CEA Equatorial apresenta novo centro de operações integradas para monitoramento de ocorrências

COI garante o monitoramento da energia 24h no estado, (Foto: CEA Equatorial)

A operação de energia no estado do Amapá é monitorada ininterruptamente pelo centro de operações da CEA Equatorial e para que os trabalhos sejam desempenhados de uma melhor forma, garantindo um ambiente mais moderno e funcional, a empresa apresentou no início do mês de fevereiro seu novo Centro de Operações Integradas, COI, que traz um controle mais amplo, interligado e eficiente.

Tempo real

O centro de operações mantém plantonistas 24 horas para monitorar as equipes de rua e as direcionar conforme as demandas levantadas pelos canais de atendimento. Só em 2023, foram registradas mais de 250 mil ocorrências no centro da CEA Equatorial.

Para demandas de energia, o contato pode ser feito pelo 0800 096 0196 ou pela Clara, no WhatsApp 96 3082-2949. As demandas são tratadas de forma proativa, via alarme, por meio do sistema supervisório de monitoramento do sistema elétrico do Amapá. Estas demandas também dão entrada com base nas ocorrências registradas pelos clientes, como pedido de ligação, religação, entre outros. As pendências são registradas no sistema, que organiza as rotas de trabalho em campo e atribui automaticamente parte dos serviços para as equipes.

Somente em 2023, 253 mil chamados foram feitos ao centro. (Foto: CEA Equatorial)

Investimentos

Os investimentos realizados contemplam a modernização da estrutura e a aquisição de equipamentos de inovação para a rotina.

“Nosso novo COI centraliza os processos, as equipes e a tecnologia necessária para monitorar de forma contínua as operações que a Equatorial gere no Amapá. Isso aumenta a nossa eficiência, traz mais agilidade na tomada de decisões, diminui os tempos de manutenções de processo e sincroniza os dados que são gerados diariamente. É mais eficiência em nossa missão”, conclui Augusto Dantas, presidente do grupo no Amapá.

Assessoria de Imprensa da CEA Grupo Equatorial Energia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *