio Furlan tornará sem efeito o ato de exoneração assinado anteriormente, garantindo aos trabalhadores o pagamento dos dias dedicados à nova gestão.

Vamos percorrer os municípios e dialogar com os prefeitos e gestores de comunicação para que contratem profissionais para as assessorias. Temos excelentes jornalistas atuando no mercado amapaense, formados ou em processo de formação. O mercado requer profissionais qualificados e gestões comprometidas com a população e com os trabalhadores. O objetivo é garantir respeito e direitos. Sindjor é o elo entre partes“, frisou o presidente do Sindjor.

Ascom Sindjor/AP

TJAP, PMM e IAPEN assinam novo Termo de Cooperação do Programa “Liberdade e Cidadania” para o ano de 2021

Na última quinta-feira (14/01), foi assinado um novo Termo de Cooperação do programa “Liberdade e Cidadania” para o ano de 2021. A parceria entre o Poder Judiciário, por meio da Vara de Execuções Penais (VEP), com a Prefeitura de Macapá e a Penitenciária Estadual, tem o objetivo de dar oportunidades para os reeducandos dos regimes semiaberto e aberto de ressocializar por meio do trabalho. O novo Termo irá atender 160 reeducandos que realizam trabalho de limpeza, construção e conservação de logradouros e prédios públicos.

Segundo o Desembargador-Presidente João Lages, “o que estamos fazendo aqui é efetivar uma garantia constitucional, que faça cumprir com que a pessoa encarcerada volte ressocializada para a sociedade”, afirmou o presidente.

O prefeito da capital, Antônio Furlan, destacou que “estes apenados não poderiam ficar desamparados, e a Prefeitura cumpre seu papel e renova o contrato para assim garantir que 160 reeducandos tenham a chance de se ressocializar”, afirmou o prefeito.

Assinaram o Termo o Desembargador-Presidente João Lages, o juiz titular da Vara de Execuções Penais, João Matos; o Prefeito de Macapá, Antônio Furlan; o Diretor-Presidente do IAPEN, Lucivaldo Monteiro da Costa, e a Presidente do Conselho da Comunidade na Execução Penal – Comarca de Macapá, Maria Alice Ramalho.

Assessoria de Comunicação Social do TJAP

Hoje é o Dia Mundial do Compositor – Meu texto em homenagem aos músicos e letristas

Arte: Hellen Cortezolli

Hoje é o Dia Mundial do Compositor. Música é primordial, ela tem o poder de nos emocionar. Tenho uma inveja branca de quem toca, compõe ou canta.

Com meu amigo compositor Helder Brandão.

Já disse o genial escritor Friedrich Nietzsche: “Sem a música, a vida seria um erro”.

Com Patrick, meu amigo compositor roquista.

O Dia Mundial do Compositor foi instituído no México em comemoração à fundação da Sociedade de Autores e Compositores do México (SACM), em 1945. No entanto, a data somente foi oficialmente celebrada no mundo a partir de 1983.

Meu amigo compositor Val Milhomem.

O conceito diz que: “compositor é um profissional que escreve música. Normalmente o termo se refere a alguém que utiliza um sistema de notação musical que permita a sua execução por outros músicos. Em culturas ou gêneros musicais que não utilizem um sistema de notação, o termo compositor pode-se referir ao criador original da música.

Meu amigo compositor Naldo Maranhão.

Nesse caso, a transmissão para outros intérpretes é feita por memorização e repetição. Em geral, o compositor é o autor da música e, como tal, é o detentor dos direitos autorais. Atualmente as composições musicais são defendidas pela legislação de direitos autorais.

Minha amiga compositora Rebecca Braga

Existem editoras especializadas em música e o compositor ou detentor dos direitos da composição recebem royalties sempre que uma nova gravação comercial ou execução pública é realizada”.

Meu amigo compositor Enrico Di Miceli.

É. Pessoas que escrevem e compõem as trilhas sonoras de nossas vidas, principalmente os meus heróis da música local, nacional e gringa, além dos compositores meus amigos como: Fernando Canto, Ricardo Pereira, Val Milhomem, Zé Miguel, Lula Jerônimo (em memória), João Amorim, Heluana Quintas, Jj Noones, Lara Utzig e Ana Martel.

Meu amigo compositor Fernando Canto.

E, ainda, Wendril Rodrigues, Rebecca Braga, Ruan Patrick, Raoni Holanda, Naldo Maranhão, Joãozinho Gomes, Enrico Di Miceli, Cléverson Baia, Roni Moraes, Geison Castro, Fineias Nelluty, Marcão Franco, Osmar Junior, Helder Brandão, Jean Carmo, Zezinho, entre tantos outros compositores talentosos do Amapá.

Meu amigo compositor Osmar Júnior

Vocês são foda! Meus parabéns pelo Dia do Compositor. Desejo ainda mais sucesso a todos!

Com Wedson e Geison, os irmãos Castro, músicos e compositores.

Elton Tavares

Estádio Glicério Marques completa 71 anos (minha crônica sobre o “Gigante da Favela”)

Ilustração de Ronaldo Rony

O Estádio Municipal Glicério de Souza Marques completa hoje 71 anos de fundação. O local foi idealizado pelo governador Janary Gentil Nunes e fundado em 15 de janeiro de 1950. A arena teve momentos de glória e ainda hoje é palco de jogos do Campeonato Amapaense, Copão da Amazônia e amistosos. Ali foram disputados grandes clássicos com a participação de craques amapaenses.

Foto: Elton Tavares

O estádio possui as alcunhas de “Gigante da Favela” e “Glicerão”, como o estádio foi apelidado pela crônica esportiva. Lembro-me da minha infância com alegria. Eu e meu irmão fomos agraciados com excelentes pais, que nos proporcionaram tudo de melhor possível (e muitas vezes impossível, mas eles fizeram mesmo assim).

Foto: Blog da Alcinéa

Entre tantas memórias afetivas estão as idas ao Glicerão. Meu pai, o saudoso Zé Penha, também jogou no estádio quando foi goleiro amador dos clubes São José e Ypiranga, no time do coração, o “Clube da Torre”. Eu e o mano dávamos muito trabalho ao pai, sem falar o pede-pede. Era pirulito de tábua (aqueles marrons em forma de cone que são puro açúcar), picolé, pipoca, refri e churrasquinho. Era tão porreta!

Como já disse, quando garotos, meu pai e tio Pedro Aurélio, seu irmão, jogaram no Glicerão. Assim como muitos jovens da geração dele. A qualidade do futebol era tão boa que a galera que não tinha grana até pulava o muro para assistir às partidas. Sem falar que o Glicério já foi palco de vários shows locais e nacionais. Afinal, o velho estádio está no coração de Macapá.

Aliás, lembro daquele muro desde que me entendo por gente, pois a casa da minha amada avó fica lado do Glicério, na Rua Leopoldo Machado.

Naquele tempo rolava a charanga do Antônio Rosa, o Paulo Silva e o Humberto Moreira (lembro bem dos dois, pois sempre falavam com meu velho) faziam a cobertura dos jogos. O José Carlos Araújo exagerava na narração das partidas via rádio (a gente ia pro estádio com radinho na mão). Bons tempos!

É uma pena que o velho estádio não esteja em melhores condições e depois de 71 anos, as arquibancadas ainda sejam de madeira e o campo ruim. Um local que revelou jogadores como Bira, Aldo, Baraquinha, Marcelino, Jardel, Roxo (o primeiro amapaense que fez gol), Zezinho Macapá, Jasso, Miranda, entre tantos outros nomes importantes do futebol regional.

Foto: Elton Tavares

O futebol amapaense encolheu depois do “profissionalismo”, a política entrou em campo e deu no que deu: tanto o Glicerão quanto seu irmão mais novo, o Zerão, vivem vazios. Clubes tradicionais desaparecem das competições.

Para mim, há tempos o futebol amapaense perdeu o encanto, o brilho, a mágica. Nem no rádio escuto as partidas. Bom mesmo era na época em que o Zé Penha nos levava para assistir aos jogos no antigo Estádio Glicério, eu e Merson (meu irmão) assistíamos as partidas, brincávamos e nos divertíamos a valer. Quando lembro de tudo isso, a alegria entra naquele campo, escalada pela nostalgia.

Elton Tavares

Foto: Flávio Cavalcante

*Texto do livro “Crônicas De Rocha – Sobre Bençãos e Canalhices Diárias”, de minha autoria,lançado no último dia 18 de setembro. A obra, com 61 crônicas, tá linda e está à venda na Public Livraria ao preço de R$ 30,00 ou comigo. Contato: 96-99147-4038.

Alessando Nunes gira a roda da vida. Feliz aniversário, “Coxa Bamba”! – @alessandonunes

Quem lê este site, sabe: gosto de parabenizar amigos em seus natalícios, pois declarações públicas de amor, amizade e carinho são importantes pra mim. Neste décimo quarto dia do ano gira a roda da vida pela 42ª vez o pai dedicado das lindas Ana, Maria e Helena, filho amoroso do Geraldo e Heliana, irmão parceiro do Diogo, Lia e Leilane, namorado apaixonado peloa Priscila, maluco das antigas, melhor cozinheiro de torresmo, cumpridor de missões impossíveis, artesão e muito brother deste editor, Alessando Nunes – o popular e consideradão da galera, “Coxa Bamba”.

Gabo-me de ter muitos amigos (uma porrada de inimigos também, mas assim que é bom) e um dos queridos do meu coração amalucado é Coxa Bamba. Pensem num figura feliz. Ele tá sempre sorrindo, com uma fonte inesgotável de otimismo e fé de que tudo sempre dará certo.

Alessando Nunes é um doido varrido (no bom sentido), querido por todos. Um cara trabalhador, que alia boemia e trampo com responsa. Ele é, sobretudo, um homem de bem e um amigo querido.

Já disse e repito: nem lembro quando, em qual circunstância ou onde conheci o Alessando Nunes. Só sei que faz tempo e que foi por meio do Bruno Mont’Alverne (Babolha), amigo que temos em comum. A gente bebeu incontáveis cervas no antigo bar que ele tinha com o irmão, na orla de Macapá, o “Mururé”, lá pelas bandas do “Maguila”. Aliás, ali vimos o sol nascer muitas vezes.

Coxa é carismático como poucos, dono de uma paideguice e bom humor irradiantes. Sempre com sua malandragem refinada e ditados engraçados, ele segue na vida pelos atalhos que os pregos não conseguem enxergar e muito menos trilhar. Dou valor nesse cara.

O Coxa nunca fez nada que o desabone como amigo e parceiro. Pelo contrário, sempre foi um cara legal pra caralho comigo. Alessando, mano velho, “tu saaaabes, Patinhas…”.Que a força sempre esteja contigo. Que teu novo ciclo seja ainda mais paid’égua, produtivo, próspero e que tenhas sempre saúde e sucesso junto dos teus amores. Que tua vida seja longa; que sigas com sabedoria  (sei que é meio difícil pra nós) por pelo menos mais uns 100 janeiros e que a gente ainda endoide muito junto. É nozes, mano velho!

Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares