Valorização da vida, suicídio e meio ambiente são os temas das palestras de André Trigueiro

Valorização da vida, suicídio e meio ambiente são os temas que o jornalista, professor e escritor André Trigueiro irá tratar nos dias 20 e 21 de julho, em Macapá. A iniciativa de debater os temas com um profissional qualificado é do Ministério Público do Amapá (MP-AP) e parceiros do projeto AtuaAção Pela Vida. As inscrições são gratuitas e já estão disponíveis.

André Trigueiro é voluntário colaborador do Centro de Valorização da Vida (CVV), para onde destinou os direitos autorais do seu livro “Viver é a melhor opção”, publicação em que o jornalista trata do tema suicídio como um problema de saúde púbica. Tem pós-graduação em Gestão Ambiental pela COPPE/UFRJ, onde leciona a disciplina “Geopolítica Ambiental”; é professor e criador do curso de Jornalismo Ambiental da PUC-Rio, repórter da TV Globo e editor-chefe do programa “Cidades e Soluções”, na Globo News.

Vejam o convite de André Trigueiro:

Palestras:

– Atuação pela Vida e Prevenção ao Suicídio: Sinais para Saber e Agir
Data: 20 de julho
Hora: 9h

– Soluções Inteligentes para um Planeta em Crise: É Possível um Desenvolvimento Sustentável?
Data: 20 de junho
Hora: 15h

– Força, Coragem e Fé: A Arte de Seguir em Frente
Data: 21 de julho
Hora: 9h

Garanta sua inscrição: http:/mpap.mp.br/palestra/

Acompanhe e curta a programação deste final de semana do Norte das Águas

Chegando o fim de semana e o ponto de encontro Norte das Águas prepara o espaço para receber clientes e amigos para saborear o cardápio musical, de bebidas e comidas, marcas registradas do local. Durante três dias o público terá atrações diferenciadas para atender estilos variados, com a mesma dedicação no atendimento e recepção. O Bar e Restaurante Norte das Águas, durante o mês de julho funciona a partir de terça-feira para almoço e jantar, e de sexta à domingo tem música ao vivo. Está localizado na orla do Araxá – Complexo Marlindo Serrano, “de frente para ao rio mais belo, bem próximo da linha do equador”. A entrada é franca.

Não tem chorinho, mas a noite é do brega clássico

Excepcionalmente nesta sexta-feira, 19, não haverá a apresentação do grupo Vou Vivendo, com os tradicionais choro e samba, em razão do evento Estação Brega, que vai acontecer ao lado do Norte, na Concha Acústica, com grandes cantores do brega clássico. Mas para que o público aproveite esta programação de verão, a direção vai preparar o restaurante e bar para atender clientes que gostam do nosso brega, mas querem comer e beber em um ambiente com mais conforto e atendimento especial. Mauro Cotta, Jomasan, Suelen Braga e Banda Moara podem ser de lá apreciados também.

Choro, samba e pagode

No sábado, a partir das 17:30 o salão do Norte é dos músicos de percussão, cordas e metais, e no fim da tarde o grupo de Pagode Maradona toma conta do palco com o melhor do estilo, tocado e cantado por jovens e talentosos instrumentistas. E às 21h o Maradona passa o microfone para o grupo Vou Vivendo, e a noite é de quem curte um bom chorinho e samba de raiz. Vou Vivendo leva para o ambiente gerações de apaixonados por música brasileira e dançarinos amadores e profissionais. Beto Sete Cordas, Humberto Moreira, Gabriel Pinheiro, Lindomar Trindade e Walciman Lemos prometem o mesmo sucesso das sextas-feiras.

Domingo bossa, MPB e regional

Pra começar bem a semana, no domingo o almoço tem a participação de Venilton Leal e Simey Sabóia, que deixam a casa com cara de verão, graças à paisagem rodeada de árvores e do rio Amazonas, e a refeição passa a ser especial ao som de bossa nova, MPB e jazz. No cair da tarde, às 17h, começa a Roda de Bandaia, com João Amorim comandando os músicos e convidados que dão o auxílio luxuoso para as tardes de domingo. Marabaixo, carimbó, zimba, batuque, tudo o que vem do norte do Brasil toca na Roda de Bandaia, que ainda oferece saias para quem quiser dançar à caráter.

