Poema de hoje

Eu, Mel e Erika.

À Mel
Mel, doce mel.
Que adoça a boca,
Que não faz o coração bater à toa
Que dá aquela sensação muito louca
E que é grande no meu bem querer
Mel, feliz mel,
Que habita a mente me levando ao céu
E que desce como um floquinho de neve
Faz meu inverno e me aquece
Pela intensidade de seu calor
Ah! Mel, beija o céu e me abraça.
Faz chover estrelas
Para que a terra também se ilumine
E para que todos, no amor sublime,
Eternizem num só encanto…
Juçara Menezes

Poema de hoje

Eu e Erika (a minha “mulé”)
MULHER
A mulher que chamo minha por egoísmo
E chamo de amiga por pudor.
Ouço seu gemido na madrugada
Um sonho em minha cama, por amor.
São exigências e renúncias.
São suspiros, na realidade.
E com lembranças de noites de loucuras
O meu pranto eu recolho por vaidade.
Então se ri, depois se chora
Ri-se do amor sem hora
Chora-se na partida a demora.
E na recordação comigo voou
A mulher que chamo amiga para os outros
E a mulher que digo minha por amor…
Darth J. Vader

Poema de hoje

ALGO
O que está acontecendo eu não sei
Sei que algo está me aquecendo
Mas sei o porque que não fiquei
Fui pensando, imaginando, enlouquecendo
Emoções estão aqui dentro
E vão acabando com minha paz,
Não sei exatamente o que quero,
Mas vai perturbando mais e mais…
Um plano infalível, quem sabe,
Posso resumir o que sinto
Já que meu amor é coisa de tempo
E este para mim é infinito.
Sou jovem, minha vida vou realizando.
Mas o sonho, eu garanto, será vivido…
Darth J. Vader

Poema de hoje

Estilhaçado coração
Ela nega seu bel-prazer.
Confissões… Confusões…
E ela renega meu bem querer.
Até quando me sufocar?
Até aonde tentar?
Quando conseguir?
Quando desistir?
Respostas sem razão.
Estilhaçado coração.
E se ela recompõe o meu todo?
E se ela me despreza essa emoção?
Tenho de cor a solução.
O poeta já disse:
Tudo vale a pena
Quando a alma não é pequena.
E por que não me entregar à paixão
Já que é dela o errado e a razão?
Porque o futuro a Deus pertence
E outro poeta já diz:
Tem nada não,
Eu vi rosa e não vi raiz,
Quem vê cara não vê coração
A dois palmos do nariz…
Darth J. Vader

Poema de hoje

Brilho eterno de uma mente sem lembranças
Que sorte tem a inocente vestal!
Esquecendo o mundo e sendo por ele esquecida.
Brilho eterno de uma mente sem lembranças
Toda prece é ouvida, toda graça se alcança
Alexander Pope

Poema de hoje

BONS TEMPOS
A amizade foi nascendo de um pandeiro,
E crescendo a cada dia numa simples canção.
A maçã foi dada na metade do começo
E a amargura no final da ingratidão.
Quando a saudade nos espaços erra
Sempre ouvindo aquela ou outra canção
Sinto de volta tudo que já senti,
antiga era,
Amigas, namoradas, meu coração.
Um olhar, um sorriso no ar,
Vem nascendo de um nada
Mas de tudo é razão.
Enquanto eu, perdida em pensamentos,
Neste vasto labirinto dos sentimentos,
Procuro esquecer tudo, tudo em vão.
Darth J. Vader

Poema do dia

Luar no Vale do Jari (AP) – Foto: Elton Tavares.
LUA ADVERSA
Tenho fases, como a lua.
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua…
Perdição da minha vida!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.
Fases que vão e que vêm
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.
E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua…
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu…
Cecília Meireiles
* Contribuição de Darth J. Vader.

Poema de hoje

“Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim”

* Trecho do poema “Desejo”, de Vítor Hugo.

Poema de hoje

Li este poema, do Paulo Leminski, dia destes. Salvei, mas não lembro de onde. Fico devendo a fonte, mas o autor é ele mesmo.

Poema de hoje

A Música
Essas sonoras ondas que ao coração chega, abate o cansaço, e a felicidade bendiz notas, divindade de DEUS, sua perfeição, sentida em presença, Minh’alma ecoa cada som, meu coração as faz propagar, aumentar, e sentir no físico a felicidade em minha fronte, curto o som, que jazz se vai, trêmulo e compassado, sempre afinado.
By Weverton O. Reis

Poema de hoje

Avassaladora lembrança
Avassaladora lembrança, que sem chão me deixa, resvala em minhas duvidas, me afasta das certezas, desço ao mais fundo das recordações, só para ouvir sua voz, que docemente soa em pensamentos, pela calada da noite, meu coração soluça, chamo por ti, só escuto ecos, sem respostas, vejo meu olhar fugir de você, vagando pelo nada, sinto sua falta, não espero que respondas, só achega-te aqui
By Weverton O. Reis

Poema de hoje

Esperança de Um Tudo Novo de Novo

Meu anoitecer se encontra em evidencia com dias passados, pensando na vida, preencher minhas idéias esta impossível, pois árido é o contexto dos pensamentos, cheio de lembranças ignóbeis, desniveladas de boas idéias, chega! A calmaria pede moradia, meu descanso já é notável, pois o amanhecer me traz esperança de um tudo novo de novo.
By Weverton O. Reis

Poema de hoje

A velha turma. Vinho barato e viola (sou o cara de camisa branca virado e olhando pra foto) – 1995. 
Boas Recordações


As memórias passadas se entrelaçam no seu ausente presente,
Fazendo do inquieto um coração carente,
Revelando-se ao que veio a ser,
Mantendo, entregando, salvando onde ninguém poderá te tocar,
A chave é minha, e a porta é sempre a entrada, nunca minha saída,
Assim em mim como a fizeste a ti, essa lembrança aqui sem parecer ter fim.
By Weverton O. Reis

Poema de hoje

Lua minguante e ela sumindo  (por Darth J. Vader).
E lá vai você de novo
Enjoou-se de ser gorda
E tem agora vergonha
De diminuir roupa.
Não tem problema, amiga minha,
Só não suma por muito tempo
Tenha saudades de minha guia
Como viver meu melhor momento
Se você some com ela?
Já pensou? E eu  aqui morrendo
Da falta que me fazem…
E vocês aí sorrindo
Com o sofrimento que me trazem.
É justo que Jacy  queira sumir.
Toda a noite é colocada para ouvir
Lamentos e gemidos dos apaixonados.
“Vou descansar um pouco!” Você me diz.
“Volto outra noite, para continuar a conversa”
Verdade! Mas não demora!
Infelizmente preciso de você a qualquer hora.
Prometo que quando voltares
Eu recitarei para ti
As mais lindas canções
E você, boçal, vai rir:
“Sou a musa da poesia,
Do amor e dos corações!”