Música de hoje – Interstate Love Song

Interstate Love Song (Canção de Amor Interestadual) – Stone Temple Pilots
Esperando, numa tarde de domingoPela palavra que eu li nas entrelinhasVocê mentiuSentindo-me igual a uma mão vermelha de vergonhaEntão você está rindo ou chorando?Responda?
Partindo em um trem vindo do sulApenas ontem você mentiuPromessas do que eu parecia ter sidoApenas observei o tempo passar
Todas essas coisas que você me disse
Respirar é a coisa mais difícil de fazer.Com tudo o que eu disse eTudo que está morto para você,Você mentiu – Adeus
Partindo em um trem vindo do sulApenas ontem, você mentiuPromessas do que eu parecia ter sidoApenas observei o tempo passar
Todas essas coisas que eu te disse

SWU começa hoje

O Festival de música SWU Music & Arts Festival, acrônimo de Starts With You (Faça Você Mesmo) é um festival que começa hoje  na cidade de Paulínia. O evento tem toda uma ação de conscientização da população em relação às atitudes tomadas para o futuro.
Mas como parar de vez o aquecimento global parece algo impossível para cada um, o SWU vem para mostrar que qualquer ato, por mais simples que seja, pode fazer toda a diferença. Mude hábitos, comece a pensar no futuro.
Essa iniciativa pode mudar todos que estão à sua volta e assim a humanidade caminhar para uma mudança incrível. Pode parecer apenas um sonho, mas para o SWU isso já uma realidade.
Fora o objetivo, que visa a sustentabilidade, o Festival terá grandes bandas e artistas do rock mundial. Entre os que tocarão no SWU, eu queria mesmo era ver os shows do Faith no More, Stones Temple Pilots e Neil Young. E como eu queria!

Música de hoje – Unknown Caller

Unknown Caller (Chamada Desconhecida) – U2
Luz do sol, luz do solLuz do sol, luz do sol
Eu estava perdido entre a meia-noite e o amanhecerNum lugar sem consequencia ou companhiaEram 3:33 quando os números caíram do marcador do relógioFazendo ligações sem sinal algum
Vá, grite alto, erga-seOh, ohEscape de si mesmo e da gravidadeOuça-me, pare de falar para que eu possa falarSilêncio agoraOh, ohEncerre o programa e mova para a lixeira
Eu estava no ponto de origemNo limite do universo conhecido, onde eu queria estarEu havia dirigido até o local do acidenteE eu sentei lá, esperando por mim
Reinicie o sistema e a si mesmoVocê está livre para irOh, ohGrite de alegria, se tiver a chanceSenha, você, entre aqui, agora mesmoOh, ohVocê sabe o seu nome, então escrevaOuça-me, pare de falar, para que eu possa falarSilêncio agoraOh, ohNão se mova e não diga nada

Primeira música de hoje – Um Índio

Um Índio – Caetano Veloso
Um índio descerá de uma estrela colorida brilhante
De uma estrela que virá numa velocidade estonteante num claro instante
Depois de exterminada a última nação indígena
E o espírito dos pássaros das fontes de água límpida
Mais avançado que a mais avançada das mais avançadas tecnologias

Virá
Impávido que nem Muhammad Ali

Virá que eu vi
Apaixonadamente como Peri
Virá que eu vi
Tranqüilo e infalível como Bruce Lee
Virá que eu vi
O aché do afoxé Filhos de Gandhi
Virá
Um índio preservado em pleno corpo físico
Em todo sólido todo gás e todo líquido
Em átomos palavras cor em gesto em cheiro em sombra em luz em som magnífico
Num ponto eqüidistante entre o Atlântico e o Pacífico
Do objeto sim resplandecente descerá o índio
E as coisas que eu sei que ele dirá não sei dizer assim de um modo explícito
Virá
Impávido que nem Muhammad Ali
Virá que eu vi
Apaixonadamente como Peri

Virá que eu vi
Tranqüilo e infalível como Bruce Lee
Virá que eu vi
O aché do afoxé Filhos de Gandhi
Virá
E aquilo que nesse momento se revelará aos povos
surpreenderá a todos não por exótico
Mas pelo fato de poder ter sempre estado oculto quando terá sido o óbvio.

Música de hoje – À Francesa

À Francesa – Marina Lima
Meu amor se você for embora
sabe lá o que será de mim
passeando pelo mundo afora
na cidade que não tem mais fim
ora dando fora, ora bola
uma irresponsável, pobre de mim
se eu te peço pra ficar, ou não?
meu amor eu lhe juro
que não quero deixá-lo na mão
e nem sozinho no escuro
mas os momentos felizes não estão escondidos
nem no passado, nem no futuro
meu amor não vai haver tristeza
nada além de um fim de tarde a mais
mas depois as luzes todas acesas
paraísos artificiais
e se você saísse à francesa
eu viajaria muito, mas muito mais
se eu te peço pra ficar, ou não?
meu amor eu lhe juro
que não quero deixá-lo na mão
e nem sozinho no escuro
mas os momentos felizes não estão escondidos
nem no passado nem no futuro

Pink Floyd e a Filosofia

“Pink Floyd e a Filosofia” é uma coletânea de relatos e artigos, reunidos por George A. Reisch, que tem como tema comum o Pink Floyd. O livro na verdade foi escrito por filósofos, psicólogos e sociólogos que além de excelentes profissionais, são fãs incondicionais do Pink Floyd.
O livro nos leva por todo o psicodelismo do The Pipper at the Gates of Dawn e por toda a complexidade do Dark Side of the Moon até a fase “solo” do Pink Floyd com o The Final Cut e The Division Bell.
Além de analisar as músicas e suas passagens instrumentais, o livro serve também como uma pequena biografia da banda, pois sempre fatos históricos são citados para justificar as músicas que  foram compostas.
Esse livro é leitura obrigatória para quem é fã do Pink Floyd e também para quem não é fã e quer entender todo o universo “pink-floydiano”.

É, como diz o meu amigo Célio Lopes: “Pink Floyd é a excelência da música”.
Goodbye Blue Sky (tradução) – Adeus Céu Azul- Pink Floyd
“Olha mamãe, tem um avião no céu”
Você viu as pessoas assustadas?
Você ouviu as bombas caindo?
Você já imaginou porque nós tivemos de procurar abrigo
Quando as promessas de um admirável novo mundo Desfraldavam sob um limpo céu azul?
Você viu as pessoas assustadas?
Você viu as bombas caindo?
As chamas todas se foram há tempo, mas a dor continua
Adeus céu azul
Adeus céu azul
Adeus
Adeus
Adeus
“O vôo das 11:15 para Newcasttle está se aproximando”
“O pouso as 11:18..”

Bom dia musical de Cartola

O Sol Nascerá – Cartola
A sorrir
Eu pretendo levar a vida,
Pois chorando
Eu vi a mocidade perdida.
A sorrir
Eu pretendo levar a vida,
Pois chorando
Eu vi a mocidade perdida.
Fim da a tempestade
O sol nascerá,
Fim desta saudade
Hei de ter outro alguém para amar.
A sorrir
Eu pretendo levar a vida,
Pois chorando
Eu vi a mocidade perdida.
Fim da tempestade
O sol nacerá,
Fim desta saudade
Hei de ter outro alguem para amar.
A sorrir
Eu pretendo levar a vida,
Pois chorando
Eu vi a mocidade perdida.

Música de hoje – Trac – Trac

Trac – Trac – Os Paralamas do Sucesso – Composição: Fito Paez

                                                                  Não, não passa o tempo

Ao menos para mim
Tomo comprimidos e sigo sem dormir
Vejo tantos portos, não há onde atracar
Já não existem laços, alguém cortou
Trac, trac, trac

                                                    Todos os perfumes, todo aquele lugar

Todas as misérias e tudo mais que há
Cada movimento do sol sobre você
Cada móvel velho e cada anoitecer
Yeah, yeah…
Dá-me tu amor, solo tu amor
Solo dá-me tu amor

                                                     Poucas garantias há para nós dois

Nada neste mundo tem tanto valor
Todos os vizinhos parecem saber
E lançam seus olhares sobre eu e você
Yeah, yeah…
Veio todo mundo, a Rádio e a TV
Veio o comissário, anjos do céu também
Todos querem algo, sangue ou não sei quê
Em todo Universo nada lhes dá mais prazer
Yeah, yeah…

Música de hoje – Don’t Panic

Don’t Panic (SEM PÂNICO) – Coldplay

Ossos afundando como pedra
Tudo pelo que lutamos
Lares que criamos
Todos nós estamos acabados
E vivemos num belo mundo
é, vivemos, é vivemos
Vivemos num belo mundo

Ossos afundando como pedra
Tudo pelo que lutamos
Lares que criamos
Todos nós estamos acabados
E vivemos num belo mundo
é, vivemos, é vivemos
Vivemos num belo mundo

E vivemos num belo mundo
é, vivemos, é vivemos
Vivemos num belo mundo

Oh, tudo que eu conheço
Não há nada do que fugir aqui
Que todo mundo aqui tem alguém em quem se apoiar

Música de hoje – Timidez

 
Timidez – Biquini Cavadão

Toda vez que te olho
Crio um romance
Te persigo, mudo
todos instantes
Falo pouco pois não
sou de dar indiretas
Me arrependo do que digo
em frases incertas
Se eu tento ser direto, o medo me ataca
sem poder nada fazer
Sei que tento me vencer e acabar com a mudez
Quando eu chego perto, tudo esqueço
e não tenho vez
Me consolo, foi errado o momento, talvez
Mas na verdade, nada esconde essa minha timidez
Eu carrego comigo a grande agonia
De pensar em você, toda hora do dia
Eu carrego comigo, a grande agonia
Na verdade nada esconde essa minha timidez
Na verdade nada esconde essa minha timidez

Talvez escreva um poema
No qual grite o seu nome
Nem sei se vale a pena
Talvez só telefone
Eu me ensaio, mas nada sai
O seu rosto me distrai
E, como um raio,
eu encubro , eu disfarço
eu camuflo, eu desfaço
Eu respiro bem fundo
Hoje digo pro mundo
Mudei rosto e imagem
Mas você me sorriu
Lá se foi minha coragem
Você me inibiu

 

Música de hoje – Money (Dinheiro)

Money (Dinheiro) – Pink Floyd

Arrume um bom emprego com um salário melhor você fica OK.
Agarre essa grana com as duas mãos e faça um estoque.

Carro novo, caviar, sonhos acordados
Compre um time de futebol

Dinheiro, é um sucesso.
Viagem de primeira classe e alta fidelidade.

Dinheiro, é um crime.
Divida-o de modo justo mas não pegue um pedaço da minha torta.

Dinheiro, assim eles dizem.
É a raiz de todo o mal hoje em dia.

Mas se você pedir um aumento não é surpresa que eles
não estejam dando nenhum.

HuHuh! Eu tinha razão!
Sim, absolutamente com razão!
Eu certamente tinha razão!

Por que ninguém faz nada?
Eu não sei, eu estava muito bêbado no momento!

                                              Fonte: http://tusabespatinhas.blogspot.com/

Música de hoje – O último dia

O Último Dia – Lenine

Meu amor
O que você faria se só te restasse um dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Ia manter sua agenda
De almoço, hora, apatia
Ou esperar os seus amigos
Na sua sala vazia

Meu amor
O que você faria se só te restasse um dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Corria prum shopping center
Ou para uma academia
Pra se esquecer que não dá tempo
Pro tempo que já se perdia

Meu amor
O que você faria se só te restasse esse dia
Se o mundo fosse acabar
Me diz, o que você faria

Andava pelado na chuva
Corria no meio da rua
Entrava de roupa no mar
Trepava sem camisinha

Meu amor
O que você faria?
O que você faria?