Aproveite nossa programação e bom fim de semana!

Mariléia Maciel
Assessoria de Comunicação – Norte das Águas

Documentário retrata o surgimento do ‘graffiti’ nos espaços urbanos de Macapá

Documentário retrata o surgimento do ‘graffiti’ nos espaço urbano de Macapá — Foto: Divulgação

Por Rita Torrinha

O surgimento do graffiti em espaços urbanos de Macapá é o assunto traçado nos 35 minutos do documentário “Tatuagem da Cidade”, que será exibido nesta quarta-feira (17) em um espaço cultural no Centro da capital. O filme tem como base pontos de vista de dez artistas amapaenses da vanguarda e da nova geração.

“Buscamos entrevistar grafiteiros antigos, alguns que transitaram entre espaços que acreditamos ser importantes, como o Catita Clube e o Espaço Caos. Também escolhemos alguns grafiteiros mais novos que representam a cena hoje, a galera que está na ativa”, explica Danrlei Chagas (Jack), que assina a direção do filme.

Criadores, da esquerda para direita: Danrlei Chagas (Jack), Ramones Otirb e Lucas Monte — Foto: Danrlei Chagas/Arquivo Pessoal

Jack compartilha o roteiro e direção do documentário com o amigo Ramones Otirb e contou com Lucas Monte nas filmagens. Os dois primeiros são estudantes de artes visuais da Universidade Federal do Amapá (Unifap), onde surgiu a ideia da gravar a película, como parte do trabalho de conclusão de curso. Foram oito meses de trabalho, entre gravação e finalização.

Artista Moara Negreiros é uma das entrevistadas no documentário — Foto: Danrlei Chagas/Arquivo Pessoal

“Começamos a escrever o TCC e ao mesmo tempo gravar. Para gravar contamos com a ajuda do Lucas Monte, que se disponibilizou a fazer as imagens, e a edição é do André Cantuária. Assim surgiu a ideia de fazer um curta-doc sobre esses relatos e também mostrar como é agora a identidade da arte urbana local”.

“O muro é símbolo da sociedade moderna e não por acaso também é o suporte favorito dos grafiteiros”, Jack — Foto: Divulgação

“Tatuagem da Cidade” não fala sobre o processo individual criativo dos grafiteiros, se propõe a registrar relatos desses espaços coletivos que surgiram e desapareceram, mas que contribuíram para a valorização da cena da arte urbana.

Gabi Campis estuda artes e é grafiteira. Ela também está no documentário — Foto: Divulgação

Para Jack, apesar de ser considerada “tímida” por alguns grafiteiros, a arte de rua existe e resiste ao passar do tempo, mesmo que seja em movimentos cíclicos, mas com potencial de intervenção cada vez maior.

Danrlei Chagas (Jack), diretor do documentário — Foto: Danrlei Chagas/Arquivo Pessoal

É também uma decisão de trazer à visibilidade e fomentar discussões, inclusive acadêmica, onde, segundo os documentaristas, o acervo sobre a temática ainda é pífia. Para os grafiteiros, os muros são os suportes favoritos para usar os sprays multicoloridos e ressignificar o lugar.

Documentário retrata a arte do graffiti integrada ao cenário urbano de Macapá — Foto: Divulgação

Todos os entrevistados no documentário são grafiteiros e a maioria tem formação ou está se formando no curso de artes visuais, seja a nível técnico, seja em licenciatura.

Ter um recorte da cena do graffiti registrado em filme representa também o resgate de rodas constantes de discussões sobre o movimento e a (re) aproximação dessa tribo. Uma reflexão que vai além de um filme ou trabalho acadêmico.

Serviço:

Exibição do documentário “Tatuagem da cidade”
Local: Casa Viva (Avenida Almirante Barroso, nº 851, Centro)
Data: 17 de julho (quarta-feira)
Hora: 20h
Entrada gratuita

Fonte: G1 Amapá

Acadêmicos de medicina terão internato em aldeia indígena a partir de agosto

Entre meses de agosto e setembro, os 52 acadêmicos do sexto ano do curso de medicina da Universidade Federal do Amapá (Unifap) irão participar de uma experiência bem diferente da rotina que levam na cidade. Neste período, eles estarão envolvidos com o internato rural, que terá suas atividades desenvolvidas no município de Porto Grande e na Aldeia do Manga, área indígena que fica a 18km do município de Oiapoque.

Pelo cronograma do internato, os alunos irão sair de Macapá no dia 17 de agosto com destino a Oiapoque, percorrendo cerca de 600 km pela BR 156. Entre os dias 19 a 23 eles irão prestar atendimento à comunidade indígena da Aldeia do Manga e de 26 a 12 de setembro, estarão no município de Porto Grande, onde também atenderão as comunidades dos municípios vizinhos como Ferreira Gomes e Pedra Branca do Amapari, sob a supervisão de professores do curso.

Os atendimentos vão abranger a área de atenção básica, o que envolve programas de hipertensão e diabetes, planejamento familiar, realização de pré-natal, diagnóstico e tratamento da hanseníase, tuberculose, dengue e malária, além de consultas e orientações antitabagistas, promoção do envelhecimento ativo, diagnosticar e tratar doenças diarreicas da infância e pneumonias comunitárias infantis e realizar procedimentos como curativos e suturas.

“Durante quatro semanas os alunos vão vivenciar o que é a realidade de uma população ribeirinha, indígena ou de uma comunidade distante da capital e isso é essencial para a formação desses futuros médicos”, explica o professor do curso Algerry Rêgo.

O médico Felipe Pena estava entre os acadêmicos que fizeram o internato no ano passado. Ele conta que a experiência coloca os alunos dentro da realidade do sistema de saúde, no qual os médicos vão atuar depois de formados, além de ser a uma oportunidade para pôr em prática o que aprenderam nos seis anos de curso.

“A convivência com uma cultura diferente, com o interior, com uma população que é pobre em informação e em recursos, nos fez tentar alcançar essa população da melhor forma possível no que tange o atendimento médico. Nós tivemos a experiência de como seria a nossa vida após formados e nós tivemos a clara certeza de que aquilo que nós vivemos no internato rural foi um preparatório para a vida profissional”, diz Felipe.

A professora Ennara Borges, que também participou do internato rural em 2018, diz que a disciplina incute um traço mais solidário na formação dos médicos.

“Esse trabalho leva cidadania para pessoas. Através dele, a universidade se aproxima das comunidades mais carentes e coloca a disposição delas o conhecimento produzido em sala de aula. Ele é indispensável para que os médicos percebam como o trabalho deles é importante na vida das pessoas e a responsabilidade que eles assumem ao escolherem a profissão”, diz Ennara.

O internato rural indígena é a última disciplina da graduação. E para os alunos que vão retornar ao seus estados de origem, será também a última oportunidade para conhecer o interior do estado por onde se formaram.

Parceria

Um entendimento com o Exército Brasileiro vai possibilitar, que em Oiapoque, os alunos possam ficar alojados na Companhia Especial de Fronteira do Exército Brasileiro em Clevelândia do Norte. Esse é o primeiro passo de uma relação que deve se estreitar ainda mais com a celebração de um acordo de cooperação que prevê que os cursos de saúde a Unifap (Medicina, Fisioterapia, Farmácia e Enfermagem) atuem junto com o exército em ações de saúde e cidadania, que serão programadas anualmente.

Assessoria de comunicação da Unifap

Show “Osmar Júnior canta Belchior”

O cantor amapaense Osmar Júnior visita obra de Belchior. O show acontecerá no dia 3 de agosto, no Norte das Águas, a partir das 22h30.

Belchior é cantor e filósofo, angustiado e contestador de seu tempo e sua geração, buscador da verdade em tudo, inclusive em si mesmo, pintor e poeta brasileiro cuja música ousou falar de transformação num tempo em que tudo se achava estabelecido.

Belchior lava a alma de Osmar dizendo o que tantas vezes serve de ópio das dores e buscas de um artista solitário em sua obra também.

Osmar Júnior é uma referência desde de 1989 quando produziu o projeto Costa Norte. Com mais de 30 anos de carreira gravou mais de 10 álbuns e várias coletâneas.

É palestrante, escritor cronista e produtor cultural. Sua música é identificada em várias Universidades no Brasil e em países de língua portuguesa como geo música.

Suas obras mais famosas são “Igarapé das Mulheres”e “Pedra do Rio”, entre outras baladas conhecidas na região amazônica.

Osmar é reconhecido por seus temas ambientalistas e de cunho regional, um grande defensor de sua região e seu povo. Ele tem mais de 100 músicas gravadas.

Serviço:

Dia: 03 de agosto de 2019
Local: Norte das Águas
Hora: 22h30
Mesa: R$ 100,00
Individual: R$ 25,00
Reservas pelo Whatsapp: 98121 6999
Produção: Edna Pantoja

João Amorim convida para uma Noite Quente

João Amorim fará, no dia 2 de agosto (sexta-feira), um show com um repertório Latino Amazônico, músicas autorais e convidados especiais. Intitulado como “Noite Quente’, o espetáculo promete ritmos dançantes e uma noite caliente.

João Amorim tem 19 anos de estrada com a música. Desde seu primeiro show profissional, ele nunca mais parou de viver e respirar música, e hoje tem uma carreira de muita arte e sucesso.

João tem um trabalho cultural de vanguarda que contribui para que a música amapaense seja difundida no mapa brasileiro com uma nova linguagem jovem e pop, sem perder as raízes e características de um tucujú.

Serviço:

Dia: 2 de agosto de 2019
Local: Norte das Águas
Hora: 21h
Mesa: R$ 60,00
Individual: R$ 15,00
Reservas pelos Whatsapps: 99112-5488 / 98126-7631
Produção: Ana Anspach

Ana Anspach
Assessoria de comunicação

Prefeitura trabalha de forma intensa para evitar transtornos causados pela chuva

Devido às fortes chuvas que caíram na cidade na madrugada desta quarta-feira, 17, a Prefeitura de Macapá está nas ruas da capital atuando em várias frentes de serviços para evitar e sanar transtornos causados pelo grande volume de água. Até o momento, choveu 96 milímetros, em apenas 8 horas, mais da metade prevista para todo o mês de julho (190 milímetros).

Estão sendo executados serviços de desobstrução, desassoreamento e limpeza de vias pluviais durante toda o dia em diferentes bairros de Macapá. Os trabalhos se concentram na Avenida Cora de Carvalho, FAB com Santa Catarina, Av. Rio Grande do Norte, Leopoldo Machado, Pacoval, com desobstrução de bueiros e galerias; limpeza do talude e do canal do Jandiá com escavadeira hidráulica, limpeza e remoção de entulho do canal da Avenida Ana Nery, com capina manual e mecanizada. Serviços de limpeza e remoção de entulho também são executados na Rua Odilardo Silva e avenidas Marcílio Dias e General Osório.

“Estamos com equipes nas ruas desde a madrugada. Choveu o esperado para o mês inteiro e coincidiu com a maré alta. Vale lembrar que ainda há previsão de chuva, e a prefeitura continua fazendo o monitoramento e o trabalho de limpeza. Muito lixo está sendo retirado dos canais e das galerias, e gostaríamos de contar com a colaboração da população que muito já tem nos ajudado, mas algumas pessoas ainda insistem no descarte indevido do lixo, o que causa muitas obstruções e alagamentos na nossa cidade”, enfatiza o secretário de Obras de Macapá, David Covre.

Até o momento, a Defesa Civil Municipal atendeu 26 chamadas e está fazendo o monitoramento em pontos que já foram atendidos, como zona norte (Av. Pérsia, Renascer; Antônio Asmar, Jardim 1; Passagem Albatroz, Infraero 1; e no bairro Novo Horizonte) e zona oeste (Silas Salgado, Orlando Pinto e Santa Catarina).

Previsão do Tempo

Os dados do Núcleo de Hidrometeorologia e Energias Renováveis (NHMET/Iepa) apontam para o mês de julho 190 milímetros. Ainda segundo informações do NHMET, a previsão é de maré alta na tarde desta quarta-feira, por volta das 15h56, e deve atingir 3.15 milímetros. Em caso de alagamentos, a população deve acionar a Defesa Civil do Estado pelo número 193, que trabalha de forma integrada com o Município de Macapá.

Assessoria de Comunicação/PMM
Contato: 99903-5888
Fotos: Jhenni Quaresma e Max Renê

MP-AP, SESI-SENAI e parceiros finalizam preparativos para cursos e ações de saúde, limpeza e ambiental na Baixada Pará

Uma reunião de alinhamento para a ação coletiva na Baixada Pará aconteceu nesta terça-feira (16), na Promotoria do Meio Ambiente, localizada no Complexo Cidadão Zona Norte do Ministério Público do Amapá (MP-AP), com representantes dos parceiros dos projetos “Colorindo o Futuro – Baixada Pará” e “SESI-SENAI nos Bairros”. As ações da segunda etapa iniciam na próxima segunda-feira (22) e culminam no sábado (27). Durante o encontro, foram definidas as estratégias e mobilização, e fechadas novas parcerias para as ações de saúde, capacitações e atividades lúdicas.

O projeto “Colorindo o Futuro – Baixada Pará” é uma iniciativa do MP-AP, por meio das Promotorias de Justiça do Meio Ambiente, de Urbanismo e Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (CAOP/AMB), com o objetivo de promover dignidade, ações de cidadania e conscientização para questões ambientais. O Serviço Social da Indústria (SESI) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) são parceiros do MP-AP e levarão para a Baixada Pará o projeto “SESI-SENAI nos Bairros”, que está garantindo mais saúde e capacitações para moradores de bairros carentes de serviços públicos.

A primeira etapa do Colorindo o Futuro – Baixada Pará aconteceu no mês de maio, em uma parceria com a Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), através da Secretaria de Manutenção Urbanística (Semur). Na ocasião foram retiradas 19 toneladas de lixo da área de ressaca, onde a comunidade da Baixada Pará habita há mais de 40 anos. Sem políticas públicas efetivas que garantam serviços e aparelhos sociais como escola, delegacia e Unidade Básica de Saúde (UBS), e ações de cidadania, os moradores sofrem o desamparo e os problemas sociais, sendo a iniciativa do MP-AP um caminho para oportunidades e atendimento coletivo.

Nesta esta segunda etapa, serão realizadas cinco oficinas de 22 a 26 de julho. Pelo SENAI-AP, Produção de Pizzas, Noções Básicas de Carpintaria e Noções Básicas de Hidráulica, com disponibilidade de 60 vagas no total para moradores da área.

O Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap) realizará os cursos de Criação de Arte e Fotografia, e Edição de Vídeo, com 16 vagas para cada oficina. A empresa Nutriama, localizada na vizinhança da Baixada Pará aderiu ao projeto e irá doar o material para a oficina de pizza e lanches. Outras empresas parceiras do SESI-SENAI estão aderindo ao projeto, assim como o Exército Brasileiro.

A culminância do projeto será no sábado (27), a partir das 8h, com as ações de saúde, que irá disponibilizar testes rápidos, Circuito Saúde e massoterapia. Na área de estética, cabeleireiro e limpeza de pele; para auxiliar na entrada no mercado de trabalho serão disponibilizadas orientações profissionais pelo SENAI; para melhorar o meio ambiente será feita a limpeza da área de ressaca, e a PMM irá disponibilizar serviço de gari e contêiner para a retirada de lixo antes e após a ação. Haverá ainda distribuição de sopa, sucos e mingau, apresentação do Balé do SESI, ginástica laboral, e aulas de dança. No final, os participantes dos cursos receberão os certificados.