Abria a porta do hospício
Trancava a da delegacia
Dinamitava o meu carro
Parava o tráfego e ria

Meu amor
O que você faria se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Me diz o que você faria
Me diz o que você faria
Me diz o que você faria…

Música de hoje – Miniprédios e Vírgulas

Miniprédios e Vírgulas – Banda stereovitrola – Composição: Ruan Patrick
Quando a noite disse mais
Quando soma te levou
Direto na FAB
Míniprédios e virgulas
Lajotas que giram
E depois tomam formas
A mãe da minha garotinha não gosta de mim
Diz que eu não sirvo e que não tenho valor
como se eu fosse um produto
com data vencida
visão pós modernista
só quero bem dela
Quantas vezes eu vou ter que provar
pra você parar de uma vez de alucinar
De ver o que não existe
E se um dia você for decidir
Tomar um Ácido e depois sumir
De vez em quando saímos
Debaixo de chuva
Sorrindo pro nada
que se transfigura
Quantas vezes eu vou ter que provar
pra você parar de uma vez de alucinar
de ver o que não existe
de ser um rockstar em crise

Final do 1º Festival de Música da Assembléia Legislativa e minha torcida pelo Grupo Pilão

                                                  Foto: http://fernando-canto.blogspot.com/

O 1º Festival de Música da Assembléia Legislativa do Amapá faz parte do aniversário de 20 anos da referida casa de leis. A finalíssima do concurso acontecerá amanhã, 19, às 19h, em frente a sede do parlamento amapaense, localizado na Avenida Fab com Rua Leopoldo Machado, no centro de Macapá.

A eliminatória aconteceu no último sábado, 15, no Centro Cultural João Batista de Azevedo Picanço. Ao todo, 20 músicas concorreram e somente 12 foram classificadas para a final. Serão avaliados a música, arranjo e interpretação. A premiação será R$ 7 mil para a canção vencedora, R$ 3 mil para o segundo colocado e R$ 2 mil para a 3ª melhor música.

                                                    Foto: Blog Canto da Amazônia.

As 12 músicas finalistas farão parte de um CD comemorativo. A coordenação do Festival está a cargo da Associação dos Músicos e Compositores do Amapá (AMCAP). As canções classificadas para a final são (respectivamente compositor e interprete):

01     POROC POROC     – Jerônimo B. de Souza / Edmilson P. Jacques     Alber Matos.
02     MEU FORTE     – Dilean Monper / Diule Monper (não usar b.base) –    Deize Silva.
03     ANALOGIA     – Fernando Canto     Grupo Pilão. 
04     MENINA DO RIO AMAZONAS     – Taty Taylor  / Taty Taylor.
05     A PAUSA     Sérgio Sales  –   Ingrid Sato.
06     REDENÇÃO      – Paulo Bastos / Brenda Melo.
07     AMAPÁ     Mauro Guilherme     Celine Guedes. 
08     AQUÁRIO DAS MARÉS    –  Ademir Pedrosa / Osmar Junior-  Brenda Fernades.
09     CANTO MINHA FÉ   – Taty Taylor /  Taty Taylor.
10     MEU LAGUINHO QUERIDO     Fernando Canto / Manoel Cordeiro  –   Grupo Pilão.
11     PRECES LOUVORES E BATUQUE   –  Cléverson Baía/ Cléverson Baía.
12     NA PONTE   – Paulo Bastos/  Brenda Melo.

Ah, por dois motivos, vou torcer pelas duas músicas do Grupo Pilão. Primeiro pelas canções, que são muito boas. Segundo, pelo poeta e escritor Fernando Canto, meu amigo “Barba”. Mas a minha preferida é “Analogia”.

Elton Tavares