A proposta é que em agosto seja realizada a terceira etapa com a pintura de 100 casas, instalação de lixeiras, oficinas de aproveitamento de óleo, garrafas pet e latas, e a oficina de audiovisual. Esta fase encerrará com um festival de vídeo, resultado do aprendizado ministrado para os moradores, que participarão como produtores e atores dos filmes que irá retratar a vida de quem mora na área e a experiência com o projeto.

Agenda de Cursos:

De 22 à 26 de julho

SENAI-AP

– Produção de Pizzas (20hs)
– Noções Básicas de Carpintaria (20hs)
– Noções Básicas de Hidráulica (20hs)

Hora: das 14 às 18hs
Local: nas dependências do SENAI-AP.

PRODAP

Oficina de criação de arte e fotografia (20hs)
Hora: de 08 as 12hs.

Edição de vídeo ShotCut (16hs)
Hora: de14 as 18hs.
Local: Prodap

SERVIÇO:

Mariléia Maciel – Assessora operacional – CAOP/AMB
Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: [email protected]

Projetos SESI SENAI nos Bairros e Colorindo o Futuro vão ofertar cursos gratuitos à comunidade da Baixada Pará

Um dos serviços programados para a segunda edição do SESI SENAI nos Bairros é a oferta de cursos gratuitos para a comunidade da Baixada Pará. Por meio da parceria estabelecida com o Ministério Público do Estado (MP-AP), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Amapá vai ministrar capacitações em Produção de pizzas, Noções básicas de carpintaria e Noções básicas de hidráulica.

Os cursos vão ser realizados no período de 22 a 26 de julho e a certificação vai acontecer na ação principal, no sábado, 27. Foram disponibilizadas 60 vagas para jovens e adultos que desejam aprender uma nova atividade profissional. Para se inscrever o público precisa comparecer à secretaria do SENAI Amapá.

Além das capacitações, a programação dos projetos SESI SENAI nos Bairros e Colorindo o Futuro – do MP-AP – vai garantir a oferta de diversos serviços para os moradores da Baixada Pará. No sábado, 27, a comunidade terá acesso a testes rápidos, aferição de glicemia, avaliação do Índice de Massa Corporal (IMC), massoterapia e oficinas de reaproveitamento de alimentos, currículo e postura profissional. E também poderá degustar de alimentos que serão distribuídos.

O evento conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Macapá, por meio da Secretaria de Manutenção Urbanística (Semur), empresa Nutriama, do Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap), da Federação do Comércio (Fecomércio), Universidade Federal do Amapá (Unifap), O Moinho e do Exército Brasileiro.

Alinhamento

Para alinhar os últimos detalhes, os parceiros dos projetos SESI SENAI nos Bairros e Colorindo o Futuro – Baixada Pará reuniram-se na terça-feira, 16. O objetivo do encontro foi conversar sobre as estratégias que estão sendo adotadas para a realização da ação.

Serviço:

SESI SENAI nos Bairros e Colorindo o Futuro
Data: 27 de julho (sábado)
Horário: das 8h às 13h
Local: Baixada Pará

Assessoria de Comunicação Corporativa SESI/SENAI – AP
Contato: (96) 3084-8944
E-mail: [email protected]

Movimento LGBT fará pré Parada neste sábado

André Lopes, coordenador geral da Parada do Orgulho LGBT no Amapá – Foto: Diário do Amapá

Com a finalidade de angariar recursos para a realização da Parada do Orgulho LGBT, a acontecer em 1º de setembro, o movimento LGBT no Amapá promoverá sábado, 20, o ‘Verão no Vale’, na sede campestre da Seinf , na rodovia JK, com a presença de sete DJs. Ingresso ao custo de cinco reais.

O evento foi anunciado no início da noite desta segunda-feira, 15, por André Lopes, coordenador geral da Parada do Orgulho LGBT no Amapá, Ele denominou a festa como pré Parada.

André explicou que o Vale no Verão nasceu da necessidade do movimento conseguir recursos próprios para a Parada, uma vez que nos dez anos de existência do evento, nunca o poder público liberou recursos, apesar de apoiar no que se refere a serviços. Além disso, disse André, há uma relutância dos empresários em apoiarem o acontecimento.

O coordenador antecipou que a entrada no Verão no Vale será vedada a pessoas menores de 18 anos, e que das 21h às 23h será permitida a entrada de bebidas na sede campestre. Depois desse horário, bebida só poderá se adquirida no evento.

Fonte: Café com Notícias

Música e poesia: nesta quarta-feira (17), no Sankofa, rola mais uma edição da “Quarta de arte da Pleta”

Hoje (17), a partir das 19h, no Sankofa, vai rolar mais uma edição da “Quarta de arte da Pleta”. O evento contará com o Vitrola Cultural, poesia de Eliakin Rufino, além de música ao vivo com Ligia Mônica e o maestro Roselito.

A noite terá ainda apresentação musical de Erick Pureza e Fernanda Canora. E performance poética de Kassia Modesto e Hayam Chandra.

A Quarta de Arte da Pleta será realizada em todas as quartas das férias de julho.

Serviço:

“Quarta de arte da Pleta ”
Data: 17/07/2019
Local: Sankofa, localizado na Rua Beira Rio 1488, Orla do Santa Inês, zona sul de Macapá.
Hora: a partir das 19h
Couvert: R$ 5,00
Mais informações pelo telefone: 98109-0563 (Andreia Lopes).

Elton Tavares

Prefeito Clécio Luís acerta detalhes do Estação Brega com empreendedores

No fim da tarde de segunda-feira, 15, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, acompanhado de secretários, reuniu com empreendedores do complexo do Araxá para tratar os detalhes da realização da Estação Brega, que ocorrerá nesta sexta-feira, 19, na concha acústica do local. A reunião teve como finalidade a organização dos trabalhadores durante o evento, além da apresentação da estrutura e programação.

“O complexo do Araxá é um dos principais pontos turísticos de Macapá. Quem visita a cidade passa por aqui para contemplar a beleza do rio Amazonas e degustar a culinária regional. Melhoramos a iluminação e estamos trabalhando nos reparos das calçadas e quiosques. Este ano, ampliamos o Macapá Verão para fomentar a economia do município e melhorar a renda dos empreendedores desses pontos turísticos”, relatou o prefeito.

“Estamos contentes e agradecemos ao prefeito Clécio por esse maravilhoso evento cultural. Tenho certeza de que a Estação Brega irá atrair um enorme público, já que a programação é voltada para a nossa cultura, que é o brega. Trabalhamos com programações nas sextas-feiras. Além do nosso público, o evento atrairá mais pessoas para o Araxá”, contou o empreendedor Venilton Leal.

A Secretaria Especial de Iluminação Pública (Seip) fez a manutenção de cerca de 60 pontos de iluminação no complexo do Araxá. Foram instaladas lâmpadas de vapor metálico. A Secretaria Municipal de Manutenção Urbanística (Semur) executou serviços de limpeza e roçagem, e a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana (Semob) está fazendo reparos na estrutura dos quiosques e calçadas.

A Estação Brega faz parte da programação do Macapá Verão 2019 e contará com artistas como Mauro Cotta, Banda Moara, Suelen Braga e Jomasan. Além dos shows, haverá apresentações de grupos de dança de salão e gastronomia, com início às 20h.

Aline Brito
Assessora de comunicação/PMM
Foto: Jhenni Quaresma

Empresa oferta cerca de 250 vagas de emprego no Amapá; veja como concorrer

Cerca de 250 vagas de emprego foram abertas este mês para o Amapá, ofertadas por uma empresa multinacional do ramo de gêneros alimentícios que vai ser instalada no estado. A seleção é feita através do Sistema Nacional de Emprego (Sine) no Centro de Macapá e também nas unidades Super Fácil.

Desde quando foram abertas as vagas, centenas de pessoas fazem fila em frente à sede do Sine para tentar preencher as ofertas.

Os interessados precisam fazer cadastro no Sine, apresentar currículo com formação e experiência, além de apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e comprovante de residência (atualizado). Em seguida, o candidato aguarda o agendamento para as entrevistas.

Há vagas como consultor de vendas, operador de empilhadeira, atendente de loja, operador de loja pleno (fiscal de loja), auxiliar de depósito (ajudante de carga e descarga), fiscal de caixa, entre outros. O gerente do Sine Amapá, Júnior Braga, ressalta que há muita procura, mas também há perdas de vagas.

“A gente tem tido dificuldade com algumas funções, principalmente de RH, chefe de departamentos, aquele chefe que cuida de seção de hortifrúti, de panificação. Falta qualificação e experiência na área. Conversando com a empresa a gente conseguiu flexibilizar algumas vagas, para que não precise de experiência de fato para aquela vaga, mas que tenha conhecimento na área para poder executar a função de acordo com diretrizes da empresa”, certificou Braga.

A previsão, segundo o gerente, é que a multinacional inaugure em setembro, portanto a seleção deve ocorrer até final de agosto. Os salários variam de R$ 1.060,00 a R$ 2.300,00, de acordo com o Sine.

Também há oferta de vagas para trabalhadores portadores de deficiência. Além disso, o Sine segue ofertando vagas para outros setores como serviços, comércio e construção civil.

“Estão precisando do profissional multiuso, que tenha expertise na função, que tenha uma boa comunicação, são passos principais para começar a tratar esse profissional e conseguir com que ele venha ser inserido no mercado de trabalho o mais rápido possível”, complementou Braga.

Veja onde procurar as vagas de emprego:

Sine Macapá: Rua General Rondon, nº 2350, em frente à praça Floriano Peixoto
Super Fácil Beirol: Rua Jovino Dinoá, nº 3807 C
Super Fácil Novo Buritizal: Rua Claudomiro de Moraes, sem número
Super Fácil São Lázaro: Rua da Liberdade, 355
Super Fácil Zona Oeste: Rodovia Duca Serra, Km 3, 887
Super Fácil Centro: Rua Cândido Mendes, esquina com Av. Raimundo Álvares da Costa
Outras informações e oferta de vagas podem ser obtidas através do número (96) 4009-9702.

Fonte: G1 Amapá

Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas recebe inscrições até 24 de julho

As inscrições do processo seletivo para o curso de Especialização em Estudos Culturais e Políticas Públicas da Universidade Federal do Amapá (Unifap) começaram nesta segunda-feira, 1º, e vão até o dia 24 de julho de 2019. O curso oferece 50 vagas, sendo 40 para ampla concorrência e 10 reservadas exclusivamente para candidatos que integram movimentos sociais e organizações da sociedade civil organizada.

De acordo com a resolução 039/17 do Conselho Universitário da Unifap, das 50 vagas, 17 estão reservadas para candidatos pretos, pardos, quilombolas, indígenas, pessoas com deficiência e pessoas trans. Para se inscrever, o candidato deve preencher o formulário que está disponível no endereço: https://depsec.unifap.br/index.php?c=ppgecpp192 e seguir as demais regras do edital.

O curso tem duração de 18 meses, nove componentes curriculares obrigatórios e será ministrado, preferencialmente aos sábados, na modalidade semipresencial. O resultado final do processo seletivo será divulgado no dia 20 de agosto. A previsão é que as aulas iniciem no dia 31 do mesmo mês.

Para mais informações, consulte o edital no site do Departamento de Processos Seletivos Concursos (Depsec): http://www.unifap.br/editais/edital-no-02-2019-pcult-unifap-processo-seletivo-para-selecao-de-alunos-para-o-curso-de-especializacao-em-estudos-culturais-e-politicas-publicas-modalidade-semi-presencial/.

Assessoria de comunicação da Unifap